Olá, bem-vind@!

Quer participar e contribuir? Clique no botão "Registrar-se" se é sua primeira vez aqui. Se você já é um dos nossos, clique em "Entrar".

"Jesus é Deus." É por isso que a esquerda sempre nos vence.

2»

Comentários

  • JudasJudas Moderator
    Jair Bolsonaro é de esquerda? Economicamente, o histórico de ações dele diz que sim:

    Mas essas críticas são pertinentes. Não foi delas que eu falei.
    No caso dos animais que estamos tratando aqui o Bolsonaro é chamado de esquerdista por não "ter peito" pra fazer a intervenção militar e por respeitar a "constituição comunista" de 1988.
    Concordo com as críticas a  esta constituição, mas daí a chamar o cara de esquerdista por respeitar até mesmo o processo de mudá-la sem recorrer a um novo regime militar me parece radicalismo de verdade.
  • Isso é o chato quando um cara não tem carisma populista, não tem medo de falar o que pensa (mas deve pensar bem no que vai falar e COMO vai falar): se não tem como atacar as ideias/propostas do cara, ataca-se o cara. Não tem nada de substancial para atacar o cara, ataque-o com picuinhas (Ôh! Ele é machista, ele é misógino _ mentira, se fosse não teria se casado três vezes _ ele é homofóbico...). Quando o Mulla quis saber onde estavam as mulheres de grelo duro que não o defendiam, as feministas aplaudiram o apedeuta e consideraram que isso era "uma expressão regional que denotava mulheres de coragem... Se o Bolsonaro perguntasse a mesma coisa, tinha mais um processo contra ele lá no STF.
  • JudasJudas Moderator
    O Nando Moura passou de todos os limites.

    Eu  confesso que perdi o tato.

    Já não sei mais se essa gente ajuda ou atrapalha.
    Primeiro o Nando Moura:


    E aqui a Joice:



    Esse povo se assiste? Não sente vergonha alheia? Ou sou eu mesmo que não me entrego? Eles têm cada vez mais inscritos e visibilidade. Será que isso é bom pra derrubar o que interessa? O estatismo e o progressismo no memento só conseguem ser piores que esse pessoal mas a cada dia vou achando que e difernça entre um e outro diminui.

    O Nando simplesmente partiu pra atacar o pessoal do MBL à princípio se aliando ao que não presta e partindo pra baixaria e denuncismo típicos do PT.



    Houve resposta do Nando e do tal advogado citado. Mas à princípio a denúncia de caixa 2 na campanha do Hollyday me parece patifaria política que, inicialmente foi usada PELO PT e amigos. Mas agora o Nando achou legal usar também porque o Arthur e o MBL não são a "verdadeira direita", logo são comunistas.

    Provavelmente Nando e a TRALHA do Terça Livre preferem Renan, Gleisy, Jucá do que alguém que se diz agnóstico e se atreve a dizer que respeita o cristianismo e a liberdade religiosa.

    "Como assim? Só respeita? Não acredita que Jesus é deus? Então você é comunista de esquerda igual Hitler."
  • JudasJudas Moderator
    Esse pessoal trata graduações do que está à esquerda deles como extrema esquerda, igualzinho o PT e a imprensa em geral faz com a direita.



     
  • PercivalPercival Member
    Essa serie da Joyce Hasselman e vergonha alheia parece um filme porno.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • SpiderSpider Member

    - O pessoal do Terça Livre parecem ser Conservadores estilo integralista, muito comprometidos com a religião e Bolsonaretes radicais, já o pessoal do MBL é da ala liberal e quer partir pra sujar as mãos na política, coisa que os puristas da direita consideram quase um crime.

    - A associação do MBL ao partido DEM que, por sua vez, se aliará ao PSDB nacionalmente, o põe em rota de colisão com o Bolsonaro, isso deixou a direita conservinha do YouTube muito puta, então o pau tá comendo.

    - Essa divisão não é boa pra ninguém, deviam, no mínimo, lavar a roupa suja em casa, falta uma pouco mais de tato ao MBL e um pouco mais de pragmatismo aos conservadores puritanos.

    Abraços,
  • PercivalPercival Member
    Essa bagunça só gera treta e memes.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • JudasJudas Moderator
    - O pessoal do Terça Livre parecem ser Conservadores estilo integralista, muito comprometidos com a religião e Bolsonaretes radicais

    E mais uma lista de coisa que não presta.

