Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

Brasil de luto por Marielle Franco #mariellepresente

Tópico para manter vivos os grandes  ideais dessa mulher, negra e guerreira que nos deixou.

O Brasil não está fácil!
Todo dia a mesma coisa! Cada dia desse ano foi um verdadeiro inferno tentar assistir a previsão do tempo nos telejornais e eles precisando dar cobertura às mortes dos 138 policiais no RJ só em 2018. Hoje que você acha que vai ter um alívio e eles vão ter que dar a mesma cobertura à morte da vereadora do PSOL.
Estou cansado de ver a presidente do STF soltando nota todo dia em favor dos policiais.
Pra não ser injusto o estado  resolve todos os 4% de todos os assassinatos do país. O que mais precisamos para que a violência seja resolvida com uma taxa de solução de crimes tão boa assim? 
A resposta é resumida nos posts de Marielle e de seus cpmpanheiros de luta que postarei aqui.
«13

Comentários

  • JudasJudas Moderator
    Todo o respeito à morte da companheira, nessa hora não se deve politizar as coisas.
    O golpe de 2016 tem relação com isso segundo Maria do Rosário e Erika Kokay.
  • JudasJudas Moderator
    Marielle FrancoOntem às 13:27 · Em 2017 foram 179 assassinatos de pessoas trans (não contando aqui crimes como latrocínio ou violência do Estado, mas apenas crimes que podem ser caracterizados como crimes de ódio, fruto da transfobia). Dos 179 assassinatos, 169 de travestis e mulheres transexuais e 10 de homens transexuais.Confira o mapa elaborado pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais: https://antrabrasil.files.wordpress.com/…/relatc3b3rio-mapa…
  • JudasJudas Moderator
    Marielle Franco Curtir esta página · 12 de março ·    Olha eleeee!

    Tá na área Guilherme Boulos, o pré-candidato à Presidência mais jovem da história do Brasil: https://goo.gl/Yy9mzJ
  • JudasJudas Moderator
    Marielle Franco compartilhou o evento de Núcleo 8 de Março - PSOL Ilha.13 de março às 17:35 · São as mulheres negras que recebem o menor salário, são as mulheres negras que perdem seus filhos com o genocídio da juventude negra, são as mulheres negras que ocupam os postos de trabalho mais precarizados.Vamos falar sobre a luta das mulheres JUNTAS! Vem comigo, Talíria Petrone, Dani Monteiro e Ivanete Conceição!
  • JudasJudas Moderator
    editado March 15
    Nem o @acauan deixou de ser lemrado por essa grande mulher.


    Boa notícia para os povos indígenas!Em uma decisão histórica para todos os povos indígenas do Brasil, a Corte Interamericana de Direitos Humanos reconheceu a responsabilidade do Brasil na violação aos direitos de propriedade coletiva e proteção do povo Xukuru de Ororubá. O país foi condenado a finalizar o processo de demarcação do território em, no máximo, 18 meses."Acredito que esta decisão é também uma vitória de todos os povos indígenas que como o povo Xukuru têm seus direitos à terra violados há anos. A condenação do Estado brasileiro neste caso é um exemplo de como a propriedade coletiva dos povos indígena à terra é ultrajada, além do fato dos indígenas constantemente viverem sob ameaças, detenções arbitrárias em ocasiões de luta pela terra e assassinatos, que muitas vezes são cometidos por agentes do Estado", defende o cacique Marcos Xukuru.O povo Xukuru foi assessorado pelo Conselho Indigenista Missionário - Cimi, o GAJOP, e a Justiça GlobalVia Justiça Global
  • JudasJudas Moderator
    editado March 15
    Marielle Franco13 de março às 12:10 · Mais um que pode estar entrando para a conta de homicídios da polícia. Quantos jovens precisarão morrer para que essa guerra aos pobres acabe?
    https://extra.globo.com/casos-de-policia/jovem-morto-no-jacarezinho-ajudava-em-igreja-planejava-noivado-diz-tia-22483828.html



    Os comentários dos fascistas:



    Dimitry Moura Alô polícia. Por favor, se encontrarem os assassinos dela e houver troca de tiros, não revidem para não machucá-los e/ou matá-los para não entrar na conta de vocês.

