Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

Informática, Dicas E Questões.

189101214

Comentários

  • CameronCameron Member
    editado February 5
    Rumor — Windows 10 S é rebaixado de produto dedicado para uma opção do SO principal

    Windows que eu não posso instalar Steam e uma centena de outros programas que gosto e não estão disponíveis naquela lojinha mequetrefe? 

    Passo... <_<
  • PercivalPercival Member
    Microsoft vai distribuir correções da Intel para falha Spectre

    Uma coisa é desenvolver correções de segurança, outra é disponibilizá-las. Ciente disso, a Microsoft vai dar uma ajudinha às organizações e usuários preocupados com as falhas Spectre e Meltdown: além de distribuir atualizações próprias direcionadas ao Windows, a companhia vai dar acesso a patches de segurança da Intel.



    Desde que a falhas foram reveladas, o ritual tem sido o padrão: cada empresa analisa as implicações sobre seus produtos e lança atualizações correspondentes. Isso vale para a Microsoft, Google, Mozilla, companhias de antivírus e por aí vai.

    Como não poderia deixar de ser, a Intel também vem trabalhando em correções de firmware para as falhas Spectre e Meltdown. É verdade que as primeiras atualizações podiam causar reinicializações repentinas do computador, mas, aparentemente, esse problema vem sendo contornado nos updates mais recentes.

    Só que as atualizações da Intel dependem sobretudo dos fabricantes de PCs e placas-mãe para chegar ao computador do usuário. Cada empresa trabalha em um ritmo diferente e faz os próprios testes antes de disponibilizar patches, sem contar que, dependendo da idade do equipamento, não há atualização ou esta precisa ser feita manualmente pelo usuário. Logo, não dá para garantir uma distribuição generalizada.

    Meltdown e Spectre

    É por isso que o plano da Microsoft de também disponibilizar as atualizações mais recentes da Intel está sendo bem recebido. Nesta fase inicial, apenas patches para a falha Spectre direcionados a alguns processadores Skylake (sexta geração) foram colocados no catálogo e contemplam computadores com Windows 10 Fall Creators, mas a companhia afirma que irá disponibilizar outros à medida que eles forem liberados.

    Ainda não está claro se as atualizações serão enviadas automaticamente aos computadores via Windows Update. De todo modo, é possível baixá-las rapidamente a partir do site da Microsoft.

    Paralelamente à disponibilização dos patches, a Microsoft afirma estar trabalhando com empresas de antivírus para garantir que esses softwares não causem problemas de compatibilidade.

    Com informações: Ars Technica.

    https://tecnoblog.net/235589/microsoft-correcoes-intel-spectre-meltdown/
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • CameronCameron Member

    Muitos desses Cyberlink são bloatwares, vem pré-instalado em PC's e notebooks...
  • Intel reprojeta processadores para corrigir Meltdown e Spectre

    A Intel havia prometido processadores protegidos contra Meltdown e Spectre para este ano. É possível mitigar essas falhas via software, mas resolvê-las exige mudanças físicas na arquitetura.

    O CEO Brian Krzanich explica que os processadores Xeon e Core da 8ª geração foram reprojetados para reduzir ainda mais os riscos de ataques através dessas vulnerabilidades.

    Os futuros chips da Intel terão novas camadas de proteção através de particionamento. “Pense nisso como paredes de proteção adicionais entre aplicativos e níveis de privilégio de usuário, criando um obstáculo para invasores”, explica o CEO no site da Intel.

    Quanto a possíveis impactos de desempenho, Krzanich diz: “ao trazer esses novos produtos ao mercado, é crítico garantir que eles ofereçam as melhorias de desempenho que as pessoas esperam de nós. Nosso objetivo é oferecer não apenas o melhor desempenho, mas também o melhor desempenho seguro”.

    As alterações de hardware começam com os processadores Xeon Scalable (Cascade Lake) e os chips Core da 8ª geração no segundo semestre de 2018.

    Elas combatem o Spectre (variante 2) e Meltdown (variante 3). Enquanto isso, o Spectre (variante 1) depende de correções de software.

    O CEO também diz que 100% dos produtos da Intel lançados nos últimos cinco anos têm atualizações de firmware para mitigar Meltdown e Spectre. A Microsoft passou a incluí-las no catálogo do Windows Update.

