Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

A Bíblia é mesmo o "Livro Bom" ?

Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
editado February 14 em Religião é veneno
O livro "The Good Book" ("O Livro Bom") foi escrito por David Plotz, um judeu americano não-praticante.

Um dia, ele teve que ir à sinagoga para o "bat mitzvah" de uma sobrinha e, depois de umas 2 horas de cantorias incompreensíveis em hebraico, pegou uma Torah para folhear e passar o tempo. Abriu-a ao acaso e deu de cara com uma atrocidade qualquer do Gênesis. Ficou surpreso com aquilo, já que só conhecia da Bíblia o que tinha aprendido nas aulas de religião.
Resolveu então lê-la de cabo a rabo com um olhar crítico e o resultado está neste livro.

Muita coisa já foi debatida aqui, em vários tópicos, portanto resolvi montar um texto só com as coisas que eu não conhecia.
NOTA:  já postado no fórum antigo.
========================================================================

O Pentateuco é, hoje em dia, visto como uma obra única e harmônica, mas uma análise mais profunda mostra que ele é composto de um monte de pequenas histórias independentes que um dia foram agrupadas e, devido à proximidade entre elas e à sequência do agrupamento, passaram a ter um sentido que não tinham antes.
Em outras palavras, uma escultura feita com pedaços de sucata soldados uns aos outros passa a ter um significado que os pedaços isolados não tinham.
=================
Gênesis 1
Deus parece não saber direito o que está fazendo ao criar o mundo. Ele vai tentando coisas e vendo se são boas.
=================
Gênesis 4
Caim mata Abel, mas não é punido, pelo contrário, recebe uma marca que o protege dos inimigos e Deus promete castigar a quem lhe fizer mal. E se torna o pai da humanidade.
=================
Gênesis 12-17
Por que Deus castiga o faraó e sua corte por ter ele cobiçado Sara, a mulher de Abraão - se Abraão tinha dito que era sua irmã?
Por que Abimelech cobiça Sara apesar de ela estar com uns 90 anos?
Deus promete terras a Abraão pelo menos umas 4 vezes - e a cada vez os limites são diferentes.
================
Gênesis 18
Não é estranho que seja Deus a querer destruir Sodoma e Gomorra e Abraão é que tenta salvar uma parte de seus habitantes? A misericórdia maior não deveria ser a de Deus? Deus é o vilão da história e o homem é o herói?
E, se chegaram a um acordo, por que Deus matou todo mundo? Será que não havia nem 10 crianças pequenas e inocentes?
E por que matou a mulher de Lot por causa de uma besteirinha?
================
Gênesis 37
José do Egito é conhecido como um bom rapaz que foi vendido por seus irmãos e deu a volta por cima, mas a impressão que este capítulo dá é que os irmãos se livraram de um chato que sempre os denunciava ao pai pelas menores faltas.
================
Gênesis 42
Neste capítulo, vemos que o bom José do Egito se aproveita dos anos de miséria para vender comida a preços extorsivos e, acabado o dinheiro, tomar os rebanhos e as terras do povo egípcio. No fim, troca o trigo por um acordo em que o povo trabalharia nas terras que antes eram deles e daria uma parte da colheita ao Faraó.
================
Êxodo 20
5. Não se prostre diante desses deuses, nem sirva a eles, porque eu, Javé seu Deus, sou um Deus ciumento: quando me odeiam, castigo a culpa dos pais nos filhos, netos e bisnetos;
6. mas quando me amam e guardam os meus mandamentos, eu os trato com amor por mil gerações.

Punir os descendentes dos pecadores em vez de castigar os próprios culpados é injustiça.
É também uma limitação do livre-arbítrio.
Por outro lado, se um homem conquistou o amor de Deus por mil gerações, o que acontece ao neto se seu filho peca? Prevalece a bênção de mil gerações ou o castigo de quatro?
Os descendentes dos justos de que fala a Bíblia devem hoje se contar aos milhões, mas a história dos judeus nos mostra que Deus não se preocupou muito em mostrar seu amor por eles.
=================
Êxodo 40
Como é que Javé faz de Aaron e seus descendentes seus sacerdotes depois que Aaron ajudou a construir o bezerro de ouro, por causa do qual Moisés mata 3 mil de seus parentes e amigos?
=================
Seguir o Levítico à risca significa ter que levar um banquinho para todo lado para não correr o risco de se tornar impuro ao sentar onde uma pessoa impura se sentou.
Implica em recusar apertos de mão porque a outra pessoa pode estar impura (ainda mais se for mulher).
Implica em viver tomando banho e lavando a roupa.
Paranóia pura.

