Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

Segundo Goldman, Doria não tem o “perfil da história política do PSDB”… É verdade, ele não tem mesmo

Alberto Goldman, vice-presidente nacional do PSDB, disse que João Doria não tem o “perfil da história política do PSDB.” Ele criticou o prefeito paulistano em entrevista para o Expresso, da Época, e disse que Doria não mostrou resultados até agora.

Claro que isso é mentira. Doria tem mostrado muito mais resultado do que qualquer político da atualidade no país. Aliás, ele cumpriu em dois meses boa parte daquilo que prometeu, o que já é algo bem acima da média. Só por isso, gente como Goldman já não deve conseguir dormir direito. Contudo, dizer que Doria não tem o perfil do PSDB é praticamente um elogio. É claro que Doria não tem.

Qual é o perfil do PSDB?

Em geral, um partido de centro-esquerda que raramente tem suas oscilações à direita. O perfil do PSDB é o perfil de gente como José Serra ou Aécio Neves, que em geral são bundões, frouxos e como oposição aos petistas deixam muito a desejar. FHC, por sua vez, é praticamente um aliado assumido do PT, do tipo que fica bravo quando alguém critica Lula, mesmo que o próprio Lula e seus seguidores o tenham atacado por anos.

É óbvio que João Doria não se encaixa nesse perfil. Ele teve mais coragem do que qualquer tucano, desde a campanha eleitoral, ao criticar Lula de forma clara e direta. Nos debates, quando necessário, colocou Haddad e Erundina em seus devidos lugares. Além disso ele teve coragem de prometer – e cumprir – coisas que tucano nenhum teria peito para dizer ou fazer. Sua postura é realmente muito distante da realidade do PSDB, é exatamente por isso que sua popularidade está tão alta.

No atual momento, Doria agrada a população, e isso desagrada os tucanos mais tradicionais, mais fisiológicos. Além disso, ele tem sido uma ameaça real à extrema-esquerda, coisa que até o momento nenhum político tradicional conseguiu ser. Se ele vai seguir nessa direção ainda não dá para saber, mas se continuar assim a coisa tende a ir muito longe.

http://www.ceticismopolitico.com/segundo-goldman-doria-nao-tem-o-perfil-da-historia-politica-do-psdb-e-verdade-ele-nao-tem-mesmo/
  “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
«1

Comentários

  • Quatro monstros da Rede que ficaram contra doações para Gestão Doria perderam na Justiça
    Nesta quinta, o juiz Danilo Mansano Barioni, da 1ª Vara da Fazenda da capital paulista, negou pedido de liminar em ação popular que pedia a proibição de o prefeito João Doria (PSDB) receber doações de particulares para a Prefeitura. A ação havia sido movida por quatro militantes da Rede, linha auxiliar do PT. Eles diziam que as empresas queriam lucro e portanto teriam interesses em fazer doações.

    O juiz não deu a mínima para o papo-furado ridículo da extrema-esquerda e disse: “Não há dano, lesão ou ameaça de lesão concreta ou imediata a debelar. Este o ponto nodal e, em princípio, suficiente, ao indeferimento da liminar”.

    O juiz ainda questionou: “Ao ajuizarem esta demanda, doaram parte do seu precioso tempo, empenharam seu bom nome, tudo com vistas à obtenção de algo que acreditam e que, se acolhido, asseguraria a visão que têm de melhor direcionamento administrativo, não seu interesse individual. Circunstancialmente têm, os quatro, filiação partidária, vinculados à REDE SUSTENTABILIDADE, partido que, parece, não integra a base de apoio do Prefeito. Ora, quem poderia dizer, sem ser leviano ao ajuizarem esta demanda movem-se por fins outros que não o da crença num país melhor?”.

    O juiz foi até bonzinho, pois ele poderia ter questionado: quão o nível de desumanidade monstruosa possui alguém que luta para que a população carente não seja beneficiada por doações? Tenha medo, tenha muito medo dessa gente do Rede Sustentabilidade.

    http://www.ceticismopolitico.com/quatro-monstros-da-rede-que-ficaram-contra-doacoes-para-gestao-doria-perderam-na-justica/
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Vamos ver se Doria resolve problemas historicos de São paulo: Inundações, por exemplo.

    Ficar varrendo a rua para se deixar ser filmado é bonitinho e motivador, mas só.
  • PercivalPercival Member
    editado March 2017
    ENCOSTO escreveu: »
    Vamos ver se Doria resolve problemas historicos de São paulo: Inundações, por exemplo.

