Qual será o desfecho da crise humanitária na Venezuela?

1468910

Comentários

  • JudasJudas Moderator
    stefanobahia disse: Venezuela não tem crise humanitária... crise humanitária ocorre no Haiti e África... mas isso não comove os "humanistas" de plantão pq são papagaios da mídia.
    Os empresários locais e o Departamento de Estado tem sabotado a economia venezuelana pra desmoralizá-la.
     

    Ahhhhh tááááá! Entendi todos os seus posts até aqui.
  • Os empresarios locais  só pensam no lucro. Eles importam produtos pagando em dolar e se recusam a aceitar o Bolivar, que não tem valor algum.
  • Os empresarios locais só pensam no lucro

    Cuma? Ainda existem empresários na Venezuela? Pensei que fugiram todos e os que não conseguiram viraram mendigos, pois suas empresas foram estatizadas para o em do povo...
  • JudasJudas Moderator
    editado October 2018
    Tem um vídeo que causou meu banimento do fórum antigo onde um empresário "sabotador"  chora ao ser obrigado pela polícia da Venezuela a vender uma TV abaixo do preço.

    Infelizmente não o encontrei.

    Ao assistir o vídeo, o antigo  fundador fez pouco caso, como também  fez de outros piores onde a polícia ATIRAVA NO PRÓPRIO POVO.


    Ao ser chamado de CANALHA por isso, agiu como MADURO e me BANIU.


    Esquerdista de verdade é assim.
  • ENCOSTO disse:
    monte de fake news...

    Ótimo Troll
     

    Ta mais pra oferenda do G1.
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • @Fernando_Silva
    nem falo do seu ódio contra Venezuela, Iran e todos paises que não são capachos
  • @Judas
    se for pra falar de fujão.. procure saber dos brasileiros que vão garimpar e se prostituir em massa nas Guianas
  • stefanobahia disse: @Fernando_Silva
    nem falo do seu ódio contra Venezuela, Iran e todos paises que não são capachos
    Loki de dogras.
     
      “Não fortalecerás os fracos, por enfraquecer os fortes.    Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.    Não estimularás a fraternidade, se alimentares o ódio.” [Abraham Lincoln]
  • se for pra falar de fujão.. procure saber dos brasileiros que vão garimpar e se prostituir em massa nas Guianas

    Não chamo de fujão quem vai buscar oportunidade melhor noutro pais.
  • Venezuela existe?
  • Meus caros viajando encontrei um habitante do Acre, dizem, Brasil - incrível, o mito tornou-se realidade.
  • nem falo do seu ódio contra Venezuela, Iran e todos paises que não são capachos

    Que vantagem o povo desses países leva por não serem capachos se ficam na maior pindaíba e não tem direito nem de reclamar pela falta de papel higiênico?
  • https://www.terra.com.br/noticias/onu-diz-3-milhoes-deixaram-a-venezuela-desde-2015,9aec913fadf93e3740e7b22ef05946f4ybag4d9c.html

    Segundo a ONU, 700 mil venezuelanos deixaram a Venezuela somente de agosto ao início de novembro de 2018. Se fosse mantido esse ritmo de fuga, em aproximadamente uma década (ou um pouco mais), um número de pessoas equivalente ao tamanho atual da população da Venezuela estaria refugiada.
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    editado December 2018
    Huxley disse: https://www.terra.com.br/noticias/onu-diz-3-milhoes-deixaram-a-venezuela-desde-2015,9aec913fadf93e3740e7b22ef05946f4ybag4d9c.html

    Segundo a ONU, 700 mil venezuelanos deixaram a Venezuela somente de agosto ao início de novembro de 2018. Se fosse mantido esse ritmo de fuga, em aproximadamente uma década (ou um pouco mais), um número de pessoas equivalente ao tamanho atual da população da Venezuela estaria refugiada.
    É provável que as revoltas e protestos desapareçam porque aqueles que tinham disposição e recursos para reclamar acabem indo todos embora e fiquem apenas os muito miseráveis, ocupados apenas em sobreviver de um dia para o outro.

  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Venezuelanos estão enterrando seus mortos no quintal de casa por falta de caixões e gás para cremação.
    Mas na Venezuela, enquanto morrer está cada vez mais fácil, devido à disparada de assassinatos, à escassez de remédios, aos apagões nos hospitais, à expansão de epidemias e à fome, a etapa seguinte à morte — isto é, os funerais — fica cada vez mais difícil. A crise do setor começou há quatro anos, quando a política do regime de Nicolás Maduro de restringir o acesso a dólares para pagar produtos importados dificultou a entrada de insumos como verniz, tecidos para o forro dos ataúdes e alças dos caixões.

    Além disso, surgiram problemas internos de abastecimento, entre eles a escassez de latão, metal usado nos caixões e que era produzido pela Siderúrgica del Orinoco (Sidor). Depois de ser estatizada por Hugo Chávez em 2008, a empresa reduziu a produção drasticamente. A confluência de todos esses fatores causou uma queda abrupta na fabricação de ataúdes a partir de 2016.

    A demanda por caixões cresceu nos últimos anos principalmente por causa da escalada de assassinatos. Em 2017, segundo a Anistia Internacional, o índice de homicídios foi de 89 para cada 100 mil habitantes. O número é três vezes superior ao índice registrado no Brasil (28,5 por 100 mil). Por trás da violência está o grande número de armas de fogo nas mãos da população (6 milhões de armas para 30 milhões de habitantes).

