Reencarnação é o diabo dos espiritas

Pode ser que existam outros mundos ainda desconhecidos,em outros planetas ou planos dimensionais, como os dos seres etérios e dos espíritos.
Talvez a crença seja uma espécie de memória intuitiva de um passado muito remoto de nossas almas eternas, porém sendo mundo improváveis devem ser considerados apenas sentimentos da fé.
Cristãos criaram um diabo para justificarem suas más ações e o sofrimento humano, já os espíritas criaram a reencarnação!
As minha intuição e obervações da vida me levam acreditar na possibilidade da reencarnação é vocês?
«13456710

Comentários

  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Não tomou a medicação.
  • SenhorSenhor Member
    CRIATURO disse: Pode ser que existam outros mundos ainda desconhecidos,em outros planetas ou planos dimensionais, como os dos seres etérios e dos espíritos.
    Talvez a crença seja uma espécie de memória intuitiva de um passado muito remoto de nossas almas eternas, porém sendo mundo improváveis devem ser considerados apenas sentimentos da fé.
    Cristãos criaram um diabo para justificarem suas más ações e o sofrimento humano, já os espíritas criaram a reencarnação!
    As minha intuição e obervações da vida me levam acreditar na possibilidade da reencarnação é vocês?
    Acreditar em coisas nunca foi novidade no mundo, já investigar o objeto da crença para certificar-se de tudo, isso são outros quinhentos e trinta.

    Meu PC é Pai, Filho, e Espírito Santo. O pai é o hardware, o filho, o software, e o ES, a energia elétrica.
  • Fernando_Silva disse: Não tomou a medicação.


    Segura ele que eu aplico.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • SenhorSenhor Member
    CRIATURO disse: Pode ser que existam outros mundos ainda desconhecidos,em outros planetas ou planos dimensionais, como os dos seres etérios e dos espíritos.
    Talvez a crença seja uma espécie de memória intuitiva de um passado muito remoto de nossas almas eternas, porém sendo mundo improváveis devem ser considerados apenas sentimentos da fé.
    Cristãos criaram um diabo para justificarem suas más ações e o sofrimento humano, já os espíritas criaram a reencarnação!
    As minha intuição e obervações da vida me levam acreditar na possibilidade da reencarnação é vocês?
    Tem mais do que achismos aí?

    Meu PC é Pai, Filho, e Espírito Santo. O pai é o hardware, o filho, o software, e o ES, a energia elétrica.
  • GorduchoGorducho Member
    editado January 8
    👎 reencarnação não é o demonio; é 1 socialismo pela média pras almas.
    Reencarnação não justifica más ações, aliás as pune com + encarnações & sofrimentos nelas.
    + TODAS almas acabariam num pé de igualdade independente dos diversos históricos que tenham tido durante a sua "evolução" (inspirada no conceito de "progresso" bem característico do século XIX). As almas seriam em seus sucessivos vasos carnais às vezes pobres;
    às vezes ricas;
    às vezes sadias;
    às vezes enfermas...
    ⇔ socialismo cósmico👍
  • SilvanaSilvana Member
    editado January 8
    Saudações Criaturo
    Criaturo disse:
    Cristãos criaram um diabo para justificarem suas más ações e o sofrimento humano, já os espíritas criaram a reencarnação!
    As minha intuição e obervações da vida me levam acreditar na possibilidade da reencarnação é vocês?

    Criaturo, a bruxaria mais contemporânea prega a não crença em demônios. A bruxaria natural normalmente crê somente em espíritos elementais e esses livres de moral.

    Mas, existem místicos (bruxas e magos) que inclusive estudam a goetia.

    E creia a mesma existe... O maior exemplo são as clavículas de Salomão.

    O misticismo judaíco encontra no Pentateuco e no NT várias citações para essa prática.

    Que por sua vez herdaram de culturas e povos tão antigos como os hebreus, pois o povo que melhor soube sobreviver a todos os outros foram eles e justamente por isso guardaram no Adam cadmon os dez selos (aqueles que sabem, me permitam essa simplificação). Uso para que os leigos entendam.

    É mais ou menos como os chakras (Sânscrito -roda) dos antigos Yogues, Hindus e Budistas.

    Aí entra a Teosofia... De Madame Blavatisky e Papus no esoterismo e ocultismo Eliphas Levi.


