Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

Gautama: Lições Para uma Vida Melhor!

PercivalPercival Member
editado October 2 em Religião é veneno
graphics-buddha-320109.png 
Gautama e as lições para uma vida melhor!

Diferente do que muita gente pensa e outros propagam, o budismo não é uma religião e o buda não é espécie de divindade. O budismo é uma filosofia de vida em que as pessoas seguem os ensinamentos passados pelo príncipe Gautama. 

  Vamos falar um pouco sobre a história do primeiro buda e como esta filosofia pode te ajudar em diversas situações na vida. Acompanhe.


  Sidarta Gautama foi um homem que nasceu há mais de 2500 anos atrás, ele foi o primeiro buda. Mas, ele não nasceu com este título. Gautama era um príncipe, filho do rei Sudodana, no norte da Índia. Assim como todo filho de um rei, o príncipe teve acesso as melhores coisas que o seu pai poderia oferecer, praticava esportes e tinha várias regalias.


  Porém, contrariando o seu pai e outros, Sidarta Gautama decidiu não herdar o trono e resolveu percorrer o mundo em busca da verdade da vida. Esse foi o primeiro passo para que Gautama se tornasse o Buda. Buddha-Wallpaper-Images-A24-1080x608.jpg 

Decidido a buscar a verdade, o - ex- príncipe, com 29 anos, percorreu toda a Índia estudando com vários mestres e tentando responder todas as suas dúvidas. Depois disso, Gautama partiu para o conhecimento em diferentes religiões e filosofias. Porém, ainda que todas lhe trouxessem algum tipo de conhecimento, nenhuma lhe oferecia respostas satisfatórias para suas indagações.

  Entretanto, foi após passar anos meditando solitariamente e refletindo todo conhecimento que aprendera até aquele momento, que Sidarta Gautama encontrou suas respostas e alcançou a sua iluminação. A palavra Buda, quer dizer literalmente "o iluminado". Naquele momento, Sidarta tinha 35 anos.

  Apesar de ser chamado de Iluminado, Sidarta não se considerava uma espécie de divindade ou profeta, se dizia apenas um homem que encontrou a verdade e assim vivia.

  A partir daquele momento, o buda passou a falar sobre a verdade que encontrara. Era visto como líder, professor, médico e filósofo. Além disso, discordava abertamente de  regras e leis que eram tabus naquela época, como o sistema de castas - buda acreditava que um homem deve ser julgado por suas virtudes e não pelo seu nascimento.

 Gautama também contrariava os líderes religiosos sobre ser necessário passar fome e sede para que o homem encontrasse a sabedoria. Depois que uma desconhecida deu-lhe um pudim de arroz por compaixão enquanto meditava, buda viu que a privação ao corpo não influenciava na busca pelo conhecimento.

  Mas, acima de tudo, buda acreditava e falava sobre a lei da causa e efeito. Ele não conceituou a eternidade, pelo contrário, dizia que a eternidade é o agora. Buda dizia que só os nossos atos do presente podem consertar o passado e melhorar o futuro.

  Existem problemas para se resolver no agora, e solucionar o presente é preservar o passado e o futuro.

  Os ensinamentos de Buda nada mais eram do que sobre suas experiências de vida, observações sobre o mundo ao seu redor e o conhecimento obtido em toda a sua caminhada.

  Buda passou os seus ensinamentos baseados nas Quatro Nobres Verdades até os 80 anos de idade. Depois disso, suas palavras foram passando de geração em geração até os dias de hoje.

  E, para concluir este artigo: em tempos de intolerância e julgamentos para todos os lados (sim, não existem mocinhos nessa guerra não-declarada), principalmente nas redes sociais, é interessante refletir em alguns dos ensinamentos que o budismo passa:

 “E No Momento De Uma Polêmica Em Que Sentimos Raiva, Já Deixamos De Lutar Pela Verdade E Começamos A Brigar Com Nós Mesmos.” “Quaisquer Palavras Que Pronunciamos, Devem Ser Escolhidas Com Cuidado Porque As Pessoas Ouvem E São Influenciadas Por Elas, Para O Bem Ou Para O Mal.”

   “O Ódio Não Cessa Pelo Ódio Em Nenhum Momento. O Ódio Cessa Com O Amor. Esta É Uma Lei Inalterável. “

  “É Fácil Ver Os Defeitos Dos Outros, Mas É Difícil Ver Nossas Própria Falhas. Aquele Que Mostra Os Defeitos Dos Outros É Como Alguém Que Joga Palha Ao Vento, Mas Encobre As Próprias Falhas Como Um Jogador Astuto Quando Esconde Seus Dados “.

  “Assim Como Tesouros São Descobertos A Partir Da Terra, A Virtude Aparece Nas Boas Ações, E A Sabedoria Aparece A Partir De Uma Mente Pura E Pacífica. Para Caminhar Com Segurança Através Do Labirinto Da Vida Humana, É Preciso A Luz Da Sabedoria E A Orientação Da Virtude “.

http://www.hqfan.com.br/2017/09/gautama-e-as-licoes-para-uma-vida-melhor.html
  “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]

Comentários

  • NadaSeiNadaSei Administrator, Moderator
    editado October 2
    O artigo é bem acertivo, só faltou mencionar que a estória do Buda como sendo um príncipe é considerada uma lenda e provavelmente não é real.
    “A violência comunista não foi mera aberração da psique eslava, mas sim algo diabolicamente inerente à engenharia social marxista, que, querendo reformar o homem pela força, transforma os dissidentes primeiro em inimigos, e depois em vítimas.” - Roberto Campos
  • HuxleyHuxley Member
    editado October 3
    Semelhanças entre o estoicismo e o budismo:

    http://www.recantodasletras.com.br/pensamentos/5760214

    Assim como no estoicismo, a psicologia aplicada do budismo parece focar bastante na prevenção dos danos causados pela emoções destrutivas e na não dependência das circunstâncias exteriores para a felicidade. 
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.