Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

Fundador da Atari ficam sem premiação por conta de Acusação de Assédio


Há alguns meses temos visto diversas celebridades — principalmente do cinema — se posicionarem contra o assédio e o comportamento sexista, num movimento que ficou conhecido nas redes sociais pela hashtag #MeToo. Mesmo com alguns relatos de que na indústria de games a coisa não é muito diferente, parecia que ela não seria inclusa no debate, mas ontem a situação mudou.
Após os organizadores da Game Developers Choice Awards anunciarem que Nolan Bushnell havia sido escolhido para receber o prêmio de Pioneiro da Indústria, algumas mulheres começaram a questionar se isso devia mesmo acontecer.
Entre as que se pronunciaram contra a homenagem estava Brianna Wu, uma game designer que vem tentando uma vaga no congresso dos Estados Unidos e que afirmou o seguinte:
“Nolan Bushnell é claramente uma pessoa muito importante na história dos games. Ele merece ser homenageado pela sua carreira, mas em um ano em que o movimento #MeToo está acontecendo e estamos tendo uma análise do que as mulheres encaram em seus ambientes de trabalho? Parece que a GDC está se fazendo de surda. ”


Já a designer Jennifer Scheurle disse que premiar Bushnell agora fará com que as mulheres que foram assediadas por ele sofram, além de mandar uma péssima mensagem para todas as outras que atualmente passam por situações similares. Para ela, isso deixa claro para as vítimas que além do abusador se safar, seu trabalho ainda poderá ser reconhecido no futuro, mesmo que o comportamento deles tenha sido inaceitável.
Fundador da Atari e comumente apontado como o “pai dos Videogames”, o curioso no caso de Nolan Bushnell é que muitas das suas atitudes criticáveis estão documentadas em publicações antigas, como por exemplo o livro The Ultimate History of Video Games: From Pong to Pokemon and Beyond. Em determinado trecho ele fala sobre como as reuniões na Atari pareciam festas de fraternidades. No mesmo livro, o criador do Pong, Al Alcorn, inclusive conta um episódio em que durante uma reunião feita na banheira da casa de Bushnell, ele pediu que uma secretária trouxesse alguns documentos e quando ela chegou, tentou convencer a funcionária a entrar no local com eles.
Relatos como este também apareceram no San Francisco Chronicle, quando Bushnell reconheceu que algumas mulheres se sentiam confortáveis ao redor dele e outras não, sendo que o poder do dinheiro era algo intimidador para algumas. Já um artigo intitulado “Sex, Drugs, And Video Games” — e que foi publicado pela Playboy em 2012 — afirma que na época era comum Bushnell dar o nome de mulheres para os projetos da Atari. Por exemplo, aquele jogo que depois viria a ser conhecido como Pong inicialmente era chamado Darlene, em homenagem a uma funcionária que tinha “a menor cintura”.
Diante da polêmica, a GDC correu para soltar um comunicado, onde resumidamente diz que como o recebedor do prêmio de Pioneiro deve refletir os valores atuais da indústria, este ano eles não concederão este privilégio a ninguém.



Nolan Bushnell também usou o Twitter para se pronunciar, parabenizando a GDC por ter decidido não lhe entregar a premiação e pedindo desculpas aqueles que se sentiram ofendidos pelas atitudes que tomou no passado.









http://meiobit.com/379476/acusado-de-assedio-nolan-bushnell-ficara-sem-premio-da-gdc/
  “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]

Comentários

  • - Esse movimento #Metoo promove linchamento midiático que condena o cara antes de qualquer ação legal, além de julgar com critérios atuais atitudes que eram toleráveis antes da onda do politicamente correto esquizofrênico de nossos dias.

    Abraços,
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.