    Por Que Estudar o Tema

    O assunto da reencarnação é relativamente pouco compreendido nos meios esotéricos do Brasil e de Portugal. Vamos descrever em detalhes, no presente texto, o processo prático da reencarnação. Vamos analisar os vários estados e estágios pelos quais uma individualidade humana passa desde o final de uma vida física até o começo da próxima.


    Quem Tem Direito ao Devachan?

    Na questão número cinco da Carta 68, Alfred Sinnett pergunta ao Mestre se as pessoas moralmente boas, mas não espiritualizadas, têm direito e conseguem acesso ao Devachan. Na sua resposta, o Mestre menciona aquilo que a tradição dos índios tupi-guarani chama de “Terra Sem Males”, e que constitui um equivalente indígena do Devachan.


    https://www.filosofiaesoterica.com/a-teosofia-e-a-reencarnacao/

    Percebemos que todas as culturas guardam seus conceitos de vida após a morte.

    Umas mais outras menos.


    Agora vamos falar sobre os demônios.


    Existem alguns que são verdadeiros daemons.


    Daemons podem fazer um tremendo estrago...

    Eles estão "soltos" por aí.

    Vou dar um exemplo desse tipo de espíritos dos anjos caídos.

    O filme Possuídos com Denzel Washington.

    Não é o melhor exemplo, mas dá uma noção...


    Voltando a falar sobre reencarnação.

    Tenho como dar testemunho de vida após a morte.

    Meu Pai me deu duas provas de vida após a morte. Provas bem reais.

    Uma mandou recado para mim por um espírita dando instruções sobre um assunto que só ele poderia saber.

    Outra foi um papel com santinho que eu havia colocado embaixo da mão dele no velório e tempos (anos) depois o santinho surgiu na minha carteira.

    Eu não tenho intuição, tenho convicção.

    Além de outras tantas experiências que posso falar...

    Mas, claro que o que disse não tenho como provar a terceiros. De forma que fica como minha verdade.


    [Fraternos]
     
     " Permaneçam abertos de coração e mente para os "antigos" que criaram todas as coisas; e para seus irmãos e irmãs " !

    images?q=tbn:ANd9GcQ9mLQDb5cO3QT_mujQmNUODmNQOFSFiLMKgfYFqAtcLg63oaKtZw
     
  • Saudações Criaturo

    Vc tem alguma experiência mais concreta de vida após a morte ?


    [Fraternos]
     
     " Permaneçam abertos de coração e mente para os "antigos" que criaram todas as coisas; e para seus irmãos e irmãs " !

    images?q=tbn:ANd9GcQ9mLQDb5cO3QT_mujQmNUODmNQOFSFiLMKgfYFqAtcLg63oaKtZw
     
  • LaraASLaraAS Member
    editado January 8
    O maior argumento contra a reencarnação é o argumento demográfico, se bem que até que dando na maior parte da existência do homo-sapiens uma encarnação a cada 1200 anos para cada espírito até encaixaria, só que todos os livros de supostas de memórias de outras vidas ou livros com romances baseados em casos "reais" que eu li davam uma média de um século e meio entre cada reencarnação e em 99% eram ou reencarnações só na terra ou já estavam desde a pré-história encarnando no seu planeta Terra de imigração e sobretudo NUNCA houve um caso de primeira encarnação humana nos casos citados. Outro problema é o excesso de reencarnação como riquíssimos citadas que embora ser sem todos mas "só" um terço dos casos citados, são o equivalente hoje em dia no Brasil e na média do mundo um a cada 150 habitantes e mesmo no mundo desenvolvido um a cada 80 habitantes, naquelas épocas do passado o índice real deveria ser de uma a cada 300, 400 habitantes......No entanto até que há um fator a favor da reencarnação.....as crianças superdotadas às vezes como QI de 200 pontos para os quais não se conseguiu encontrar uma causa física até agora (ao contrário dos casos de sub QI de menos de 70 pontos) mas em todo cado, nada garante que essa causa física não venha a ser encontrada algum dia...Ah....outra coisa que pode ser indício de reencarnação (ou pelo menos indício de alma separada do corpo com vida após a morte) são os casos de gêmeos idênticos univitelinos criados na mesma família com personalidades bem diferente, as explicações materialistas dadas até hoje para esse fenômeno não colam muito, pelo menos para mim elas me não parecem muito convincentes.
  • NadaSeiNadaSei Administrator, Moderator
    CRIATURO disse: Pode ser que existam outros mundos ainda desconhecidos,em outros planetas ou planos dimensionais, como os dos seres etérios e dos espíritos.
    Talvez a crença seja uma espécie de memória intuitiva de um passado muito remoto de nossas almas eternas, porém sendo mundo improváveis devem ser considerados apenas sentimentos da fé.
    Cristãos criaram um diabo para justificarem suas más ações e o sofrimento humano, já os espíritas criaram a reencarnação!
    As minha intuição e obervações da vida me levam acreditar na possibilidade da reencarnação é vocês?

