Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

Espiritismo é racista e discriminatório

Mais do mesmo. Se antes a desculpa era que Car Deck foi "guiado" pelo que a ciência dizia, hoje temos nada menos que o tal Divaldo Franco (ou seria Diva Viado enrustido?) papagaiando o mesmo tipo de proselitismo em prol da decência moral cristã.




E segundo este "psicologo", por dedução, humanos hermafroditas não existem, já que possuem dois sexos.

Comentários

  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Segundo li numa publicação espírita, o homossexualismo é causado por "espíritos trevosos de baixíssima densidade vibracional".
  • Mandem o cretino Divaldo, Baccelli e outros que só falam asneiras irem catar coquinho na ladeira. O espírita que entendeu o Espiritismo não pode se dar ao luxo de ser racista, pois seu espírito pode encarnar-se em qualquer raça (que cientificamente nem existe mais), como pode encarnar em homem ou mulher, em qualquer povo e em qualquer orientação sexual (não existe opção sexual).
  • Espiritismo é um catolicismo de auto serviço. Cada um faz o que bem entende, é uma bagunça. Não é a toa que está definhando. Que morra logo, uma chatice a menos.
  • Há espíritas que dizem que os desfavorecidos (pobres, deficientes etc.) tão pagando por erros de vidas passadas
  • Espiritismo é um catolicismo de auto serviço.

    Infelizmente sou obrigado a concordar que aquilo que a FEB vende como Espiritismo é uma deturpação resultante do contrabando de dogmas católicos para o Espiritismo de verdade.
    Cada um faz o que bem entende, é uma bagunça

    Melhor a sim do que termos um Corpo Governante como acontece com os infelizes testemunhas de jeová.
     
    Há espíritas que dizem que os desfavorecidos (pobres, deficientes etc.) tão pagando por erros de vidas passadas

    Pode ser sim, mas também pode ser espíritos que solicitaram PROVAÇÃO para testarem a si próprios. A título de exemplo, a Helen Keller teve um sarampo aos 2 anos que a deixou cega e surda. Mas teve depois uma babá durona, Anne Sullivan, que soube domar o espírito teimoso e inquieto de Keller, fazendo com que aprendesse a ler, escrever e FALAR. E quando adulta, Helen Keller graduou-se com honra na Universidade de Colúmbia, mostrando o quanto uma pessoa deficiente pode superar suas limitações.
  • Melhor a sim do que termos um Corpo Governante como acontece com os infelizes testemunhas de jeová.

    Defina "corpo governante" no seu entendimento e no entendimento da tal doutrina por gentileza.
     
  • BotânicoBotânico Member
    editado September 15
    Defina "corpo governante" no seu entendimento e no entendimento da tal doutrina por gentileza.

    Corpo Governante é um colegiado de líderes, em geral nonagenários, pois devem fazer parte dos 144.000 homens virgens que vão para o Céu e se tornarem co-administradores da Terra renovada após o fim do Mundo (Armagedon).  Em vista da situação atual, até aqueles que não fazem parte do 144.000 homens virgens estão sendo admitidos para compor o colegiado de líderes.
    Ah! Isto que estou falando refere-se aos Testemunhas de Jeová. Os pobres coitados vítimas dessa seita são liderados por esse tal Corpo Governante, que para efeitos práticos é o VERDADEIRO Jeová Deus, que os pobres liderados pensam que está lá no Céu.
    O tal Corpo Governante decide tudo sobre a vida do coitado jeovista: o que deve comer, o que deve vestir, como se comportar, até que tipo de sexo um casal casado pode fazer entre as quatro paredes de seu quarto. E principalmente no que devem crer. Só a gráfica de Nova Iorque e suas filiais nos outros países podem publicar textos sobre as doutrinas de Jeová. Se um jeovista puser no quadro do seu local de trabalho algo sobre os ensinos de Jeová, mesmo que esteja dentro do que é ensinado, será excomungado e seus familiares e parentes jeovistas estão proibidos de dar até um oi para ele.

