Falando sobre politica

11011121416

Comentários

  • editado November 2020
    Um dia antes da eleições municipais dados do governo apontavam controle da pandemia na maioria dos estados sendo alguns até em queda, um dia após eleição maioria dos estados foram apresentados no vermelho, a maladragem foi desculpar falhas na rede de dados não computados, enquanto isso onde moro canditado a releição promovendo aglomeração comprando voto com churrasquinho e adivinhem, foi o vereador mais votado de sp.
    povo e governo corruptos.
  • Senhor escreveu: »
    CRIATURO escreveu: »
    Pablo Vittar x Ana Villela
    Venceu a maior qualidade musical
    Claro que o troféu globo de ouro foi dado a Pablo Vittar

    Ela ou Ele?
    Esta cada vez mais complicado tentar definir o sexo, não podemos discriminar aparencia melhor perguntar a pessoa como ela se classifica
    É, por isso que uma pessoa que acha que é uma beterraba tem que ser considerada como uma beterraba.
    No programa 3 em 1 da JP houve uma duscussão entre a vera magalhães e o madureira, por uma mulher ter filmado politico e chama lo de corrupto no avião . Madureira que conhecia bem o politico disse: ele tem orelha de porco, rabo de porco, cara de porco, cheira a porco e voces tão defendendo que não se pode dizer que ele é um porco.
  • O crime está na apuração

  • não temos justiça apenas políticos
  • O cara sabe tudo de economia e administração ...
    Boulos defende contratação de mais servidores para reduzir déficit da previdência em São Paulo

    Setor tem rombo anual de R$ 8 bilhões atualmente na capital paulista

    Sérgio Roxo 18/11/2020

    O candidato do PSOL à prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos, defendeu nesta quarta-feira a contratação de novos servidores por meio de concursos públicos como o caminho para ajudar a reduzir o rombo da Previdência municipal. Atualmente, o déficit previdenciário em Sao Paulo está na casa dos R$ 8 bilhões anuais.

    Boulos afirmou que, com mais servidores contribuindo, a arrecadação previdenciária do município aumentaria, o que equilibraria as contas. A declaração rendeu críticas a Boulos ao longo do dia nas redes sociais - em geral, economistas avaliaram que aumentar o número de servidores num sistema que já é deficitário vai colaborar, a longo prazo, para fazer crescer o buraco.

    — Sabe por que a previdência se torna deficitária? Porque não se fazem concursos. Porque para a previdência se equilibrar tem que ter gente contribuindo e não só gente recebendo. Tem mais gente se aposentando, mais gente virando inativa. E como não se faz concurso, tem menos gente contribuindo pra previdência pública. Fazer concurso é uma forma de arrecadar mais para previdência pública e equilibrar a conta com os inativos. Então é isso que eu vou fazer — afirmou Boulos, durante sabatina promovida pelo jornal "O Estado de S. Paulo".
    [...]
    Também na rede social, o consultor legislativo no Senado Federal, o economista Pedro Fernando Nery, criticou o posicionamento do candidato do PSOL: "Novas contratações por concurso reduz o déficit financeiro, mas aumenta muito a despesa da cidade (o servidor contribui com até 14%, mas isso é um sétimo do que a prefeitura gasta com o seu salário). Aumenta o déficit atuarial, salvo se houver reforma", escreveu ele
    https://oglobo.globo.com/brasil/eleicoes-2020/boulos-defende-contratacao-de-mais-servidores-para-reduzir-deficit-da-previdencia-em-sao-paulo-24753724
  • eu não sei nada de administração e possuo uma teoria parecida de que enriquecer os trabalhadores aquece a economia e retirando beneficio e diminuindo salários aumenta recessão , o que acha?
  • editado November 2020
    CRIATURO escreveu: »
    eu não sei nada de administração e possuo uma teoria parecida de que enriquecer os trabalhadores aquece a economia e retirando beneficio e diminuindo salários aumenta recessão , o que acha?
    Está certo. Mas o henriquecimento deve ser meritocrático. Nao vale tirar de quem produz a riqueza, não se pode passar por cima da ordem natural das coisas. É que nem na fábula da Galinha dos Ovos de Ouro.