     
  • JudasJudas Moderator
    Marielle Franco compartilhou o próprio evento.13 de março às 10:17 · É AMANHÃ!!Nós, mulheres negras, somos a maioria da população. E ainda assim precisamos mover estruturas para garantir direitos iguais.Por isso, amanhã, quarta-feira (14), vamos reunir mulheres incríveis pra compartilhar nossas vivências, seguindo os passos das que vieram antes de nós.Somos resistência, afeto, luta e esperança!VEM!Esse evento lindo faz parte da campanha 21 dias de ativismo contra o racismo! 1f5a4.pnghttps://www.facebook.com/events/651932505137717/
  • JudasJudas Moderator
    Marielle Franco12 de março às 10:52 · No Brasil, 877 mil mulheres entre 20 e 24 anos se casaram antes dos 15 anos de idade.
    Geralmente são meninas muito pobres, submetidas a uma condição profunda de vulnerabilidade.
    Muitas tornam-se mães também muito jovens, fruto de violência sexual.Sobre as raízes mais profundas e cruéis do machismo.
  • JudasJudas Moderator
    E pensar que o Brasil perdeu uma pessoa assim.
    O que será de nós agora?
  • JudasJudas Moderator
    "Acredito que esta decisão é também uma vitória de todos os povos indígenas que como o povo Xukuru têm seus direitos à terra violados há anos.

    Se é bom para os Xukuru certamente é bom para o Brasil.
  • JudasJudas Moderator
    Fernando Silva certamente conheçe as "Manas da Lona preta"Manas Da Lona Pretahá ± 1 semana · Seguir Ta no ar o primeiro episódio do Manas Da Lona Preta, um programa que vai ouvir e apresentar as manas, minas e monas que constroem a luta do MTST - Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto.
    Conversamos com Andreia, Ediane e Tati, algumas das mulheres comandantas da luta na ocupação MTST - Povo Sem Medo São Bernardo
    https://www.facebook.com/ManasDaLonaPreta/videos/1089129381240391/?hc_ref=ARRcufKURWVL4N5M1BpliTPgCsCO3n6A3pQVtPJOfNXxdsVxHwEnC_7uFzSzZT_HnKg
     
  • JudasJudas Moderator
    "Manas da Lona preta"

    Logo no primeiro minuto do víddeo uma delas diz "comandantas"
  • "Em 2017 foram 179 assassinatos de pessoas trans (não contando aqui crimes como latrocínio ou violência do Estado, mas apenas crimes que podem ser caracterizados como crimes de ódio, fruto da transfobia). Dos 179 assassinatos, 169 de travestis e mulheres transexuais e 10 de homens transexuais."

    Estou todo confuso, morreram mais homens ou mais mulheres??

     
  • Nós, mulheres negras, somos a maioria da população.

    Não mesmo! O conjunto das mulheres negras não é maior que a soma das pardas e brancas.
  • JudasJudas Moderator
    Neuromancer disse: "Em 2017 foram 179 assassinatos de pessoas trans (não contando aqui crimes como latrocínio ou violência do Estado, mas apenas crimes que podem ser caracterizados como crimes de ódio, fruto da transfobia). Dos 179 assassinatos, 169 de travestis e mulheres transexuais e 10 de homens transexuais."

    Estou todo confuso, morreram mais homens ou mais mulheres??

     

    Sua pergunta foi muito boa mesmo.

    Então fui reler o que está escrito e simplesmente não sei a resposta também.
    Essa poderia ser facilmente uma pergunta de raciocínio lógico pra concurso público e pouca gente acertaria.
    Talvez porque é realmente confuso ou simplesmente por não ter lógica nenhuma e ser impossível responder.
  • Neuromancer disse:
    Nós, mulheres negras, somos a maioria da população.

    Não mesmo! O conjunto das mulheres negras não é maior que a soma das pardas e brancas.