    No Espiritismo, felizmente isso não existe. Tá, a tal FEB se diz casa máter do Espiritismo no Brasil, mas não tem poder e nem autoridade para proibir qualquer espírita de escrever sobre Espiritismo, mesmo que seja uma baita besteira. Só que neste sentido ela não tem moral para criticar nada, pois também escreve os maiores absurdos.
  • Botânico disse:
    Defina "corpo governante" no seu entendimento e no entendimento da tal doutrina por gentileza.

    Corpo Governante é um colegiado de líderes, em geral nonagenários, pois devem fazer parte dos 144.000 homens virgens que vão para o Céu e se tornarem co-administradores da Terra renovada após o fim do Mundo (Armagedon).  Em vista da situação atual, até aqueles que não fazem parte do 144.000 homens virgens estão sendo admitidos para compor o colegiado de líderes.
    Ah! Isto que estou falando refere-se aos Testemunhas de Jeová. Os pobres coitados vítimas dessa seita são liderados por esse tal Corpo Governante, que para efeitos práticos é o VERDADEIRO Jeová Deus, que os pobres liderados pensam que está lá no Céu.
    O tal Corpo Governante decide tudo sobre a vida do coitado jeovista: o que deve comer, o que deve vestir, como se comportar, até que tipo de sexo um casal casado pode fazer entre as quatro paredes de seu quarto. E principalmente no que devem crer. Só a gráfica de Nova Iorque e suas filiais nos outros países podem publicar textos sobre as doutrinas de Jeová. Se um jeovista puser no quadro do seu local de trabalho algo sobre os ensinos de Jeová, mesmo que esteja dentro do que é ensinado, será excomungado e seus familiares e parentes jeovistas estão proibidos de dar até um oi para ele.

    No Espiritismo, felizmente isso não existe. Tá, a tal FEB se diz casa máter do Espiritismo no Brasil, mas não tem poder e nem autoridade para proibir qualquer espírita de escrever sobre Espiritismo, mesmo que seja uma baita besteira. Só que neste sentido ela não tem moral para criticar nada, pois também escreve os maiores absurdos.

    Então os centros espíritas estão formando estes nonagenários, visto que os centros hoje mais parecem associações geriátricas. Mas voltando ao foco, pelo pouco que conheço de história, nada que lia até hoje mostra uma sociedade, cultura, política, grupo, bando, gang que progrida linearmente sem uma coesão. Anarquia nada constrói!
  • Certos espíritas não viram evangélicos porque consideram 1 religião do zé povinho e membros do candomblé por ser religião de negro.
  • BotânicoBotânico Member
    editado September 16
    Mas voltando ao foco, pelo pouco que conheço de história, nada que lia até hoje mostra uma sociedade, cultura, política, grupo, bando, gang que progrida linearmente sem uma coesão. Anarquia nada constrói!

    Não se trata de anarquia, mas de liberdade de crer. A intelectualidade ou a carolice burra é que vai determinar no que o espírita acha melhor. Tem caras, a meu ver, que são babacas por endeusarem Chico Xavier, Baccelli, Divaldo Franco, Alziro Zarur e outras figuras por aí, sem analisarem friamente o que escreveram ou disseram. É uma herança, hoje piorada pelo Método Paulo Freire de Educação, que não nos ensina a ser críticos. E esse estrago vai ser bem difícil de ser consertado em curto prazo, pois os intelectualizados e sorbonizados de Ciências (?) Humanas são todos (ou quase) esquerdistas e seu critério para saber se uma pessoa tem senso crítico é dizer que o Socialismo é um paraíso e o Capitalismo, um inferno.
    Chico Xavier foi nefasto nesse sentido, pois queria a paz e achava que polêmicas só criariam divisões e ódios. Com isso, herdamos essa pataquada de evitar críticas aos errados para "não causar divisões". Eu prefiro ficar com o Herculano Pires:
    _ Quem não defende a verdade compurscada, não é digno desta verdade.