    Eu acho o conceito espirita de reencarnação muito improvável, assim como o de ressurreição.

    Faz sentido acreditar que a morte não é o fim, mas faria mais sentido pensar na vida como uma especie de simulação/sonho.
    Sendo um sonho nós poderíamos estar simultaneamente vivendo varias vidas paralelas e essa continuação não precisaria se limitar a uma linha do tempo especifica e poderia se dar em um infinito número de universos paralelos.
    “A violência comunista não foi mera aberração da psique eslava, mas sim algo diabolicamente inerente à engenharia social marxista, que, querendo reformar o homem pela força, transforma os dissidentes primeiro em inimigos, e depois em vítimas.” - Roberto Campos
  • NadaSeiNadaSei Administrator, Moderator
    editado January 8
    Sabe o que também faz sentido?
    A continuação que está cagando e andando para o individuo. Essa é a versão mais budista da coisa.

    Quantas coisas você vive no seu dia a dia? Em 365 dias de um anos temos 8764 horas de vida, mas quanta memoria retemos disso tudo?
    Se você for parar para se lembrar completamente no ultimo ano serão quantos milhares de horas que vai precisar gastar para "lembrar" só do ultimo ano?

    Obviamente a ciência e mesmo o senso comum já sabem que jogamos fora a maior parte das memorias do que vivemos. Elas não passam da memoria de curto prazo para a de longo prazo.
    Portanto nossas "vidas" se perdem em grande parte todo santo dia e só FRAGMENTOS do que vivemos são salvos em nossas memorias.

    Se o que somos são nossas memorias então a maior parte de nós morre todo santo dia, e, pior do que isso, a memoria não é precisa ou confiável. As nossas lembranças dos eventos em geral não correspondem ao que os eventos realmente foram. Nós sempre adicionamos uma "ficção" as nossas memorias, principalmente com o passar do tempo.

    Nem nosso ser material se mantem. Cada célula do nosso corpo morre e é substituída com o passar do tempo. A cada 7 anos temos praticamente um corpo inteiro novo.

    O NadaSei com 7 anos de idade não tem muito em comum com o NadaSei de 40 anos, nem de ponto de vista físico, nem do emocional, nem do racional.
    Eu e eles somos seres completamente distintos, muito embora eu carregue de modo distorcido algumas de suas "lembranças".

    Essa descrição da realidade já mostra a "morte" ainda em vida. A suposta "continuação" da vida está mais para uma "transformação" de um ser em outro, sendo que o "individuo" em si não passa de uma ilusão.

    Do ponto de vista budista nossos atos continuam no mundo e parte da nossa "essência" vai passar para os outros seres do mesmo modo que a "essência" do NadaSei de 7 anos ainda existe parcialmente no NadaSei com 40, mas em ambos os casos a individualidade é só uma ilusão.

    Nós não morremos muitas vezes durante uma só vida?
    O que somos realmente? Nossas memorias? Nossos desejos? Nossas crenças?
    Tudo isso muda o tempo todo.

    A grande pergunta a ser feita então não é se existe vida APOS a morte, mas sim se o nosso "eu" do passado ainda vive hoje e se nosso "eu" de hoje ainda estará vivo daqui 1 dia, 1 mês ou 1 ano caso nosso corpo sobreviva.
    “A violência comunista não foi mera aberração da psique eslava, mas sim algo diabolicamente inerente à engenharia social marxista, que, querendo reformar o homem pela força, transforma os dissidentes primeiro em inimigos, e depois em vítimas.” - Roberto Campos
  • GorduchoGorducho Member
    editado January 8
    Sr. NadaSei disse:O NadaSei com 7 anos de idade não tem muito em comum com o NadaSei de 40 anos, nem de ponto de vista físico, nem do emocional, nem do racional.
    Eu e eles somos seres completamente distintos, muito embora eu carregue de modo distorcido algumas de suas "lembranças".

