Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

Cristão Opina Porque Não Ouve Mais Música Gospel.

PercivalPercival Member
editado March 2017 em Religião é veneno
Eu tenho vários motivos pelos quais ao passar do tempo eu passei a não mais ouvir nem sequer gostar de música gospel, além de meu total repúdio aos cantores gospel, as suas letras baseadas em achismos são o que me deixam mais enojado em relação a isso.

No cenário atual da musica gospel, as músicas me dão mais nojo do que a conduta de certos cantores, o que mais tem acontecido é que as pessoas fazem de certas músicas de doutrinas, quem nunca ouviu uma frase de música pra justificar algo que alguém esteja fazendo? Quantas e quantas vezes nós vemos nosso jovens que entendem mais da vida de cantores do que da vida de personagens bíblicos? Eu me cansei de ver.

Estamos numa geração onde “Você ser um diamante”, ou ser “Um espelho que reflete a imagem do senhor”, ou em que “A vitória tem que ter sabor de mel” é música de Deus, e “é preciso amar, as pessoas como se não houvesse amanhã” ou “Ainda que eu falasse a língua dos anjos, que eu falasse a língua dos homens, sem amor eu nada seria” É COISA DO DIABO, não podemos esperar muita coisa.

Parece que a música gospel acompanha o declínio da música Brasileira (secular), onde tínhamos antigamente Pixinguinha, Tom Jobim, Raul Seixas, Legião Urbana, e hoje temos Mc Livinho, Mc Carol Concá, Wesley Safadão, no âmbito da musica brasileira, e na música gospel tínhamos Jair Pires, Luiz de Carvalho, Rebanhão, Comunidade de Nilópolis e hoje temos Thalles, PNB, Priscilla, Lázaro, Ana P e os Valadões e uma legião de coisas ruins que eu perderia tempo citando.

Na situação atual, as músicas que contem Cristo no meio são ignoradas, enquanto musicas antropocêntricas e egocêntricas com o cunho ganancioso, tem sido reverenciadas e adoradas por uma geração que canta muito, mas que é analfabeta no quesito escrituras, gente que não se disponibiliza para ler a bíblia, ou orar, mas se entrega e paga qualquer valor por momentos de música gospel e shows do Mainstream do show business gospel.

Em terra de quem ouve e vive por músicas fracas, quem lê a bíblia é considerado herege, julgador, uma geração dodói em que podem meter o pau no cristianismo, pode deturpar a bíblia, enganar, roubar, mentir, cobrar cachê, virar político corrupto, pode fazer o diabo a quatro, mas se falarmos dos bezerros de ouro… Senta que lá vem a geração dodói pra falar coisa, uma geração que cospe em Jesus, que faz questão de agir como Judas e tratar Jesus como uma fonte de riqueza e prosperidade, você não pode esperar muita coisa boa não.

Veja o que eu estou dizendo na prática:

Pregadores de rosas – Marcos Antônio – 1984

Pregadores de rosas preguem
Os espinhos também
Preguem que Deus é amor,
Deus é amor, mas é justiça também
Porque a fé sem as obras pra Deus,
Nenhum valor ela tem.

Não preguem facilidade
Para o caminho do céu
Se não houver santidade
O cristão jamais verá Deus

Agora veja onde fomos parar:

Raridade – Anderson Freire – 2013

Você é um espelho que reflete a imagem do Senhor
Não chore se o mundo ainda não notou
Já é o bastante Deus reconhecer o seu valor
Você é precioso, mais raro que o ouro puro de ofir
Se você desistiu, Deus não vai desistir
Ele está aqui pra te levantar se o mundo te fizer cair.

Perceba a decadência da música gospel, em 1984 “Não preguem facilidade”, em 2013: “Você reflete a imagem do Senhor”; “Já é o bastante Deus reconhecer o seu valor, você é precioso, MAIS RARO que o ouro de Ofir”. Em 1984 – Deus é amor, mas é Justiça também.

A igreja criou monstros, deturpou a música que era pra ser um sermão cantado, a igreja criou gente boçal e sem noção, antigamente as musicas descreviam Deus, hoje elas não explicam mais, pois “ninguém explica Deus”, antigamente as músicas pregavam o amor com disciplina e retidão, ensinava que Deus era a justiça, hoje é “ame mais e julgue menos”, antigamente ensinavam nas canções que não deveríamos pregar facilidades, mas a coisa mudou “agora a luta acabou, é só vitória”, doutrina? Pra que? Se você pode ouvir Deus perguntar se você está fugindo dele. Criaram um novo Deus, uma nova religião onde a somlivre Toca, mas você adora as besteiras que ela e seus cantores ridículos tocam.

EU ODEIO A MÚSICA GOSPEL.

