Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

Marcus Valerio XR Dispara : Civilização JUDAICO-CRISTÃ?!

EmmedradoEmmedrado Member
editado May 26 em Religião é veneno
Marcus Valerio XR
3 h ·
Civilização JUDAICO-CRISTÃ?!

Este é um daqueles termos que de tão exaustivamente repetidos e ouvidos desde a mais tenra idade, criam a ilusão de alguma legitimidade pela mera familiaridade, mas que ao ser submetido a um mínimo de atenção, se revela um absoluto disparate.

NÃO EXISTE CIVILIZAÇÃO JUDAICO-CRISTÃ ALGUMA! Nossa civilização, se merece ser chamada de cristã, tem absolutamente nada de judaica, e aliás isso deveria ser óbvio a começar pelo fato de que a marca distintiva do judaísmo é justamente a preservação de sua tradição sem se misturar com as culturas à sua volta, cuidado sem o qual seria impossível que se mantivesse coesa até a atualidade.

Esse falseamento da realidade, além da mera e exaustiva repetição, só aparenta um pingo de veracidade justo pelos elementos judaicos absorvidos por meio do cristianismo passagens bíblicas, porém, todos os elementos de origem judaica que efetivamente se incorporaram a nossas tradições foram resignificados ao ponto de não mais serem reconhecidos pelos judeus, não sendo a toa que são rejeitados por eles.

Uma civilização implica numa cultura, ou num amálgama de tradições que se mistura numa cultura comum. É justo chamar a nossa de cristã, com evidente influência grega, e mesmo árabe, além de outras claras absorções culturais, e diante disso é fácil verificar que a influência judaica beira a inexistência. E os exemplos a seguir, embora estejam focados no nosso Brasil, são análogos ao da maioria das nacionalidades de influência europeia.

Primeiro, o idioma. Somos capazes de elencar uma vastidão de termos oriundos de idiomas diferentes, com especial influência do árabe, de línguas indígenas, termos de origem africana e diversas influências de outras tradições.

Alguém seria capaz de citar um único exemplo de palavra em nosso idioma que seja de origem judaica? Com a exceção de alguns poucos termos que nos foram legados pelo cristianismo, ou daqueles que designam elementos da cultura judaica em si, é uma tarefa praticamente impossível, ao passo que inúmeros outros das mais diversas origens são evidentes.

Segundo, os costumes. Não há qualquer exemplo de festividade, ritual ou feriado judaico que subsista em nossas tradições. Afora a própria Páscoa, que tem significado absolutamente diferente para os judeus que não reconhecem a nossa versão, a maioria de nós não faz a menor ideia de que são um Yom Kippur, um Chanukah ou um Purim. Nossos costumes, e os judaicos, estão literalmente em TEMPOS diferentes. Eles estão no ano 5779, seguindo um outro calendário, e não trabalhando em pleno Sábado!

Quem de nós sabe o que é não trabalhar no Sábado?! E isso não siginifica "não ir pro trabalho", mas realmente não fazer coisa alguma de produtivo, sequer preparar a comida, que é preparada no dia anterior, e não realizar nem mesmo um esforço maior, visto que o Shabat é um dia de contemplação. Mas com exceção parcial dos menos de 0,5% de Adventistas do Sétimo Dia, isso é, para a totalidade dos brasileiros, isso é quase inimaginável.

Lamentavelmente, também não absorvemos em nada os bons hábitos judaicos mais secularizados de educação financeira, poupança e estudo, e nossas maiores festividades, como o Carnaval, as festas juninas ou o Natal, são solenemente ignoradas pelos judeus, ou existem em versões completamente diferentes em épocas distintas do ano.

Terceiro. Hábitos alimentares. Nós adoramos bacon, feijoada, torresminhos, carnde de porco em geral. Mas os judeus, assim como os muçulmanos, e mesmo os hindus, repudiam seu consumo. E em nosso dia a dia estamos fartamente acostumados com os mais diversos itens culinários estrangeiros, como sushi, massas italianas, comida árabe ou até indiana. Temos uma infinidade de restaurantes de cada uma dessas tradições.

Mas quem de nós conhece alguma coisa de culinária judaica? Eu conheci, já tive amigos judeus e frequentei suas casas. Mas depois que voltaram a Israel, nunca mais tive a oportunidade. Aqui em Brasília, podemos contar com uma infinidade de restaurantes das mais diversas culinárias internacionais, temos até Fast Food de comida árabe, mas continua quase impossível achar alguma coisa de comida judaica. E o digo lamentando profundamente.