    Claro, me refiro somente à parte feminina, se considerarmos os homens, aí que essa afirmação fica ainda mais sem sentido.
  • Uma vereadora militante no final das contas. Não estou surpreso.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Neuromancer disse:
    Nós, mulheres negras, somos a maioria da população.
    Não mesmo! O conjunto das mulheres negras não é maior que a soma das pardas e brancas.
    Os pardos fazem parte dos brancos ou dos negros conforme a conveniência do momento.
     
  • PercivalPercival Member
    editado March 16
    <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="pt" dir="ltr">O que é que "Não passarão"? Violência? Impunidade? Sinto informar, mas "tão passando" faz é tempo. <a href="https://t.co/GxdNinR4ba">pic.twitter.com/GxdNinR4ba</a></p>— Fernanda Tanaka (@nandinhatanaka) <a href="">March 16, 2018</a></blockquote>
    <script async src="https://platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script>




    <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="pt" dir="ltr">Lula usando a morte da vereadora <a href="https://t.co/MvIsnheL8i">pic.twitter.com/MvIsnheL8i</a></p>— GABRIEL PINHEIRO (@GABRlELPlNHElRO) <a href="">March 16, 2018</a></blockquote>
    <script async src="https://platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script>
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • PercivalPercival Member
    editado March 16
    <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="pt" dir="ltr">No assassinato da vereadora carioca, a novidade não está na violência que inferniza a vida dos brasileiros há anos, mas no tamanho da cobertura dada pela imprensa e na repercussão no meio político. Buscam honrar uma pessoa que defendeu a agenda do crime durante toda vida pública.</p>— Leandro Ruschel (@leandroruschel) <a href="">March 15, 2018</a></blockquote>
    <script async src="https://platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script>
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Sobre o assassinato da vereadora carioca Marielle Franco.
    "A vereadora carioca Marielle Franco, assassinada ontem à noite no Rio de Janeiro, era uma ultra esquerdista, com ideias nefastas e totalmente tortas, uma eterna defensora de bandidos, defendia liberação das drogas, era contra a intervenção federal na segurança do estado, defendia a doutrinação de esquerda nas universidades e escolas, pregava o ódio em tempo integral, pregava a divisão entre as pessoas - fosse entre brancos e negros, entre homens e mulheres, entre ricos e pobres.
    Sua última acusação foi através de uma postagem onde acusava a PM - como somente a esquerda e principalmente os psolistas sabem fazer -, mas nunca, em momento algum, se incomodou com a ocupação dos morros pelos traficantes, nunca questionou o absurdo da venda de drogas em mercado aberto nos morros, jamais se escandalizou com o total domínio dos traficantes, que andavam e ainda andam armados com armas de alto calibre pelas ruas de forma petulante, onde as pessoas têm de conviver com isso como se fosse algo natural.
    Não, ela nunca se comoveu quando traficantes invadiam as casas de moradores pobres e os obrigavam a esconder drogas e armas, ou quando estes traficantes expulsavam moradores de suas casas e as ocupavam; quando estes criminosos aplicavam "correções" em moradores, que segundo eles seriam "alcaguetes" ou "X9" na linguagem da malandragem, correções estas onde raspam as cabeças de mulheres, batem nos rostos, queimam com cigarros, espancam, cortam, ou seja, torturam - isso quando não simplesmente matam no micro-ondas (onde a vitima é envolta em pneus, encharcada com gasolina e queimada viva.
    Não, ela não virou santa porque morreu, e muito me decepciona ver pessoas que eu respeito no meio jornalístico louvando-a, se dobrando às patrulhas, demonstrando não terem personalidade. Que se lamente o assassinato, mas que não se enalteça quem em vida não fez por merecer ser enaltecida.
    Eu não sou jornalista, não sou político, não sou famoso, portanto não tenho nenhuma obrigação de bancar o hipócrita demagogo e dizer que sinto muito pela morte desta pessoa tão nociva, com pensamentos tão perturbados, ideias tortas, visão totalmente distorcida da realidade e sem moral alguma... Mas, nem por isso eu desejava a sua morte. Da mesma forma que não desejo a morte nem mesmo para o Lula, ou Nicolás Maduro, ou Dilma, ou Jean Wyllys. Quero antes que esse pessoal viva - e viva muito - para ver suas ideias psicóticas de esquerda serem varridas sucessivamente da face da terra e sintam a revolta, o desespero e a frustração por novamente ideias tão descabidas e até mesmo criminosas falharem, depois de falharem vez após vez, por mais de 100 anos. Só que desta vez com um diferencial: temos a internet, onde as pessoas têm informações na velocidade da luz, onde a mentira e o obscurantismo não mais prosperam, portanto, a tendência é o esquerdismo ser cada vez mais estigmatizado, anulado e ridicularizado, até mesmo pelas camadas mais desinformadas da população.
    Resumindo: não desejo a morte para essa gente; desejo-lhes uma vida longa para verem a humanidade progredir. E progresso e esquerdismo não combinam, é oximoro, portanto a tendência do segundo é desaparecer para que o primeiro se estabeleça."
    Autora: Eliane Cysneiro.
    29257566_412706225857575_6428684208016719872_n.jpg?oh=5df598275b45fd16edfd1187cd660254&oe=5B46DAAB
    Não tenho motivos pra acreditar em uma Divindade .
    O campo do saber é denso e inesgotável , isso é fascinante e muitas vezes frustrante .
    O futuro é = 1 e não pode ser outro .Que a sorte nos acompanhe amém .
    "Eu canto com a minha alma, com o meu corpo, com o meu sexo... Eu canto inteira! "
     Janis Joplin
    Azafatas-a-todo-o-nada.jpg
     