    Ficar varrendo a rua para se deixar ser filmado é bonitinho e motivador, mas só.

    Verdade: veremos como ele se sai nessa gestão porque ele tem tomado medidas boas, mas fica muito esse lance de querer holofote ainda.

      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Extrema-esquerda chora ao saber que Doria vai economizar R$ 400 mi com privatização de parques
         HomeNotaExtrema-esquerda chora ao saber que Doria vai economizar R$ 400 mi com privatização de parques27 de março de 2017 2915821357-joao-doria-jr-participa-do-panico-veja-fotos.jpgEm sua série de melhorias para a cidade de São Paulo (geralmente a custo zero), o prefeito João Doria segue promovendo a concessão de parques da cidade à iniciativa privada. Vale lembrar que em sua campanha o prefeito disse que “não quer um centavo” da concessão dos parques paulistanos à iniciativa privada.O comentário de Doria foi feito ao G1 ao tratar seu objetivo de manter os 107 parques municipais ao custo de R$ 100 milhões por ano. “São R$ 400 milhões em uma gestão, valor que daria para construir dois hospitais”, disse.Sabe o que dói mais para a extrema-esquerda? É que esse dinheiro sai das mãos dos mamadores de tetas estatais, que poderiam gastá-lo de maneira menos responsável do que fariam com o dinheiro de hospitais.Ao inserir essa cultura de eliminação de desperdício, Doria complica até a vida de futuros prefeitos socialistas que queiram torrar o dinheiro dos outros à rodo.

    http://www.ceticismopolitico.com/extrema-esquerda-chora-ao-saber-que-doria-vai-economizar-r-400-mi-com-privatizacao-de-parques/
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • João Doria ainda vai se prejudicar com esse discursinho de “social democracia”661080-970x600-1-1.jpegNão chega a ser surpresa que João Doria tenha um discurso social-democrata, por vezes em excesso. Ele próprio se identifica assim, e já chegou ao equívoco de dizer que preferiria que Hilary ganhasse nos EUA em vez de Trump, o que considero completo disparate.
     Em entrevista recebe para o blog Glamurama, Doria afirmou o seguinte:

    Não acho que o mundo esteja dando uma guinada à direita. Sinto isso mais como um movimento pontual. Onde as esquerdas foram muito incompetentes, insensíveis, ideológicas demais, sindicalizadas em excesso, protecionistas no plano do abuso, houve uma reação popular natural – aí, o discurso mais à direita sensibiliza. Onde a esquerda teve a capacidade de ser mais social-democrata, mais permeável, ainda que tendo como princípio proteger os mais pobres e os mais humildes, ela se consolidou. A própria Angela Merkel não é de direita, é social-democrata, e consegue estabelecer equilíbrio entre o setor produtivo, a classe trabalhadora e os sindicalistas. Havendo equilíbrio, esse convívio é perfeitamente possível. Ela não deixou acontecer o que houve na França, por exemplo. Lá, você concede, concede, concede e – pum! – crise, crise, crise. Aí, a Marine Le Pen acaba tendo chance de se eleger agora.
           HomeAnáliseJoão Doria ainda vai se prejudicar com esse discursinho de “social democracia”17 de abril de 2017 661080-970x600-1-1.jpegNão chega a ser surpresa que João Doria tenha um discurso social-democrata, por vezes em excesso. Ele próprio se identifica assim, e já chegou ao equívoco de dizer que preferiria que Hilary ganhasse nos EUA em vez de Trump, o que considero completo disparate.Em entrevista recebe para o blog Glamurama, Doria afirmou o seguinte:
     Não acho que o mundo esteja dando uma guinada à direita. Sinto isso mais como um movimento pontual. Onde as esquerdas foram muito incompetentes, insensíveis, ideológicas demais, sindicalizadas em excesso, protecionistas no plano do abuso, houve uma reação popular natural – aí, o discurso mais à direita sensibiliza. Onde a esquerda teve a capacidade de ser mais social-democrata, mais permeável, ainda que tendo como princípio proteger os mais pobres e os mais humildes, ela se consolidou. A própria Angela Merkel não é de direita, é social-democrata, e consegue estabelecer equilíbrio entre o setor produtivo, a classe trabalhadora e os sindicalistas. Havendo equilíbrio, esse convívio é perfeitamente possível. Ela não deixou acontecer o que houve na França, por exemplo. Lá, você concede, concede, concede e – pum! – crise, crise, crise. Aí, a Marine Le Pen acaba tendo chance de se eleger agora.
    O erro já começa quando o prefeito, ao menos em discurso, parece acreditar que é postura “de esquerda” se preocupar com os mais pobres e humildes. Desde quando isso é verdade? Certamente não temos exemplos práticos de sequer um governo de esquerda – radical ou não – que não tenha prejudicado os mais pobres. Em seguida, ao citar o caso de Angela Merkel e reconhecer o óbvio – que ela não é mesmo de direita – ele também parece ignorar que a chanceler alemã é, de longe, uma das piores lideranças do primeiro mundo na atualidade.Ademais, nunca é excesso lembrar, foi a social-democracia a principal responsável pelo adoecimento do mundo ocidental, especialmente na Europa. Há poucos anos países como Suécia, Alemanha e França poderiam se orgulhar da educação, da qualidade de vida, da segurança que possuíam e de economias estáveis. Hoje, após algumas décadas de políticas social-democratas, estes países enfrentam crises – tanto econômicas como também sociais e até políticas – que não enfrentavam desde o pós-guerra.O nome de Doria surgiu como alternativa para a presidência em 2018, o que ainda não é uma certeza, já que ele próprio pode optar por não ser candidato. De qualquer forma ele é, ainda, uma alternativa válida dentro da nossa realidade. O que vai acontecer é que se Doria persistir com esse tipo de discurso, ficará cada vez mais difícil distanciá-lo dos tucanos comuns, o que é um problema. Desse jeito vamos acabar ficando com algum extremista de esquerda no poder novamente. http://www.ceticismopolitico.com/joao-doria-ainda-vai-se-prejudicar-com-esse-discursinho-de-social-democracia/
     