    Essa descrição da realidade já mostra a "morte" ainda em vida. A suposta "continuação" da vida está mais para uma "transformação" de um ser em outro, sendo que o "individuo" em si não passa de uma ilusão.

    Do ponto de vista budista nossos atos continuam no mundo e parte da nossa "essência" vai passar para os outros seres do mesmo modo que a "essência" do NadaSei de 7 anos ainda existe parcialmente no NadaSei com 40, mas em ambos os casos a individualidade é só uma ilusão.

    Nós não morremos muitas vezes durante uma só vida?
    O que somos realmente? Nossas memorias? Nossos desejos? Nossas crenças?
    Tudo isso muda o tempo todo.

    A grande pergunta a ser feita então não é se existe vida APOS a morte, mas sim se o nosso "eu" do passado ainda vive hoje e se nosso "eu" de hoje ainda estará vivo daqui 1 dia, 1 mês ou 1 ano caso nosso corpo sobreviva.
    Eu tb. tenho essa sensação. Eu e o mundo da m/infância me parecem serem outros frequentemente.
    Boa reflexão: "individualidade" e mesmo "essência" metafísica nossa tá + pra pura ilusão..
    O que temos deveras são memórias – dum ser diferente; de pessoas ou outros seres como 🐶 que já não tão + [...]
  • SenhorSenhor Member
    editado January 8
    Gorducho disse:
    Sr. NadaSei disse:O NadaSei com 7 anos de idade não tem muito em comum com o NadaSei de 40 anos, nem de ponto de vista físico, nem do emocional, nem do racional.
    Eu e eles somos seres completamente distintos, muito embora eu carregue de modo distorcido algumas de suas "lembranças".

    Essa descrição da realidade já mostra a "morte" ainda em vida. A suposta "continuação" da vida está mais para uma "transformação" de um ser em outro, sendo que o "individuo" em si não passa de uma ilusão.

    Do ponto de vista budista nossos atos continuam no mundo e parte da nossa "essência" vai passar para os outros seres do mesmo modo que a "essência" do NadaSei de 7 anos ainda existe parcialmente no NadaSei com 40, mas em ambos os casos a individualidade é só uma ilusão.

    Nós não morremos muitas vezes durante uma só vida?
    O que somos realmente? Nossas memorias? Nossos desejos? Nossas crenças?
    Tudo isso muda o tempo todo.

    A grande pergunta a ser feita então não é se existe vida APOS a morte, mas sim se o nosso "eu" do passado ainda vive hoje e se nosso "eu" de hoje ainda estará vivo daqui 1 dia, 1 mês ou 1 ano caso nosso corpo sobreviva.
    Eu tb. tenho essa sensação. Eu e o mundo da m/infância me parecem serem outros frequentemente.
    Boa reflexão: "individualidade" e mesmo "essência" metafísica nossa tá + pra pura ilusão..
    O que temos deveras são memórias – dum ser diferente; de pessoas ou outros seres como 🐶 que já não tão + [...]
    Como é que se sabe se é memória diferente???


    Meu PC é Pai, Filho, e Espírito Santo. O pai é o hardware, o filho, o software, e o ES, a energia elétrica.
  • Me expressei mal. Se temos memórias acerca dum ser diferente – nós no passado...– E acerca de seres que muitas vezes já se foram (e com os quais convivemos, claro).
  • SenhorSenhor Member
    Gorducho disse: Me expressei mal. Se temos memórias acerca dum ser diferente – nós no passado...– E acerca de seres que muitas vezes já se foram (e com os quais convivemos, claro).
    Ué mas isso é apenas um truísmo. É da natureza a caracteristica e a mantissa.


    Meu PC é Pai, Filho, e Espírito Santo. O pai é o hardware, o filho, o software, e o ES, a energia elétrica.
  • SenhorSenhor Member
    O quê somos? Um processo.
    Meu PC é Pai, Filho, e Espírito Santo. O pai é o hardware, o filho, o software, e o ES, a energia elétrica.
  • Olha eu posso dizer o seguinte: na vida tudo é passageiro exceto 2 coisas, o cobrador e o motorista.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • AdamastorAdamastor Member
    editado January 9
    CRIATURO disse: Cristãos criaram um diabo para justificarem suas más ações e o sofrimento humano, já os espíritas criaram a reencarnação!

    Putz já começou mal o Criaturo.

    Os espíritass criaram a reencarnação? putz mas e o budismo tibetano? o livro dos mortos tibetano, um dos guias espirituais mais antigos do mundo já não falava de reencarnação ?