  • editado November 2020
    Senhor escreveu: »
    CRIATURO escreveu: »
    eu não sei nada de administração e possuo uma teoria parecida de que enriquecer os trabalhadores aquece a economia e retirando beneficio e diminuindo salários aumenta recessão , o que acha?
    Está certo. Mas o henriquecimento deve ser meritocrático. Nao vale tirar de quem produz a riqueza, não se pode passar por cima da ordem natural das coisas. É que nem na fábula da Galinha dos Ovos de Ouro.

    não são os trabalhadores que produzem as riquezas?
    1. concursados não possuem méritos?
    2. servidores publicos não servem?
    imagine o senhor pandemia sem servidores publicos?
    algumas geradoras de energia elétrica são estatais no Amapá é uma privada
    aqui no brasil tirar de quem produz e dar para quem não produz é oque mais ocorre , governo tira dos trabalhadores e distribui aos políticos e militares então comece a meritocrar por ai onde não ha trabalhadores.
  • editado November 2020
    CRIATURO escreveu: »
    Senhor escreveu: »
    CRIATURO escreveu: »
    eu não sei nada de administração e possuo uma teoria parecida de que enriquecer os trabalhadores aquece a economia e retirando beneficio e diminuindo salários aumenta recessão , o que acha?
    Está certo. Mas o henriquecimento deve ser meritocrático. Nao vale tirar de quem produz a riqueza, não se pode passar por cima da ordem natural das coisas. É que nem na fábula da Galinha dos Ovos de Ouro.

    não são os trabalhadores que produzem as riquezas?
    1. concursados não possuem méritos?
    2. servidores publicos não servem?
    imagine o senhor pandemia sem servidores publicos?
    algumas geradoras de energia elétrica são estatais no Amapá é uma privada
    aqui no brasil tirar de quem produz e dar para quem não produz é oque mais ocorre , governo tira dos trabalhadores e distribui aos políticos e militares então comece a meritocrar por ai onde não ha trabalhadores.
    Uma coisa é o Estado gerir o país, contratando sob demanda, outra é substituir o setor privado nas atividades geradoras de divisas com monopólios que impedrm a competição e criando cabides de empregos e autoaparelhamento.

  • CRIATURO escreveu: »
    algumas geradoras de energia elétrica são estatais no Amapá é uma privada
    O governo não tem que fazer tudo, mas tem que fiscalizar quem faz.
    E, no caso do Amapá, não fiscalizou ou então fingiu que não estava vendo.
  • Fernando_Silva escreveu: »
    CRIATURO escreveu: »
    algumas geradoras de energia elétrica são estatais no Amapá é uma privada
    O governo não tem que fazer tudo, mas tem que fiscalizar quem faz.
    E, no caso do Amapá, não fiscalizou ou então fingiu que não estava vendo.
    Governo de sp alem de presentear empresas privadas com passagens de onibus extorcivas desproporcional a media salarial, ainda acrescentara mais tres bilhões de reais insumos.
  • CRIATURO escreveu: »
    Governo de sp alem de presentear empresas privadas com passagens de onibus extorcivas desproporcional a media salarial, ainda acrescentara mais tres bilhões de reais insumos.
    Disse bem GOVERNO.
  • Estamos virando uma teocracia de bosta. Uma candidata é rejeitada porque "tirou a Bíblia da Câmara".
    file.php?id=302&t=1
    No Recife, a Justiça Eleitoral determinou que o candidato João Campos (PSB) interrompa a divulgação de panfletos contra Marília Arraes (PT) que foram distribuídos em frente a templos religiosos da cidade. “Cristão de verdade não vota em Marília Arraes”, diz o material, estampado com foto da petista. Ali também está escrito que Marília defende a legalização das drogas, o aborto e a ideologia de gênero, tirou a Bíblia da Câmara do Recife e pertence ao PT, “que persegue os cristãos em todo o Brasil”.
    https://oglobo.globo.com/brasil/eleicoes-2020/eleicoes-2020-campanhas-em-porto-alegre-recife-ficam-mais-agressivas-na-reta-final-24768175
  • Fernando_Silva escreveu: »
    Estamos virando uma teocracia de bosta. Uma candidata é rejeitada porque "tirou a Bíblia da Câmara".
    file.php?id=302&t=1
    No Recife, a Justiça Eleitoral determinou que o candidato João Campos (PSB) interrompa a divulgação de panfletos contra Marília Arraes (PT) que foram distribuídos em frente a templos religiosos da cidade. “Cristão de verdade não vota em Marília Arraes”, diz o material, estampado com foto da petista. Ali também está escrito que Marília defende a legalização das drogas, o aborto e a ideologia de gênero, tirou a Bíblia da Câmara do Recife e pertence ao PT, “que persegue os cristãos em todo o Brasil”.
    https://oglobo.globo.com/brasil/eleicoes-2020/eleicoes-2020-campanhas-em-porto-alegre-recife-ficam-mais-agressivas-na-reta-final-24768175

    Tá aí um caso onde eu não consigo identificar qual é o pior...
    Um lado usa a religião pra alcançar o poder, o outro quer acabar com ela pra pelo mesmo motivo.
  • editado November 2020
    Proibir ou discriminar livros ou objetos é censura prévia além de um ato absolutamente autoritário e truculento. Trata-se de um absurdo.