    O Meltdown permite acessar a memória reservada ao kernel do sistema operacional, driblando uma barreira de proteção em processadores da Intel. Enquanto isso, o Spectre induz o chip a vazar informações confidenciais de um aplicativo para outro — isso afeta produtos da Intel, AMD e ARM.

    Intel e AMD tiveram dores de cabeça com patches que faziam o Windows reiniciar constantemente ou impediam o boot. Além disso, a Intel já acumula 32 processos judiciais por causa do Meltdown e Spectre.
    https://tecnoblog.net/236429/intel-processadores-sem-meltdown-spectre/
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Aleluia! Firefox irá acabar com aqueles chatíssimos pedidos de notificações.

    As notificações nos navegadores foram mais uma das excelentes invenções que as pessoas estragaram. Como conceito, o conceito é ótimo: você tem uma notificação no seu desktop avisando quando seu site favorito publicou alguma matéria importante. Na prática se tornou uma imensa fonte de aporrinhação.

    TODO site usa essa porcaria: é mais um popup para a gente fechar, e como não há padrão, não dá nem pra clicar no automático ou a gente acaba assinando notificação indesejável.

    Agora vem a salvação, na mão do Firefox. Na versão mais atual, a 59.0 há uma configuração meio escondida onde você bloqueia esse tipo de notificação de aparecer.

    2018-03-13_0835

    A parte ruim é que não afeta notificações em HTML 5, mas o pessoal do Mozilla está trabalhando nisso. Já para os usuários do Chrome e do Edge, com certeza a funcionalidade será replicada. O pessoal do Opera, sim eu sei o Opera com certeza já tem isso desde 1978.

    http://meiobit.com/381627/firefox-59-opcao-bloquear-pedidos-de-notificacoes/
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    No meu caso, é o suficiente (eu acho...)
    Maior SSD do mundo tem 100 TB de armazenamento

    Há um novo SSD gigantesco no pedaço. A Nimbus Data quebrou todos os recordes ao revelar ao mundo um disco de estado sólido com 100 TB de armazenamento, que tem previsão para ser lançado no terceiro trimestre deste ano.

    O modelo em questão é o ExaDrive DC100, que utiliza memórias flash 3D NAND, permitindo armazenar até 20 mil filmes em HD, de acordo com a métrica da Nimbus Data, com velocidades de leitura e gravação de 500 MB/s.

    É importante notar, no entanto, que esse tipo de SSD gigantesco normalmente não é voltado para um usuário comum como eu e você que lê o Olhar Digital. Esse tipo de produto é voltado para empresas, especialmente para servidores, que têm muito a ganhar com o desempenho do SSD aliado a uma grande capacidade de armazenamento. Para nós, reles mortais, esse tipo de lançamento só serve como um indicativo do futuro.

    A Nimbus Data também aproveitou para colocar uma garantia de até cinco anos no ExaDrive DC100 sem qualquer restrição, o que pode ser um conforto para quem for desembolsar o alto valor pelo qual a empresa venderá o SSD. O preço ainda não foi confirmado.
    https://olhardigital.com.br/noticia/maior-ssd-do-mundo-tem-100-tb-de-armazenamento-conheca/74677
  • Microsoft permite instalar mais distribuições Linux no Windows 10

    A Microsoft permite que os usuários instalem distribuições Linux dentro do Windows 10 por meio do Subsistema do Windows para Linux (WSL, na sigla em inglês). O recurso começou com o Ubuntu e depois foi expandido para Debian, SUSE e Kali. Agora, ele funciona com praticamente qualquer variante.

    Uma ferramenta de código aberto da Microsoft, liberada no GitHub, permite que qualquer desenvolver crie uma distribuição Linux para ser executada dentro do Windows 10; assim, é possível fazer testes de softwares ou criar um ambiente de desenvolvimento sem abandonar a plataforma da Microsoft, como mostra o Ars Technica.

    Além disso, a ferramenta é útil para criadores de distribuições Linux que se interessarem em liberar um pacote compatível com o WSL. Com o DistroLauncher, eles podem adaptar suas distribuições e enviá-las para a Microsoft Store. Dessa forma, os usuários de Windows 10 conseguem instalar o Linux com um clique.

    As distribuições Linux já conversam com o Windows 10, compartilhando arquivos e recursos de hardware. E a próxima atualização, a Spring Creators Update, vai trazer suporte para tarefas em plano de fundo no WSL, soquetes de domínio Unix e melhoria na interoperabilidade entre sistemas de arquivos do Windows e Linux.