Enfim, retomando. Você consegue citar um único exemplo de culinária Kosher, algum rito ou festividade judaica, ou mesmo uma palavra de origem hebraica, que estejam incorporados ou sejam pelo menos comuns em nosso idioma?

Não! Não há! SOMOS TOTALMENTE SEPARADOS da tradição judaica. NADA HÁ DE JUDAICO EM NOSSA CIVILIZAÇÃO! Ela tem muito mais em comum com a cultura árabe ou com a chinesa do que com a judaica. E assim o é na maioria dos países do mundo, pois, como dito, os judeus sempre tiveram o hábito de se manterem coesos e evitarem se mesclar com as culturas locais. E até um contrasenso à essência do judaísmo crer que ele iria se amalgamar a uma outra cultura qualquer ao ponto de ser possível falar em uma cultura "judaico-alguma outra coisa!"

Não é a toa que eles possuem cinco mil anos de tradição! Nós mal temos 500, e até nossos ancestrais culturais mal remontam ao Ano Domini.

NÃO EXISTE CIVILIZAÇÃO JUDAICO-CRISTÃ!

O pouco de judaico que o Cristianismo absorveu foi rapidamente depurado. Ninguém perseguiu mais judeus que cristãos, e mesmo seus elementos culturais mais secularizados foram, por milênios, reprimidos até sumirem de nossas lembranças.

Nossas línguas, nossos costumes mais tradicionais, hábitos mais cotidianos, nossa ciência, história e tudo o mais que possamos elencar não tem coisíssima alguma de judaico.

Claro, que há quem queira mudar isso, mas já estarei satisfeitíssimo se daqui para frente você nunca mais deixar de sentir um arrepio toda vez que ouvir falar desse disparate sem o menor fundamento.

E não serão poucas vezes.

https://www.facebook.com/MarcusValerioXR/posts/10219579363097661
"Eu canto com a minha alma, com o meu corpo, com o meu sexo... Eu canto inteira! "
 Janis Joplin
ok ! ok ! Eu acredito no ontem seus crentes !
 

Comentários

  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    editado May 26
    Faz algum sentido, mas o cristianismo, mesmo tendo expulsado os judeus, é uma criação judaica.

    E há muitas palavras de origem judaica: aleluia, amém, bálsamo, cabala, éden, fariseu, hosana, jubileu, maná, messias, satanás, páscoa, querubim, rabino, sábado, serafim.

    Mais sobre o assunto:
    http://www.filologia.org.br/viiifelin/39.htm
  • VolpiceliVolpiceli Member
    editado May 29
    E há muitas palavras de origem judaica: aleluia, amém, bálsamo, cabala, éden, fariseu, hosana, jubileu, maná, messias, satanás, páscoa, querubim, rabino, sábado, serafim.


    Sem falar nos nomes que adotamos e tem origem judaica. Só para ficar nos mais comuns: Maria, João e José.


  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    editado May 31
    Raras vezes li tanta bobagem junta neste fórum.
    E olha que estamos acumulando bobagens neste espaço há quase VINTE anos.
    Por quais cargas d'água alguém tentaria contestar um dos conceitos mais consolidados de nosso tempo, o Ocidente judaico-cristão, tanto quanto greco-romano, com pseudo argumentos tão bobos quanto"hindus não comem carne de porco"... dã... hindus ortodoxos não comem carne, de qualquer tipo, e o bicho sagrado lá é a vaca, não o Gaguinho e o Pumba.

    A resposta, simples e triste, é que o esquerdismo brasileiro entre tantas outras perversões resolveu adotar o antissemitismo como uma de suas pautas. Esta gente tem que ser a favor do aborto, a favor de travestis em banheiro feminino e contra Israel e os judeus, claro, sempre que possível usando o termo sionista, prá somar hipocrisia aos seus outros pecados.
  • CameronCameron Member
    editado May 31
    A resposta, simples e triste, é que o esquerdismo brasileiro entre tantas outras perversões resolveu adotar o antissemitismo como uma de suas pautas. Esta gente tem que ser a favor do aborto, a favor de travestis em banheiro feminino e contra Israel e os judeus, claro, sempre que possível usando o termo sionista, prá somar hipocrisia aos seus outros pecados.
    O que leva a pergunta, com qual finalidade? Essa questão não tem qualquer relevância no nosso país, não há um número expressivo de islâmicos que possa resultar em votos usando esse discurso furado, consigo entender eles fingirem que se preocupam com negros, gays e pobres, eles querem buchas de canhão e massa de manobra mas parece que eles não tem nada a ganhar com ódio aos jude... (cof, cof), sionistas.


