Idiomas

Falantes de português e espanhol conseguem entender italiano ?

Falantes de espanhol e italiano conseguem entender português-BR ?

«1

Comentários

  • Quem fala português e francês tem mais facilidade com o italiano.
  • O que eu sei sobre o italiano é que embora brasileiros meio que entendam o espanhol e possam improvisar em um portunhol, o italiano e o espanhol são mais próximos entre si do que o português e o espanhol.

    Falantes de espanhol entendem melhor o Italiano do que o português e falantes de italiano também entendem melhor o espanhol do que qualquer outra língua latina.
  • Pelo que leio de comentários dos vídeos no canal do YouTube citado neste fórum, tenho a impressão de que a língua românica influente mais compreendida pelos falantes do espanhol é o português. Alguns mencionam que um fator crítico para que isso seja verdade é se o dialeto em questão é o português brasileiro. A vertente brasileira do português é considerada foneticamente mais parecida com o espanhol do que a vertente europeia. Ademais, segundo o canal LangFocus, a similaridade léxica entre espanhol e o português é de 89%, e não apenas de 82%, como a do espanhol e do italiano.

    Por fim, é bom salientar que não devemos exagerar nas conclusões extraídas de uma experimento informal. Os três falantes das línguas românicas do vídeo do canal Ecolinguist aparecem compreendendo razoavelmente bem um falante francês em outro vídeo, algo que parece ser quase impossível para quase todos os falantes de português que comentaram no vídeo do Ecolinguist. Os três são professores de idiomas e pelo menos um deles é bilíngue. Talvez a inteligência linguística deles para compreender idiomas novos esteja muito acima da média.
  • Huxley escreveu: »
    Pelo que leio de comentários dos vídeos no canal do YouTube citado neste fórum, tenho a impressão de que a língua românica influente mais compreendida pelos falantes do espanhol é o português. Alguns mencionam que um fator crítico para que isso seja verdade é se o dialeto em questão é o português brasileiro. A vertente brasileira do português é considerada foneticamente mais parecida com o espanhol do que a vertente europeia. Ademais, segundo o canal LangFocus, a similaridade léxica entre espanhol e o português é de 89%, e não apenas de 82%, como a do espanhol e do italiano.

    Por fim, é bom salientar que não devemos exagerar nas conclusões extraídas de uma experimento informal. Os três falantes das línguas românicas do vídeo do canal Ecolinguist aparecem compreendendo razoavelmente bem um falante francês em outro vídeo, algo que parece ser quase impossível para quase todos os falantes de português que comentaram no vídeo do Ecolinguist. Os três são professores de idiomas e pelo menos um deles é bilíngue. Talvez a inteligência linguística deles para compreender idiomas novos esteja muito acima da média.

    A minha fonte não é confiável mesmo, pode ser que eles estivessem falando especificamente do português de Portugal. Se eu bem me lembro era um vídeo europeu tratando mais especificamente das relações entre espanhóis e italianos.
  • Fernando_Silva escreveu: »
    Quem fala português e francês tem mais facilidade com o italiano.
    espanhol... também....
  • editado March 8
    Falemos do idioma de Vlad Țepeș.






  • O escritor Paulo Rónai, pai de Cora e Laura Rónai, aprendeu português na Hungria. Fugindo dos nazistas, decidiu morar no Brasil.
    Quando passou por Lisboa, resolveu testar seus conhecimentos e ficou preocupado porque não conseguiu entender nada do que ouvia, embora pudesse ler os jornais sem problema.
    Quando desembarcou no Rio de Janeiro, veio logo um sujeito se oferecendo para carregar a bagagem e - milagre ! - ele entendeu tudo.
    Ele conta isso no livro "Como aprendi português e outras histórias".
  • http://todososlugaresdomundotodomundodetodo.blogspot.com/2010/07/romanche-suica-e-o-piz-de-las-trais.html
    Romanche - Suiça e o "Piz de las trais Linguas"
    O Romanche é uma língua irmã da Língua Portuguesa. Também conhecida como Reto-romanche, ela é falada na Suíça, onde também se fala o alemão, o francês e o italiano. Você pode estar se perguntando: "Como um idioma, que tem a mesma origem da Língua Portuguesa pôde surgir num lugar tão distante?" Bom, acontece que o Romanche - assim como o Português - tem sua origem no latim.