    A questão da laicidade sequer procede. A existência de elementos religiosos no Estado não é causa mas sim efeito da religiosidade das pessoas que o formam.
  • O interessante é que não há religiosidade em nenhum deles. A religião, no ocidente é basicamente o cristianismo, que através de seu ensino fundamental, o Evangelho, prega o amor, o perdão às ofensas e a caridade. A gente tem visto isso por aí?
    Resumindo, não há religião, ou cristianismo melhor dizendo, porcaria nenhuma em lugar nenhum.
  • Senhor escreveu: »
    Proibir ou discriminar livros ou objetos é censura prévia além de um ato absolutamente autoritário e truculento. Trata-se de um absurdo.

    A questão da laicidade sequer procede. A existência de elementos religiosos no Estado não é causa mas sim efeito da religiosidade das pessoas que o formam.
    Sem a laicidade, uma religião vai predominar e perseguir as outras todas.

    Sem a laicidade, algum livro "sagrado" com as superstições de povos primitivos vai acabar influenciando as leis e talvez até as substituindo.

    Cada um pode ter sua religião, mas esta deve ficar do lado de fora das instituições do governo. E as religiões não podem contrariar a Lei Maior.
  • Fernando_Silva escreveu: »

    Cada um pode ter sua religião, mas esta deve ficar do lado de fora das instituições do governo. E as religiões não podem contrariar a Lei Maior.

    Assim como as ideologias.
  • Eu seria a última pessoa desse planeta a defender leis religiosas ao invés das constitucionais mas eu consigo entender a frustração dos brasileiros, religiosos ou não, com a Constituição quando ela se mostra inútil já que juízes fazem o que bem entender ignorando ela por completo e soltam criminosos condenados que deviam ficar encarcerados pelo resto da vida.
  • leis feitas por ladrões para beneficiar ladrões claro que sempre pensando no "bem comum"
  • Parece que chegamos a um impasse.
    Tornou-se claro que não existe o Estado (Constituição) honesto e confiável, como também não existe a Religião honesta e confiável.

    Ok, o problema é que elevamos nossas expectativas a um patamar utópico, já que não podemos contar com grandes estadistas e nem homens de moralidade insuspeita nas religiões.

    Cabe pois, ao cidadão, uma permanente mobilização visando fortalecer nossas instituições com base na transparência e no cumprimento das leis.
    Isto, na prática, está a exigir nossa militância ativa e coordenada...

    Ops... acabamos de criar mais um partido político.

    Parece surreal, mas traz-nos à consciência a constatação de que a esperança está no ser humano.
    Aquele que seja um bom pai (mãe) de família, honesto, estudioso, trabalhador... será isto impossível?

  • Cameron escreveu: »
    Eu seria a última pessoa desse planeta a defender leis religiosas ao invés das constitucionais mas eu consigo entender a frustração dos brasileiros, religiosos ou não, com a Constituição quando ela se mostra inútil já que juízes fazem o que bem entender ignorando ela por completo e soltam criminosos condenados que deviam ficar encarcerados pelo resto da vida.
    E justamente a gente vê que não e uma atitude totalmente irracional.
  • editado November 2020
    patolino escreveu: »
    Parece que chegamos a um impasse.
    Tornou-se claro que não existe o Estado (Constituição) honesto e confiável, como também não existe a Religião honesta e confiável.

    Ok, o problema é que elevamos nossas expectativas a um patamar utópico, já que não podemos contar com grandes estadistas e nem homens de moralidade insuspeita nas religiões.

    Cabe pois, ao cidadão, uma permanente mobilização visando fortalecer nossas instituições com base na transparência e no cumprimento das leis.
    Isto, na prática, está a exigir nossa militância ativa e coordenada...

    Ops... acabamos de criar mais um partido político.