  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    editado May 31
    Cameron disse: O que leva a pergunta, com qual finalidade? Essa questão não tem qualquer relevância no nosso país, não há um número expressivo de islâmicos que possa resultar em votos usando esse discurso furado, consigo entender eles fingirem que se preocupam com negros, gays e pobres, eles querem buchas de canhão e massa de manobra mas parece que eles não tem nada a ganhar com ódio aos jude... (cof, cof), sionistas.
    O ódio aos judeus deve ser devido a Israel ser aliada dos EUA. Se fossem antiamericanos, seriam apenas mais um país exótico, num lugar exótico, sempre em guerras obscuras com seus vizinhos.

    Por outro lado, o antissemitismo é algo secular e deve influenciar muita gente, inclusive esquerdistas, ainda mais se considerarmos que há, na cabeça das pessoas, uma certa ligação entre judeus e capitalismo.

    Já a suposta preocupação com gays, negros e pobres não passa de uma estratégia para dividir e então dominar.
    Depois de tomar o poder, a esquerda se torna racista e homófoba rapidamente, haja vista Cuba.
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    editado May 31
    Cameron disse: O que leva a pergunta, com qual finalidade? Essa questão não tem qualquer relevância no nosso país, não há um número expressivo de islâmicos que possa resultar em votos usando esse discurso furado, consigo entender eles fingirem que se preocupam com negros, gays e pobres, eles querem buchas de canhão e massa de manobra mas parece que eles não tem nada a ganhar com ódio aos jude... (cof, cof), sionistas.

    Um dos motivos é Israel ser aliado dos Estados Unidos, então, inimigo da Esquerda.
    Ocorre que pelo tom geral desta Esquerda, eles odeiam Israel mais ainda do que ao Uncle Sam e não é por causa dos coitadinhos dos Palestinos. Nenhum militante levanta uma palavra em defesa do povo Curdo, que são muçulmanos sem Pátria que vivem sob ameaça de outros muçulmanos.

    Tudo indica que odeiam Israel como um símbolo da civilização Ocidental que triunfou em uma terra dominada pela civilização concorrente.
    E esquerdista que se preza tem obrigação de soltar gritinhos e rasgar seus babados toda vez que a civilização Ocidental se prova superior às outras, incluindo nos gritinhos todo tipo de tentativa de desmerecer este sucesso.

    O preocupante é que neste caso os esquerdistas cruzaram uma linha perigosa até para eles.
    No discurso a Esquerda é antirracista, mas é claro como o Sol que abrem uma exceção pro antissemitismo.
    Se dedicaram tanto ao ódio ideologicamente direcionado que romperam o último vínculo moral que tentavam ostentar, mesmo que só no discurso de propaganda.
  • PercivalPercival Member
    editado May 31
    Acauan escreveu: »
    Raras vezes li tanta bobagem junta neste fórum.
    E olha que estamos acumulando bobagens neste espaço há quase VINTE anos.

    E olha que temos o @PugII aqui.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • PercivalPercival Member
    Acauan escreveu: »
    Cameron disse: O que leva a pergunta, com qual finalidade? Essa questão não tem qualquer relevância no nosso país, não há um número expressivo de islâmicos que possa resultar em votos usando esse discurso furado, consigo entender eles fingirem que se preocupam com negros, gays e pobres, eles querem buchas de canhão e massa de manobra mas parece que eles não tem nada a ganhar com ódio aos jude... (cof, cof), sionistas.

    Um dos motivos é Israel ser aliado dos Estados Unidos, então, inimigo da Esquerda.
    Ocorre que pelo tom geral desta Esquerda, eles odeiam Israel mais ainda do que ao Uncle Sam e não é por causa dos coitadinhos dos Palestinos. Nenhum militante levanta uma palavra em defesa do povo Curdo, que são muçulmanos sem Pátria que vivem sob ameaça de outros muçulmanos.

