Idiomas

Falantes de português e espanhol conseguem entender italiano ?

Falantes de espanhol e italiano conseguem entender português-BR ?

Comentários

  • Quem fala português e francês tem mais facilidade com o italiano.
  • O que eu sei sobre o italiano é que embora brasileiros meio que entendam o espanhol e possam improvisar em um portunhol, o italiano e o espanhol são mais próximos entre si do que o português e o espanhol.

    Falantes de espanhol entendem melhor o Italiano do que o português e falantes de italiano também entendem melhor o espanhol do que qualquer outra língua latina.
  • Pelo que leio de comentários dos vídeos no canal do YouTube citado neste fórum, tenho a impressão de que a língua românica influente mais compreendida pelos falantes do espanhol é o português. Alguns mencionam que um fator crítico para que isso seja verdade é se o dialeto em questão é o português brasileiro. A vertente brasileira do português é considerada foneticamente mais parecida com o espanhol do que a vertente europeia. Ademais, segundo o canal LangFocus, a similaridade léxica entre espanhol e o português é de 89%, e não apenas de 82%, como a do espanhol e do italiano.

    Por fim, é bom salientar que não devemos exagerar nas conclusões extraídas de uma experimento informal. Os três falantes das línguas românicas do vídeo do canal Ecolinguist aparecem compreendendo razoavelmente bem um falante francês em outro vídeo, algo que parece ser quase impossível para quase todos os falantes de português que comentaram no vídeo do Ecolinguist. Os três são professores de idiomas e pelo menos um deles é bilíngue. Talvez a inteligência linguística deles para compreender idiomas novos esteja muito acima da média.
  • Huxley escreveu: »
    Pelo que leio de comentários dos vídeos no canal do YouTube citado neste fórum, tenho a impressão de que a língua românica influente mais compreendida pelos falantes do espanhol é o português. Alguns mencionam que um fator crítico para que isso seja verdade é se o dialeto em questão é o português brasileiro. A vertente brasileira do português é considerada foneticamente mais parecida com o espanhol do que a vertente europeia. Ademais, segundo o canal LangFocus, a similaridade léxica entre espanhol e o português é de 89%, e não apenas de 82%, como a do espanhol e do italiano.

    Por fim, é bom salientar que não devemos exagerar nas conclusões extraídas de uma experimento informal. Os três falantes das línguas românicas do vídeo do canal Ecolinguist aparecem compreendendo razoavelmente bem um falante francês em outro vídeo, algo que parece ser quase impossível para quase todos os falantes de português que comentaram no vídeo do Ecolinguist. Os três são professores de idiomas e pelo menos um deles é bilíngue. Talvez a inteligência linguística deles para compreender idiomas novos esteja muito acima da média.

    A minha fonte não é confiável mesmo, pode ser que eles estivessem falando especificamente do português de Portugal. Se eu bem me lembro era um vídeo europeu tratando mais especificamente das relações entre espanhóis e italianos.
  • Fernando_Silva escreveu: »
    Quem fala português e francês tem mais facilidade com o italiano.
    espanhol... também....
  • editado March 8
    Falemos do idioma de Vlad Țepeș.






  • O escritor Paulo Rónai, pai de Cora e Laura Rónai, aprendeu português na Hungria. Fugindo dos nazistas, decidiu morar no Brasil.
    Quando passou por Lisboa, resolveu testar seus conhecimentos e ficou preocupado porque não conseguiu entender nada do que ouvia, embora pudesse ler os jornais sem problema.
    Quando desembarcou no Rio de Janeiro, veio logo um sujeito se oferecendo para carregar a bagagem e - milagre ! - ele entendeu tudo.
    Ele conta isso no livro "Como aprendi português e outras histórias".
  • http://todososlugaresdomundotodomundodetodo.blogspot.com/2010/07/romanche-suica-e-o-piz-de-las-trais.html
    Romanche - Suiça e o "Piz de las trais Linguas"
    O Romanche é uma língua irmã da Língua Portuguesa. Também conhecida como Reto-romanche, ela é falada na Suíça, onde também se fala o alemão, o francês e o italiano. Você pode estar se perguntando: "Como um idioma, que tem a mesma origem da Língua Portuguesa pôde surgir num lugar tão distante?" Bom, acontece que o Romanche - assim como o Português - tem sua origem no latim.