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  •   “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Sei lá se fez isso por falta de educação mesmo, por incapacidade de considerar críticas ou simplesmente para acalmar o padrinho, já que está sendo cobrado para ser governador ou presidente na próxima eleição.

    Pequenos gestos como estes podem queimar muito a imagem. Lembra-me do livro Minha Vida, de Lee Iacocca, onde alguém lhe dava um conselho:
    _ Você não será demitido porque perdeu um bilhão de dólares em alguma ideia desastrada, mas será demitido porque deu o azar de falar com Henry Ford II num momento em que ele está bêbado. Por nada vão brigar e aí você vai pro olho da rua.

    O Lula fez lambança atrás da outra em nome do Socialismo e arruinou o país, mas os pobres ainda acreditam que ele é um santo. O Bolsonaro fala qualquer besteira sem importância ou em algum contexto específico e já vai sendo processado por machismo, racismo, misogenia, homofobia...
  • Botânico disse: Sei lá se fez isso por falta de educação mesmo, por incapacidade de considerar críticas ou simplesmente para acalmar o padrinho, já que está sendo cobrado para ser governador ou presidente na próxima eleição.

    Pequenos gestos como estes podem queimar muito a imagem. Lembra-me do livro Minha Vida, de Lee Iacocca, onde alguém lhe dava um conselho:
    _ Você não será demitido porque perdeu um bilhão de dólares em alguma ideia desastrada, mas será demitido porque deu o azar de falar com Henry Ford II num momento em que ele está bêbado. Por nada vão brigar e aí você vai pro olho da rua.

    O Lula fez lambança atrás da outra em nome do Socialismo e arruinou o país, mas os pobres ainda acreditam que ele é um santo. O Bolsonaro fala qualquer besteira sem importância ou em algum contexto específico e já vai sendo processado por machismo, racismo, misogenia, homofobia...

    MUNDO LOUCO ESSE QUE VIVEMOS .
    O campo do saber é denso e inesgotável , isso é fascinante e muitas vezes frustrante .
    As tragédias Gregas são o que mais se aproximam da realidade de nossa existência .
     A Esquerda fede.

    26733605_2030841093794954_6333420943114735451_n.jpg?oh=975d4be8c706cd3a7cde665d84328988&oe=5AEFE225
     
  • Após jogar fora buquê que ganhou de ciclista, Doria dedica 'flores do mal' a Lula e Dilmadoriaflores.jpg

    U m dia após jogar flores entregues por uma cicloativista no chão, o prefeito de São Paulo, João Doria disse que flores devem ser dadas de coração e dedicou "flores do mal" ao ex-presidentes Lula e Dilma nesta segunda-feira (1º), na inauguração da Praça Ayrton Senna do Brasil, na Zona Sul.

