Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

Síria em 2018

PugIIPugII Member
editado March 24 em Religião é veneno
Não tenho tempo para lidar com todos os tópicos de forma atenta e completa, crio este por ser um tema nebuloso que me interessa, encerrando o meu foco nos restantes

Agora que Ghouta está quase toda libertada, resta pouco territorio para o governo da Siria liberar ( Tem Daraa no sul onde tudo começou e pouco mais). Isto se deixarmos de fora o território controlado por curdos e aliados, Idlib e turcos mais aliados.

A decisão de Putin relativa à recusa curda de aceitar o governo sírio em Afrin ditou a queda de Afrin. EUA ficaram passivos e incapazes de proteger o seu aliado. Todavia, a prova de fogo será verificar se Erdogan terá mesmo a vontade e coragem de continuar a campanha contra o YPG (unida de protecção popular). Saber se EUA irão abandonar os curdos como tantos esperam, mesmo que parcialmente, torna-se o suspense do momento.


Não sei o que se irá passar, agora que se aproxima cada vez mais o possível choque entre os grupos mais fortes. 
A cimeira Trump-Putin...Bolton o louco...

De repente, o futuro ficou muito nebuloso para os meus olhos.

Aceito escutar as vossas profecias.
 
«13456789

Comentários

  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Não sei o que vai acontecer, mas simpatizo com os curdos.
  • PugIIPugII Member
    Fernando_Silva disse: Não sei o que vai acontecer, mas simpatizo com os curdos.

    O futuro deles a longo prazo passa por um acordo com o governo sírio, talvez enquanto estado federal da nova Síria.

    Actualmente, cooperam com o governo em certos territórios e noutros de maioria árabe ( ex-daesh) há maior hostilidade a Damasco.

    Simpatizo com uma solução justa para eles, que passe por uma paz com Damasco, 

    Em suma, estou a sonhar com a paz..para mim o mistério está nos EUA, que estão muito sossegados por estes dias.
  • PugIIPugII Member
    Esqueci referir, Turquia, este país tem uma agenda que irá colocar à prova a aliança curda com os EUA.

    O meu foco da atenção está no que a Turquia irá fazer a norte. Enquanto que no sul, Israel parece andar a pensar como intervir também.

    Nisto, temos 7 anos de guerra civil :(
  • O ditador da síria mal se preocupa com seu povo, vai se preocupar com o povo de outros países?
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Percival disse: O ditador da síria mal se preocupa com seu povo, vai se preocupar com o povo de outros países?
    Vai ter que se preocupar, já que o território curdo ocupa uma parte da Síria e luta contra o ditador.
     
  • PugIIPugII Member
    editado March 26
    Vai ter que se preocupar, já que o território curdo ocupa uma parte da Síria e luta contra o ditador.

    Isso é falso.

    Há uma força de maioria curda, que não luta necessariamente contra Assad. Até há pouco tinham presença em Aleppo, cidade que ajudaram a libertar. Há enclaves do governo rodeados por esta força curda. Existe cooperação tácita de deixar forças militares em certos territórios. Os russos retiraram...EUA ainda não...veremos...
    Todavia, no sul, perto de Deir Yessor existe disputa pelos campo petroliferos Omar, guardados pelos EUA...

    Outro detalhe pouco referido, o exército sírio é formado por muçulmanos sunnis/shias/alevitas, drusos e cristãos, o todo de diferentes etnias).

    No Ocidente vende-se outra história, devido a uma agenda que não se preocupa com os povos. Se o inverso fosse verdade, não teriam minado a paz por anos a fio.

    Não penso que os russos sejam muito melhores, nem a Turquia, um actor problemático na região.

    Continuo observando e sem saber o que vai suceder. Assad acabará por largar o poder, mais depressa se as partes negociarem o fim das hostilidades.


    Nota: os curdos são uma força pouco relevante sem os EUA. O destino deles, a meu ver, dependerá da intenção dos EUA. Vide Afrin que caiu em 2 meses. O resto do território é mais vasto, porém já começaram a haver revoltas contra a governação curda em cidades árabes. Isto não é um chamar por Assad, mas talvez uma manobra turca para ainda vir a tentar a sua intenção de ir até Raqqah. 
    Em suma, os EUA, garantem a possibilidade de os curdos negociarem um acordo favorável, sem esta presença seriam derrotados com facilidade.