    O latim, como já se sabe, era a língua falada pelos romanos, que dominaram muitos lugares em volta da Península Itálica. Um desses lugares foi uma parte do território que hoje pertence à Suíça. Lá, da mistura dos idiomas falados na região e do Latim, surgiu o Romanche. Hoje em dia ela é uma das línguas oficiais da Suíça, mas nem sempre foi assim, porque só passou a ser considerado como um idioma próprio do país em 1938.

    Apesar de ser uma língua oficial, é falado por pouca gente - embora, num gesto muito nobre, o governo incentive o seu uso e disponibilize aulas para as crianças que queiram aprendê-la.


    Gea - Sim
    Na - Não
    per plaschair - Por favor
    Grazía - Obrigado (lembra grazie (it.) e gracias (esp.)
    Grazía fitg - Muito obrigado
    Anzi - de nada
    Allegra - Olá
    Bun di - Bom dia
    Buna saira - Boa tarde/noite (quando se chega) (similar ao italiano buonasera e ao romeno buna seara)
    A revair - Adeus, tchau (au revoir em francês)
    Chau - Tchau, até logo (ciao em italiano..)
    A pli tard - Até mais (A plus tard... em francês)
    Quaí è siígnor - Este é o senhor...
    Quaí è dunna- Esta é a senhora...
    Fa plaschair - Prazer em conhecê-lo(a)
    Co vai? - Como vai?
    Fittg bain, grazia - Muito bem obrigado
    E ti? - e você?
    Bain - bem
    Perstgisai - perdão (fala-se quando se está pedindo perdão)
    Perdunai - Com licença
    I ma displascha! - desculpe-me
    Nua?- onde?
    Co? - Como?
    Cura? - Quando
    Tge? - O que? (será que o nosso "Tchê" dos gaúchos vem daí? Tipo: má Tchê!!! = Mas o quê!!!! rs rs rs)
    Pertge? - Por que?
    Tgi?- Quem
    Qual (m)/ Quala (f) - Quem
    Nua è... - Onde é...?
    Nua èn...? - Onde estão...?
    Nua poss jau chattar? -Onde eu posso encontrar?
    Quant luncsh ési fin a?
    Quanto lung...? Quanto tempo...?
    Quant/ Quants? - Quanto
    In pau/Bler - pouco/muito
    Dapli/Pli pauc - mais/ menos
    Avunda/ Betg avunda - suficiente/insuficiente
    Quant custa quest cudesch?- Quanto custa este livro?
    Cura avra?- Quando abre?
    Cura serra? - Quando fecha?
    Co ha quai num per rumantsch? Como se diz isso em romanche?
    Tge vul quai dir?- O que isso significa?
    Discurras ti englais? - Você fala inglês??
    Discurra insati englais - Alguém aqui fala inglês?
    Jau na discur (betg) bain rumantsch. - Eu não falo (muito) bem romanche.
    Hajas pazienza cun mai, per plaschair. - Tenha paciência comigo, por favor.
    Pudessas ti discurrer pli palun? Tu podes falar mais devagar?
    Pudessas ti repetir quai? Você pode repetir isso?
    Jau chapesch- Eu entendo
    Jau na chapesch betg- Eu não entendi bem
    Chapeschas ti- você entendeu?
    Poss ti mussar a mai? - Você pode mostra para mim?
    Jau na poss betg - Pu não posso, realmente.
    Poss jau gidar tai?- Posso eu te ajudar?
    Pos ti manar mai a...? Você pode me levar a...?



    Abaixo mais alguma palavras e frases que não estão no vídeo feito por Ceniboy:
    Gratulazions - Parabéns
    Bun cletg - Boa sorte
    Ils quants è oz? - Que dia é hoje?
    Quants onns has ti? - Quantos anos você tem?
  • stefanobahia escreveu: »
    O Romanche é uma língua irmã da Língua Portuguesa. Também conhecida como Reto-romanche, ela é falada na Suíça, onde também se fala o alemão, o francês e o italiano.
    Na Suíça também se fala o schwizerdütsch.
  • Fernando_Silva escreveu: »
    stefanobahia escreveu: »
    O Romanche é uma língua irmã da Língua Portuguesa. Também conhecida como Reto-romanche, ela é falada na Suíça, onde também se fala o alemão, o francês e o italiano.
    Na Suíça também se fala o schwizerdütsch.
    Natürlich!!... herr Fernando



