Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

Como ser um racista NEGRO e sem vergonha na cara.

«1

Comentários

  • JudasJudas Moderator
    Acusa a Joss Stone de ter voz parecida com outra negra como se isso fosse ruim, ou um crime...

     
  • JudasJudas Moderator
    editado November 29
    Banda ruim com visual bonito sempre teve preferência das gravadoras principalmente após a MTV e os clipes.
    Os negros tinham espaço nessa época e biolagem à parte uma amiga minha era apaixonada pelo Lenny Kravitz. Ele produziu clipes meio "sensuais" nessa época:


    Mesma época, gente branca, mesma proposta:
  • JudasJudas Moderator
    A questão é que trazer o racismo americano pra cá é tirar a coisa de contexto. Lá é racista até hoje.
    Fazer esse discurso aqui é apenas isso, querer importar ódio, importar coisa que não presta e, principalmente, fazer o que fazem os negros racistas de lá, fomentar ressentimento pra poder viver dele.
  • Judas disse: A questão é que trazer o racismo americano pra cá é tirar a coisa de contexto. Lá é racista até hoje.
    Fazer esse discurso aqui é apenas isso, querer importar ódio, importar coisa que não presta e, principalmente, fazer o que fazem os negros racistas de lá, fomentar ressentimento pra poder viver dele.
    Perfeito @Judas tive um colega de trabalho que era assim. Era muito complicado de lidar. 
     
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Me lembrou o caso qe postei do Spartakus o militanteque fez vaquinha pro macbook dele.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Mundo Metal [ Opinião ] Vamos falar sobre Rock 'N' Roll(Elvis roubou o lugar de artistas negros?) Sim, a página é sobre Heavy Metal, mas afinal de contas, o que seria do estilo sem o Rock 'N' Roll? Nada, ele simplesmente não existiria. E já que venho notando uma série de argumentações nada embasadas à respeito das raízes do gênero, vamos tentar esclarecer um pouco essa situação. Hoje, 27 de novembro, a 'rapper' Negra Li esteve no programa Mourning Show da Jovem Pan e deu a seguinte declaração: "Elvis ocupou o espaço de outros negros talentosos por ser branco". É claro que esta cidadã não tem a mínima idéia do que está falando, mas como essa declaração repercutiu, vamos aproveitar pra colocar alguns pingos nos i's. O Rock 'N' Roll, muito diferente do que pintam alguns senhores da razão, não nasceu de nenhuma ideologia ou movimento político-partidário, o estilo foi criado a partir da junção do Blues (música negra) e do Country (música branca). Logo nos primeiros anos de existência, o estilo musical gerou um efeito bastante interessante, ele fez com que negros e brancos escutassem o mesmo tipo de música. E acreditem, isso nos EUA dos anos 50 era uma baita de uma conquista.  Através desse feito, pode-se afirmar que o Rock foi um dos principais motivadores dos movimentos civis e, adivinhem, muito diferente do que ocorre hoje, a nossa música foi responsável pela união das raças.  Sobre Elvis ter roubado o lugar dos negros por ser branco, fico com a declaração de Little Richard, negro e também precursor do Rock: "Ele foi um integrador. Eles (os brancos) não deixariam a música negra passar. Ele abriu a porta para a música negra". Se não é o bastante, Al Green, representante da Soul Music, disse o seguinte: "Elvis quebrou o gelo para todos nós".  É claro que eu não esperava que a tal Negra Li soubesse alguma coisa sobre Elvis Presley, mas me admiro que tentem usar a figura de Elvis para se vitimizar e falar sobre racismo. Aliás, qualquer menção vinda desse pessoal contra o 'rei do Rock' é uma incoerência colossal. O Sr. Presley foi tudo o que nossos atuais 'lacradores' não conseguem ser. O cara foi um branco que tinha voz de negro, dançava de forma extravagante, chocou a sociedade conservadora com sua atitude e rebeldia, isso tudo sem mencionar que era um desajustado social. Mas Elvis através de seu talento inconteste, destruiu dogmas, ultrapassou barreiras e foi além, fez os brancos ouvirem a música dos negros e fez os negros cantarem para os brancos. Um verdadeiro e legítimo ícone. Caro amiguinho, na lição de hoje você aprendeu que o Rock não nasceu de ideologias, mas sim de uma mistura de ritmos. Aprendeu também que o estilo que tanto amamos foi, desde a sua criação, instrumento de união, portanto, se você o usa para causar segregação, você não entendeu absolutamente nada!  Abraços e até a próxima.  
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • JudasJudas Moderator
    Percival disse: Me lembrou o caso qe postei do Spartakus o militanteque fez vaquinha pro macbook dele.