Autor: Paulo Ricardo Lima – Teólogo de Boteco, Pregador, Palestrante DESMOTIVACIONAL

https://botecoteologico.wordpress.com/2016/12/26/por-que-eu-nao-ouco-mais-musica-gospel/
  “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]

Comentários

  • Imagino que se queira ter dito "ouve", onde se escreveu "houve", no título do tópico, tendo eu, data venia, lido por enquanto, só até ali.
    Meu PC é Pai, Filho, e Espírito Santo. O pai é o hardware, o filho, o software, e o ES, a energia elétrica.
  • Tô emburrecendo na gramática, valeu.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • - Discordo dele, a música Gospel SEMPRE foi uma bosta, música religiosa tem que ser de estilo solene, tipo hinos, a crentaiada fica emulando música mundana que eles desprezam, tipo Sertanojo, Forró e até Axé, fica ridículo, sem contar que as letras são monotemáticas, pobres, rasas e repetitivas pra caralho, só crente escuta essa bosta, porque pra eles qualquer coisa que mencione Jesus, ou Jeová, ou qualquer coisa da bíblia, se torna arte de primeira qualidade.

    Abraços,
  • - Discordo dele, a música Gospel SEMPRE foi uma bosta

    A única situação em que eu me imagino ouvindo música Gospel é se for a única alternativa disponível para abafar o som de um funk e eu não puder sair do local. :P
  • Cameron escreveu: »
    - Discordo dele, a música Gospel SEMPRE foi uma bosta

    A única situação em que eu me imagino ouvindo música Gospel é se for a única alternativa disponível para abafar o som de um funk e eu não puder sair do local. :P

    Eu usaria tampão de ouvido. Não dá pra encarar Gospel.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Cameron disse: A única situação em que eu me imagino ouvindo música Gospel é se for a única alternativa disponível para abafar o som de um funk e eu não puder sair do local. :P

    E que tal um funk gospel? É sério, já existe essa aberração.
     
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    editado March 2017
    O pior é que tem gente que só ouve essa bosta e ainda cantarola por aí como se fosse a coisa mais linda do mundo.
    As letras são um lixo, independente da controvérsia citada no texto acima, e as melodias são o lixo do lixo da música pop, só ligeiramente acima do funk.

    Música religiosa tem que mexer com a pessoa, tem que levá-la a um "estado alterado da mente", tem que deixá-la emocionada, predisposta a acreditar na bobajada de sua religião.

    Só pessoas com uma cultura muita limitada e rasa conseguem gostar dessa bosta que chamam de "gospel".

    Comparem essa merdalhada moderna com a versão de Emerson, Lake & Palmer para "Jerusalem":
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Outros exemplos:

    Los set goyts (Llibre Vermell) - Ars Antiqua & Schola Cantorum de México


    "Gaudete, Christus est natus" - com Steeleye Span


    "La jambe me fait mal" - com Malicorne
  • Sim, @Fernando_Silva . Não acho que o Gospel esteja em melhor patamar que o Funk: ambos são dois lixos, sob contextos diferentes. Prova de que uma música não precisa ter uma letra escrota pra ser ruim. Pode ser um lixo com algum grau de nível estético.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Percival disse: Não acho que o Gospel esteja em melhor patamar que o Funk: ambos são dois lixos, sob contextos diferentes. Prova de que uma música não precisa ter uma letra escrota pra ser ruim. Pode ser um lixo com algum grau de nível estético.

    Agora eu vou discordar de você, meu amigo.
     
    Sem se constituir em uma defesa do gospel, ele não pode ser comparado ao funk. Nada pode ser comparado ao funk.

    Funk é o último estágio do lixo, da porcaria absoluta, é a degradação da música em tal nível que não mais se reconhece como música.


     
  • Entendo o que quer dizer, mas quando afirmo numa escala o Gospel tem um nível estético é até para dar uma conotação de superioridade, mas que dentro dos valores colocados na música eles são ruins. Como no caso o Cinema: você pode ter um excelente filme, qualidade visual deslumbrante, mas o roteiro é ruim, personagens ruins, valores ruins.. Seria alto nível estético e valores negativos.

    Funk nem sequer tem estética e valores: é celebração da inépcia, a pobreza musical e harmônica e o escatológico verbalizado.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • eu NUNCA gostei de gospel, nem quando era crente
     
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Ayyavazhi escreveu:
    Funk é o último estágio do lixo, da porcaria absoluta, é a degradação da música em tal nível que não mais se reconhece como música.
    Funk é chorume.
  • Ayyavazhi disse:
    Percival disse: Não acho que o Gospel esteja em melhor patamar que o Funk: ambos são dois lixos, sob contextos diferentes. Prova de que uma música não precisa ter uma letra escrota pra ser ruim. Pode ser um lixo com algum grau de nível estético.

    Agora eu vou discordar de você, meu amigo.
     
    Sem se constituir em uma defesa do gospel, ele não pode ser comparado ao funk. Nada pode ser comparado ao funk.

    Funk é o último estágio do lixo, da porcaria absoluta, é a degradação da música em tal nível que não mais se reconhece como música.


     

    O Funk é lixo musical , não há nada pior .
    Não tenho motivos pra acreditar em uma Divindade .
    O campo do saber é denso e inesgotável , isso é fascinante e muitas vezes frustrante .
    O futuro é = 1 e não pode ser outro .Que a sorte nos acompanhe amém .
    "Eu canto com a minha alma, com o meu corpo, com o meu sexo... Eu canto inteira! "
     Janis Joplin
    Azafatas-a-todo-o-nada.jpg
     
  • Top 20 – Músicas que são gospel, mas não parecem!