    Tudo indica que odeiam Israel como um símbolo da civilização Ocidental que triunfou em uma terra dominada pela civilização concorrente.
    E esquerdista que se preza tem obrigação de soltar gritinhos e rasgar seus babados toda vez que a civilização Ocidental se prova superior às outras, incluindo nos gritinhos todo tipo de tentativa de desmerecer este sucesso.

    O preocupante é que neste caso os esquerdistas cruzaram uma linha perigosa até para eles.
    No discurso a Esquerda é antirracista, mas é claro como o Sol que abrem uma exceção pro antissemitismo.
    Se dedicaram tanto ao ódio ideologicamente direcionado que romperam o último vínculo moral que tentavam ostentar, mesmo que só no discurso de propaganda.

    Onde a ideologia se torna algo principal, a vida vira uma mera banalidade.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • HuxleyHuxley Member
    Eu não entendo como podem relacionar o antissemitismo dos esquerdistas socialistas a anti-ocidentismo.

    Os judeus são um povo que se originaram no Oriente Médio e mesmo a diáspora judaica teve sua versão oriental. Os judeus dispersos no ocidente também conservaram bastante daquilo de sua cultura que surgiu no oriente.

    Sem falar que cultura marxista também é cultura ocidental. Cultura ocidental que virou grande influência em Cuba, Venezuela e União Soviética. Esses países também fizeram e/ou fazem parte da civilização ocidental.
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    editado June 6
    Huxley disse:
    Sem falar que cultura marxista também é cultura ocidental. Cultura ocidental que virou grande influência em Cuba, Venezuela e União Soviética. Esses países também fizeram e/ou fazem parte da civilização ocidental.

    O Ocidente é multicultural e esta é sua grande força, mas o fato de uma cultura surgir ou existir no Ocidente, por si só, não a torna Ocidental.

    No caso do Marxismo, trata-se de uma ideologia revolucionária, um movimento de ruptura civilizacional.

    O objetivo dos regimes marxistas de modelo soviético é substituir os fundamentos da civilização Ocidental pelos ideais do socialismo, com resultados conhecidos.

    E as questões econômicas são as menores aqui.
    A grande obrá do Ocidente foi a construção filosófica do indivíduo e sua sacralização, principios negados e combatidos pelo coletivismo oligárquico socialista.
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    editado June 6
    No mais, os fundamentos do Marxismo são o materialismo dialético e o determinismo histórico, que têm sim raízes em escolas filosóficas Ocidentais, mas que interpretadas pela práxis convergem para negação destas escolas e criação de outras que lhes são aberrantes, como Relativismo e Desconstrucionismo.
  • ENCOSTOENCOSTO Member
    mas o Marcos valerio fez um esqueminha legal da terra plana que eu usava nos debates contra crentes lá em 2003 ainda.
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    ENCOSTO disse: mas o Marcos valerio fez um esqueminha legal da terra plana que eu usava nos debates contra crentes lá em 2003 ainda.

    Também tinha uns textos legais sobre filosofia, como um sobre o Solipsismo.
    Agora chegou ao fundo do poço de negar as origens TAMBÉM judaicas da civilização Ocidental, possivelmente por alguma tara ideológica.

  • PercivalPercival Member
    Acauan disse:
    ENCOSTO disse: mas o Marcos valerio fez um esqueminha legal da terra plana que eu usava nos debates contra crentes lá em 2003 ainda.

    Também tinha uns textos legais sobre filosofia, como um sobre o Solipsismo.
    Agora chegou ao fundo do poço de negar as origens TAMBÉM judaicas da civilização Ocidental, possivelmente por alguma tara ideológica.


    Putz casos assim tem que ser estudados.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • EmmedradoEmmedrado Member
    editado June 7
    Marcos é meu amigo , tirou um monte de merdas criacionistas minhas do site dele a meu pedido , coisa que os ceticuzinhos por exemplo não fizeram. O problema é que a esquerda seduz e faz fanáticos , ele foi capturado .
    "Eu canto com a minha alma, com o meu corpo, com o meu sexo... Eu canto inteira! "
     Janis Joplin
    ok ! ok ! Eu acredito no ontem seus crentes !
     
  • EmmedradoEmmedrado Member
    editado June 7
    Acauan disse:
    ENCOSTO disse: mas o Marcos valerio fez um esqueminha legal da terra plana que eu usava nos debates contra crentes lá em 2003 ainda.

