Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

Análise científica determina idade de suposto túmulo de Jesus

The_DoctorThe_Doctor Member
editado November 29 em Religião é veneno
Análise científica determina idade de suposto túmulo de Jesus
BBFUjT6.img?h=417&w=624&m=6&q=60&o=f&l=f © Thinkstock Jesus Cristo
 Resultados de uma série de exames científicos determinaram que os restos de uma caverna de pedra que fica dentro da Basílica do Santo Sepulcro datam de 17 séculos atrás, o que implica que o local é o mesmo que foi descoberto pelos romanos e consagrado como o local de sepultamento de Jesus. As informações são da National Geographic.A argamassa retirada da parede sul do túmulo foram datadas de 335. e 1570. Historiadores estimam que o túmulo fora descoberto pelo romanos em 326. Já a argamassa da entrada data do século XI, quando o Santo Sepulcro foi destruído e reerguido pelo imperador Constantino, em 1009. Há também registros de uma reforma que datam do século XVI.A análise também indica que a argamassa entre a laje de mármore e a pedra calcária do túmulo data do ano 345.  As amostras foram analisadas por dois laboratórios separados. Para determinar a idade dos diferentes trechos do Santo Sepulcro, foi usada uma técnica de determinação do tempo em que um sedimento de quartzo foi exposto à luz. O estudo, liderado por Antonia Moropoulou, supervisora-chefe científica coordenadora do projeto de restauração do túmulo, será publicado no Journal of Archaeological Science.A análise não pode, porém, determinar que uma pessoa específica foi sepultada ali–no caso, teria sido Jesus, após sua crucificação, entre os anos 30 e 33. 

http://www.msn.com/pt-br/noticias/curiosidades/análise-científica-determina-idade-de-suposto-túmulo-de-jesus/ar-BBFUeN6?li=AAggNbi&ocid=mailsignout

Comentários

  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Encontraram um túmulo antigo: "Ah, só pode ser o de Jesus!"
    Encontraram uma urna com os ossos de algum Tiago: "Ah, só pode ser o do apóstolo".
  • A mãe do Constantino, a tal Santa Helena, achou três cruzes no local do suposto calvário. Havia um morimbundo nas proximidades e então o levaram até as cruzes, nas duas primeiras, nada aconteceu, mas na terceira, que era justamente a do meio, ele se curou e ficou de boinha. Então ficou provada que aquela era a verdadeira cruz de Cristo...
    Como milagre da multiplicação dos pães, na Renascença o Disidério Erasmo disse que havia nas igrejas da Europa lascas de madeiras, provenientes da verdadeira cruz de Cristo em quantidade suficiente para se construir um navio...
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Botânico disse: A mãe do Constantino, a tal Santa Helena, achou três cruzes no local do suposto calvário. Havia um morimbundo nas proximidades e então o levaram até as cruzes, nas duas primeiras, nada aconteceu, mas na terceira, que era justamente a do meio, ele se curou e ficou de boinha. Então ficou provada que aquela era a verdadeira cruz de Cristo...
    Como milagre da multiplicação dos pães, na Renascença o Disidério Erasmo disse que havia nas igrejas da Europa lascas de madeiras, provenientes da verdadeira cruz de Cristo em quantidade suficiente para se construir um navio...
    Os romanos crucificaram milhares de pessoas em Jerusalém, mas esse povo acha que, 300 anos depois da crucificação de três desses milhares, suas cruzes ainda estavam lá?!

    Havia pelo menos três "verdadeiras lanças que vazaram o lado de Jesus". O prepúcio de Jesus teria sido recolhido num jarro por algumas senhoras e ainda estaria intacto mais de mil anos depois.

    Na Idade Média, havia um comércio bastante ativo de "relíquias", tanto de Jesus como dos santos.
     
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    Fernando_Silva disse:

    Na Idade Média, havia um comércio bastante ativo de "relíquias", tanto de Jesus como dos santos.

    Alguém disse que se juntassem todas as lascas da verdadeira cruz de Cristo que eram comercializadas na época, daria para construir um navio...
  • Na Idade Média, havia um comércio bastante ativo de "relíquias", tanto de Jesus como dos santos.

    Ironia: o Príncipe Eleitor da Saxônia, Frederico, tinha lá na sua igreja em Winttemberg 10.000 relíquias que eram expostas no dia de Todos os Santos. E foi lá que Lutero começou a Reforma, avacalhando com as indulgências, mas também as relíquias. Havia um bispo que tinha em seu poder uma libra inteira do vento que soprou para Elias do alto de um monte e mais duas penas e um ovo do próprio Espírito Santo...
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.