Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

PUG - Capitalismo e Globalização

ENCOSTOENCOSTO Member
editado December 3 em Religião é veneno
Em 1964, uma TV de 21 polegadas - o supra-sumo da época - custava o equivalente a R$ 18.270.

Hoje, com este mesmo valor, e caso não houvesse tarifas de importação, você conseguiria:1) mobiliar toda a sua cozinha com cinco eletrodomésticos última geração (geladeira, fogão e forno, lava-roupas, secadora e um enorme congelador); e também2) comprar sete produtos eletrônicos de ponta: notebook Toshiba Satellite de 15,6 polegadas; GPS Garmin de 5 polegadas; câmera fotográfica Canon EOS Rebel; Home Theater Sony 1,000 Watt; Smart HDTV Samsung de 55 polegadas; iPod Player Apple Touch de 64GB; um iPhone 7 Plus da Apple.

(Confira toda a lista no artigo).Ao redor do mundo, os preços de vários bens de consumo desabaram. Fogão, geladeira, televisão, lava-louças, churrasqueiras, microondas, forno elétrico, panelas especiais, torradeiras, esteiras de ginástica, aspiradores de pó etc. ficaram 76% mais baratos.

Desde a década de 1960, os preços de vários utensílios domésticos caíram 81% em termos de horas de trabalho necessárias para comprar esses itens.

Só nos últimos 20 anos, os notebooks, em dólares, baratearem nada menos que 96,1%. Hoje, um notebook custa apenas 3,9% do preço que custava em 1997.Já os preços da tecnologia da informação despencaram 88,4%. Equipamentos de telefonia, 79%. Softwares, 67,1%.

(Mas tais benefícios só podem ser sentidos em países abertos ao livre comércio. Quem mora em países que aplicam tarifas protecionistas e possuem moedas fracas não pode usufruir igualmente dos benefícios criados por esse progresso tecnológico.)Esse fenômeno só se tornou possível por causa da divisão do trabalho em escala global e da especialização da mão-de-obra. Boa parte destes itens é fabricada e montada em países em desenvolvimento, cujos custos trabalhistas são menores.

Eis um exemplo das poderosas forças do comércio internacional e da concorrência global: o capital é direcionado para onde os custos são menores e os retornos são maiores. Em troca, gera produtos cada vez melhores a preços cada vez menores.Assim, o comércio global é uma maneira fantástica de se obter vantagem dos métodos de produção de mais baixo custo e de maior especialização. Esta especialização tanto do trabalho quanto da produção, ao longo de diferentes setores ao redor do mundo, é exatamente fenômeno da globalização.

E mais importante: tudo isso aumentou sensivelmente as facilidades de um cidadão comum virar empreendedor. Hoje, computadores e smartphones são um dos principais insumos produtivos. Tendo apenas um depósito de estoques, uma mercadoria para vender, e um computador (ou smartphone), é possível armar um importante negócio de distribuição e venda por meio da internet.

Pense na quantidade de empresas que podiam crescer quando um computador custava US$ 10.000 (R$ 31.500). Agora, pense em quantas podem surgir e crescer quando seu preço é de US$ 400 (R$ 1.260).

Quanto mais baratos os insumos, maiores as chances de um indivíduo empreender.

https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2757&fbclid=IwAR2S9fcusFzypX7wSzEi5cps1dKbxFArApKYj-dSyaxcmjDf1cBF5e3_b3w

Comentários

  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Mas tem gente que continua com a cabeça no século 19 e ainda divide a  humanidade em duas raças diferentes, ricos e operários, destinados a lutar eternamente entre si, a menos que algum iluminado iguale a todos na mediocridade sob sua ditadura.
  • PugIIPugII Member
    Fernando_Silva disse: Mas tem gente que continua com a cabeça no século 19 e ainda divide a  humanidade em duas raças diferentes, ricos e operários, destinados a lutar eternamente entre si, a menos que algum iluminado iguale a todos na mediocridade sob sua ditadura.

    Comunistas e muitos aqui pensam desse modo, apenas mudando superficialmente os termos.

     
  • PugIIPugII Member
    cujos custos trabalhistas são menores.

    Alegria que é baixo custo laboral - quanto vale o vosso trabalho?

    Como cidadão, que desfruta dos bens existentes, adoro pagar pouco e nenhuns impostos, mas sei o que isto significa na prática.

    Baixos custos laborais - então, se for mão de obra escrava ainda fica mais baixo...

    e mais nem vale a pena falar.

    Quanto vale o vosso trabalho?

    Eu cá acho que não vale nada, portanto habituem-se...
  • PugIIPugII Member
    editado December 5
    O problema deste mundo não é o capitalismo, mas o extremo ideológico.


    Não sou anti-capitalista, pois ganho muito neste sistema.

    Durante anos provoquei reacções entre vós, e ambém procurarei suscitar a reflexão no detalhe, mais nada do que isto.

    Não tenho interesse em defender sistemas, nem em reformar o mundo. A mim basta-me, agora que atinge esta idade, limitar-me a desfrutar do que existe de melhor na vida.

    O sistema como existe, serve-me.
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    PugII disse:
    Quanto vale o vosso trabalho?

    Eu cá acho que não vale nada, portanto habituem-se...
    Vale aquilo que alguém estiver disposto a pagar e você disposto a aceitar.
     
  • Baixos custos laborais - então, se for mão de obra escrava ainda fica mais baixo...

    Se alguém topar trabalhar de graça para você, boa sorte.

    Isso é diferente de escravidão.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.