    A inauguração do memorial nesta segunda foi marcada por um tom político. Doria fez referências às flores desprezadas por diversas vezes. "Quero deixar claro que eu faço aquilo que deve ser feito. E para isso, ninguém me intimida. Ninguém me empareda. Como ninguém intimidava o Ayrton Senna", disse durante a inauguração. "Porque eu sou brasileiro e amo meu país. Então não será nenhum ativista, arrivista, petista, ou qualquer outro Ista que vai me colocar contra a parede", continuou exaltado.

    Já aos gritos, Doria dedicou as flores que recebeu da ativista ao Partido dos Trabalhadores e aos desempregados. "Aquelas flores do mal que quiserem me dar ontem, eu dedico ao Lula, à Dilma e aos 14 milhões de desempregados do Brasil! Viva Ayrton Senna e viva o Brasil!".

    http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/apos-jogar-fora-buque-que-ganhou-de-ciclista-doria-dedica-flores-do-mal-a-lula-e-dilma.ghtml
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Ô seu Dória!
    As flores são inocentes. Não dependem da intenção de quem as ofereceu. Como mandatário, você deve dar exemplo. As jogar as flores pela janela do seu carro, você simplesmente disse aos porcões de sempre que, quando eles jogam coisas até piores, não estão fazendo nada de errado.
    O exemplo tem de vir de cima e sua alegação de que ninguém o intimida é tão boa para explicar o seu feito quanto a de Lula quando diz que o triplex reformado e pronto para a entrega lá no Guarujá não é dele...
  • O Supla que tentou atacar Doria por privatizações agora vê a mãe em escândalo originado num banco estatal
    19 de maio de 2017


     cms-image-000544158.png


     O roqueiro Supla (filho de Eduardo e Marta Suplicy) fez uma música com os seguintes versos: “Eleitores do Doria/ Faltaram na aula de história/ Do Brasil, do Brasil, do Brasil”. A música também tem essas trovinhas: “Magnatas obcecados/ Negócios lucrativos/ Privatizações do espaço coletivo”.


     No dia 7 de abril, Supla disse, à Folha, que “a canção tem um lado irônico e outro sério”. “Fico impressionado com o número de pessoas dormindo nas ruas da cidade. Isso não é normal; é desumano.”


     A música chama-se “Como os Ricos Pensam”.

     Bem, então tínhamos Supla fazendo uma narrativa contra as privatizações e atacando Doria por tabela.

     Nesta sexta (19) soubemos que o dono da JBS, Joesley Batista, citou a senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) em um dos anexos de sua delação premiada à Lava Jato. Segundo Joesley, Marta recebeu R$ 500 mil em espécie na campanha ao Senado em 2010.Já como senadora, após manter “amizade” com o dono da JBS, Marta teria recebido entre 2015 e 2016 uma “mesada” de R$ 200 mil. O pagamento teria durado cerca de 15 meses, segundo Joesley.

     Muito interessante. O que temos aqui é Supla criticando Doria por apoiar privatizações. Enquanto isso sua mãe é pega num escândalo que só pode ser propiciado porque o Estado possui uma instituição como BNDES, um banco estatal de investimentos que não devia nem existir.
     Será que Supla é um idealista ou um espertão?
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Por que campanha de Doria para “entrega de armas” não incluiu as armas de seus seguranças?9 de junho de 2017


     the-last-shot.jpg

    A Prefeitura de São Paulo divulgou o seguinte em seu site oficial:

     
     Como parte da campanha global para redução da violência armada, a Prefeitura de São Paulo, em parceria com Instituto Sou da Paz, promove na próxima quinta e sexta-feira, 8 e 9 de junho, uma campanha de entrega voluntária de armas. Cerca de 40 mil pessoas morrem vítimas de armas de fogo no Brasil por ano, e muitas destas mortes poderiam ser evitadas se não fosse a presença de uma arma.

    Com o mote Silence the guns, que dialoga com a realidade brasileira, a IANSA – International Action Network on Small Arms (Rede Internacional de Ação sobre Armas de Pequeno Porte, em tradução livre), realiza entre 5 e 12 de junho a Week of Action (Semana de Ação), em que anualmente organizações de todo o mundo promovem atividades pró redução da violência armada.