    As minha intuição e obervações da vida me levam acreditar na possibilidade da reencarnação é vocês?

    A minha tb, eu estou convencido q tive várias reencarnações ao longo da história uma delas é o Pitágoras.
  • F


    Gorducho disse: 👎 reencarnação não é o demonio; é 1 socialismo pela média pras almas.
    Reencarnação não justifica más ações, aliás as pune com + encarnações & sofrimentos nelas.
    + TODAS almas acabariam num pé de igualdade independente dos diversos históricos que tenham tido durante a sua "evolução" (inspirada no conceito de "progresso" bem característico do século XIX). As almas seriam em seus sucessivos vasos carnais às vezes pobres;
    às vezes ricas;
    às vezes sadias;
    às vezes enfermas...
    ⇔ socialismo cósmico👍


    Bom poder falar com Seu Gorducho novamente!
    Seu Gorducho é profundo conhecedor & admirador da DE, embora se diga ex crente.
    Vocês tem razão, escrevi com pressa e acabei não me expressando como queria.
    Cristãos criaram o diabo como bode expiatório para ser culpado pelas nossas más ações e também para poderem irresponsabilizar Deus pela natureza do mal.
    Já espíritas também fazem o mesmo com a lei do carma, mas já nascemos agraciados com a benção da ignorância que nos OBRIGA errar, acertar em fim amadurecermos com ideia de falsa liberdade.
  • Senhor disse: ok
    Acreditar em coisas nunca foi novidade no mundo, já investigar o objeto da crença para certificar-se de tudo, isso são outros quinhentos e trinta.



    Allan Kardec
  • LaraASLaraAS Member
    Pelo menos no caso do huduismo eles já têm desde literalnente milenios a crença em reencarnação literal, pessoal e também com carma literal e de um tipo em algumas coisas aparentado com a interpretação espírita (Se bem que com justificações de coisas como as crueldades contra os intocáveis que, em teoria o espiritismo não tem, a pesar de que sempre acaba deslizando um pouco para algo assim e talvez a ausência de sucesso de coisas estilo a teologia da libertação no espiritismo e também na Nova Era, tenha a ver com isso, se bem que provavelmente também tenha a ver com a ideia de contato e respostas diretos e literais do mundo espiritual como também ocorre com pentecostais e neo-pentecostais e também católico carismaticos em que não dão certo tentativas de se introduzir algo estilo teologia da libertação ao contrário dos protestantes cessacionistas ,que julgam que depois da época do Novo testamento acabaram os contatos e respostas diretos e literais com o mundo espiritual, em que há bastante difusão da chamada teologia da missão integral estilo a teologia da libertação) . Já os cabalistas judeus (estes últimos a partir da segunda metade da idade média) e judeus mais simples influidos por eles, também têm pelo menos a crença na reencarnação literal, pessoal desde cerca de 900 anos atrás e também os antigos albigences e os mais antigos ainda gnosticos a tinham no cristianismo e no passado os maniqueos a tinham e também num sentido literal, pessoal. E hoje em dia entre grupos aparentados com o islamismo os sicks e drusos têm desde pelo menos um milenio a crença numa reencarnação literal, pessoal.
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    LaraAS disse:
    Ah....outra coisa que pode ser indício de reencarnação (ou pelo menos indício de alma separada do corpo com vida após a morte) são os casos de gêmeos idênticos univitelinos criados na mesma família com personalidades bem diferente, as explicações materialistas dadas até hoje para esse fenômeno não colam muito, pelo menos para mim elas me não parecem muito convincentes.
    E como ficam as quimeras, ou seja, os gêmeos que começam a gestação separados e acabam se fundindo em um só indivíduo?

    Duas almas num corpo ou uma delas é descartada?

  • CRIATUROCRIATURO Member
    editado January 9
    Percival disse: Olha eu posso dizer o seguinte: na vida tudo é passageiro exceto 2 coisas, o cobrador e o motorista.


    Mais um dos seus brilhantes comentrollios muito original
  • LaraASLaraAS Member
    Fernando_Silva disse:
    LaraAS disse:
    Ah....outra coisa que pode ser indício de reencarnação (ou pelo menos indício de alma separada do corpo com vida após a morte) são os casos de gêmeos idênticos univitelinos criados na mesma família com personalidades bem diferente, as explicações materialistas dadas até hoje para esse fenômeno não colam muito, pelo menos para mim elas me não parecem muito convincentes.
    E como ficam as quimeras, ou seja, os gêmeos que começam a gestação separados e acabam se fundindo em um só indivíduo?

