Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

A lógica da Opressão

- Todo mundo sabe que não mais se admite piada de Preto e Loura burra, afinal trata-se de racismo, machismo e misoginia, atitudes claramente opressoras, mas continuam liberadas piadas de Português burro, Judeu avarento e Japonês de pinto pequeno, não dá pra problematizar nesses 03 casos porque o Português é um branco europeu tipicamente racista, causaria confusão misturar eles na turma dos oprimidos padrão, mesma coisa os judeus que oprimem os Palestinos diretamente e o resto do mundo indiretamente, comandando o capital financeiro internacional, já os japoneses, esses são uns capitalistas escrotos do caralho, pinto pequeno é pouco pra eles.
 
- Outra situação interessante é a dos presidiários estuprados, estão no topo da lista das vítimas desse tipo de crime, mas os justiceiros sociais não dão a mínima, afinal vitimização por estupro é exclusividade de mulher (mulher biológica, que fique bem claro), isso porque as companheiras feministas jamais aceitariam defender oprimidos membros do patriarcado opressor, mesmo sendo presidiários vítimas da sociedade, pois são homens porra! - Uns porcos chauvinistas escrotos do caralho, estupro é pouco pra eles.
 
- Já com os cristãos a coisa fica bem complicada, eles são a minoria religiosa mais perseguida do mundo, e não estou falando dessa opressãozinha meia-boca ocidental não, não se trata de negar visto, nem proibir burca, nem obrigar a tirar foto de identidade sem véu, estou falando de queimar igrejas, deportar pastores, torturar, mutilar, decapitar, enforcar e crucificar, mas os justiceiros sociais, mais uma vez, não estão nem aí, afinal os cristãos são homofóbicos pra cacete, mas espera aí, os islâmicos enforcam veados, caralho! – Mas aí tudo bem, porque temos que respeitar a cultura deles, só não pode respeitar a merda da cultura ocidental judaico-cristã opressora, e seus cristãos homofóbicos escrotos do caralho, crucificação é pouco pra eles.
 
- Fica claro que existem critérios político-estratégicos pra definir quem fica com o crachá de opressor ou de oprimido, mas se a definição de opressor/oprimido não se sustenta apenas pelas santas palavras de Marx, nosso salvador, que ideologia temos afinal? - Ideologia de alcançar o poder, lógico!  
 
– Na realidade, não importa quem é opressor, muito menos quem é oprimido, importa apenas faturar votos suficientes para ganhar as eleições, aí vai ser opressão de rachar em todo mundo.   


Abraços,

Comentários

  • Todas as relações são de poder, só varia a posição de uns e de outros.

    Ou

    Temos relações de sujeito-objecto

    Atenção, o sujeito neste caso não é o que se submete.



     
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    No Brasil, inventaram a tal da "apropriação cultural": branco não pode usar turbante porque é da cultura negra.

    É uma tradição fantasiar-se de índio no carnaval brasileiro, mas este ano estão dizendo que é racismo.

    Também tem o tal do "lugar de fala": só pode dar opinião sobre um assunto quem pertence ao grupo ou gênero em questão.
    Por exemplo: "Sem útero, sem opinião".
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    editado February 18
    Recebi de alguém e não encontrei a fonte. Mas discordo da opinião dele de que parte do problema é a perda da religião.
    Nenhum debate sobre segurança pública terá valido se não se apontar e nomear os RESPONSÁVEIS pelo estágio em que chegamos.

    Há 45 anos um grupo dominou os cursos de sociologia, antropologia, psicologia, ciências sociais e ciência política. Há 30 se espraiou pelos cursos de Direito e Economia. Ao longo do tempo os egressos desse grupo viraram formuladores e influenciadores de políticas públicas, seja se elegendo para cargos da Administração, seja nos gabinetes de políticos eleitos, seja como formadores de opinião.

    Esse grupo dizia que a facilidade no acesso de armas legais por cidadãos comuns era fator decisivo para a criminalidade, logo era necessário desarmar a população. Esse grupo dizia que a desigualdade social era determinante para a criminalidade, logo seria imperativo que o Estado redistribuísse renda. Esse grupo dizia que a "guerra às drogas" incentivava a violência, logo era necessário descriminalizar o consumo.