    Esta notícia serviria como um belo primeiro de abril se fosse escrita há uns cinco anos.

    https://tecnoblog.net/237551/microsoft-windows-10-linux-distribuicoes/
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    É possível ver as partições Linux de dentro do Windows?
  • CameronCameron Member
    editado March 29
    É possível ver as partições Linux de dentro do Windows?

    Sim, é só clicar com o direito em meu computador > gerenciar > gerenciamento de disco e você verá todas as partições do disco, as partições que usam sistemas de arquivos nativos do Linux como Ext4 não terão letras como C: ou E: e por causa disso não são acessíveis ao Windows Explorer.
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    editado March 29
    Cameron disse:
    É possível ver as partições Linux de dentro do Windows?
    Sim, é só clicar com o direito em meu computador > gerenciar > gerenciamento de disco e você verá todas as partições do disco, as partições que usam sistemas de arquivos nativos do Linux como Ext4 não terão letras como C: ou E: e por causa disso não são acessíveis ao Windows Explorer.
    Portanto não temos acesso ao que está nelas? Ou há alguma ferramenta especial no Windows 10, tipo Konqueror ou Dolphin, que permita chegar aos arquivos?
     
  • CameronCameron Member
    Portanto não temos acesso ao que está nelas? Ou há alguma ferramenta especial no Windows 10, tipo Konqueror ou Dolphin, que permita chegar aos arquivos?
    http://www.edivaldobrito.com.br/conheca-alguns-programas-que-permitem-acessar-particoes-linux-windows-2/
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Cameron disse:
    Portanto não temos acesso ao que está nelas? Ou há alguma ferramenta especial no Windows 10, tipo Konqueror ou Dolphin, que permita chegar aos arquivos?
    http://www.edivaldobrito.com.br/conheca-alguns-programas-que-permitem-acessar-particoes-linux-windows-2/
    Beleza, mas, como eu já desconfiava, não fazem parte do Windows.
     
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    editado April 3
    Novo servidor de DNS público:
    1.1.1.1

    Segundo o artigo, é mais rápido que o do Google:
    8.8.8.8

    Mas fiz o teste com o ping e foi mais lento, só um pouco mais rápido que o do OpenDNS.

    https://olhardigital.com.br/noticia/cloudflare-lanca-dns-publico-que-promete-deixar-sua-internet-mais-rapida/74915
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Este artigo compara a velocidade de vários servidores de DNS a partir de diversas cidades do mundo inteiro, inclusive São Paulo:

    https://medium.com/@nykolas.z/dns-resolvers-performance-compared-cloudflare-x-google-x-quad9-x-opendns-149e803734e5
  • PercivalPercival Member
    Facebook simplifica ferramenta e permite excluir vários apps conectados de uma vez

    Com a revelação do caso Cambridge Analytica, muitos usuários correram para revisar o acesso de aplicativos à suas contas no Facebook. Foi por meio de um deles que os dados de milhões de pessoas foram usados durante campanhas políticas. Porém, remover apps indesejados não era uma das tarefas mais fáceis.

    icone-facebook-ios-700x440.jpg

    Até então, era preciso excluir um aplicativo por vez, o que levava bastante tempo. Para resolver o problema, o Facebook atualizou essa seção e passou a permitir que vários serviços fossem removidos de uma só vez.

    Para isso, abra o Facebook no computador, vá em Configurações > Aplicativos (ou visite facebook.com/settings?tab=applications), selecione os apps que serão excluídos e clique em Remover.

    No iOS e Android, é preciso ir no menu ≡ > Configurações da conta > Aplicativos > Conectado com o Facebook, selecionar os aplicativos e tocar em Remover.

    facebook-aplicativos-700x460.png

    Antes de confirmar a exclusão, o Facebook pergunta se você deseja remover qualquer post, foto ou vídeo que esses aplicativos possam ter publicado em seu perfil. De acordo com a rede social, o tempo para essas informações serem apagadas varia de acordo com o número de serviços removidos.

    Apesar da melhoria, a plataforma não ofereceu uma opção para remover todos os aplicativos (ainda que existam truques para fazer isso). A escolha pode indicar uma preocupação em não prejudicar os serviços que atuam da maneira correta. Com o caso ainda em evidência, a primeira medida de muitas pessoas seria excluir todos os aplicativos de uma só vez. Sem essa opção, é preciso pensar um pouco mais para remover ou não determinado serviço.