  • Brasil é a república da hashtag

    SOCIEDADEO Brasil é a república da hashtag


    A morte de Marielle não tem nada a ver com o PSOL ou o Bolsonaro. Tem a ver com o conto de fadas que vivemos no Brasil.

    Por aqui, toda tragédia – a execução de uma vereadora, seja ela branca, preta, reacionária ou progressista é inaceitável – tem o mesmo fim: a propaganda de plataformas eleitorais e ideologias chinfrins.

    Da esquerda à direita, todo tipo de político e puxa-saco de político escreveu alguma bobagem a respeito da socialista. Impeachment, cor da pele, porte de arma, gênero. Tudo o que poderia ser instrumentalizado foi, efetivamente, instrumentalizado pelos reformistas da hashtag.

    O problema do Brasil não é financeiro. É moral. Falta civilidade para nossa gente. As redes sociais são só o reflexo da monstruosidade encarnada em boa parte da população.

    http://teleguiado.com/sociedade/2018/03/marielle-franco-o-brasil-e-republica-da-hashtag.html
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • 29257933_1655627674516420_4347738481129160704_n.jpg?oh=1aaaea12051135ff9d217a1193dd23b9&oe=5B02E0A6
    Não tenho motivos pra acreditar em uma Divindade .
    O campo do saber é denso e inesgotável , isso é fascinante e muitas vezes frustrante .
    O futuro é = 1 e não pode ser outro .Que a sorte nos acompanhe amém .
    "Eu canto com a minha alma, com o meu corpo, com o meu sexo... Eu canto inteira! "
     Janis Joplin
    Azafatas-a-todo-o-nada.jpg
     