    O Estatuto do Desarmamento foi aprovado em 2003. O Bolsa Família existe desde 2004, e o Índice de Gini, que mede a desigualdade, caiu 63% entre 2004 e 2014. E no Brasil, desde 2006, não há pena para usuários de drogas. Uma ação em trâmite no STF pretende regularizar o porte de até 25 gramas de maconha como de "consumo próprio". Para referência, na Holanda, considerada o paraíso mundial das drogas livres, se você for flagrado com mais de 5 gramas vai em cana.

    E, no entanto, o número de homicídios saltou de 36 mil/ano em 2004 para 60 mil em 2017. Em alguns Estados do Nordeste, justamente aqueles mais beneficiados por políticas assistencialistas e que mais cresceram nos governos Lula, como o Rio Grande do Norte, o aumento foi de 232% no período.

    É preciso que se diga de maneira clara e para que todos ouçam: as políticas democidas da esquerda são as responsáveis por cada uma das 60 mil vidas tiradas todos os anos no Brasil. O progressismo não pode mais ser tratado como simples ideologia, e sim como desastre natural, uma verdadeira calamidade pública.

    O Brasil não precisa de uma onda conservadora. O Brasil necessita, urgentemente, de um tsunami conservador, de um choque de realidade.

    "Nossas cidades grandes, uma centena de Ruas Longas, encontram-se quase arruinadas, devastadas pelo crime, com a população corrompida ou exposta ao perigo por narcóticos letais, com todo senso de comunidade destruído. A nossa alardeada afluência é desmentida pelo crescimento rápido e sinistro de um genuíno proletariado, voraz e desregrado, subsistindo à custa do público. Os estratos de burocracia governamental são cada vez mais ineficientes e opressivos. As legislaturas, nacionais e estaduais, parecem dispostas a ceder a toda exigência de qualquer grupo de pressão, não obstante o verdadeiro interesse público. Os juízes, ou muitos deles, viraram demagogos. O ar está muitíssimo poluído; a zona rural, enfeiada; o gosto público, corrompido. As crianças são educadas de modo indulgente, em meio a imagens de terrível violência e sexualidade grosseira. A educação escolar em todos os níveis foi reduzida a tomar conta das crianças, pajear os adolescentes e a acasalar os universitários: o ensino das Humanidades e da História é desprezado. (...) A crença e a observância religiosas foram, primeiramente, reduzidas ao ethos da sociabilidade e, posteriormente, aos discursos sobre a revolução. Leviatã, a sociedade monstruosa, engoliu as multidões" (Russell Kirk)
  • Isso tinha q estae no tópico das merdas da esquerda 

    Não tenho motivos pra acreditar em uma Divindade .O campo do saber é denso e inesgotável , isso é fascinante e muitas vezes frustrante .
    "Eu canto com a minha alma, com o meu corpo, com o meu sexo... Eu canto inteira! "
     Janis Joplin

    20525765_130594394126515_3212672496253421724_n.jpg?_nc_cat=0&oh=40156f71b1c3aa643bed76a7d4ee355d&oe=5BA3AB5A
     
  • @Fernando disse:  Mas discordo da opinião dele de que parte do problema é a perda da religião.

    Se o seu comentário refere-se ao trecho abaixo...
    A crença e a observância religiosas foram, primeiramente, reduzidas ao ethos da sociabilidade e, posteriormente, aos discursos sobre a revolução.
    ... eu acredito que o autor se refere às pessoas que trocam a religião cristã pela religião esquerdista tipo Claudio Loredo.




     
  • Leandro disse:
    @Fernando disse:  Mas discordo da opinião dele de que parte do problema é a perda da religião.

    Se o seu comentário refere-se ao trecho abaixo...
    A crença e a observância religiosas foram, primeiramente, reduzidas ao ethos da sociabilidade e, posteriormente, aos discursos sobre a revolução.
    ... eu acredito que o autor se refere às pessoas que trocam a religião cristã pela religião esquerdista tipo Claudio Loredo.




     

    PORRA SEMPRE PENSEI QUE O CRISTIANISMO FOSSE A RELIGIÃO MAIS SEDUTORA DO PLANETA .
    ENGANO PURO O ESQUERDISMO SEDUZ MAIS ...

    Não tenho motivos pra acreditar em uma Divindade .O campo do saber é denso e inesgotável , isso é fascinante e muitas vezes frustrante .
    "Eu canto com a minha alma, com o meu corpo, com o meu sexo... Eu canto inteira! "
     Janis Joplin

    20525765_130594394126515_3212672496253421724_n.jpg?_nc_cat=0&oh=40156f71b1c3aa643bed76a7d4ee355d&oe=5BA3AB5A
     
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.