    A cidade de São Paulo tem centenas de postos de recebimento fixos cadastrados, onde os cidadãos podem entregar voluntariamente suas armas durante todo o ano, mas nesta semana quatro postos da Guarda Civil Metropolitana (GCM) estarão especialmente preparados para receber a população: dois na Zona Sul (Vila Mariana e Santo Amaro), um na Zona Norte (Santana) e um na Zona Leste (Aricanduva/Formosa).


    Para início de conversa, a informação que abre a notícia é falsa: a de que campanhas para “redução da violência armada” tem a ver com coleta de armas.

     A razão é que os cidadãos dispostos a sair matando os outros simplesmente não estão entre aqueles que entregam as armas. Somente caem nessa conversa os cidadãos que não tem por objetivo sair matando os outros, apenas se defenderem.

     Desta feita, a campanha é mentirosa do início ao fim, principalmente quando temos o fato de que a violência só está aumentando desde que se estabeleceu o desarmamento de civis no Brasil. Com isso, os criminosos violentos são estimulados a praticar mais violência, principalmente pela certeza de que suas potenciais vítimas estarão desarmadas.

     O mapa da violência também mostra que a violência atinge principalmente as faixas mais pobres da população. Em suma, o desarmamento transforma cidadãos pobres em potenciais vítimas de crimes bárbaros.

     É absurdo que João Doria tenha permitido uma campanha junto com uma ONG de extrema-esquerda como o Instituto Sou da Paz, que vem lançando discursos dissimulados em nome de ideias totalitárias. Na Venezuela, por exemplo, é fácil para as Forças Especiais de Maduro matarem o povo desarmado.

     O bizarro é que a extrema-esquerda que foi à campanha de “coleta de armas” com a prefeitura está pronta para demolir sua gestão, uma vez que não manifestam nenhum apreço a um modelo desestatizante de governo (pois dependem de tetas estatais).

     Mesmo ciente disso, Doria se alia a esse tipo de gente e despreza aquela parte da direita que o apoia. É uma afronta desarmar o povo quando o que estamos exigindo é o direito à autodefesa.

     Como se a afronta não fosse pouca, ninguém teve qualquer notícia de se os seguranças de João Doria entregaram suas armas na campanha. Quer dizer: o povo deve estar desarmado, mas não seus seguranças.

     E agora, Doria, como essa contradição pode ser explicada?http://www.ceticismopolitico.com/por-que-campanha-de-doria-para-entrega-de-armas-nao-incluiu-as-armas-de-seus-segurancas/
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Proposta de Doria, "ração humana" é condenada pelo Conselho Regional de Nutrição...


    12out2017---doria-anuncia-distribuicao-de-alimento-ultraprocessado-para-a-populacao-carente-produto-passou-a-ser-chamado-de-racao-humana-1508164219043_615x300.jpg






    Após o prefeito de São Paulo, João Doria, causar polêmica na última semana ao lançar o programa Alimento para Todos, que prevê a distribuição de um composto chamado de "ração humana" para a população carente e rebater as críticas ...


    - Veja mais em https://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/brasil/2017/10/16/proposta-de-doria-racao-humana-e-condenada-pelo-conselho-regional-de-nutricao.htm?cmpid=copiaecola
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Após o prefeito de São Paulo, João Doria, causar polêmica na última semana ao lançar o programa Alimento para Todos, que prevê a distribuição de um composto chamado de "ração humana" para a população carente e rebater as críticas ...

    - Veja mais em https://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/brasil/2017/10/16/proposta-de-doria-racao-humana-e-condenada-pelo-conselho-regional-de-nutricao.htm?cmpid=copiaecola
    A ideia é boa por reduzir o desperdício de alimentos descartados por estarem próximos à data de validade, mas o produto não pode ser vendido como "milagroso" ou "abençoado". É apenas um complemento.
  • O João Doria está fazendo um esforço tremendo para tentar mostrar que ele não é o cara dos primeiros 6 meses de governo.

    Tá conseguindo.
  • NadaSeiNadaSei Administrator, Moderator
    ENCOSTO disse: O João Doria está fazendo um esforço tremendo para tentar mostrar que ele não é o cara dos primeiros 6 meses de governo.

    Tá conseguindo.