    Ah! E o sistema monopolista do tal Corpo Governante foi para garantir que não haveria dissidências e nem gente escrevendo opiniões pessoais em contradição com a "fé de Jeová". Nisso a coisa não funcionou, pois várias vezes os ensinamentos tiveram de ser mudados e os coitados dos jeovistas só podiam dizer MUUUU! e fazer de conta que nunca houve alterações.
  • [Não se trata de anarquia, mas de liberdade de crer.]
    Liberdade todos tem de crer como e no que quer. Sem um norte, cada um fixa o seu domínio.

    [A intelectualidade ou a carolice burra é que vai determinar no que o espírita acha melhor. Tem caras, a meu ver, que são babacas por endeusarem Chico Xavier, Baccelli, Divaldo Franco, Alziro Zarur e outras figuras por aí, sem analisarem friamente o que escreveram ou disseram.]

    Quem deveria dar o exemplo é que a casta líder. Se escorrem da base, o problema não é de quem crê.

    [É uma herança, hoje piorada pelo Método Paulo Freire de Educação, que não nos ensina a ser críticos.]

    Que idéia retrógrada. Desde quando neste país houve educação, pública diga-se de passagem, com pensamento crítico? Fernando Henrique até tentou inserir filosofia nas escolas, mas o interesse maior disse mais alto.

    [E esse estrago vai ser bem difícil de ser consertado em curto prazo, pois os intelectualizados e sorbonizados de Ciências (?) Humanas são todos (ou quase) esquerdistas e seu critério para saber se uma pessoa tem senso crítico é dizer que o Socialismo é um paraíso e o Capitalismo, um inferno.

    Chico Xavier foi nefasto nesse sentido, pois queria a paz e achava que polêmicas só criariam divisões e ódios. Com isso, herdamos essa pataquada de evitar críticas aos errados para "não causar divisões".]

    Eu arrisco dizer que aqui nesta nação isto nunca terá solução pois não há interesse na base (família). Brasileiro é muito mal educado, isso para dizer no mínimo.

    [Eu prefiro ficar com o Herculano Pires:

    _ Quem não defende a verdade compurscada, não é digno desta verdade.]
    Dispenso!

    [Ah! E o sistema monopolista do tal Corpo Governante foi para garantir que não haveria dissidências e nem gente escrevendo opiniões pessoais em contradição com a "fé de Jeová". Nisso a coisa não funcionou, pois várias vezes os ensinamentos tiveram de ser mudados e os coitados dos jeovistas só podiam dizer MUUUU! e fazer de conta que nunca houve alterações.]

    Ou seja, na religião dos esfumaçados é tão qual quanto na política, cada um com seu rabicho.
  • editado September 17
    Fora do contexto: Botânico, gostaria que você descrevesse em poucas linhas aqui, o que seria um sistema de educação metódica que levasse crianças e jovens ao pensamento crítico, sistema esse que deveria romper a barreira religiosa (familiar portanto) e a ideologia politico social deste continente. E qual motivo o leva a crer que neste país iria funcionar, visto que qualquer modificação ou sugestão, é amplamente exteriorizada conforme o sabor de quem governa ou é apoiado por outros sistemas, como por exemplo, a quantidade cada vez maior de lideres religiosos nas bancadas do congresso. Deveras fiquei curioso.
  • Quem deveria dar o exemplo é que a casta líder.

    O que não existe não pode dar exemplos.
    Que idéia retrógrada. Desde quando neste país houve educação, pública diga-se de passagem, com pensamento crítico? Fernando Henrique até tentou inserir filosofia nas escolas, mas o interesse maior disse mais alto.

    Quando fiz o tal ginásio, existia a disciplina Filosofia. Antes o ensino era bem mais denso, com disciplinas de Grego e Latin. Depois do tal ministro Passarinho, a educação foi rolando ladeira abaixo. O meu último professor de matemática foi um doutorando em Medicina.
  • o que seria um sistema de educação metódica que levasse crianças e jovens ao pensamento crítico