    Com informações: TechCrunch.

    https://tecnoblog.net/238252/facebook-excluir-apps-conectados/
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Microsoft já tem a sua própria versão do Linux
    Azure Sphere OS é focado em internet das coisas

    A relação da Microsoft com software de código aberto melhorou muito com a chegada de Satya Nadella. Melhorou tanto que, agora, a companhia tem a sua própria distribuição Linux, digamos assim, algo impensável anos atrás. Mas você precisa saber desde já: o Azure Sphere OS, como foi batizado, não foi criado como alternativa ao Windows ou algo do tipo. A novidade é focada em internet das coisas.

    O sistema operacional é um dos componentes principais do Azure Sphere, pacote de soluções desenvolvido para melhorar a segurança de chips usados em dispositivos inteligentes para o lar ou que podem ser enquadrados no conceito de internet das coisas de alguma forma.

    satya-linux.jpg

    Há tempos que especialistas alertam que chips que fazem diversos tipos de dispositivos se comunicarem estão sendo desenvolvidos rapidamente, mas a que segurança não tem acompanhado essa evolução. A própria Microsoft lembra que câmeras de monitoramento e outros dispositivos com chip já foram usados em ataques por não terem proteção adequada. O Azure Sphere vem para cobrir essa lacuna.

    Para tanto, a Microsoft incluiu no Azure Sphere uma nova classe de microcontroladores certificados que incluem tecnologias de comunicação e segurança da companhia. Esses chips serão licenciados gratuitamente aos fabricantes interessados. Um detalhe curioso é que a Microsoft afirma que eles foram inspirados em seus 15 anos de experiência no desenvolvimento do Xbox.

    Depois vem o Azure Sphere Security Service, serviço nas nuvens que manterá os dispositivos protegidos por meio de autenticação baseada em certificados, detecção de ameaças e atualizações de software.



    No meio de tudo isso está o Azure Sphere OS. “Depois de 43 anos, este é o primeiro dia em que estamos anunciando e distribuindo um kernel Linux personalizado”, disse Brad Smith, presidente da Microsoft.

    Smith também explicou que a Microsoft continua focada em seu sistema operacional, mas que o Windows não foi escolhido por ser muito grande para esse tipo de projeto. Com o Linux, a companhia pôde criar um sistema operacional totalmente adaptado à iniciativa: o sistema combina recursos de proteção da Microsoft, um monitor de segurança e o kernel para proporcionar aos dispositivos uma plataforma confiável. Veja também: Descubra qual é a distribuição Linux mais indicada para você

    Nas estimativas de Smith, o primeiro hardware baseado no Azure Sphere chegará ao mercado até o fim de 2018.

    Com informações: Business Insider.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • CameronCameron Member
    Hardware insamente caro e não tem suporte, as definições de empresa fajuta foram atualizadas:

  • GorduchoGorducho Member
    editado April 18
    Viram o aviso da Oracle [no #171]?
    Claro... depois da vitória sobre o Google.
    Depois de 2020 – que passa rápido – só D·us sabe...
    E pra empresas já agora em 2019!

    ACHO que é nessa linha que a Microsoft está tentando capitalizar se inserindo. Pra nós usuários de W se é pra ser non-free ficamos c/.net + C# então.
    Estou curioso pra ver como vai ficar o LibreOffice que usa Java
    grey_question.png
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Smith também explicou que a Microsoft continua focada em seu sistema operacional, mas que o Windows não foi escolhido por ser muito grande para esse tipo de projeto. Com o Linux, a companhia pôde criar um sistema operacional totalmente adaptado à iniciativa: o sistema combina recursos de proteção da Microsoft, um monitor de segurança e o kernel para proporcionar aos dispositivos uma plataforma confiável.
    Exatamente. A maioria dos equipamentos de rede (routers, switches etc.) usa alguma versão do Linux.
    O Windows ocuparia memória demais e sobrecarregaria o processador. Além de encarecer o produto devido à licença da MS.
     
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Gorducho disse:
    Estou curioso pra ver como vai ficar o LibreOffice que usa Java
    grey_question.png
    Usa Java apenas para algumas funções especiais que o usuário comum nem sabe que existem, portanto não será afetado.
     
