CUEH2F9XYX2O.jpg

Por Acauan

Se você fosse um pregador extremamente interessado em conquistar seguidores para uma nova religião, por qual destas duas abordagens você optaria:

1ª Proclamar que Deus olha apenas o coração e os atos de cada um, independente de seus rituais ou crenças; ou

2ª Anunciar que só existe uma verdadeira Fé (a que você prega, claro) e os que a abraçarem desfrutarão de infinitas recompensas, enquanto os que a negarem sofrerão indescritíveis tormentos.

Uma nova crença colocada no mercado, cujo sucesso depende de um apelo suficientemente forte para conquistar fiéis de religiões já estabelecidas, jamais lograria sucesso usando como estratégia de marketing a primeira mensagem.
O resultado óbvio deste tipo de pregação seria transmitir no público a conclusão de que “se tanto faz, fico onde estou”. A famosa lei da inércia aplicada aos consumidores.

Seria algo como lançar um novo sabonete em uma campanha publicitária tendo por slogan “lava igual aos outros e custa o mesmo preço”. Ninguém vai querer nem experimentar.

A propaganda e marketing religiosos valem-se de lógica muito semelhante, só que levada a extremos aos quais os profissionais da área jamais sonhariam, como ameaçar com um destino horrível aqueles que tomarem banho com o sabonete da concorrência.

O fato é que funciona. Cristianismo e Islamismo estão aí para provar.

A próxima vez que te oferecerem o Céu, lembre-se do sabão que lavava mais branco. E pense duas vezes.

ACAUAN DOS TUPIS

Publicado originalmente em 19/5/2003 13:28:20