    NÃO É, meu caro. Pretender desenvolver em crianças e jovens o pensamento crítico nem é colocar a carroça na frente dos bois: é colocar a carroça 100 km à frente dos bois. O pensamento crítico depende de uma MATURIDADE que só vai existir na idade adulta. Antes de chegar lá, a criança-adolescente, tem que sair da escola sabendo LER, ENTENDER, DECIFRAR E COMPREENDER UM TEXTO. Só que graças ao método que não prevê avaliações e tudo é pressionado para que os alunos passem mesmo sem saber nika de pitibiribas, então NÃO HAVERÁ PENSAMENTO CRÍTICO, pois um semi anarfa não teria como saber se o pensamento X é melhor ou pior que o pensamento Y, pois não consegue compreender o texto que descreve os ditos pensamentos.
    Compreendeu?
  • Não respondeu o que perguntei. Poderia dar um exemplo de sistema de ensino que faça isso, já que nem mesmo as escolas particulares o consegue? Não estou falando de escolas de elite, as que tem custo acima de 1000 reais no funamental. 
  • [Quando fiz o tal ginásio, existia a disciplina Filosofia. Antes o ensino era bem mais denso, com disciplinas de Grego e Latin. Depois do tal ministro Passarinho, a educação foi rolando ladeira abaixo. O meu último professor de matemática foi um doutorando em Medicina. ]

    Você entende que a metodologia do brasileiro Paulo Freire é de alfabetização apenas e ainda que eu saiba, para adultos, certo? Não entendi onde você encaixa este contexto no ensino tradicional e mais, como pretenderia mudar o mesmo, retirando o cabresto religioso onde prevalesce a maioria dos brasileiros. Como por exemplo confrontar o evolucionismo com o criacionismo enraizado no seio familiar? Estamos falando da maioria. Enquanto este país tiver tão ampla contenção de meios produtivosque gerem emprego e renda, quase que posso prever que esta tarefa será impossível. E levando em consideração a metodologia com que escolhem seus representantes na política, mesmo aqui onde teoricamente deveriamos ter pessoas mais esclarecidas, menos provável ainda.
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    editado September 18
     
    PaullKnockSeul disse:
    Você entende que a metodologia do brasileiro Paulo Freire é de alfabetização apenas e ainda que eu saiba, para adultos, certo?
    Então o que ele quis dizer ao afirmar que, ao ensinar que "Eva viu a uva", é preciso discutir quem tem direito à uva e outras babaquices esquerdistas?
    paulo_freire_nao_basta_saber_ler_que_eva_viu_a_uva_e_pr_l48479q.jpg

    https://olharatual.com.br/alguns-motivos-para-ter-nojo-de-paulo-freire/

    Coleção de frases sem sentido:

  • Não entendi sua crítica. Seria então errado confrontar idéias? Como mão de obra produtiva, você é contra a própria autonomia, seria isso? E o que tudo isso tem a ver com o contexto ALFABETIZAÇÃO???
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    PaullKnockSeul disse: Não entendi sua crítica. Seria então errado confrontar idéias? Como mão de obra produtiva, você é contra a própria autonomia, seria isso? E o que tudo isso tem a ver com o contexto ALFABETIZAÇÃO???
    Primeiro a pessoa tem que aprender a ler, escrever, fazer contas etc. O básico.
    Só depois, de posse da capacidade de se informar por conta própria, é que ela deve dar o passo seguinte e questionar as coisas. Sem isto, ela repetirá como um papagaio as ideias que seus professores lhe enfiarem na cabeça.
     
  • editado September 18
    @Fernando_Silva Sim, entendo isso. Mas não explicou sua publicação. Por exemplo, eu tenho uma empresa de artes gráficas. A média máxima de salário dos meus profissionais é de R$ 3000,00. Eu pago o dobro pois para mim, o que importa é a satisfação de meus clientes. Oras, eu lucro muito com meus profissionais, mesmo pagando o dobro do máximo do que o mercado oferece, sem um mínimo de reclamação. E a origem de seu entendimento político, religioso ou seja lá o que seja, não me interessa pois eu sei que, se ele estiver insatisfeito no ambiente, não haverá remuneração que o conforte. Agora, se o individuo fuma, bebe, precisa de faltar ou outra coisa que valha, não me importa, desde que cumpra o combinado. Na minha empresa eu não admito interferências externas. Por exemplo, tenho dois profissionais que fumam. Tenho lá nos fundos um local com bancos e que antes havia uma cobertura para caso de intempéries. Daí entrou um desajustado que, sabe-se lá por qual ideologia, denunciou minha empresa por não cumprir a lei 5517/09. Caralhos, se o local é para FUMANTES, quem não fuma que se abstenha do local. Mas tudo bem, facilmente identificado o novato, coloquei uma cobertura retráctil para quando a fiscalização vir dar sua famigerada visita. Então meu caro Fernando, educação e bom senso neste caso só vale para quando há interesse peculiar. Obsiamente o desajustado foi demitido por não trabalhar em equipe.
  • Sinceramente, lendo várias publicações aqui neste espaço, acabo por concluir que seguem algum tipo de cartilha.
  • Poderia dar um exemplo de sistema de ensino que faça isso, já que nem mesmo as escolas particulares o consegue?