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Cameron disse: Hardware insamente caro e não tem suporte, as definições de empresa fajuta foram atualizadas:
    É mais barato considerar os produtos como descartáveis que criar uma rede de suporte e manutenção.
    Naturalmente, eles contam com o fanatismo cego dos admiradores da marca (ainda devem existir alguns).

    Lembrei de algo que talvez seja o padrão nesses casos, mas que eu acho absurdo:
    Há uns 15 anos, a empresa onde eu trabalhava comprou um firewall. Era um hardware, não um software.
    O suporte era gratuito por 1 ano. Acontece que, 3 anos depois, precisei de uma orientação técnica para reconfigurar o firewall para uma função específica e eles me disseram que eu só teria direito ao suporte se pagasse a anuidade. Paguei e entrei em contacto de novo. Eles responderam que eu tinha pago pelo segundo ano, mas que, como esse segundo ano já tinha acabado, eu continuava sem direito ao suporte, daí tive que pagar mais uma anuidade para cobrir o ano corrente e, só então, conseguir que eles me respondessem.

     
  • GorduchoGorducho Member
    editado April 18
    Mesmo assim a TDF tem que endereçar o problema desde já porque o tempo é curto (já devem tar fazendo, claro...).
    Por mais que o usuário comum nem saiba, uma suite sem formulários ou capacidade de programação ficaria completamente aleijada...
    Ou então teria que ter esses recursos como opcionais pagos... 
  • This is typical of Apple. Apple thinks the users are all idiots who don't know anything about tech, that's why if you even THINK about opening the computer case, your warranty is already void. That's why I NEVER use any Apple products, and I build all of my own computers.

    Bem dessa: quando um produto é demasiadamente burocratizado e subestima a capacidade cognitiva do consumidor é demais.

      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • Microsoft prepara versão “enxuta” do Windows 10 para PCs mais baratos

    A Microsoft está trabalhando em uma solução para quem usa o Windows 10 em PCs com pouco armazenamento disponível. Por meio de uma build de testes (17650), a empresa liberou uma versão mais leve do sistema operacional.

    Batizada de Windows 10 Lean, a alternativa será oferecida em notebooks e tablets com até 16 GB de armazenamento, segundo o The Verge. O objetivo é permitir que esses aparelhos mais baratos também consigam receber atualizações.

    De acordo com o Windows Central, a nova versão é 2 GB mais leve em relação à memória ocupada pelas versões convencionais do sistema. A economia é possível porque a Microsoft decidiu remover itens como Internet Explorer e até o Editor do Registro.

    A empresa entende que essas ferramentas não costumam ser muito usadas nesses aparelhos. Apesar disso, o sistema não removeu o suporte para esses programas, e ainda permitirá que eles sejam baixados e utilizados se for preciso.

    A informação sobre o Windows 10 Lean foi divulgada no Twitter por um usuário que aproveitou para compartilhar algumas capturas de tela:

    O Windows 10 Lean deverá ser liberado na Redstone 5, grande atualização do sistema que será liberada no segundo semestre. Atualmente, ela está disponível somente para usuários do programa Insider.

    A Microsoft pode divulgar mais detalhes na conferência Build para desenvolvedores, marcada para maio.

    Com informações: Windows Central, The Verge.

    https://tecnoblog.net/240870/microsoft-windows-10-lean/
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • CameronCameron Member
    editado May 5
    Não comprem nada da ASUS, para eles os consumidores daqui não merecem RMA, sendo assim essa empresa não merece nosso dinheiro.

  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Cameron disse: Não comprem nada da ASUS, para eles os consumidores daqui não merecem RMA, sendo assim essa empresa não merece nosso dinheiro.
    A Dell, quanto a isto, é bem melhor.
     
  • PercivalPercival Member
    Que merda e olha que eu gosto da ASUS. Hoje tenho uma Gigabyte.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • PercivalPercival Member
    Preços de placas de vídeo estão voltando ao normal

    2016 não foi um ano bom para quem pretendia montar ou atualizar um PC gamer. 2017 conseguiu ser pior. O motivo foi a disparada dos preços das GPUs causada pela grande procura de placas de vídeo para mineração de criptomoedas. Mas, agora, há sinais de que a situação está finalmente voltando à normalidade.

    https://tecnoblog.net/242620/placas-de-video-precos-normalizando/
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.