Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

Pat Condell: «A Maldição do Marxismo Cultural»



O ateu britânico e ex-esquerdista Pat Condell explica-nos porque é que o "progressismo" não tem nada a ver com o liberalismo. E também que o "progressismo" é na prática marxismo, mesmo quando os próprios "progressistas" não se apercebam disso.
  “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]

Comentários

  • BotânicoBotânico Member
    editado May 8
    Mais importante: apesar do termo progressismo nos remeter à ideia de geração de progresso, o tal progressismo, em qualquer forma em que foi tentado, NUNCA GEROU PROGRESSO ALGUM!
  • JudasJudas Moderator
    Botânico disse: Mais importante: apesar do termo progressismo nos remeter à ideia de geração de progresso, o tal progressismo, em qualquer forma em que foi tentado, NUNCA GEROU PROGRESSO ALGUM!

    Eis uma virtude deles.
    Conseguem criar essas palavras "gatilho" que dão um bypass na região do cérebro que analisa as coisas e atingem direto a área das emoções.

    Progressão não significa sempre melhoria por definição.
    Televisores progrediram e melhoraram.
    Amplificadores À válvula progrediram pra transistores e não melhoraram, pelo contrário, ficaram piores. (Isso mudou em meados de 2014 mas é outra história)
    O mesmo serve para a progressão de liberdades em direção a libertinagens.
    A mídia mais "democrática" que progressistas querem também sabemos que de democrática so tem o nome bonitinho.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.