    P.S. da nota: tem havido alguns bombardeamentos dos EUA às forças sírias na região de Deir Yessor, onde se jogo o domínio pelos recursos, falhada está a tentativa de barrar a influência iraniana...

     
  • Fernando_Silva escreveu: »
    Percival disse: O ditador da síria mal se preocupa com seu povo, vai se preocupar com o povo de outros países?
    Vai ter que se preocupar, já que o território curdo ocupa uma parte da Síria e luta contra o ditador.
     

    Ele precisa desse povo pra usar como massa de manobra, a importância é motivada por interesse.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • PugIIPugII Member
    Percival disse:
    Percival disse:
    Percival disse: O ditador da síria mal se preocupa com seu povo, vai se preocupar com o povo de outros países?
    Vai ter que se preocupar, já que o território curdo ocupa uma parte da Síria e luta contra o ditador.
     

    Ele precisa desse povo pra usar como massa de manobra, a importância é motivada por interesse.

    :)

    Pres por ter cão e preso por não ter.

    E depois?  Claro que precisa do povo. 

    Siria tem na sua liderança um membro de uma minoria, claroque isto seria dfícil sem apoio.

    Vamos ser sérios e parar de ser do contra só por que sim.


    Na Síria, o mal é haver EUA/Israel e Rússia, Arábia Saudita e Irão...Turquia.

    É triste que milhares morram por causa desses países e seus aliados. Além dos povos, destruíram património da humanidade por vaidade (ainda recentemente, a Turquia varreu do mapa um templo pagão).




     
  • Eles destroem o que mesmo constroem. É uma cultura bárbara que vive pra um conflito que poderia ser superado.

    Israel somente se defende disso. É vitima desse tribalismo imbecil.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • PugIIPugII Member
    Goutha está quase toda libertada.
    Ironia do destino, os russos estão a negociar a rendição de Duma hahaha
     
  • PugIIPugII Member
    Percival disse: Eles destroem o que mesmo constroem. É uma cultura bárbara que vive pra um conflito que poderia ser superado.

    Israel somente se defende disso. É vitima desse tribalismo imbecil.

    Vc diz que gosta de ser objectivo, fala uma coisa dessas sem o mínimo de pudor, não entendo
  • PugII escreveu: »
    Percival disse: Eles destroem o que mesmo constroem. É uma cultura bárbara que vive pra um conflito que poderia ser superado.

    Israel somente se defende disso. É vitima desse tribalismo imbecil.

    Vc diz que gosta de ser objectivo, fala uma coisa dessas sem o mínimo de pudor, não entendo


    Sou objetivo, mas estudo aquilo que vou falar.

    Conflitos são ruins, mas inevitáveis em alguns casos.

    Piedade tem que ser recíproca.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • PugIIPugII Member
    Sim, os conflitos são muitas vezes inevitáveis, os motivos é que costuma ser mais simples e menos nobres do que o admitido.

    No caso de Israel, há uma necessidade de impor um estado judaico de maioria judaica numa terra sem maioria de judeus. Então, o conflito era inevitável, ninguém o aceitaria.

    Ou vc, que diz estudarsobr eo que fala vai dizer que em 1948 os judeus eram maioria?
    Ou vai dizer que eles já lá viviam desde da eternidade?
    Ou vai dizer que a terra lhes foi prometida por Deus?


    Os interesses dos judeus e dos nao judeus não concicidiram, portanto houve e continua havendo conflito.

    Não tem nada a ver com o seu juízo moral, mas tão e somente luta pela dominação territorial. 
    O que vc fez e eu talvez o faça noutras ocasiões é moralizar um dos lados para justificar mais facilmente as atrocidades. É que o mal é aceitável, desde que justificado por uma qualquer ideia moral...


    O conflito na Palestina irá durar um pouco mais, é preciso terminar a limpeza étnica. Os palestinianos perderam pela via da força, quanto muito virão a poder vencer pela via da paz. Um dia quanto o processo de colonizaçao tiver terminado, o conflito n poderá continuar...mas será que a memória dos palestinianos poderá ser apagada?

    Os judeus têm uma máxima interessante:

    nunca esquecer, nunca perdoar.

    n sei qual será o futuro, mas se esta máxima for lembrada pelos não judeus, não augura nada de bom para os colonos.