    Quando os caixões começaram a rarear, os venezuelanos passaram a buscá-los na vizinha Colômbia. Com o passar dos anos, a desvalorização da moeda venezuelana tornou essa alternativa inviável. A saída então foi recorrer à cremação, prática muito comum em países hispano-americanos como a Argentina e o Uruguai, mas que não era tão recorrente na cultura venezuelana. Dessa forma, não era mais necessário comprar um ataúde. A empresa crematória usa o mesmo caixão no velório de todos os defuntos do dia.

    O aumento do número das cremações gerou outro mercado, o das urnas funerárias. Com o crescimento da pobreza, no entanto, sem meios para adquirir uma urna, muitas famílias passaram a levar as cinzas de seus entes queridos em prosaicas sacolas de plástico.

    Agora o post mortem tem outro problema: a falta de gás para realizar a cremação, um paradoxo no país que tem a sétima maior reserva de gás do planeta. A empresa estatal de hidrocarbonetos, a Petróleos de Venezuela (PDVSA), vive uma crise sem precedentes de produção e sucateamento de suas instalações, administradas por militares. Os melhores técnicos da PDVSA deixaram a Venezuela, e o governo Maduro parou de investir na estatal.
    https://epoca.globo.com/funeral-venezuelano-morrer-facil-dificil-ser-enterrado-23321978
  • Como já dizia um certo cantor: tem que pagar para nascer, tem que pagar para viver, tem que pagar para morrer...
  • JudasJudas Moderator
  • HuxleyHuxley Member
    editado January 24


    Duas informações essenciais que estariam no vídeo acima.

    1- A oposição que assumiu o poder autodeclaradamente ofereceu anistia a militares que desertarem de Maduro.
    2- A proposta da oposição para os possíveis desertores não é que os agentes públicos de segurança peguem em armas contra o governo de Maduro, mas simplesmente nada façam contra os manifestantes. Eles esperam que Maduro seja obrigado a fugir.

    A conferir a veracidade do conteúdo..
  • PugIIPugII Member
    Interessante o que se passa, talvez desta vez devido ao melhor ambiente na vizinhança a Venezuelana mude.

    Bolsonaro poderá influenciar a mudança na Venezuela?


  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    PugII disse:Bolsonaro poderá influenciar a mudança na Venezuela?
    Pelo tamanho do país em relação aos vizinhos e pelo fato de fazer fronteira, sim, mesmo sem pressão econômica ou militar. E também por ele estar em evidência no momento.

  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Os cubanos estão envolvidos no governo venezuelano até o pescoço. Mandam e desmandam. Boa oportunidade para prender todos eles e expor a ditadura cubana.
  • - Os diplomatas americanos não sairão da Venezuela;
    - Um jato vindo da russia pode levar maduro para o exílio
    - Caso a embaixada americana seja atacada, o zamericanos poderão enviar soldados para lá.


  • Pode-se aumentar o salários dos generais, mas os soldados estão passando tanta fome quanto seus parentes e o povão em geral. A casa só não caiu ainda porque contrataram a turma do Harry Porter para mantê-la levitando, mas quando a varinha mágica cansar... Só precisa mesmo de uma coisa: Maduro caído de podre fugir para a Venezuela. E leve os coletivos e petistas com você.
  • Na reportagem Os últimos dias de Maduro de O Antagonista, o cientista político político venezuelano José Vicente Carrasquero disse que: “Com a decisão americana de reconhecer Guaidó, os venezuelanos perderão o controle sobre os ativos nos Estados Unidos e sua capacidade de ganhar dinheiro para sustentar as finanças do país. Isso poderia retirar o apoio militar, que é o último elo da cadeia que liga Maduro ao Palácio de Miraflores, a sede do Executivo.”

    Alguém entendeu o que o cientista político disse?
  • Fernando_SilvaFernando_Silva Administrator, Moderator
    Não entendo aquele bando de generais com o peito coberto de medalhas. O que fizeram para merecer?
  • As tais medalhas devem valer tanto quanto a Comenda Santos Dumont... O lance é que a Venezuela tem mais generais que o zamericanus... Só que vai ficar complicado exigir que todos banquem sargentos...
  • JudasJudas Moderator
  • CRIATUROCRIATURO Member
    editado January 28
    O BRASIL é um dos principais exportadores de carnes, minérios e soja , gostaria de saber se o esgotamento desses recursos naturais são proporcionais as riquezas geradas no pais, empregos e desenvolvimento social?
  • GorduchoGorducho Member
    editado January 28
    Sr. CRIATURO disse: O BRASIL é um dos principais exportadores de carnes, minérios e soja , gostaria de saber se o esgotamento desses recursos naturais são proporcionais as riquezas geradas no pais, empregos e desenvolvimento social?
    Economia baseada só na exploração semi primária de recursos naturais não gera bons empregos & desenvolvimento social estável.
    Ou quiçá seja O "desenvolvimento social" – seja lá o que isso for...– que liberte uma nação dessa dependência. Uma casualidade reversa...❓
    Mas veja que o chavismo não só NÃO tirou a Venezuela dessa dependência, como conseguiu deteriorar a capacidade de produção petrolífera e provocar um caos generalizado com hiperinflação APESAR se estar o país sentado sobre essas imensas reservas (recursos naturais que eles exploravam extrativisticamente)❗

  • desenvolvimento social seria educação, geração de empregos, modernização das cidades.
    pois é somos campeões nas exportações e tambem campeões no desemprego, violência doenças e agora também em calamidades, uma lastima!
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.