    Parece surreal, mas traz-nos à consciência a constatação de que a esperança está no ser humano.
    Aquele que seja um bom pai (mãe) de família, honesto, estudioso, trabalhador... será isto impossível?

    de povos corruptos saem governantes corruptos desenvolvendo arte na briga por vantagens.
    bondade humana quiça divina me parece utopia,mas parece uma guerra pela sobrevivência.
    a vida social tem sua base no minimo de civilidade imposta por leis, ser humano é ser surpreendente dele podemos esperar o maior ato de virtude como de selvageria, muitos trabalhando para construir e muitos para destruir, talvez a esperança humana venha como resposta da natureza , pensando assim a raça humana como uma doença maligna que vai atacando a natureza ,esta desenvolverá um anti corpus contra humanos onde os poucos sobreviventes aprenderão da pior forma a trabalhar pela vida , passando por necessidades daquilo que ajudaram a destruir.
  • quanto a religiões se destaca o orgulho todos se acham a salvação, a verdade?
    a verdade é que cada um tem a sua, dai vermes serem ateus de humanos apesar de haver grande inteiração entre eles, ha também ignorância de ambas as partes, sim temos dentro do nosso corpo uma infinidade de micro seres interagindo sem que consigamos nos perceber.
    para seres que habitam a realidade do sub solo, sons cores e gente não existem da mesma forma que se nas camadas mais internas do subsolo habitam seres ainda desconhecidos podemos afirma que eles embora possam existir ainda não fazem parte da nossa realidade.
  • editado November 2020
    Cameron escreveu: »
    Eu seria a última pessoa desse planeta a defender leis religiosas ao invés das constitucionais mas eu consigo entender a frustração dos brasileiros, religiosos ou não, com a Constituição quando ela se mostra inútil já que juízes fazem o que bem entender ignorando ela por completo e soltam criminosos condenados que deviam ficar encarcerados pelo resto da vida.
    O líder desses bostas e alguns seguidores foram presos por atacar as outras religiões. Um deles destruiu as imagens de um centro espírita, foi preso e depois postou um vídeo indignado no Youtube. Ele achava um absurdo que a polícia o prendesse em vez de ajudá-lo a destruir o templo.
    Presença recente nos muros fluminenses, o bordão começou a ser usado alguns anos atrás, depois de o pastor e Afonso Henrique Alves Lobato, um de seus fiéis, se tornarem, em 2009, os primeiros presos por intolerância religiosa no Brasil. Na época, uma série de vídeos e sermões com ofensas a diferentes credos rendeu a Tupirani dezoito dias na carceragem da Polinter da Pavuna, bairro do subúrbio carioca. Três anos depois, veio a condenação (pagamento de dez salários mínimos a entidade beneficente e prestação de serviços comunitários) e, atualmente, o caso aguarda julgamento no Supremo Tribunal Federal. Desde agosto, está sob responsabilidade do ministro Edson Fachin.

    As pichações contra a ordem legal são a mais nova tática de Tupirani para conquistar atenção para seus discursos. Mesmo antes da prisão, a conduta agressiva da Geração Jesus Cristo já atraía os holofotes por meio de ações que abraçavam a intolerância. A igreja se tornou manchete pela primeira vez em junho de 2008, quando Afonso e outros três jovens invadiram e depredaram o Centro Espírita Cruz de Oxalá, no Catete, Zona Sul do Rio, depois de insultarem um grupo de frequentadores.

    Tupirani vocifera: “Quero deixar claro: se alguém vota, não se considere membro da Geração Jesus Cristo.” Apenas quem “vestir a camisa” da igreja, ele alerta, e se afastar dos perigos da política será salvo.

    Ou, como disse uma seguidora chamada Luciana Müller, em uma playlist temática da igreja com vídeos de 45 fiéis:
    “As leis do Congresso são dispensáveis porque não foram elaboradas por Deus. Tudo que é necessário está na Bíblia”

    Ribeiro frequenta o ministério de Tupirani, convicto de que a saída para o caos político é um mundo governado pelas escrituras. “Deus não divide seu reino com ninguém.”
    https://piaui.folha.uol.com.br/nao-votaras/

  • Claro que vai ter gente usando isso pra conflito e tentar ter seu feudo de poder. Como o ser humano sempre o fez.
  • editado December 2020
    Guedes diz que não é hora para aumentos de salarios, apenas para aumentar gaz, gasolina, energia elétrica e todos alimentos é isso ira ajudar melhorar economia.
  • editado December 2020
    A ganancia pela exportação da sorja inflacionou mercado interno, agora estamos importando a preço de ouro.
    Acho que a carne esta na mesma situaçao
  • Doria sem escrupulus usa vacina covid como passaporte a presidencia
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.