    Duas almas num corpo ou uma delas é descartada?


    Tanto poderia ser esta hipótese de uma das almas ser descartada que você citou como a hipótese de que a entrada do espírito no alma (ou então criação do espirito) seja sempre posterior a 3 meses de idade fetal.
  • GorduchoGorducho Member
    editado January 9
    Seria bom que o Sr. separasse citação (quote) do (seu aliás sempre apreciado) comentário, Sr. CRIATURO...
  • GorduchoGorducho Member
    editado January 9
    CRIATURO disse:
    F


    Gorducho disse: 👎 reencarnação não é o demonio; é 1 socialismo pela média pras almas.
    Reencarnação não justifica más ações, aliás as pune com + encarnações & sofrimentos nelas.
    + TODAS almas acabariam num pé de igualdade independente dos diversos históricos que tenham tido durante a sua "evolução" (inspirada no conceito de "progresso" bem característico do século XIX). As almas seriam em seus sucessivos vasos carnais às vezes pobres;
    às vezes ricas;
    às vezes sadias;
    às vezes enfermas...
    ⇔ socialismo cósmico👍


    Bom poder falar com Seu Gorducho novamente!
    Seu Gorducho é profundo conhecedor & admirador da DE, embora se diga ex crente.
    Vocês tem razão, escrevi com pressa e acabei não me expressando como queria.
    Cristãos criaram o diabo como bode expiatório para ser culpado pelas nossas más ações e também para poderem irresponsabilizar Deus pela natureza do mal.
    Já espíritas também fazem o mesmo com a lei do carma, mas já nascemos agraciados com a benção da ignorância que nos OBRIGA errar, acertar em fim amadurecermos com ideia de falsa liberdade.
    Tire do fim e ponha assim:
    socialismo cósmico 👍[/quote][/quote]
  • Adamastor disse:
    CRIATURO disse: Cristãos criaram um diabo para justificarem suas más ações e o sofrimento humano, já os espíritas criaram a reencarnação!

    Putz já começou mal o Criaturo.

    Os espíritass criaram a reencarnação? putz mas e o budismo tibetano? o livro dos mortos tibetano, um dos guias espirituais mais antigos do mundo já não falava de reencarnação ?

    As minha intuição e obervações da vida me levam acreditar na possibilidade da reencarnação é vocês?

    A minha tb, eu estou convencido q tive várias reencarnações ao longo da história uma delas é o Pitágoras.
    Verdade ,minha vidência me diz que sua personalidade atual a dama, já foi também o Alquimista, domador de ratos, babuíno de Madagascar, Pascoal e tantos outros trollios.

  • CRIATUROCRIATURO Member
    editado January 9
    Senhor disse: O quê somos? Um processo.

    Processo vem de poder processar, ou de ter sido processado
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    Citando a mim mesmo:

    A Ética Espírita
  • GorduchoGorducho Member
    editado January 9
    Fato é que hoje idéia de reencarnação ao menos como possibilidade hipotética sem compromissos com estruturas doutrinárias – como e.g. as do kardecismo ou do "ME" brasileiro...– é bem difundida na cabeça dos ocidentais, mesmo em populações relativamente laicas como da Europa não islâmica.
    "Reencarnação" sometimes é coloquialmente usada até figurativamente pra expressar nova versão/relançamento de coisas.
    Que se difundiu o conceito genérico ao menos como possibilidade é fato.
  • AcauanAcauan Administrator, Moderator
    Gorducho disse: Fato é que hoje idéia de reencarnação ao menos como possibilidade hipotética sem compromissos com estruturas doutrinárias – como e.g. as do kardecismo ou do "ME" brasileiro...– é bem difundida na cabeça dos ocidentais, mesmo em populações relativamente laicas como da Europa não islâmica.

    Reencarnação é um mito universal.
    Não no sentido de lenda, fantasia ou fuga da realidade.
    É uma resposta intuitiva ao anseio humano pela imortalidade.
    A realidade evidencia que a morte é inevitável, porém a realidade é uma continuidade no tempo à qual nos ligamos biologicamente pela hereditariedade.
    Como o anseio de continuidade individual não é satisfeito pela hereditariedade, a satisfação é projetada em ideias de pós-vida em outro mundo ou neste nosso, sob outras formas.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.