    O Allan por exemplo quer um debate com o Arthur sobre ciência política.
    Pra quê?
    Pra chegar na frente do cara e despejar os rótulos retardados que ele decorou.
    "Se você é a favor disso, disso, e disso, e contra aquilo e aquilo outro então vocÊ não é de direita, você é comunista".
    A conversa do Allan também tem isso:  "Liberais se aliam aos conservadores só pra combater a extrema esquerda, mas a história mostra que depois os liberais enfian a faca nas costas dos conservadores"

    E é esse cara, com a cabeça desse tamanho, com aquele óculos enorme e um beiço um pouco menor que o do Capilé que quer dar aulinha de "Teoria Política"

    Ele não estudou o capítulo que ensina do que se tratam alianças políticas?


    - A associação do MBL ao partido DEM que, por sua vez, se aliará ao PSDB nacionalmente, o põe em rota de colisão com o Bolsonaro, isso deixou a direita conservinha do YouTube muito puta, então o pau tá comendo.

    Esse povo do Bolsonaro é burro demais, não é nem ele, o Bolsonaro, mas esses seguidores dele.

    O presidente não tem condição de resolver merda nenhuma em 4 anos mas, se for o Bolsonaro, vai levar a culpa por não ter feito nada em 4 anos e logo estaremos sendo governados de novo por PT, PSDB, PMDB ou todos ao mesmo tempo.

     
    - Essa divisão não é boa pra ninguém, deviam, no mínimo, lavar a roupa suja em casa, falta uma pouco mais de tato ao MBL e um pouco mais de pragmatismo aos conservadores puritanos.

    Abraços,

    Parece uma doença mundial desse povo conservador.
    A ironia, o deboche e etc... devem ser guardados pra detonar inimigos capitais.
    O "debate interno" feito na Internet(parece que é assim pra tudo hoje, nada se da em reservado) não pode ser avacalhando o outro desse jeito mas tratando com seriedade e respeito essas divergências internas pra não destruir a causa de vez ou empurrar pessoas indecisas pro lado de lá.

    E isso é só pra dizer o mínimo já que o que o Nando Moura está fazendo com o Arthur é truque baixo pra ganhar inscritos e sair de super-herói dos conservadores só porque o moleque ERA a favor do aborto e hoje se diz indeciso. Como se fosse possível aprovar a legalização do aborto no país nos próximos 4 anos ou mesmo que isso estivesse na pauta do MBL. Ou seja, pretexto pra montar o cavalinho de batalha dele e usar o Arthur de escada.

    Nando está fazendo um culto de sí mesmo, tudo aquilo que o cristianismo NÃO ENSINA.
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    editado May 11
    Só para lembrar, Esquerdistas priorizam a Política.
    Conservadores priorizam a individualidade, a família e a Pátria.  E... tradicionalmente... Deus.
    Política Conservadora é necessariamente reacionária, não no sentido pejorativo que a Esquerda lhe aplica, mas no sentido de reagir contra as forças revolucionárias e ideologias que visam destruir seu modo de vida.
  • JudasJudas Moderator
    Política Conservadora é necessariamente reacionária, não no sentido pejorativo que a Esquerda lhe aplica, mas no sentido de reagir contra as forças revolucionárias e ideologias que visam destruir seu modo de vida.

    Ouvi isso essa semana da boca de um próprio conservador católico.
    Ele diz que tomou asco da palavra conservador em função "dessa direita americanizada, sionista e que quer que o Brasil se torne um EUA". Ele se considera um reacionário neste sentido.
  • SpiderSpider Member
    editado May 12
    Acauan disse: Só para lembrar, Esquerdistas priorizam a Política.
    Conservadores priorizam a individualidade, a família e a Pátria.  E... tradicionalmente... Deus.
    Política Conservadora é necessariamente reacionária, não no sentido pejorativo que a Esquerda lhe aplica, mas no sentido de reagir contra as forças revolucionárias e ideologias que visam destruir seu modo de vida.

    - Pra lidar com política tem que sujar as mãos, ainda mais aqui no Brasil, os rapazes do MBL se propuseram a arriscar, por mais que não sejam os direitistas dos sonhos do conservinhas, é o que tem pra hoje.