Os essênios parecem ter levado esses rituais a sério.  As cavernas onde viviam em Quram tinham uma quantidade anormal de locais para banho, e isto em lugar tão árido e onde a água devia ser escassa.
=================
Levítico 15
16. Quando um homem tiver polução, deverá tomar banho e ficará impuro até à tarde.
17. Toda roupa e todo couro atingidos pelo sêmen deverão ser lavados, e ficarão impuros até à tarde.
18. Quando uma mulher tiver relações com um homem, os dois deverão tomar banho, e ficarão impuros até à tarde.

Isto significa que a Bíblia não condena a masturbação?
=================
Levítico 25
Não se deve cultivar a terra no sétimo ano de cada 7. Deus dará colheitas grandes o bastante no sexto ano para que ninguém passe fome.
Alguém realmente leva isto a sério?
=================
Números 12
Mais uma vez, outros são castigados, mas não Aaron, embora tenham cometido o mesmo erro.
=================
O Deuteronômio dá a impressão de que alguém resolveu limpar a bagunça dos 4 primeiros livros e estabelecer um código de leis sem contradições, sem historinhas malucas sobre jumentas que falavam, sem longas genealogias. Por exemplo, ele define qual lista de 10 mandamentos está valendo: a de Êxodo 20 e não a de Êxodo 34.

O livro é uma longa série de leis, promessas, ameaças e maldições.
================
O livro de Josué conta como os hebreus, com a ajuda de Javé, destruíram e saquearam as cidades de Canaã, matando todos os seus habitantes e até os animais, em alguns casos. Supõe-se que temos que torcer pelos hebreus e ficar felizes por terem eles exterminado os cananeus e tomado suas terras.
================
Josué 2
A maioria das mulheres com voz ativa na Bíblia trabalha como prostituta. Pelo jeito, o resto delas vivia trancada em casa, tendo filhos (o nascimento de filhas nunca é mencionado) e servindo ao marido. Poucas recebem um nome: em geral, são apenas "a mulher de Fulano".
================
Josué 9
Josué já destruiu 2 cidades, matando todos os seus habitantes, e se prepara para destruir a terceira, Gibeom. Seus habitantes enviam embaixadores e, por meio de um truque, conseguem um acordo que garante sua sobrevivência. Josué, quando descobre que foi enganado, pergunta a eles: "Por que vocês nos enganaram?"
Dããããh...
================
No livro de Juízes (onde não há juízes, mas sim guerreiros e assassinos), uma honrosa exceção: aparecem 2 mulheres com voz ativa, a profetisa Débora e Jael, a assassina. Mais uma longa sequência de barbaridades e sadismo, mais impressionante que Josué devido aos detalhes sórdidos, embora morra menos gente.
================
2 Samuel 1-2
David continua colecionando mulheres, de preferência tomando-as de seus maridos, como Nabal, Paltiel e, mais tarde, Urias.
================
2 Samuel 5-6
A carroça que transportava a Arca balança muito e Uzá a segura para que não caia. Deus o mata na mesma hora pelo sacrilégio. Deveria ter deixado que caísse?
================
2 Samuel 24
Deus manda que David faça o censo do povo, mas depois, contraditoriamente (assim como na história de Balaão e sua jumenta) o recrimina por tê-lo feito. E o castigo, escolhido entre 3 opções por David, é que uma peste atinja os israelitas. 70 mil morrem.
================
1 Reis
A Bíblia deve sido escrita a partir desta época. Isto talvez explique o fato de que Deus cada vez interfere menos nos assuntos humanos. No passado, bastava acender o incenso errado e Deus matava alguém com um raio, mas agora um rei de Israel, Jeroboão, manda fazer dois bezerros de ouro para serem adorados nos templos e nada acontece.
Fenômenos naturais como terremotos ou tempestades em um passado remoto, quando transmitidos oralmente de geração em geração, acabam se transformando em intervenções divinas.
Acontecimentos recentes, por outro lado, são registrados mais fielmente, sem invenções mitológicas.

A linha divisória entre mito e fato parece ser David. Antes de David, nada. Nenhum registro arqueológico. Depois de David, começam as evidências, ainda que escassas. Sobre o próprio David, há muitas dúvidas. Os poucos objetos com inscrições que parecem mencioná-lo datam de pelo menos 1 século depois dele. O mesmo acontece com seu suposto templo, próximo a Jerusalém. Suas torres foram construídas uns 600 anos antes de David.

Não há nem mesmo evidências sobre Judá e Israel terem formado um reino único sob seu comando. O mais provável é que essa lenda tenha sido inventada em Judá depois que Israel foi derrotada pelos assírios e suas 10 tribos desapareceram, tornando-se as "tribos perdidas".