  • stefanobahia escreveu: »
    Fernando_Silva escreveu: »
    stefanobahia escreveu: »
    O Romanche é uma língua irmã da Língua Portuguesa. Também conhecida como Reto-romanche, ela é falada na Suíça, onde também se fala o alemão, o francês e o italiano.
    Na Suíça também se fala o schwizerdütsch.
    Natürlich!!... herr Fernando
    Algumas palavras são as mesmas, porém com algumas diferenças.
    Outras existem em (alto) alemão também, mas são poucos usadas (ex. Pferd x Ross)
    E outras são apenas um modo diferente de dizer as coisas, com outras palavras.

  • Fernando_Silva escreveu: »
    stefanobahia escreveu: »
    Fernando_Silva escreveu: »
    stefanobahia escreveu: »
    O Romanche é uma língua irmã da Língua Portuguesa. Também conhecida como Reto-romanche, ela é falada na Suíça, onde também se fala o alemão, o francês e o italiano.
    Na Suíça também se fala o schwizerdütsch.
    Natürlich!!... herr Fernando
    Algumas palavras são as mesmas, porém com algumas diferenças.
    Outras existem em (alto) alemão também, mas são poucos usadas (ex. Pferd x Ross)
    E outras são apenas um modo diferente de dizer as coisas, com outras palavras.

    1 alemão me disse que tem dificuldade de entender "suíço"
  • Criação do Estado-Nação teve como consequência a perseguição das línguas minoritárias, apagando da memória colectiva os ancestrais. Assim foi possível doutrinar o nacionalismo, que pouco depois iria resultar em guerra mundial.

    .....

    Mas o passado não morre:

    https://oc.wikipedia.org/wiki/Conselh_de_la_Lenga_Occitana

  • PugII escreveu: »
    Criação do Estado-Nação teve como consequência a perseguição das línguas minoritárias, apagando da memória colectiva os ancestrais. Assim foi possível doutrinar o nacionalismo, que pouco depois iria resultar em guerra mundial.

    .....

    Mas o passado não morre:

    https://oc.wikipedia.org/wiki/Conselh_de_la_Lenga_Occitana
    Ou então num tem nada a vê o que qui ocê ta falano.



  • editado March 13
    Você pode converter seu raciocínio para a escrita e para os sistemas de medição onde não havia um padrão e cada um tinha o seu, o que se constituia em um caos informacional.

    O fenômeno da padronização possibilutou um desenvolvimento cultural impossível de acontecer em quaisquer outras situações.
  • PugII escreveu: »
    Criação do Estado-Nação teve como consequência a perseguição das línguas minoritárias, apagando da memória colectiva os ancestrais. Assim foi possível doutrinar o nacionalismo, que pouco depois iria resultar em guerra mundial.
    ...

    Mas o passado não morre:

    https://oc.wikipedia.org/wiki/Conselh_de_la_Lenga_Occitana
    Franco proibiu o uso, na Espanha, de todas as línguas exceto o castelhano.
  • Fernando_Silva escreveu: »
    PugII escreveu: »
    Criação do Estado-Nação teve como consequência a perseguição das línguas minoritárias, apagando da memória colectiva os ancestrais. Assim foi possível doutrinar o nacionalismo, que pouco depois iria resultar em guerra mundial.
    ...

    Mas o passado não morre:

    https://oc.wikipedia.org/wiki/Conselh_de_la_Lenga_Occitana
    Franco proibiu o uso, na Espanha, de todas as línguas exceto o castelhano.

    proibiu o galego também... apesar dele ser de lá....
  • PugII escreveu: »
    Criação do Estado-Nação teve como consequência a perseguição das línguas minoritárias, apagando da memória colectiva os ancestrais. Assim foi possível doutrinar o nacionalismo, que pouco depois iria resultar em guerra mundial.

    .....

    Mas o passado não morre:

    https://oc.wikipedia.org/wiki/Conselh_de_la_Lenga_Occitana

    Entendi quase tudo.,.. parece mescla de catalão e italiano
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.