    - Se os conservinhas não tem estômago pra os acordos/conchavos, deveriam, ao menos, ser mais pragmáticos e tentar algum acordo no privado, até a DIlma comunista-feminista fez acordo com o Malafaia pra o PT por a lei do aborto na geladeira, não vejo razão algum para o MBL não fazer o mesmo, ou mais ainda, botar a pauta pró-vida em seu programa.

    - Mas continuo achando que essa briga não é ideológica, é política e o pivô tem nome: - Bolsonaro.

    Abraços,
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    Judas disse:

    Ouvi isso essa semana da boca de um próprio conservador católico.
    Ele diz que tomou asco da palavra conservador em função "dessa direita americanizada, sionista e que quer que o Brasil se torne um EUA". Ele se considera um reacionário neste sentido.

    Tem uma fração, espero que não dominante, na direita católica brasileira que é evidentemente antissemita, mas não tem a coragem de se assumir como tal, tentando tapar o Sol com a peneira do "antissionismo", que não passa de covardia.
    Esta gente é tão ruim quanto os Esquerdistas, só não são piores porque no geral são idiotas demais para ter um projeto de poder viável, coisa que a Esquerda sempre tem vários, na esperança de que um dia, um deles dê certo.


     
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    editado May 12
    Spider disse:

    - Pra lidar com política tem que sujar as mãos, ainda mais aqui no Brasil, os rapazes do MBL se propuseram a arriscar, por mais que não sejam os direitistas dos sonhos do conservinhas, é o que tem pra hoje.

    Isto!
    Gente normal quer cuidar da própria vida e ser alguém produtivo e respeitado dentro de sua comunidade. Suas prioridades são estudar, trabalhar, construir família, prosperar honestamente e na medida da consciência e possibilidade de cada um, ajudar o próximo.
    Quem se entrega a ilusões messiânicas de salvador do mundo unindo-se a coletivos abstratos e transferindo o centro de sua vida para fora da realidade não bate bem da cabeça, só que é neste grupo que os políticos recrutam suas militâncias.
    Prá quem tá do lado da gente normal, estes malucos que se autodenominam "politizados" e se acham superiores aos "alienados" do lado de cá são apenas isto, só que momentos históricos confusos + políticos safados + número de militantes é uma das maiores ameaças à civilização, como o século XX provou.
    Quando este cenário se monta, ou os Conservadores se unem, se organizam e reagem em tempo, impondo a força da maioria que sempre constituem, ou muito rapidamente é tarde demais, com os malucos já no poder e poder armado para sufocar qualquer reação.
     
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    editado May 12
    Spider disse:

    - Se os conservinhas não tem estômago pra os acordos/conchavos, deveriam, ao menos, ser mais pragmáticos e tentar algum acordo no privado, até a DIlma comunista-feminista fez acordo com o Malafaia pra o PT por a lei do aborto na geladeira, não vejo razão algum para o MBL não fazer o mesmo, ou mais ainda, botar a pauta pró-vida em seu programa.

    - Mas continuo achando que essa briga não é ideológica, é política e o pivô tem nome: - Bolsonaro.

    Quando digo que os brasileiros são conservadores em sua esmagadora maioria, é preciso lembrar que, como tudo que diz respeito a este povo, eles são conservadores à brasileira.
    O qualificativo "à brasileira" sempre inclui contradições aparentemente inconciliáveis, da culinária à política, mas que no fim, sabe-se lá como funciona e às vezes surpreende.  Como a laranja na feijoada.
    Quem duvidar que entre em um destes botecos frequentados pelo povão e apenas fique ouvindo as conversas por algum tempo.  Descobrirá que temas como menoridade penal, direitos de bandidos, ideologia de gênero, militância LGBTTI...etc não são muito defendidos no balcão pelo consumidor de pinga barata típico.

    Militâncias esquerdistas recrutam gente neste meio só quando precisam de número para passeatas, ao custo de mortadela e alguns trocados, mas sabem que esperar adesão ideológica sincera dali só da parcela minoritária de desajustados que pendem para marginalidade.