    Não posso porque tal sistema com proposta em desenvolver espírito crítico simplesmente não existe e nem pode existir, pois o espírito critico exige um nível de maturidade intelectual que nunca será encontrado em crianças e adolescentes.
    Você entende que a metodologia do brasileiro Paulo Freire é de alfabetização apenas e ainda que eu saiba, para adultos, certo?

    Entendendo sim, mas algum imbecil resolveu extender o suposto método do cara para TODO o ensino.
    Não entendi onde você encaixa este contexto no ensino tradicional e mais, como pretenderia mudar o mesmo, retirando o cabresto religioso onde prevalesce a maioria dos brasileiros. Como por exemplo confrontar o evolucionismo com o criacionismo enraizado no seio familiar? Estamos falando da maioria.

    Olha aqui, meu, o que a escola tem de ensinar são a Língua Portuguesa, Matemática, Geografia, História, Física, Química, Biologia e também Filosofia e Sociologia no que têm de mais básico conceitual. A religião que fique nas igrejas. Não é assunto para a escola discutir. Se numa família de crentelhos há arraigada crença criacionista, que fique com ela. Aliás, há tempo vi naquela revista Ciência Hoje uma discussão sobre Criacionismo e o brasileiro, por tradição e vivência cristã aceita o Criacionismo, mas na hora de fazer as provas na escola ou concursos, vai pelo Evolucionismo.
    Se entendi direito o que o esquerdista Ivan Valente me disse, o Fernando Henrique o Garboso implantou o sistema de aprovação por decreto devido a uma pressão do Banco Mundial, que não empresta dinheiro a países cujas escolas têm alto índice de repetência. Como melhorar a qualidade do nosso ensino, das escolas e dos professores é coisa que dá muito trabalho, então simplesmente extingue-se a repetência por decreto. Foi uma grande alegria para os governadores e prefeitos, pois agora não tinham que fazer mais classes para os repetentes e nem contratar mais professores para eles. Foi uma alegria para os professores vagabundos, pois não precisavam mais dar aulas nem provas, pois todos iam passar do mesmo jeito. E foi uma alegria para os alunos vagabundos, pois não precisavam mais estudar, pois iam passar de qualquer jeito. Foi tanta alegria, como no governo Mulla, onde ricos, pobres, corruptos, empresários, empreiteiros, oligarcas foram todos felizes... até o dia em que a casa caiu. A casa da educação já caiu faz tempo, pois graças a essa jogada, os alunos saem da escola sem saber ler, nem escrever e nem quanto é 1 + 1. E NINGUÉM teve coragem até agora de peitar a lambança.
    Enquanto este país tiver tão ampla contenção de meios produtivosque gerem emprego e renda

    E já que falou em senso crítico, isso é coisa que jamais encontrará nos esquerdistas, pois estes têm certezas e jamais dúvidas. Não adianta cobrar algum país onde o idealismo esquerdista deu certo, já que não podem apresentar nenhum que tenha entregue o prometido por tal idealismo. Mas a FÉ é superior à razão e por isso o esquerdista jamais duvidará da infabilidade de Marx e dos outros cretinos intelectuais esquerdistas.
     
    Por exemplo, eu tenho uma empresa de artes gráficas. A média máxima de salário dos meus profissionais é de R$ 3000,00. Eu pago o dobro pois para mim, o que importa é a satisfação de meus clientes.