    O latim, como já se sabe, era a língua falada pelos romanos, que dominaram muitos lugares em volta da Península Itálica. Um desses lugares foi uma parte do território que hoje pertence à Suíça. Lá, da mistura dos idiomas falados na região e do Latim, surgiu o Romanche. Hoje em dia ela é uma das línguas oficiais da Suíça, mas nem sempre foi assim, porque só passou a ser considerado como um idioma próprio do país em 1938.

    Apesar de ser uma língua oficial, é falado por pouca gente - embora, num gesto muito nobre, o governo incentive o seu uso e disponibilize aulas para as crianças que queiram aprendê-la.


    Gea - Sim
    Na - Não
    per plaschair - Por favor
    Grazía - Obrigado (lembra grazie (it.) e gracias (esp.)
    Grazía fitg - Muito obrigado
    Anzi - de nada
    Allegra - Olá
    Bun di - Bom dia
    Buna saira - Boa tarde/noite (quando se chega) (similar ao italiano buonasera e ao romeno buna seara)
    A revair - Adeus, tchau (au revoir em francês)
    Chau - Tchau, até logo (ciao em italiano..)
    A pli tard - Até mais (A plus tard... em francês)
    Quaí è siígnor - Este é o senhor...
    Quaí è dunna- Esta é a senhora...
    Fa plaschair - Prazer em conhecê-lo(a)
    Co vai? - Como vai?
    Fittg bain, grazia - Muito bem obrigado
    E ti? - e você?
    Bain - bem
    Perstgisai - perdão (fala-se quando se está pedindo perdão)
    Perdunai - Com licença
    I ma displascha! - desculpe-me
    Nua?- onde?
    Co? - Como?
    Cura? - Quando
    Tge? - O que? (será que o nosso "Tchê" dos gaúchos vem daí? Tipo: má Tchê!!! = Mas o quê!!!! rs rs rs)
    Pertge? - Por que?
    Tgi?- Quem
    Qual (m)/ Quala (f) - Quem
    Nua è... - Onde é...?
    Nua èn...? - Onde estão...?
    Nua poss jau chattar? -Onde eu posso encontrar?
    Quant luncsh ési fin a?
    Quanto lung...? Quanto tempo...?
    Quant/ Quants? - Quanto
    In pau/Bler - pouco/muito
    Dapli/Pli pauc - mais/ menos
    Avunda/ Betg avunda - suficiente/insuficiente
    Quant custa quest cudesch?- Quanto custa este livro?
    Cura avra?- Quando abre?
    Cura serra? - Quando fecha?
    Co ha quai num per rumantsch? Como se diz isso em romanche?
    Tge vul quai dir?- O que isso significa?
    Discurras ti englais? - Você fala inglês??
    Discurra insati englais - Alguém aqui fala inglês?
    Jau na discur (betg) bain rumantsch. - Eu não falo (muito) bem romanche.
    Hajas pazienza cun mai, per plaschair. - Tenha paciência comigo, por favor.
    Pudessas ti discurrer pli palun? Tu podes falar mais devagar?
    Pudessas ti repetir quai? Você pode repetir isso?
    Jau chapesch- Eu entendo
    Jau na chapesch betg- Eu não entendi bem
    Chapeschas ti- você entendeu?
    Poss ti mussar a mai? - Você pode mostra para mim?
    Jau na poss betg - Pu não posso, realmente.
    Poss jau gidar tai?- Posso eu te ajudar?
    Pos ti manar mai a...? Você pode me levar a...?



    Abaixo mais alguma palavras e frases que não estão no vídeo feito por Ceniboy:
    Gratulazions - Parabéns
    Bun cletg - Boa sorte
    Ils quants è oz? - Que dia é hoje?
    Quants onns has ti? - Quantos anos você tem?
  • stefanobahia escreveu: »
    O Romanche é uma língua irmã da Língua Portuguesa. Também conhecida como Reto-romanche, ela é falada na Suíça, onde também se fala o alemão, o francês e o italiano.
    Na Suíça também se fala o schwizerdütsch.
  • Fernando_Silva escreveu: »
    stefanobahia escreveu: »
    O Romanche é uma língua irmã da Língua Portuguesa. Também conhecida como Reto-romanche, ela é falada na Suíça, onde também se fala o alemão, o francês e o italiano.
    Na Suíça também se fala o schwizerdütsch.
    Natürlich!!... herr Fernando



  • stefanobahia escreveu: »
    Fernando_Silva escreveu: »
    stefanobahia escreveu: »
    O Romanche é uma língua irmã da Língua Portuguesa. Também conhecida como Reto-romanche, ela é falada na Suíça, onde também se fala o alemão, o francês e o italiano.
    Na Suíça também se fala o schwizerdütsch.
    Natürlich!!... herr Fernando
    Algumas palavras são as mesmas, porém com algumas diferenças.
    Outras existem em (alto) alemão também, mas são poucos usadas (ex. Pferd x Ross)
    E outras são apenas um modo diferente de dizer as coisas, com outras palavras.