    Só que este povão no geral é também impermeável ao discurso do MBL, formatado para a classe média e para combater a hegemonia esquerdista na Guerra Cultural.
    A Direita brasileira não tem seu Lula, um líder político que já tenha bebido pinga barata em balcão de boteco sujo e prestado atenção nas conversas de quem frequenta o lugar.
    Claro que qualquer esquerdista universitário brasileiro soltaria gritinhos histéricos e subiria na cadeira sacodindo as saias se visse uma das baratas que frequentam estes lugares - e tou falando dos homens.
    Mas o fato é que a esquerda, por meios indiretos que seja, tem conexões no balcão da pinga do qual o MBL não entende bem a dinâmica.

    O MBL foi brilhantemente bem sucedido em demonstrar que a intelectualidade esquerdista brasileira é formada por um bando de bocós pretensiosos, que não resistem cinco minutos de debate com um bando de moleques, Marcia Tiburi que o prove.  Olavo de Carvalho fez isto em o Imbecil Coletivo, mas o esquisitão jogou fora a oportunidade.
    Já o MBL também foi muito eficiente em criar uma militância de direita e dar-lhe visibilidade, incluindo no meio estudantil, onde a esquerda reinou soberana por décadas.

    Pelo andar da carruagem até agora, os moleques tem se mostrado talentosos e competentes, mas ainda longe de estabelecer lideranças políticas carismáticas, necessário para catalizar uma militância ideológica forte o suficiente para enfrentar o inimigo.

    A candidatura e muito provável eleição de Kim Kataguiri e Arthur do Val para deputados federal e estadual respectivamente podem abrir um novo e interessante capítulo desta novela.
     
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    editado May 12
    Spider disse:

    - Mas continuo achando que essa briga não é ideológica, é política e o pivô tem nome: - Bolsonaro.

    Bolsonaro é o que tem prá hoje..., mas tá difícil.
    Petistas e seus arremedados encenaram por tempo demais a ópera bufa do "PSDB de Direita", visando assegurar que a direita brasileira também fosse esquerdista, e agora tem um adversário improvável contra o qual não funcionam as artimanhas que encheriam de dedos um Geraldo Alckmin.

    O episódio grotesco da exaltação a Brilhante Ustra na votação do impeachment é um exemplo.
    Muito provavelmente Bolsonaro fez aquilo por estupidez, não por estratégia, mas no caso dele funcionou como se tivesse sido a segunda.
    Que efeito pode produzir a Esquerda acusar Bolsonaro de fascista?
    Tal acusação levaria um José Serra a choramingar seu passado de militante da Ação Popular, mas que poderia fazer contra alguém que faz uma declaração daquelas em rede nacional prá todo mundo ouvir?

    Este é o cenário hoje e tenho cá comigo minhas dúvidas se o próprio Bolsonora tem uma ideia clara de seu verdadeiro papel político neste momento.
    E não sei se torço para que ele tenha ou não...
  • CameronCameron Member
    Este é o cenário hoje e tenho cá comigo minhas dúvidas se o próprio Bolsonora tem uma ideia clara de seu verdadeiro papel político neste momento.
    E não sei se torço para que ele tenha ou não...

    Como sempre no Brasil eleger alguém é tentar adivinhar qual opção será menos danosa, entre um candidato do PT/PSOL/Qualquer partido semelhante e outra coisa eu votaria em outra coisa, até mesmo um Edir Macedo se fosse candidato, então se Bolsonaro for a opção nesse caso ganha o meu voto.

    Em outro cenário qualquer eu realmente não saberia em quem votar, não vou com a cara desse Bolsonaro de jeito nenhum
  • SpiderSpider Member
    editado May 12
    Acauan: Quem duvidar que entre em um destes botecos frequentados pelo povão e apenas fique ouvindo as conversas por algum tempo. Descobrirá que temas como menoridade penal, direitos de bandidos, ideologia de gênero, militância LGBTTI...etc não são muito defendidos no balcão pelo consumidor de pinga barata típico.
     

    - Tanto isso é verdade, que não se vê Lula levantando essas bandeiras pessoalmente, essas agendas ele terceiriza para outras bocas, ele sabe muito bem que o povão não engole esse tipo de conversas.

    Abraços,
  • JudasJudas Moderator
    editado May 12
    Acauan disse:


    A candidatura e muito provável eleição de Kim Kataguiri e

    O Kim é MUITO talentoso em debate.
    Deixou sem resposta e com dorzinha de cotovelo o libertário Rafael do ideias Radicais a ponto dele ir chorar as pitangas no canal dele porque o Kim debateu com ele onde era pra ser só uma entrevista no canal do MBL.
    O Kim não é um libertário, reconhece o valor dos conservadores, reconhece o valor do estado, das leis, da bandeira etc...E na economia quer privatizar geral e aplicar políticas mais eficientes como Vouchers (que deve ter lá seus problemas mas me parece melhor do que deixar o governo enfiar o dinheiro na bunda).