    Infelizmente... Eu mesmo já estou indo de Bolsonaro mesmo tendo o Dória como opção. Faço parte das estatísticas que mostram o Dória em queda livre.
    “A violência comunista não foi mera aberração da psique eslava, mas sim algo diabolicamente inerente à engenharia social marxista, que, querendo reformar o homem pela força, transforma os dissidentes primeiro em inimigos, e depois em vítimas.” - Roberto Campos
  • Doria defende permanência de Aécio na presidência do PSDB até eleições internas. Podem fechar o caixão:

    https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2017/10/19/doria-defende-permanencia-de-aecio-na-presidencia-do-psdb-ate-eleicoes-internas.htm
  • HuxleyHuxley Member
    editado October 2017
    Até o Jeressati discorda dele. O Grupo Folha/UOL noticiou que Doria, "ao contrário de Tasso, que já afirmou não haver mais condições para que o senador permaneça no posto(...)" (http://www1.folha.uol.com.br/poder/2017/10/1928448-doria-defende-permanencia-de-aecio-na-presidencia-do-partido.shtml).

    Ademais, isso aqui embaixo é o tiro de misericórdia, para qualquer um que insiste em segurar o caixão de Doria:
    "Entendo que o senador Aécio Neves tenha a grandeza de compreender que seu período se encerra neste momento para uma nova etapa na vida do PSDB, que ele continuará sendo um bom senador da República, bom senador para Minas Gerais e para o PSDB", afirmou. "Meu respeito pelo senador Aécio Neves, sua biografia e história, mas entendo que é hora de mudar a direção do PSDB, não apenas porque o senador está sendo investigado - e eu acredito em sua inocência. Eu defendo fortemente que ainda em agosto ou setembro o PSDB democraticamente promova eleições para a Executiva Nacional", completou o prefeito. 

    Fonte: http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,doria-diz-que-aecio-deve-ter-grandeza-de-entender-que-seu-ciclo-se-encerra,70001923240 
  • KKKKKK! Não sei se rio ou se choro pelos pobres coitados que acreditam em políticos. Então o cara pede empréstimo em dinheiro vívo, recebe duas malas com 500 mil cada e... é inocente?
    Ora, um empréstimo "inocente", seria feito com base em documentos registrados em cartórios, com depósitos via "doc", com recibos impressos e assinados e com datas que existem...
    Mas como chamar de inocente um empréstimo feito por baixo dos panos? Quem faz empréstimos assim, certamente não está com boas intenções.
    Mas aposto que tem muita gente no PSDB rindo à toa agora. Especialmente o atual governador de S. Paulo. Mesmo lá embaixo na pesquisa, o único no  partido que sobrou foi ele.
  •   “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • JudasJudas Moderator
    NadaSei disse:
    ENCOSTO disse: O João Doria está fazendo um esforço tremendo para tentar mostrar que ele não é o cara dos primeiros 6 meses de governo.

    Tá conseguindo.

    Infelizmente... Eu mesmo já estou indo de Bolsonaro mesmo tendo o Dória como opção. Faço parte das estatísticas que mostram o Dória em queda livre.

    Também desisti do Dória.
    Isso mostra como somos ingênuos e como Dória é burro, mas muito burro mesmo.
     Nós que acompanhamos a política  tínhamos nele uma opção mais pragmática.
    Sabíamos que é de esquerda, que é do PSDB e etc...mas acreditávamos que era menos orgânico e menos metido em politicagem barata, que mesmo que meio esquerdista faria uma gestão mais voltada para privatizações e otimização de gastos.
    Também estávamos dispostos a votar em um cara de um partido grande com alguma capacidade de articulação política pra passar o que precisa ser passado na Câmara e Senado.
    Se não fosse o próprio sincericídio político dele teríamos votado nele.
    Como é que o cara pode ser burro assim a ponto de tirar o nosso voto dele? Como pode um cara esquerdar dessa forma em um momento que a esquerda queima o próprio filme? Ninguém quer ouvir falar de esquerda, de invasão de terra, de artista militante, de Aécio. Tá todo mundo de saco cheio dessas porras! Não precisa abanar o rabo pra essa gente.
    Primeiro turno devo votar no NOVO e segundo turno Bolsonaro.
    Mas não descarto a possibilidade de votar no Bolsonaro no primeiro turno de jeito nenhum.
  • JudasJudas Moderator
    Foi muita ingenuidade nossa acreditar no Dória.
    Está difícil discordar do Nando Moura e sua turma que foram contra desde o início.
  • Feliz que sou que não creio nos três Deuses cristãos e nem nos nossos políticos. Nem no Bolsonaro eu acredito. Nem acho que seja lá muito boa coisa, pois ainda está vivendo com sua mente nos seus tempos de infância. Até o Erasmo Dias reconheceu que aquele pessoal do DOI-CODI matou o Herzog e o operário por pura lambança. Queriam só mostrar serviço do estilo que já não cabia mais na situação, uma vez que os terrorista ou já tinham fugido ou estavam embaixo da terra.
    Bolsonaro parece ainda viver naqueles tempos. Uma comentarista da Turma da Mônica jovem, que deve ter muito o que fazer pois já há quase um ano não aparece no próprio blog falou que era muita vergonha alheia da minha parte eu dizer que idealismo esquerdista e nazismo eram a mesma coisa (alguém discorda?).
    Como ela não voltou mais, fiquei sem responder isso, mas o que eu ia dizer a ela é que vergonha alheia é o então presidente do PT, Rui Falcão, dizer que o PT perdeu o rumo da situação pois não ficou atento ao desagrado da zelites que não aceitavam a situação de ter de sentar-se num banco da avião ao lado de alguém que calçasse sandálias havaianas... Ou seja, depuseram a Dilma pois a política de inclusão do PT irritava a zelites por obrigá-la a dividir espaço com os pobres...