    Você não paga seu pro-labore e nem o salário de seus funcionários. Quem paga são os seus clientes. Você só administra a distribuição.
  • E administra com sabedoria ja que paga acima  da média !
  • Botânico disse:
    Poderia dar um exemplo de sistema de ensino que faça isso, já que nem mesmo as escolas particulares o consegue?

    Não posso porque tal sistema com proposta em desenvolver espírito crítico simplesmente não existe e nem pode existir, pois o espírito critico exige um nível de maturidade intelectual que nunca será encontrado em crianças e adolescentes.
    Você entende que a metodologia do brasileiro Paulo Freire é de alfabetização apenas e ainda que eu saiba, para adultos, certo?

    Entendendo sim, mas algum imbecil resolveu extender o suposto método do cara para TODO o ensino.
    Não entendi onde você encaixa este contexto no ensino tradicional e mais, como pretenderia mudar o mesmo, retirando o cabresto religioso onde prevalesce a maioria dos brasileiros. Como por exemplo confrontar o evolucionismo com o criacionismo enraizado no seio familiar? Estamos falando da maioria.

    Olha aqui, meu, o que a escola tem de ensinar são a Língua Portuguesa, Matemática, Geografia, História, Física, Química, Biologia e também Filosofia e Sociologia no que têm de mais básico conceitual. A religião que fique nas igrejas. Não é assunto para a escola discutir. Se numa família de crentelhos há arraigada crença criacionista, que fique com ela. Aliás, há tempo vi naquela revista Ciência Hoje uma discussão sobre Criacionismo e o brasileiro, por tradição e vivência cristã aceita o Criacionismo, mas na hora de fazer as provas na escola ou concursos, vai pelo Evolucionismo.
    Se entendi direito o que o esquerdista Ivan Valente me disse, o Fernando Henrique o Garboso implantou o sistema de aprovação por decreto devido a uma pressão do Banco Mundial, que não empresta dinheiro a países cujas escolas têm alto índice de repetência. Como melhorar a qualidade do nosso ensino, das escolas e dos professores é coisa que dá muito trabalho, então simplesmente extingue-se a repetência por decreto. Foi uma grande alegria para os governadores e prefeitos, pois agora não tinham que fazer mais classes para os repetentes e nem contratar mais professores para eles. Foi uma alegria para os professores vagabundos, pois não precisavam mais dar aulas nem provas, pois todos iam passar do mesmo jeito. E foi uma alegria para os alunos vagabundos, pois não precisavam mais estudar, pois iam passar de qualquer jeito. Foi tanta alegria, como no governo Mulla, onde ricos, pobres, corruptos, empresários, empreiteiros, oligarcas foram todos felizes... até o dia em que a casa caiu. A casa da educação já caiu faz tempo, pois graças a essa jogada, os alunos saem da escola sem saber ler, nem escrever e nem quanto é 1 + 1. E NINGUÉM teve coragem até agora de peitar a lambança.
    Enquanto este país tiver tão ampla contenção de meios produtivosque gerem emprego e renda

    E já que falou em senso crítico, isso é coisa que jamais encontrará nos esquerdistas, pois estes têm certezas e jamais dúvidas. Não adianta cobrar algum país onde o idealismo esquerdista deu certo, já que não podem apresentar nenhum que tenha entregue o prometido por tal idealismo. Mas a FÉ é superior à razão e por isso o esquerdista jamais duvidará da infabilidade de Marx e dos outros cretinos intelectuais esquerdistas.
    Por exemplo, eu tenho uma empresa de artes gráficas. A média máxima de salário dos meus profissionais é de R$ 3000,00. Eu pago o dobro pois para mim, o que importa é a satisfação de meus clientes.

    Você não paga seu pro-labore e nem o salário de seus funcionários. Quem paga são os seus clientes. Você só administra a distribuição.