    A paz é possível, mesmo sem desejos de vingança e especialmente sem este desejo. Afinal, o lado bom é haver palestinianos israelenses, para mim um sinal do que será o futuro...


  •   “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • PugIIPugII Member
    Isso chama-se parcialidade.


    Vc ouviu falar na bomba no hotel rei David?

    Já ouviu falar em Irgun, Lehin ( conhecido também por Stern), Haganah...?

    Sabe o que faziam?

    O mesmo que os grupos palestinianos fizeram depois. 


    Meu caro, eu sou objectivo, usando a mesma medida.

    Exijo a mesma medida...e agora, no século XXI significa um cidadão, um voto na Palestina.

    E para fazer pontes entre tópicos: eu sou imensamente objectivo sendo justo hahaha
    O que considero para uns aplico a outros...
  • Desenhando pra ver se você entende:

    10464002_10153367655257316_5059784401152109644_n.jpg

    screenshot_267.png

    screenshot_277.png
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • PugIIPugII Member
    Vc é parcial e nega os factos históricos, não tem como discutir. Aceito a sua posição, só não queria fazer disso a realidade objectiva. O que vc apresentou é uma percepção, a sua, da realidade.

    Compreendo, que lhe seja difícil compreender, haver outras percepções da realidade.

     
  • PugII escreveu: »
    Vc é parcial e nega os factos históricos, não tem como discutir. Aceito a sua posição, só não queria fazer disso a realidade objectiva. O que vc apresentou é uma percepção, a sua, da realidade.

    Compreendo, que lhe seja difícil compreender, haver outras percepções da realidade.

     


    Não apresentou nenhuma contestação: é porque sabe que é verdade, mas gosta de viver a autoenganação. Fui objetivo e claro :)
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • PugIIPugII Member
    Se vc dá mais importância a ter razão ao acto de pensar com objectividade, irei parar aqui.

    Eu ao menos disse, as forças judaicas pré-1948 foram aquilo que as forças palestinianos são hoje. Os actos e estratégia em tudo iguais, matar pessoas. 
    Isto tudo só reforça que a percepção da realidade varia conforme a conveniência.
  • PugII escreveu: »
    Se vc dá mais importância a ter razão ao acto de pensar com objectividade, irei parar aqui.

    Eu ao menos disse, as forças judaicas pré-1948 foram aquilo que as forças palestinianos são hoje. Os actos e estratégia em tudo iguais, matar pessoas. 
    Isto tudo só reforça que a percepção da realidade varia conforme a conveniência.

    Quem estende a guerra até hoje não é Israel, a observação natural dos fatos é evidente para qualquer um. Preciso desenhar mais?
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • PugIIPugII Member
    Quem estende a guerra até hoje não é Israel, a observação natural dos fatos é evidente para qualquer um. Preciso desenhar mais?

    Eu ocupo a sua casa, depois vc tenta recuperar - vc estendeu a guerra desnecessariamente, afinal eu já tive o que queria, porque vc é chato rejeitando a minha pretensão.

    Vc é tão pouco humilde que não cogita haver mundo além da sua perspectiva pessoal subjectiva. Se encontrar uma pessoa que concorde com ela verá a prova de estar certo, se houverem discordantes chamará a estes de delirantes.

    No final, ainda existo eu, que não afirmo quanto me for possível haver um lado único certo. Aliás, o certo não o ponto de tudo o quanto digo, mas tão e somente ir mostrando que há outros modos de ver o mundo válidos.

     
  • Eu ocupo a sua casa, depois vc tenta recuperar - vc estendeu a guerra desnecessariamente, afinal eu já tive o que queria, porque vc é chato rejeitando a minha pretensão.

    Aham, a gente finge que acredita que é isso realmente. Depois de extensos debates sobre isso que tivemos com você.

    Vc é tão pouco humilde que não cogita haver mundo além da sua perspectiva pessoal subjectiva. Se encontrar uma pessoa que concorde com ela verá a prova de estar certo, se houverem discordantes chamará a estes de delirantes.

    Ataques pessoais. Não me admira.
    No final, ainda existo eu, que não afirmo quanto me for possível haver um lado único certo. Aliás, o certo não o ponto de tudo o quanto digo, mas tão e somente ir mostrando que há outros modos de ver o mundo válidos.