    O Rafael fica parecendo uma criança perto do Kim aqui:

    Aos 5:50 "imposto é roubo". Lembrei do Ciro contra o Constantino, no caso aqui o constantino é o libertário.

     

    Mas cá entre nós esse libertários parecem o PSTU da direita.

    Já o Arthur é muito verde ainda e em debates sobre o aborto claramente se vê que ele JAMAIS leu um único argumento ou contra argumento sobre o que ele pensa.
  • JudasJudas Moderator
    editado May 12
    O episódio grotesco da exaltação a Brilhante Ustra na votação do impeachment é um exemplo.

    Ele repetiu a dose há dois dias. Não aprende mesmo.

    Nem disse nada hediondo mas deu margem para especulações que vieram e vão fazer estrago.



    Prefiro que venca um Alckmin e as forças de oposição se unam em torno de vigiar o judiciário.

    O único risco é uma modificação no STF nos próximos 4 anos, daí o PSDB coloca outro Gilmar Mendes lá e estamos ferrados de vez.
  • HuxleyHuxley Member
    editado May 13
    Duas observações...

    1- Não existe essa dicotomia "esquerdistas versus conservadores" ou "direita versus esquerda". Pois o posicionamento político só pode ser classificado de forma minimamente complexa e aceitável se tiver pelo menos duas dimensões, tal como no Diagrama de Nolan. Por exemplo, diz-se que o brasileiro típico é economicamente esquerdista e culturalmente direitista (refiro-me a questões de liberdades civis).

    2- A adesão do Kim Kataguiri ao DEM incorpora bem esse conceito de quem acredita que "para entrar na política, tem que sujar as mãos". Faço coro com Olavo de Carvalho ao detonar o que ele chama de "dar a bunda aos partidos políticos (os da linhagem que nos pôs no sistema político atual)". Mas isso é algo que requereria uma explicação bem mais elaborada, que apela até mesmo a teoria estatística de complexidade. Adio essa tarefa, pelo menos no curtíssimo prazo.
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Acauan disse:
    Já o MBL também foi muito eficiente em criar uma militância de direita e dar-lhe visibilidade, incluindo no meio estudantil, onde a esquerda reinou soberana por décadas.
    Esse pessoal teve o mérito de incentivar os direitistas a sair do armário depois de 40 anos ou mais se escondendo com vergonha de pensar diferente.

    Até então, só se assumiam os caricatos como Bolsonaro ou esquisitos como o Eneias.
     
  • HuxleyHuxley Member
    editado May 13
    Ora, o DEM é um partido que está envolvido em escândalos para abafar a Operação Lava Jato, e não estamos falando de políticos representantes menores do mesmo. E é um dos partidos que apoia esse sistema político-eleitoral não-representativo. Para quem acha que Kim Kataguiri teve uma boa ideia se filiando ao DEM para ser deputado federal, pois assim ele atingiria com mais facilidade o consenso, o voto e as maiorias, eis um bom artigo de Nassim Nicholas Taleb...

    The Most Intolerant Wins: The Dictatorship of the Small Minority (trechos traduzidos)
    "O melhor exemplo que conheço dá uma visão do funcionamento de um sistema complexo com a seguinte situação. É suficiente para uma minoria intransigente - um certo tipo de minorias intransigentes - chegar a um nível minuciosamente pequeno, digamos, três ou quatro por cento da população total, para que toda a população tenha que se submeter às suas preferências. Além disso, uma ilusão de ótica vem com o domínio da minoria: um observador ingênuo ficaria com a impressão de que as escolhas e preferências são as da maioria. Se isso parece absurdo, é porque nossas intuições científicas não são calibradas para isso (em termos de intuições científicas e acadêmicas e julgamentos precipitados; elas não funcionam e sua intelectualização padrão falha com sistemas complexos, embora não com a sabedoria de suas avós).
    (...)
    Todo o crescimento da sociedade, seja econômico ou moral, sempre advém de um pequeno número de pessoas. Sendo assim, podemos concluir este capítulo com uma observação sobre como ter a "pele em jogo" pode alterar a condição da sociedade. A sociedade não evolui pelo consenso, pelo voto, pela maioria, por comitês, por reuniões prolixas, por conferências acadêmicas, e por pesquisas de opinião; somente algumas poucas pessoas já são o suficiente para alterar o equilíbrio da balança desproporcionalmente. E a assimetria está presente em tudo."

