Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

Guerra é Paz, Liberdade é Escravidão, Ignorância é Força

Durante a Rússia stalinista era comum vizinhos denunciarem outros vizinhos como subversivos, a família inteira era levada pela KGB para nunca mais voltar, e o apartamento melhor ficava vago. Rasgar um poster era motivo para cadeia. Uma cena famosa de um filme relata como um pai teve uma crise de choro ao colocar sem-querer um copo sobre uma foto de Stalin em um jornal, e manchá-la. Havia um controle sobre o que se fazia, o que se dizia e o que se pensava.

Não é à toa que 1984, de George Orwell, é uma alegoria sobre um regime stalinista comandando a Inglaterra. Hoje condenam um homem por algo tão idiota quanto ensinar um cachorro a fazer uma saudação nazista pra trollar a namorada. Do homem, não do cachorro.

Em seu livro Orwell fala sobre a Novilíngua, que como estou com preguiça, fica a definição da Wikipedia:
A novilíngua era desenvolvida não pela criação de novas palavras, mas pela “condensação” e “remoção” delas ou de alguns de seus sentidos, com o objetivo de restringir o escopo do pensamento. Uma vez que as pessoas não pudessem se referir a algo, isso passa a não existir. Assim, por meio do controle sobre a linguagem, o governo seria capaz de controlar o pensamento das pessoas, impedindo que ideias indesejáveis viessem a surgir.

Ele não estava errado, controlar a linguagem é o primeiro passo para controlar o pensamento, e é isso que está acontecendo. As pessoas não entendem que só porque você se ofendeu não quer dizer que está com a razão, e transformaram isso em uma forma de recreação. Tudo é ofensivo, tudo tem que ser restrito. A Heineken tirou do ar um anúncio ofensivo onde se referia a “light beer”, um político americano teve um chilique ao achar que o termo “buraco negro” é racista.

Pior, as pessoas acham ok tudo isso, criaram o Direito à Ofensa independente do sujeito ter razão, e coisas como Liberdade de Expressão estão indo pro ralo.

Agora a Microsoft resolveu adotar essa linha, e alterou os termos de uso de seus softwares e serviços, incluindo conceitos no mínimo absurdos.

No ítem 3 eles explicitam:
Não exiba publicamente nem use os Serviços para compartilhar conteúdo ou material inadequado (envolvendo, por exemplo, nudez, bestialidade, pornografia, linguajar ofensivo, violência explícita ou atividade criminosa).

Como assim, Bial?

Não pode mais nudez? Se não dá pra receber nudes no Skype pra que ele serve? E pornografia, vocês querem mesmo tentar banir pr0n da internet?

O pior de tudo é a proibição de “linguajar ofensivo”. Ofensivo a quem, cara-pálida? Se eu falar que vou comer churrasco até o fiofó fazer bico vai ser ofensivo a milhões de indianos e à vaca da sua mãe, anônimo advogado da M$ (isso sim é ofensivo) que redigiu esses termos. Falar nisso, você tem voz fina, né…

“Linguajar agressivo” não significa NADA exceto uma licença para se ofender. Agora qualquer um vai poder denunciar quem não agir 24/7 com a educação e polidez daqueles esquilos da Warner Brothers.

File:Mac_and_Tosh.jpg

Eles se chama Mac e Tosh, só que não são esquilos, são geômios, ou em inglês, gophers. Sim, eu acabei de descobrir isso.

No item 7 eles pioram:
Não se envolva em atividades que sejam danosas a você, aos Serviços ou a outras pessoas (por exemplo, transmissão de vírus, postagem de conteúdo terrorista, comunicação de discurso de ódio ou defesa de violência contra outros).

O que seria discurso de ódio? Já me acusaram de discurso de ódio por dizer que mutilação genital feminina era uma prática bárbara de gente selvagem e primitiva. Quanto a violência contra outros, será que meu plano de privatizar os Correios e jogar todos os funcionários dentro de um vulcão conta como violência?

Agora, a ameaça, pois todo Estado Totalitário tem a parte da ameaça:
Se você violar estes Termos, nós podemos, a seu exclusivo critério, parar de fornecer Serviços a você ou podemos encerrar sua conta da Microsoft. Também poderemos bloquear a entrega de uma comunicação (como email, compartilhamento de arquivo ou mensagem instantânea) de ou para os Serviços como parte de nosso esforço de impor estes Termos, ou poderemos remover ou nos recusar a publicar Seu Conteúdo por qualquer motivo.

Como o Big Brother vai tomar conta de tudo que você compartilha? Irá ele fazer isso? Mais ou menos.
A Microsoft reserva para si o direito de revisar Seu Conteúdo a fim de resolver o problema e você, por meio deste, autoriza tal revisão. No entanto, não poderemos monitorar todos os Serviços e não faremos nenhuma tentativa nesse sentido.

Essa é a beleza da coisa. Eles dizem que não vão monitorar todo mundo mas podem monitorar seu conteúdo a qualquer momento.

Os termos também valem para o Xbox, que tem em seus termos específicos linguagem bem pitoresca, como:

Proteja-se dos idiotas silenciando ou bloqueando outros jogadores

a lista de proibições é… divertida:

ameaçar ferir fisicamente outras pessoas;

espalhar mentiras sobre uma pessoa, um produto, uma empresa ou um grupo;

fazer extorsão ou de outra forma ameace processar se não receber algo que deseja;

envolva-se em algo que possa prejudicá-lo;

incentive a violência contra pessoas ou animais;

grite nem intimide outras pessoas.

Isso mesmo. Mentir é errado e o Grande Irmão está de olho, moleque. Comporte-se, e o que você falou mesmo sobre minha mãe? E nada de gritar ou ameaçar em uma partida online. Trucide seu adversário com elegância e respeito. E sem comentários negativos sobre PlayStations ou o Switch idiota do Izzynobre.

No final das contas, a nós usuários só resta rezar.

http://meiobit.com/382312/microsoft-xbox-skype-codigo-de-conduta-liberdade-expressao-sem-ofensas-novilingua/


  “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.