    O Bolsonaro, ao justificar as torturas, prisões, etc e tal, faz algo bem parecido...
  • JudasJudas Moderator
    Feliz que sou que não creio nos três Deuses cristãos e nem nos nossos políticos. Nem no Bolsonaro eu acredito. Nem acho que seja lá muito boa coisa,

    Talvez seja o menos pior, como sempre.
    Mas prestar não presta. Acabei de ver a entrevista dele no Antagonista.
    Tirando o Criaturo qualquer um de nós aqui faz um governo melhor que o dele.
  • Judas escreveu: »

    Talvez seja o menos pior, como sempre.
    Mas prestar não presta. Acabei de ver a entrevista dele no Antagonista.
    Tirando o Criaturo qualquer um de nós aqui faz um governo melhor que o dele.

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA



      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]

  • Extrema esquerda acaba de quebrar acordos com Doria e agora só resta ao prefeito vetar nome de Marisa à viaduto


    De uma coisa João Doria jamais poderá reclamar: de não ter sido avisado. Este blog foi bem claro ao avisar que não há acordos com petistas, que sempre atuam com base em intimidação, chantagem e judicialização. Mas não tem jeito: Doria parece gostar de crer em fantasias sobre “acordos com petistas”.

    O fato é que João Doria cancelou o evento de inauguração do viaduto que será batizado com o nome da falecida esposa de Lula (Marisa Letícia) e disse que a homenagem seria “injusta”.

    Só que a nota da prefeitura dizia que “a escolha do nome do viaduto é prerrogativa da Câmara Municipal e fruto de um acordo entre a maioria dos vereadores — e apenas por isso respeitado pela administração municipal, apesar da discordância do prefeito em relação à injusta homenagem prestada a alguém envolvido no maior escândalo de corrupção já registrado no país e que nunca morou na cidade nem jamais lhe trouxe qualquer benefício.”

    Ora, isso significava que o prefeito considerava “injusta a homenagem” mas acatava a decisão da Câmara. Nisto, caiu em uma contradição, ao falar em “acordos” com petistas e seus representantes, que jamais fazem acordos com inimigos. Petistas só resolvem as coisas na força ou na judicialização.




    Em texto anterior, eu lembrei claramente que “se os petistas judicializam toda e qualquer decisão de adversários, não há acordo a ser feito com eles, a não ser que seja um acordo judicial. Se Doria aceitou qualquer acordo com petistas, então não é ‘anti-petista’ ou ‘anti-Lula’ o suficiente. Para que Doria demonstre ser um ‘anti-Lula’, não poderá aceitar nenhum acordo com petistas”.

    O fato é que não demorou muito para Doria tomar a primeira rasteira dos petistas, como se vê em um texto de Luís Nassif, que, em vez de agradecer a capitulação de Doria (por acatar a decisão da Câmara de nomear o viaduto de Marisa Letícia), resolveu atacá-lo por uma suposta “pequenez”, que seria a de não fazer a inauguração.