  • Fernando_Silva escreveu: »
    stefanobahia escreveu: »
    Fernando_Silva escreveu: »
    stefanobahia escreveu: »
    O Romanche é uma língua irmã da Língua Portuguesa. Também conhecida como Reto-romanche, ela é falada na Suíça, onde também se fala o alemão, o francês e o italiano.
    Na Suíça também se fala o schwizerdütsch.
    Natürlich!!... herr Fernando
    Algumas palavras são as mesmas, porém com algumas diferenças.
    Outras existem em (alto) alemão também, mas são poucos usadas (ex. Pferd x Ross)
    E outras são apenas um modo diferente de dizer as coisas, com outras palavras.

    1 alemão me disse que tem dificuldade de entender "suíço"
  • Criação do Estado-Nação teve como consequência a perseguição das línguas minoritárias, apagando da memória colectiva os ancestrais. Assim foi possível doutrinar o nacionalismo, que pouco depois iria resultar em guerra mundial.

    .....

    Mas o passado não morre:

    https://oc.wikipedia.org/wiki/Conselh_de_la_Lenga_Occitana

  • PugII escreveu: »
    Criação do Estado-Nação teve como consequência a perseguição das línguas minoritárias, apagando da memória colectiva os ancestrais. Assim foi possível doutrinar o nacionalismo, que pouco depois iria resultar em guerra mundial.

    .....

    Mas o passado não morre:

    https://oc.wikipedia.org/wiki/Conselh_de_la_Lenga_Occitana
    Ou então num tem nada a vê o que qui ocê ta falano.



  • editado March 13
    Você pode converter seu raciocínio para a escrita e para os sistemas de medição onde não havia um padrão e cada um tinha o seu, o que se constituia em um caos informacional.

    O fenômeno da padronização possibilutou um desenvolvimento cultural impossível de acontecer em quaisquer outras situações.
  • PugII escreveu: »
    Criação do Estado-Nação teve como consequência a perseguição das línguas minoritárias, apagando da memória colectiva os ancestrais. Assim foi possível doutrinar o nacionalismo, que pouco depois iria resultar em guerra mundial.
    ...

    Mas o passado não morre:

    https://oc.wikipedia.org/wiki/Conselh_de_la_Lenga_Occitana
    Franco proibiu o uso, na Espanha, de todas as línguas exceto o castelhano.
  • Fernando_Silva escreveu: »
    PugII escreveu: »
    Criação do Estado-Nação teve como consequência a perseguição das línguas minoritárias, apagando da memória colectiva os ancestrais. Assim foi possível doutrinar o nacionalismo, que pouco depois iria resultar em guerra mundial.
    ...

    Mas o passado não morre:

    https://oc.wikipedia.org/wiki/Conselh_de_la_Lenga_Occitana
    Franco proibiu o uso, na Espanha, de todas as línguas exceto o castelhano.

    proibiu o galego também... apesar dele ser de lá....
  • PugII escreveu: »
    Criação do Estado-Nação teve como consequência a perseguição das línguas minoritárias, apagando da memória colectiva os ancestrais. Assim foi possível doutrinar o nacionalismo, que pouco depois iria resultar em guerra mundial.

    .....

    Mas o passado não morre:

    https://oc.wikipedia.org/wiki/Conselh_de_la_Lenga_Occitana

    Entendi quase tudo.,.. parece mescla de catalão e italiano
  • editado April 4
    Todos os alfabetos (escrita fonética, não ideográfica), com exceção do coreano, vieram do alfabeto fenício criado por volta de 2000 a.C.
    A partir de 1000 a.C., a versão mais ao norte deu origem à maioria dos alfabetos, enquanto que a do sul, apenas a alguns poucos.
    16evolofalphabets.gif
    Os caracteres eram, inicialmente, figuras. Por exemplo, a letra "A" era (de cabeça para baixo), uma cabeça de boi. O "B" era uma casa, o "H" era uma cerca, o "D" era uma porta e assim por diante. A invenção dos fenícios foi passar a usá-los para representar os sons das palavras em vez das palavras em si.