    He he he 
    Não tenho motivos pra acreditar em uma Divindade .
    O campo do saber é denso e inesgotável , isso é fascinante e muitas vezes frustrante .
    O futuro é = 1 e não pode ser outro .Que a sorte nos acompanhe amém .
    "Eu canto com a minha alma, com o meu corpo, com o meu sexo... Eu canto inteira! "
     Janis Joplin
    Azafatas-a-todo-o-nada.jpg
     
  • Você não paga seu pro-labore e nem o salário de seus funcionários. Quem paga são os seus clientes. Você só administra a distribuição.

    Hã? 
  • Hã o quê? Se os clientes não pagarem pelo serviço que sua empresa presta a eles, onde vai arrumar dinheiro para pagar suas contas, impostos, custos, seu pro labore e o salário dos seus funcionários?
  • editado September 19
    Botânico disse: Hã o quê? Se os clientes não pagarem pelo serviço que sua empresa presta a eles, onde vai arrumar dinheiro para pagar suas contas, impostos, custos, seu pro labore e o salário dos seus funcionários?

    Não entendi o motivo deste texto no contexto, apenas isso. Era para causar algum efeito? Alguma posição ideológica? Pois eu não tenho posição ideológica, uso o que me é oferecido como ferramenta de melhoria. Se eu consigo aumentar e melhorar meu negócio melhorando a vida de quem trabalha comigo, isso é o que importa. Era isso que queria saber? Se não, por favor, seja mais claro.
  • Nada de ideológico, apenas a realidade. Sempre é dito pelas esquerdas que os patrões são canalhas gananciosos que exploram seus empregados, pagando-lhes salários miseráveis.
    A frase que usei não é minha e sim de Henry Ford.
    Que parte você não entendeu? Eu disse o que é a realidade: as empresas, de produtos ou de serviços, recebem dos clientes o pagamento por seus produtos ou serviços. Deste montante recebido, os donos ou gerentes dessas empresas fazem o balanço de receitas e despesas e ADMINISTRAM a DISTRIBUIÇÃO do dinheiro ganho para cobrir as despesas, SALÁRIOS, etc e tal. Vai querer me dizer que você, empresário, nunca percebeu que uma empresa funciona assim?
  • Botânico disse: Nada de ideológico, apenas a realidade. Sempre é dito pelas esquerdas que os patrões são canalhas gananciosos que exploram seus empregados, pagando-lhes salários miseráveis.
    A frase que usei não é minha e sim de Henry Ford.
    Que parte você não entendeu? Eu disse o que é a realidade: as empresas, de produtos ou de serviços, recebem dos clientes o pagamento por seus produtos ou serviços. Deste montante recebido, os donos ou gerentes dessas empresas fazem o balanço de receitas e despesas e ADMINISTRAM a DISTRIBUIÇÃO do dinheiro ganho para cobrir as despesas, SALÁRIOS, etc e tal. Vai querer me dizer que você, empresário, nunca percebeu que uma empresa funciona assim?

    IH IH IH ...
    Não tenho motivos pra acreditar em uma Divindade .
    O campo do saber é denso e inesgotável , isso é fascinante e muitas vezes frustrante .
    O futuro é = 1 e não pode ser outro .Que a sorte nos acompanhe amém .
    "Eu canto com a minha alma, com o meu corpo, com o meu sexo... Eu canto inteira! "
     Janis Joplin
    Azafatas-a-todo-o-nada.jpg
     
  • Botânico disse: Nada de ideológico, apenas a realidade. Sempre é dito pelas esquerdas que os patrões são canalhas gananciosos que exploram seus empregados, pagando-lhes salários miseráveis.
    A frase que usei não é minha e sim de Henry Ford.
    Que parte você não entendeu? Eu disse o que é a realidade: as empresas, de produtos ou de serviços, recebem dos clientes o pagamento por seus produtos ou serviços. Deste montante recebido, os donos ou gerentes dessas empresas fazem o balanço de receitas e despesas e ADMINISTRAM a DISTRIBUIÇÃO do dinheiro ganho para cobrir as despesas, SALÁRIOS, etc e tal. Vai querer me dizer que você, empresário, nunca percebeu que uma empresa funciona assim?

    Olha, se você estava querendo ser engraçado, creio que escolheu o tema e a pessoa errada.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.