    O texto de Nassif diz que “poucas vezes surgiu um homem público como João Dória Jr. São notáveis seu ego e sua incapacidade de cometer um ato digno, sequer”.


    Nassif não se contenta em atacar Doria, como também ataca sua esposa: “Ele e a senhora Dória conseguem sintetizar a pequenez, a mediocridade, a mesquinharia em estado líquido. A senhora Doria teve uma vida humilde, começando como funcionária da Embratur por indicação política. A primeira – e única – entrevista dada, depois do marido eleito, foi um festival inédito de provincianismo, mostrando-se escandalizada de lhe perguntarem sobre as ruas do centro, ela, que só conhece o centro de Nova York, Londres e das capitais europeias. Educação popular? Ótima para melhorar o nível das empregadas domésticas”.

    Sobre seu marido, Nassif bate aonde dói: “O marido não lhe fica atrás. Nem se fale do engodo de se apresentar como gestor. E atribuir o fato de jamais ter feito uma reunião conjunta de secretariado à conectividade: tendo o celular, pode fazer reuniões à distância”.


    Nassif​ segue: “Sua decisão de cancelar a inauguração do Viaduto que leva o nome de Marisa Letícia entrará para a história de São Paulo como a melhor definição de seu caráter. Provavelmente nem Paulo Maluf ousaria tanta mesquinharia contra uma pessoa”.

    Como se vê, ataques desse jeito – vindos da extrema esquerda – são uma demonstração clara de que eles não respeitam qualquer tipo de acordo feito com inimigos. É ataque sem parar e sem qualquer limite.

    Depois desse texto de Nassif (e já existem outros desconstruindo Doria sem dó), qualquer respeito a “acordo para manter o nome de Marisa Letícia” no viaduto se torna imperdoável sob todos os aspectos.

    O fato é que a extrema esquerda não possui respeito nenhum por Doria. E se ele mantiver o nome de Marisa Letícia no viaduto, perderá também o respeito dos opositores do PT. Cabe ao prefeito escolher se vai cometer suicídio político ou não.

    Avisamos que isto aconteceria: Doria acreditou em “acordos com petistas” enquanto qualquer pessoa em sã consciência sabe que petistas não respeitam acordos sociais feitos com inimigos.


    https://www.ceticismopolitico.org/extrema-esquerda-acaba-de-quebrar-acordos-com-doria-e-agora-so-resta-ao-prefeito-vetar-nome-de-marisa-a-viaduto/
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    "Enfia as panelas no cu!" - Dona Marisa
  • Este blog foi bem claro ao avisar que não há acordos com petistas, que sempre atuam com base em intimidação, chantagem e judicialização. Mas não tem jeito: Doria parece gostar de crer em fantasias sobre “acordos com petistas”.
     

    É igual acordo com o Islã.
  • Judas disse:
    Feliz que sou que não creio nos três Deuses cristãos e nem nos nossos políticos. Nem no Bolsonaro eu acredito. Nem acho que seja lá muito boa coisa,

    Talvez seja o menos pior, como sempre.
    Mas prestar não presta. Acabei de ver a entrevista dele no Antagonista.
    Tirando o Criaturo qualquer um de nós aqui faz um governo melhor que o dele.

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    O campo do saber é denso e inesgotável , isso é fascinante e muitas vezes frustrante .
    As tragédias Gregas são o que mais se aproximam da realidade de nossa existência .
     A Esquerda fede.

    26733605_2030841093794954_6333420943114735451_n.jpg?oh=975d4be8c706cd3a7cde665d84328988&oe=5AEFE225
     

  • O divórcio litigioso entre Doria e o MBL

    Brasil  19.01.18 17:15

    A gestão de João Doria afirmou que vai multar o MBL por colar cartazes na região da avenida Paulista, informa a Folha.

    Antes aliado do prefeito de São Paulo, o movimento agora ataca o plano de Doria para regular os aplicativos de veículos –os cartazes chamam o tucano de “João Desempregador”.

    Quem ficou numa situação difícil foi Paulo Mathias, prefeito regional de Pinheiros (logo, subordinado a Doria) e integrante do MBL.

    “Nesse episódio dos aplicativos, na minha opinião, erraram. A resolução 16 também não é do meu agrado, mas nem por isso vou sair por aí sujando a cidade”, escreveu Mathias nas redes sociais.

    Fonte: https://www.oantagonista.com/brasil/o-divorcio-litigioso-entre-doria-e-o-mbl/
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.