    Mesma merda. Aquilo é lixo e pelo visto está virando moda.

    Veja você que o Brasil não tem até aqui este problema de racismo como ele é nos EUA mas tem gente realmente querendo nos igualar ao primeiro mundo através disso...
    Pra não dizer que é defesa ideológica eu também diria que nossa embaixada em Israel pode importar problemas também.
    Será que não da pra deixar o Brasil ser Brasil? Tipo, só os nossos problemas reais já bastam.
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Se branco só canta música de branco, é racismo.
    Se branco canta música de negro, é apropriação cultural.
  • ENCOSTOENCOSTO Member
    editado November 30
    A esquerda é tão caricata e tão imbecil que, quando alguém fala algo sério, ninguém acha que é verdade.

    Como um ex fã de Elvis, que chegou a possuir uns 500 discos, livros, colecionava FTD (só fã do Elvis sabe oq é isso), posso afirmar que, de fato, Elvis fez sucesso regravando musicas de negros, cantando e dançando como negros.

    O fato de ser branco e bonito o colocou nas paradas de sucesso com as mesmas musicas que, na sua maioria, eram obscuras e comercializada entre negros. Em especial no sul dos eua, lugar onde Elvis apareceu e onde negro não estudava na mesma escola dos brancos.

    Eu parei de colecionar discos, vendi minha coleção.

    Na minha opinião, um artista que só tem uma boa voz é incompleto.

    cantar bem até minha tia canta na igreja.

    Elvis JAMAIS escreveu uma música, não sabe tocar bem um único instrumento, jamais compos uma melodia.

    É um ótimo interprete e o fato de ser branco e bonito é o responsavel por seu sucesso. Por sinal,o publico do Elvis no inicio dos anos 50 era formado por menininhas de 13 anos.

    O grande genio na historia é o Sam Philips, que percebeu em Elvis um enorme potencial mercadologico.
  • ENCOSTOENCOSTO Member
    editado November 30
    Arthur_Crudup.jpg

    Conseguem imaginar uma menina americana branca de 13 anos (nos anos 50)  molhando a calcinha vendo a foto desse cara ai? Pois é. 

    Por isso, ninguem aqui nesse forum deve saber quem é esse cara sem dar uma olhada no google.

    E é por isso que esse cara jamais venderia oq o Elvis vendeu, mesmo escrevendo suas musicas (umas 4 regravadas por Elvis).
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    ENCOSTO disse: Como um ex fã de Elvis, que chegou a possuir uns 500 discos, livros, colecionava FTD (só fã do Elvis sabe oq é isso), ...

    Fui ao Google descobrir o que era FTD do Elvis e topei com isto, dentre outras coisas...

    2602.jpg?width=400&height=400&etag=%22919936b2a7c629147c77a0f5110b44f9%22
  • É um selo da RCA dedicado exclusivamente a Elvis. Tudo é fabricado na Dinamarca, em quantidades limitadas. Eles lançam sobras de estudio e shows gravados.

    Eu vendi a minha coleção com uns 120 itens por R$10.000,00
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    Eu vendi a minha coleção com uns 120 itens por R$10.000,00

    Me pareceu uma grana legal.
  • Hoje gastaria 10x mais para adquirir tudo graças ao dolar alto e taxas de importação. Fora que a maioria está fora de catalogo.
  • JudasJudas Moderator
    O "showbizz" se é que é assim que se chama quando um artista é bonito mas não canta tanto assim pegou em todo mundo, não só nos negros.