    Pug o pacifista, me comoveu.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    PugII disse:
    O conflito na Palestina irá durar um pouco mais, é preciso terminar a limpeza étnica. Os palestinianos perderam pela via da força, quanto muito virão a poder vencer pela via da paz. Um dia quanto o processo de colonizaçao tiver terminado, o conflito n poderá continuar...mas será que a memória dos palestinianos poderá ser apagada?
    Morreram muito mais palestinos por obra dos países árabes que de Israel. Ninguém se importou. Afinal, foi só mais um conflito entre gente esquisita num lugar distante e violento.

    Quando um palestino morre num conflito com Israel, entretanto, é o fim do mundo.

    Como já foi debatido aqui, as causas são duas:
    1. Israel é aliado dos EUA, portanto é o inimigo a ser combatido.
    2. O anti-semitismo nunca terminou, foi apenas disfarçado como anti-sionismo.
     
  • PugIIPugII Member
    Como já foi debatido aqui, as causas são duas:
    1. Israel é aliado dos EUA, portanto é o inimigo a ser combatido.
    2. O anti-semitismo nunca terminou, foi apenas disfarçado como anti-sionismo.

    Todos os argumentos esbarram num facto:

    - os palestinianos são um povo ocupado por uma força estrangeira e existe um sistema de apartheid.

    O resto são tretas de pessoas que rejeitam a verdade. Acabe-se com o apartheid racial e reconheça-se so cidadãos nos seus direitos e não se fala mais nisso.

    p.s. um crime n justifica outro, já o digo há anos, assim como uma atrocidade n minimiza outra.
    Sionismo é uma ideologia racista, não tem nada a ver com anti-semitismo em si...
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    PugII disse:
    - os palestinianos são um povo ocupado por uma força estrangeira e existe um sistema de apartheid.
    Há partidos árabes em Israel.
    Não há partidos judeus nos países árabes.
     
  • PugIIPugII Member
    editado March 28
    Fernando_Silva disse:
    PugII disse:
    - os palestinianos são um povo ocupado por uma força estrangeira e existe um sistema de apartheid.
    Há partidos árabes em Israel.
    Não há partidos judeus nos países árabes.
     

    Teriam que decidir voltar para de onde partiram livremente. Ou foram voluntariamente convidados a partir como os refugiados palestinianos o foram.

    Meu caro, vc repete esse discurso vezes sem conta, enquanto que o ponto que vc nunca comenta é o apartheid - real e factual nos chamados territórios ocupados.

    Israel usa dois sistemas judiciários, um democrático e outro ao estilo de qualquer ditatadura.
    A lei em Israel é dupla no pior sentido. Há territórios que se faz uso de uma lei e outros de uma outra que suspende as leis democráticas.

    Quando vc tiver a coragem de falar a verdade, então esse seu discurso terá relevância, entretanto, é hipocrisia da sua parte.
     
  • PugIIPugII Member
    https://www.theatlantic.com/international/archive/2012/07/the-west-bank-if-its-not-occupation-then-what-is-it/259562/

    Se Israel não é ocupante, porque recusa a cidadania a uma parte dos seus cidadãos?

    https://www.hrw.org/news/2017/09/12/israeli-law-and-banking-west-bank-settlements

    Se vc persiste em negar a realidade, pode perfeitamente continuar a viver tranquilo. 
    hahaha

    No fim é tudo subjetividade na qual o dominante torna a sua posição como objectiva.

    Ao longo dos anos tenho discursado aqui só sobreisto:
    - dois pesos duas medidas que todos nós usamos conforme a conveniência.
  • Ao longo dos anos tenho discursado aqui só sobreisto:
    - dois pesos duas medidas que todos nós usamos conforme a conveniência.

    Que você usa.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • ENCOSTOENCOSTO Member
    O PUG é muito burro.
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    PugII disse:
    Meu caro, vc repete esse discurso vezes sem conta, enquanto que o ponto que vc nunca comenta é o apartheid - real e factual nos chamados territórios ocupados.
    Até 1967, a Palestina estava nas mãos do Egito (Faixa de Gaza) e da Jordânia (Cisjordânia).
    E assim estaria até hoje se não fosse pela reação de Israel à tentativa de invasão pelos países vizinhos.

    Por que ninguém questiona o fato de esses dois países não terem cedido a terra aos palestinos em 1948?
     
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.