Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

Moro é um imbecil perigoso

Moro vem a terra lusa dar bitaques, nomeadamente no caso que investiga o antigo primeiro-ministro luso, José Sócrates. Este último acusa Moro de activista político disfarçado. Moro responde: não debate com criminosos.

Se de facto Moro disse o acima expresso, então é um imbecil perigoso.
Justiça não é um acto intuitivo e opinião pessoal. Declarar alguém jamais condenado como criminoso é manchar quer a profissão de juiz quer a função de ministro.


Povo pode achar isto ou aquilo, mas o funcionário da justiça quer-se de maior elevação ética.

Comentários

  • SpiderSpider Member
    - Ele não é mais juiz.

    Abraços,
  • Você é um imbecil engraçado.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • PugIIPugII Member
    Spider disse: - Ele não é mais juiz.

    Abraços,

    Irrelevante.

    Engraçado ver o gajo em Portugal. Igualmente, observar o virgem ofendido.

    Ou virgens, vá-se saber
  •   “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • NadaSeiNadaSei Administrator, Moderator
    Chamar um sujeito que inclusive já esteve preso e que defende o presidiário Lula, de criminoso é ser "um imbecil perigo", mas montar organizações criminosas e ser preso, ao mesmo tempo em que defende organizações criminosas e presidiários de outras nações é ser o que? Lúcido?

    Seus comentários são sempre uma viagem pelo mundo bizarro Pug.
    “A violência comunista não foi mera aberração da psique eslava, mas sim algo diabolicamente inerente à engenharia social marxista, que, querendo reformar o homem pela força, transforma os dissidentes primeiro em inimigos, e depois em vítimas.” - Roberto Campos
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.