    Se tinha uma coisa que a Negra Lí deveria ter vergonha de falar é que o talento de negros pudesse ser ofuscado por brancos quando o assunto era talento mesmo.

    Uma boa amostra é dos anos 80.Quincy Jones,  O CARA, é o diretor aqui, aparece como maestroJones foi produtor de Michael Jackson, Frank Sinatra e inúmeros trabalhos de sucesso.
    Compare o "tamanho" dos artistas negros aqui com os brancos:
    Michael Jackson
    Lionel Ritchie
    Al Jareau
    Steve Wonder
    Diana Ross
    Ray Charles
    Tina Turner

    Tem muito artista branco foda no clip também mas a balança tende MUITO em favor dos negros aqui.


     
  • JudasJudas Moderator
    Ainda pior é brasileiro ficar separando entre artista branco e negro quando isso sequer foi um fator aqui. Que tenha isso lá nos EUA já sabemos.

    A cor do Michael Jackson, Steve Wonder, Lionel Richie foi um fator aqui no Brasil? Brasileiros falavam que gostavam mais destes artistas pelo fato de serem negros? Eu nunca ouvi isso.

    Quando "I Just call" começou a tocar sem parar as pessoas ouviam a música e ponto. E assim foi com todas as outras dessa época que me lembro.
  • JudasJudas Moderator


    Algum branco enche o raio do saco por causa de sub-representação na NBA ou da frase "white men cant jump"?


    Podemos dizer sem que o mundo se parta ao meio, "Black Men Can't Swim"?


     
  • JudasJudas Moderator
    editado November 30
  • Judas disse:

    Algum branco enche o raio do saco por causa de sub-representação na NBA ou da frase "white men cant jump"?




     
    Acho que tem um filme com esse nome. Aqui no brasil se chamou brancos nao sabem enterrar.
     
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    Judas disse:

    Podemos dizer sem que o mundo se parta ao meio, "Black Men Can't Swim"?

    Esta é uma daquelas coisas óbvias que todo mundo finge que não vê e da qual ninguém fala.
    Todos os atletas na final dos 100 metros rasos são negros.
    Na final dos 100 metros nado livre, nenhum...
  • JudasJudas Moderator
    editado December 1
    ENCOSTO disse: A esquerda é tão caricata e tão imbecil que, quando alguém fala algo sério, ninguém acha que é verdade.

    Como um ex fã de Elvis, que chegou a possuir uns 500 discos, livros, colecionava FTD (só fã do Elvis sabe oq é isso), posso afirmar que, de fato, Elvis fez sucesso regravando musicas de negros, cantando e dançando como negros.

    O fato de ser branco e bonito o colocou nas paradas de sucesso com as mesmas musicas que, na sua maioria, eram obscuras e comercializada entre negros. Em especial no sul dos eua, lugar onde Elvis apareceu e onde negro não estudava na mesma escola dos brancos.

    Eu parei de colecionar discos, vendi minha coleção.

    Na minha opinião, um artista que só tem uma boa voz é incompleto.

    cantar bem até minha tia canta na igreja.

    Elvis JAMAIS escreveu uma música, não sabe tocar bem um único instrumento, jamais compos uma melodia.

    É um ótimo interprete e o fato de ser branco e bonito é o responsavel por seu sucesso. Por sinal,o publico do Elvis no inicio dos anos 50 era formado por menininhas de 13 anos.

    O grande genio na historia é o Sam Philips, que percebeu em Elvis um enorme potencial mercadologico.

    Verdade.

    Mas a Negra Lí não deu este contexto.
    O que temos aqui é um sucesso de mercado baseado no racismo que existia na época.
    O produtor entendeu que era possível ganhar dinheiro nessas condições. Ele não inventou o racismo lá. Afirmar que Elvis tirou o espaço de negros é contra o que você mesmo explica aqui quando diz que as músicas que ele regravou eram comercializadas entre negros.
    O produtor descobriu que dava pra vender para brancos.