    Também tinha uns textos legais sobre filosofia, como um sobre o Solipsismo.
    Agora chegou ao fundo do poço de negar as origens TAMBÉM judaicas da civilização Ocidental, possivelmente por alguma tara ideológica.

    Solipsismo no site dele uma preciosidade .

    http://www.xr.pro.br/MONOGRAFIAS/SOLIPSISMO.HTML
    "Eu canto com a minha alma, com o meu corpo, com o meu sexo... Eu canto inteira! "
     Janis Joplin
    ok ! ok ! Eu acredito no ontem seus crentes !
     
  • HuxleyHuxley Member
    Civilização ocidental "escocês de verdade"...
  • HuxleyHuxley Member
    As crenças religiosas dos judeus e cristãos contemporâneos são em grande medida, processuais ou metafóricas, eles não são fundamentalmente religiosos nas ações. E isso é bom. Já pensou como seria a persistência na ideia da Bíblia como fonte de verdade literal ética? Eis um artigo bom sobre o assunto:

    http://www.xr.pro.br/LIVROS/BIBDIVIN.HTML
  • PercivalPercival Member
    Huxley escreveu: »
    As crenças religiosas dos judeus e cristãos contemporâneos são em grande medida, processuais ou metafóricas, eles não são fundamentalmente religiosos nas ações. E isso é bom. Já pensou como seria a persistência na ideia da Bíblia como fonte de verdade literal ética? Eis um artigo bom sobre o assunto:

    http://www.xr.pro.br/LIVROS/BIBDIVIN.HTML

    612cc810edab6569fd6f1e6fca3a5e9d.jpg
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    editado June 8
    Huxley disse: As crenças religiosas dos judeus e cristãos contemporâneos são em grande medida, processuais ou metafóricas, eles não são fundamentalmente religiosos nas ações. E isso é bom. Já pensou como seria a persistência na ideia da Bíblia como fonte de verdade literal ética? Eis um artigo bom sobre o assunto:

    http://www.xr.pro.br/LIVROS/BIBDIVIN.HTML
    "Se alguém seguir o Antigo Testamento ao pé da letra, será preso.
    Se alguém seguir o Novo Testamento ao pé da letra, será internado"

  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Huxley disse: As crenças religiosas dos judeus e cristãos contemporâneos são em grande medida, processuais ou metafóricas, eles não são fundamentalmente religiosos nas ações. E isso é bom. Já pensou como seria a persistência na ideia da Bíblia como fonte de verdade literal ética? Eis um artigo bom sobre o assunto:

    http://www.xr.pro.br/LIVROS/BIBDIVIN.HTML
    Temos uma vaga ideia sobre como surgiu o Novo Testamento: alguns poucos livros selecionados arbitrariamente, não sabemos por quem nem por que, dentre centenas. Mas não sabemos quem realmente os escreveu, não temos os originais, sabemos, devido às muitas versões existentes, que sofreram diversas alterações e inclusões ao longo dos séculos.

    E o Antigo Testamento? As versões mais antigas datam de 120a.C.
    Não sabemos que caminhos seguiu o texto ao longo dos séculos, quantos originais havia e quais critérios de seleção foram usados, quais alterações sofreram etc.

    Mesmo porque a Bíblia só passou a existir quando os cristãos reuniram os textos em um só volume.
    Até então, eram um monte de textos separados e não necessariamente vistos como igualmente confiáveis.

    Em suma, a Bíblia é apenas um amontoado de textos confusos e contraditórios, cheios de erros científicos e históricos, com as lendas de povos primitivos que provavelmente não tinham nenhuma relação entre si, mas foram agrupadas para formar uma sequência aparentemente coerente.

  • PercivalPercival Member
    A verdade é o cristianismo incorporou-se a sociedade mais do que a moldou.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    Percival disse: A verdade é o cristianismo incorporou-se a sociedade mais do que a moldou.

    Como ocorre em todo processo civilizacional.
    As forças civilizatórias influenciam o desenvolvimento de um modelo de sociedade e no processo passam a ser influenciadas por seus próprios efeitos.
  • HuxleyHuxley Member
    Revolução Gloriosa de 1688. Esse evento histórico institucional foi o evento mais importante na explosão de prosperidade mundial que surgiu após a Revolução Industrial.
  • HuxleyHuxley Member
    O evento histórico mais importante que influenciou na explosão de prosperidade mundial, melhor dizendo.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.