A maioria dos artefatos no Museu da Bíblia, em Jerusalém, é composta de objetos produzidos por outros povos. Quase nada é israelita. Isto indica que o relato bíblico sobre uma nação poderosa que derrotou o faraó, matou 185 mil assírios em uma única noite e exterminou todos os não-judeus na Terra Prometida é apenas exagero e invenção de um povo pequeno e fraco que durou alguns poucos séculos tentando sobreviver a duras penas entre nações grandes e poderosas.
================
Há pilares de sal na margem sul do Mar Morto. Provavelmente deram origem à lenda da mulher de Lot.
================
2 Reis 3
O rei dos moabitas, ao ser atacado pelos reis de Judá e Israel, sacrifica seu primogênito a seu deus. Os israelitas fogem. Pelo visto, sacrifícios humanos funcionam.
================
2 Reis 22-23
O rei Josias acaba com o culto aos deuses pagãos e torna Judá tão obediente e santa quanto possível, mas Javé não volta atrás e permite que sejam escravizados pela Babilônia. Pelo visto, ser fiel e louvar a Deus é perda de tempo. Deus faz o que ele quer e pronto.
================
Isaías 1
Talvez pela primeira vez na Bíblia, Deus informa que adorá-lo não é o bastante. As boas obras também são necessárias. O debate quanto à importância relativa de fé e obras continua até hoje
================
Isaías 24-27
Também pela primeira vez, menciona-se um juízo final, com punição dos maus e vida eterna para os justos.
================
Isaías 56
Um trecho nebuloso: Deus promete eterna glória aos eunucos que guardarem o dia de sábado. Que eunucos?
================
Isaías 60-62
Mais detalhes sobre a vida depois do Juízo Final: Israel dominará o mundo. Os outros povos serão seus servos e lhe pagarão tributo. Israel será o representante de Deus na Terra.
================
Isaías 65
Mesmo depois da redenção, as pessoas ainda morrerão, embora vivam muito mais e, aos 100 anos, ainda sejam jovens. Mas a salvação não era para ser eterna?
================
Zacarias 3
Nos dois primeiros versículos, Satanás é apresentado como uma espécie de advogado de acusação. Ele se senta à direita de Deus. E este é o significado de "Satanás" em hebreu: "adversário" ou "acusador". Ainda não o transformaram no inimigo poderoso que luta contra Deus.
================
Jó 18-21
Os amigos de Jó afirmam que ele está pagando por algo errado que fez, mas Jó diz que os bons às vezes sofrem até o fim da vida e que os maus às vezes morrem ricos e felizes. Ele conclui que é tudo fruto do acaso. Não há ordem nem justiça no mundo.
================
Jó 38-39
Deus aparece a Jó e o critica por reclamar do sofrimento que lhe foi imposto. Jó tenta argumentar, mas Deus não o deixa falar e o humilha ao mostrar que ele, Deus, é todo-poderoso e que Jó não é nada.
================
Jó 40-41
Deus desafia Jó a responder, mas Jó reconhece que não tem como vencer alguém tão poderoso e se cala. Deus insiste em humilhá-lo e Jó responde que não fez nada de errado e que não merece o castigo.
Deus ignora sua resposta e continua a humilhá-lo: "Eu sou todo-poderoso e você não é nada. Quem é você para me questionar?"
Ou seja, Deus não responde a Jó.
================
Jó 42
Deus finalmente admite que Jó está certo, lhe devolve a riqueza e lhe dá uma nova família (a anterior continua morta...).
Deus também critica os amigos de Jó, o que talvez signifique que ele admite que nem sempre os bons são recompensados e os maus castigados.
================
Eclesiastes 1-3
A vida um dia termina para todos, para o sábio e para o louco, para o preguiçoso e para o que trabalhou duro.
Deus já determinou como serão as coisas e não há nada que possamos fazer, portanto, o jeito é comer, beber e aproveitar a vida.
================
Eclesiastes 12
Este capítulo repete os anteriores: viva a vida porque ela é curta e se acaba. Procure ser bom para o próximo, procure fazer o bem, mas não exagere. Não vai fazer diferença.
 O trecho final parece ser um remendo acrescentado por outro autor e recomenda o respeito aos mandamentos de Deus.
A conclusão que fica: siga as leis de Deus, mas não espere justiça. Às vezes, a vida é boa para o justo e difícil para o ímpio, mas também pode acontecer o contrário, portanto não tente entender os propósitos de Deus.

Nota: os judeus esperavam a ajuda de Deus se seguissem suas leis, mas não achavam que ela viria naquela geração, para aquela pessoa que tinha sido justa. Para eles, Deus recompensava o povo como um todo e não o indivíduo. A recompensa poderia vir para os filhos ou os netos do justo, enquanto este podia ter uma vida de sofrimentos e morrer pobre.
================
Ester
O imperador persa desiste de exterminar os judeus. Em agradecimento, eles massacram 75 mil de seus vizinhos e pedem licença para continuar o massacre por mais um dia.
Não há nenhuma menção a Deus neste livro. Os judeus se viram sozinhos, sem pedir ajuda divina.
================

 
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.