    Essa é uma lista deplorável na verdade, porque eu não entendo muito de música e faz um bom tempo que eu parei de vez de ouvir música tida como gospel, as mais populares então eu faço uma bela questão de ignorar. Eu confesso que tomei raiva de música gospel pelo mercado que foi criado ao em torno dela. Basicamente os caras pegam aquelas frases de efeito sem contexto bíblico nenhum e juntam e dizem que é uma música.



    Então resolvemos fazer o grupo das músicas nada a ver com nada que parecem seculares, mas são gospel. Eu quero explicar algumas para você e porque delas estarem nessa lista.



    Há algumas músicas da lista que você pode tocar tranquilamente numa balada que a galera dança tranquilamente, por exemplo, Bum Bum pá de Pregador Luo, pra mim não faz sentido algum, a música Acelera e pisa de André e Felipe se fosse cantada pelo Luan Santana ia ser sucesso nacional! Até porque de merda o povo adora!



    Eu juntei músicas também que tem um contexto de uma suposta fala com Cristo ou Deus, mas que se eu trocar por amor, gatinha, lindo, ou qualquer coisa do tipo, parece música pra o namorado, a música “Oi, Jesus” da Isadora Pompeo e a Musica “Intimidade” de Nivea Soares, se você falar uma música dessas para um namorado (a) seu, cara ce vai conquistar a pessoa para o resto da vida sabe … Ou seja, aquele velho nada a ver.



    Intimidade – Jesus, eu quero ficar Contigo, Eu quero ser Seu amigo, Quero comer no Teu prato, Calçar os meus pés nos Teus sapatos (…) Jesus, eu quero muito Você (…) Descansar recostado em Teu peito (…) Jesus, eu quero vestir Sua camisa… e por ai vai


    Oi, Jesus – Tô Te esperando no meu quarto (…) Pra Te contar os meus segredos, Pra Te lembrar o quanto eu, O quanto eu Te amo, To ansioso pra Te ver, Esperando Você vir pra mim, Ansiando Te tocar, Te tocar, tocar Você …


    Músicas de Rock Pesadão mesmo, uma mistura braba de oficina G3, slipknot com um vocalista que é a cara do PG! Juntou tudo? Dai forma a banda PowerWolf que com a música “Rise your fist evangelist” se tocada numa festa de rock bate cabeça a galera vai na moral e na verdade a música está chamando os evangélicos para erguerem o braço e terem orgulho de serem cristãos e para não pararem de evangelizar.


    Música que coloca Deus num lugar meio que nada ver, Filho Meu do Thalles. Deus agora toma porta na cara? Desde quando?


    Ai um conjunto de café com bobagem segura ai o manto! ÔH gloria! Me deu vontade de sapatear, Crente menino, Pipa Avoada, Passinho do abençoado, Chuta que é laço e mais um conjunto de desgraças formadas por esse pessoal que nunca pegou uma bíblia na vida e produz esse tipo de idiotice. Não sei o que é pior, o Agenor Duque Rodando com a Luciana no culto da plenitude, ou ver o Tonzão Chagas cantando “Vai no passinho, rapidinho no passinho”.


    E temos a pérola das perólas, o “diamante” das músicas heréticas, o suprassumo do prazer! Sabor de mel de Damares… Gente assim, eu peço pra que você compare a música Beijinho no Ombro da cantora e poeta contemporânea Valesca Popuzuda e vejam se não é a mesma coisa da música da Damares. Bom, ai segue nossa lista, lista maldita e engraçada:


    Sabor de mel – Damares
    Acelera e Pisa – André e Felipe
    Vai – Shirley Carvalhaes
    Rise your fist evangelist – PowerWolf
    Puro e simples – Morada
    Geração que Dança – David Quinlan
    Intimidade – Nivea Soares
    Oi, Jesus – Isadora Pompeo
    Toda sorte de benção – Toque no Altar
    – Filho meu – Thalles
    Pipa Voada – Marcio do Espirito Santo
    Passinho do abençoado – TONZÃO CHAGAS
    Me deu vontade de sapatear – Pastora Luciana
    Queixo pra cima – Ana Leão valadão
    Vai ser comido de bicho – Fogo no pé
    Crente menino – Ardendo em Fogo
    Chuta que é laço – Adriano Gospel Funk
    Depois do Casamento – Dj Alpiste
    Bum Bum Pá – Pregador Luo
    Salomão do Reague – Menina tatuada

    http://botecoteologico.com.br/2017/10/17/top-20-musicas-que-sao-gospel-mas-nao-parecem/
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    editado January 5
    Pornô:
    Sonda-me, usa-me - Aline Barros
      Usa-me, Senhor Usa-me
    [...]
    Eu quero ser usado da maneira que te agrade
    Em qualquer hora e em qualquer lugar
     
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.