  • Carlos Venturelli compartilhou a publicação de Cora Ronai.30 min · 
    21369526_10211305652491671_4495294528221176695_n.jpg?oh=21ae3e00b4a77623af04b13e6873ebcd&oe=5B410F01
    Cora Ronai
    12 h · Rio de Janeiro · Minha melhor amiga durante 30 anos.Deixou de falar comigo porque, suponho, não sou de esquerda: não fiquei sabendo o motivo ao certo, nunca me foi comunicado.Agora, depois de um silêncio de anos, entra na minha página, num post em que compartilho o meu horror diante do assassinato brutal da Marielle, e escreve "Too late pra dar esse apoio né?"Como se, apenas por não ser de esquerda, um ser humano perdesse qualquer compasso moral ou qualquer direito à dor; como se uma eventual divergência política fosse suficiente para desumanizar a esse ponto alguém que se conheceu a vida inteira.Como se toda a bondade, a empatia e os bons sentimentos estivessem de um lado, e toda a maldade do mundo estivesse do outro.Como se toda a complexa teia dos sentimentos humanos se resumisse às pontas de um universo radical e extremo, afinal tão parecidas entre si.Como se isso fosse hora para a sociedade se dividir ainda mais, em vez de se unir.Block simplesmente não resolve tanta tristeza.:::::Update: pessoas, dispenso comentários na linha do "a esquerda isso", "a direita aquilo". Vamos deixar de nos pautar por essas generalizações rastaqueras, que já nos fizeram tanto mal.
    Não tenho motivos pra acreditar em uma Divindade .
    O campo do saber é denso e inesgotável , isso é fascinante e muitas vezes frustrante .
    O futuro é = 1 e não pode ser outro .Que a sorte nos acompanhe amém .
    "Eu canto com a minha alma, com o meu corpo, com o meu sexo... Eu canto inteira! "
     Janis Joplin
    Azafatas-a-todo-o-nada.jpg
     
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    Vou repetir o dito no outro tópico sobre o assunto.

    Esta mulher pode ter sido executada por policiais corruptos, por milicianos, por traficantes ou outra facção de crime organizado.
    Pouco importa.
    Não há dúvidas de que foi executada.

    E quem executou afrontou o Estado Democrático e de Direito e as instituições do Brasil.
    A prioridade agora é identificar, localizar e erradicar o poder guerrilheiro que promoveu o ultraje.

    A vereadora era mais uma que repetia um discurso ideológico batido demais prá trazer novidade.
    Mas quem a matou são inimigos da sociedade brasileira e devem ser vencidos e destruídos.

     
  • PugIIPugII Member
    Acauan disse: Vou repetir o dito no outro tópico sobre o assunto.

    Esta mulher pode ter sido executada por policiais corruptos, por milicianos, por traficantes ou outra facção de crime organizado.
    Pouco importa.
    Não há dúvidas de que foi executada.

    E quem executou afrontou o Estado Democrático e de Direito e as instituições do Brasil.
    A prioridade agora é identificar, localizar e erradicar o poder guerrilheiro que promoveu o ultraje.

    A vereadora era mais uma que repetia um discurso ideológico batido demais prá trazer novidade.
    Mas quem a matou são inimigos da sociedade brasileira e devem ser vencidos e destruídos.

     

    sensato
  • Na Folha de hoje (18-3-2018), o Élio Gaspari tem um artigo sobre quem manda, comparando os casos de Marielle, Manuel Fiel e o Riocentro.
    No caso da Marielle, foi um recado da bandidagem (com ou sem farda): "aqui a gente manda e mata".
    Em 1976 o Egydio telefonou para o Geisel:
    _ Desculpe-me incomodá-lo. Morreu outro preso no DOI. Outro enforcamento.
    Resposta do Geisel:
    _ Paulo, não teme providência nenhuma. Você terá notícias minhas.
    O metalúrgico Manonel Fiel Filho foi preso e torturado até morrer lá no DOI. Geisel entendeu o recado: isso era um desafio à sua autoridade. Resultado, a cabeça do comandante da unidade rolou e no dia seguinte a do Sylvio Frotta também. Geisel traçou a linha da autoridade.

    Em 1981 o Figueiredo mostrou quem NÃO manda. O mesmo DOI cometeu um atentado no Riocentro que deu errado porque uma das bomba explodiu dentro do carro onde o sargento e o capitão terroristas estavam. Tentaram vender que foi coisa das esquerdas, com organizações há muito dizimadas. Figueiredo até ficou contente, mas logo a verdade apareceu: foi gente nossa.
    Figueiredo, um cavaleiro desbocado, fez o leãozinho miar e tudo se acobertou, o capitão sobrevivente foi promovido, premiado, aclamado e se aposentou como coronel. Seu prestígio já não era muito e então deixou a presidência saindo por uma porta lateral.

    Parece claro, não? O caso da Marielle é só um recado ao governo sobre quem manda neste país.
     
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.