    Fonte: https://medium.com/incerto/the-most-intolerant-wins-the-dictatorship-of-the-small-minority-3f1f83ce4e15
  • JudasJudas Moderator
    editado May 14
    2- A adesão do Kim Kataguiri ao DEM incorpora bem esse conceito de quem acredita que "para entrar na política, tem que sujar as mãos". Faço coro com Olavo de Carvalho ao detonar o que ele chama de "dar a bunda aos partidos políticos (os da linhagem que nos pôs no sistema político atual)". Mas isso é algo que requereria uma explicação bem mais elaborada, que apela até mesmo a teoria estatística de complexidade. Adio essa tarefa, pelo menos no curtíssimo prazo.
    Olavo de Carvalho2 de junho de 2015 · QUALQUER iniciativa ÚTIL contra o comunopetismo tem de ser apoiada, a despeito de todas as divergências e antipatias. Será que é tão difícil criticar apoiando, ou apoiar criticando? Será que só existem a aprovação integral e a rejeição integral?Acho errada a estratégia do impeachment, mas não deixarei de apoiá-la ainda assim, enquanto tiver forças para isso. Em política o meio certo é só meio errado.Em política, a todo momento você tem de escolher:
    Na falta do infalível, o ótimo.
    Na falta do ótimo, o bom.
    Na falta do bom, o razoável.
    Na falta do razoável, o menos insensato.
    Na falta do menos insensato, a esperança louca, a última que morre.O importante é não choramingar, nem se fazer de santinho que não pode sujar seus dedos imaculados.A FINALIDADE da política é o bem comum, mas seu meio de ação é SEMPRE o mal menor.
    https://www.facebook.com/carvalho.olavo/photos/a.275188992633182.1073741828.275181425967272/498664263618986

    Não da pra considerar o Olavo as vrzes por isso. Eu nunca sei o que ele acha.
    Veja que ele ao mesmo tempo que corrobora com o que diz o Huxley e eu me lembro bem dele dizendo que entregar o impeachment nas mãos dos políticos era um erro absurdo, ele também afirma que em política tem que sujar as mãos sim, na verdade ele diz "dedos" ao invés de mãos".

    Eu tive uma experiência similar quado vi alguns argumentos usados pelo Conde refutados e com provas linkadas.
    São ideólogos e seguem a máxima relativa a eles. Precisam ser filtrados sempre, alguns mais que os outros.
    Amanhã eu vou tentar postar melhor aqui. No celular eu sou um desastre.
  • JudasJudas Moderator
    1- Não existe essa dicotomia "esquerdistas versus conservadores" ou "direita versus esquerda". Pois o posicionamento político só pode ser classificado de forma minimamente complexa e aceitável se tiver pelo menos duas dimensões, tal como no Diagrama de Nolan. Por exemplo, diz-se que o brasileiro típico é economicamente esquerdista e culturalmente direitista (refiro-me a questões de liberdades civis).
    Em minha defesa das vezes que usei ou usar esses termos que de fato não são científicos eu apenas peço que seja considerado o contexto. Usar "esquerda e direita' serve pra diferenciar Olavo da Marcia Tiburi mas não serve pra o diferenciar do Pondé.
    No mais o próprio propósito do post inicial era meio qeu colocar esses rótulos em cheque.
    As brigas que eu narrei entre "direita" contra "verdadeira direita"  dão conta de que nem sempre ou na verdade quase nunca esses rótulos bastam.
     
  • HuxleyHuxley Member
    editado May 15
    Não vou me apegar a discussão de se o olavismo tem razão ou não. A questão é que frequentemente a preguiça em tentar conseguir algo maior esteja acontecendo simultaneamente ao que chamam de "pragmatismo". Por exemplo, Fernando Holiday se elegeu vereador do São Paulo pelo DEM. Será mesmo que o DEM precisava entrar nessa história? A Janaína Lima do Partido Novo também se elegeu vereadora de São Paulo.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.