Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

A instratejia da tecnicologia ispaciau

O zamericanos não sabem que isso deve ficar nas mãos do Estado?



 

Comentários

  • BotânicoBotânico Member
    editado February 7
    Mas o zamericanos têm o projeto do governo... que custa muito mais caro do que esse aí da Space X... Eles deviam trazer essa coisa para Alcântara, pois lançado de lá, além de aumentar o alcance, talvez todos os estágios possam pousar em terra...

    Deu quase tudo certo. Só o último estágio que teve um problema numa das pernas e aí caiu e explodiu. Bem, nada é perfeito: errando a gente aprende...

  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Deu quase tudo certo. Só o último estágio que teve um problema numa das pernas e aí caiu e explodiu. Bem, nada é perfeito: errando a gente aprende...
    O principal, o difícil, que era pousar intacto no lugar previsto, ele conseguiu. O problema da perna é banal e, suponho eu, fácil de resolver.
     
  • Eles deviam trazer essa coisa para Alcântara

    Nem pensar. Alcantara pertence ao povo brasileiro. Querem impedir que o pobre lance os seus satelites com tecnologia estrategica nacional? Nem pensar.
  • PQP  KKKKKKKKKK
    O campo do saber é denso e inesgotável , isso é fascinante e muitas vezes frustrante .
    As tragédias Gregas são o que mais se aproximam da realidade de nossa existência .
     A Esquerda fede.

    26733605_2030841093794954_6333420943114735451_n.jpg?oh=975d4be8c706cd3a7cde665d84328988&oe=5AEFE225
     
  • Agora Vai — Temer cria comissão para botar nos eixos o Programa Espacial


    Sejamos honestos: o Programa Espacial do Brasil não anda bem das pernas. Desde nossa última grande explosão, em 2003, não fizemos nada de grandioso, exceto mais algumas explosões menores, mandar cubesats superfaturados para não funcionar no espaço, subir satélites sem antes escrever o software, ou então não ter licitado a construção das antenas de recepção dos sinais, mas isso tudo pode mudar!

    A primeira boa notícia é que num golpe de ousadia o governo extinguiu o cargo de datilógrafo, modernizando mesmo que de forma acidental a Agência Espacial Brasileira.

    Agora, inconformado com os resultados ruins, o presidente Temer, um homem de ação, tomou uma atitude! Vai resolver de vez essa pendenga. O Brasil terá um programa espacial sim, quanto antes melhor!

    Pra isso ele criou o Comitê de Desenvolvimento do Programa Espacial Brasileiro (CDPEB). E como a agilidade é essencial, o comitê terá apenas 360 dias para apresentar resultados. Menos de um ano, chupa Elon Musk!

    Esse comitê irá determinar diretrizes e metas do programa espacial brasileiro, decidir como serão implementadas e supervisionar sua execução. Vamos para o espaço, baby!

    Como é algo que demanda extrema agilidade, não podemos perder tempo então a primeira reunião será praticamente ontem, se ontem quer dizer “daqui a 30 dias”. As próximas reuniões não tem data, precisam marcar uma reunião para decidir a data das reuniões.

    Sério, é frustrante ver o mundo seguindo adiante, países como a Índia, que foram sinônimo do atraso hoje mandando sondas pra Marte e o Brasil, com um programa espacial que teoricamente tem mais de 60 anos, girar em torno do ralo, servindo apenas para gastar dinheiro, com um único departamento plenamente funcional: o que gera as desculpas pra justificar o próprio fracasso.

    Aí vem a Presidência, em sua incrível sabedoria e adiciona mais uma camada burocrática, mais uma comissão que não vai resolver avaliar analisar supervisionar bosta nenhuma, e vai custar uma boa grana. Quanto? Não sei, mas depois que o Brasil gastou no foguete com a Ucrânia o mesmo que Elon Musk gastou pra desenvolver e construir o Falcon Heavy, chuto, e podem cobrar, que comeremos pelo menos o equivalente a um Falcon 9, uns US$ 50 milhões. Pra nada.

    Fonte: UOL.

    http://meiobit.com/379869/cdpeb-presidente-michel-temer-cria-comissao-para-botar-nos-eixos-o-programa-espacial-brasileiro/
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • É melhor gastar 10 bilhoes de dolares para colocar no espaço um satelite desenvolvido no Brasil, por alunos cotistas e representantes dos movimentos sociais, do que gastar os 100 milhões de dolares que a spacex pede.

    O orgulho nacional não tem preço.
  • O orgulho nacional não tem preço.

    A imbecilidade esquerdista também não.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.