    Ela extendeu a crítica à Joss Stone que é uma cantora atual.
    Pra ela os negros até hoje, como se a realidade não mostrasse o contrário, são sub-representados ou têm seus talentos diminuídos pelos brancos.

    Beyoce
    Rhianna
    Todo o RAP americano
    Todos os artistas negros dos anos 60,70,80 são obras de ficção na cabeça baldia dessa mulher.




     
  • Elvis tirou o espaço de negros é contra o que você mesmo explica aqui quando diz que as músicas que ele regravou eram comercializadas entre negros.

    De fato Elvis não tirou espaço dos negros já que esse espaço que ele ocupou nem existia por causa da segregação racial... Estava reservado para um branco.
  • ENCOSTOENCOSTO Member
    editado December 1
    Algum branco enche o raio do saco por causa de sub-representação na NBA

    Seria caricato. Diferente da musica pois os negros escreviam, gravavam, tocavavam seus instrumentos, gravavam seus discos, e viam um branco sem talento regravar e vender mais. Pior do que o Elvis é o Pat Boone que regravou little richard, fats domino, e conseguiu entrar nas paradas com muito sucesso por ser branco.

     
  • Uma boa amostra é dos anos 80

     

    Comparar anos 80 com anos 50 no sul dos EUA não dá.
  • ENCOSTOENCOSTO Member
    editado December 3
    O Elvis deve ter feito apropriação cultural até dos brancos já que recebia suas musicas prontas e só colocava a sua voz, acompanhada dos melhores musicos de estudio dos anos 50, 60 e 70.

    Curiosamente, foi um lançamento oficial que me fez perceber que o cara nem mesmo como interprete poderia ser classificado já que ele pegava interpretações prontas. Veja abaixo um video da Brenda Lee interpretando a versão original de Always on my mind. Depois, o lançamento do selo FTD com as versões originais que o Elvis escutava e regravava.

    respeito mais o Emerson Nogueira do que o Elvis pois ao menos ele se assumia como um simples cover.






    https://www.elvispresleyshop.com/writing-for-the-king-ftd-book-2-cds-elvis-presley
  • A original:



    Interpretação:




    A cover do Elvis, copiando o original

  • JudasJudas Moderator
    editado December 3
    respeito mais o Emerson Nogueira do que o Elvis pois ao menos ele se assumia como um simples cover.

     KKKK
    Veja abaixo um video da Brenda Lee interpretando a versão original de Always on my mind. Depois, o lançamento do selo FTD com as versões originais que o Elvis escutava e regravava.

    Praticamente idêntico.

    Reamente o Emerson nogueira, guardadas as devidas proporções, até pra fazer cover é bem competente uma vez que faz arranjos bem diferentes dos originais.

    Ao longo da história isso aconteceu demais.

    Nos anos 80  falam que o rock começou a morrer de vez com aquela coisa dos caras usarem cabelo de Claudia Raia e fazerem letras ruins e melosas ao som de guitarras devastadoras.

    Exemplo, Whiesnake.
    A primeira versão da música os guitarristas igual tiozão do churrasco e no segundo igual mulheres loiras. Ao mesmo tempo a versão das bichas é tecnicamente superior porque os guitarristas eram muito melhores, o som mais pesado com Marshalls modificados pra darem mais distorção e efeitos como Delay e Chorus Dimension eram usados nos solos.
    Qual versão é melhor é questão de gosto mas  o visual...



     
  • JudasJudas Moderator
    editado December 3
    Dois mini docs a respeito:




    No segundo o cara que fez "You are my cherry pie" (clip HORRÌVEL) "assume responsabilidade" por colaborar pra matar o rock.
     
  • JudasJudas Moderator
    Whitsnake70's
    whitesnake_1978.jpg

    Whitesnake 80"s
    jhQVrRIim6DMkFSKoulpnyZDTYpJUKvfnpTAq9bgKqB2xuXn5eZh4N7gGkPZAd0PJ7ZduI-WW5I=w340-h170-p
     
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.