    Fonte:
    http://webspace.ship.edu/cgboer/evolalpha.html
  • vocês conseguem entender 50% do texto ? https://ro.wikipedia.org/wiki/Ateism
    Ateismul reprezintă, într-un sens larg, respingerea credinței în existența unor zeități.[1][2][3][4][4][5][5][6][7] Într-un sens mai restrâns, ateismul este poziția că nu există zeități. Ateismul este opusul teismului,[8][9] cea mai generală formă a credinței în existența a cel puțin unei zeități.[9][10]

    Cuvantul "ateism" provine din grecescul atheos (greacă ἄθεος), însemnând „fără Dumnezeu”, și a fost folosit ca termen peiorativ celor care respingeau divinitățile venerate de majoritatea societății (creștinii au fost numiți atei de către păgâni[11][12]). Primii oameni care se identificau ca fiind atei, au trăit în secolul al XVIII-lea.

    Argumentele care susțin ateismul variază de la cele filozofice până la abordări sociale, istorice și chiar științifice. Cele mai populare argumente care susțin ateismul sunt lipsa oricărei evidențe empirice pentru existența zeilor, problema forțelor răului și numeroasele contradicții între religii și în cadrul aceleiași religii. Mulți atei susțin că lipsa existenței unei divinități este mult mai probabilă decât existența acesteia.Cei care trebuie să aducă dovezi în susținerea punctului de vedere sunt teiștii, pentru că ei sunt cei care afirmă un fapt ca fiind adevărat, și nu ateiștii care doar le contestă afirmațiile .[13]
  • editado July 12
    É Romeno, intaum intendo marromeno.
  • Senhor escreveu: »
    É Romeno, intaum intendo marromeno.
    https://ro.wikipedia.org/wiki/România
    România este un stat situat în sud-estul Europei Centrale, pe cursul inferior al Dunării, la nord de peninsula Balcanică și la țărmul nord-vestic al Mării Negre.[7] Pe teritoriul ei este situată aproape toată suprafața Deltei Dunării și partea sudică și centrală a Munților Carpați. Se învecinează cu Bulgaria la sud, Serbia la sud-vest, Ungaria la nord-vest, Ucraina la nord și est și Republica Moldova la est, iar țărmul Mării Negre se găsește la sud-est.
    talvez você entenda isso.
    Fratele meu este român.
    Sora mea este coafor.
    Cumnatul meu este acasă.
    Numele socrului meu este Daniel.
    Fiul meu studiază la școala A.
    Senatul a aprobat măsura.
    Sunt profesor de dans și muzică! Plăcere!
    La revedere, mama!
    Cred în progres.
  • editado July 12
    Repare que à medida em que se retrocede no tempo o português fica mais parecido.

    "
    En’o nome de Deus. Eu rei don Afonso pela gracia de Deus rei de Portugal, seendo sano e saluo, temẽte o dia de mia morte, a saude de mia alma e a proe de mia molier raina dona Orraca e de me(us) filios e de me(us) uassalos e de todo meu reino fiz mia mãda p(er) q(ue) depos mia morte mia molier e me(us) filios e meu reino e me(us) uassalos e todas aq(ue)las cousas q(ue) De(us) mi deu en poder sten en paz e en folgãcia. P(ri)meiram(en)te mãdo q(ue) meu filio infante don Sancho q(ue) ei da raina dona Orraca agia meu reino enteg(ra)m(en)te e en paz. E ssi este for morto sen semmel, o maior filio q(ue) ouuer da raina dona Orraca agia o reino entegram(en)te e en paz."

    https://sites.google.com/site/hlpufrj/textos-antigos/testamento-de-d-afonso-ii-1214
  • editado July 13
    Senhor escreveu: »
    Repare que à medida em que se retrocede no tempo o português fica mais parecido.

    "
    En’o nome de Deus. Eu rei don Afonso pela gracia de Deus rei de Portugal, seendo sano e saluo, temẽte o dia de mia morte, a saude de mia alma e a proe de mia molier raina dona Orraca e de me(us) filios e de me(us) uassalos e de todo meu reino fiz mia mãda p(er) q(ue) depos mia morte mia molier e me(us) filios e meu reino e me(us) uassalos e todas aq(ue)las cousas q(ue) De(us) mi deu en poder sten en paz e en folgãcia. P(ri)meiram(en)te mãdo q(ue) meu filio infante don Sancho q(ue) ei da raina dona Orraca agia meu reino enteg(ra)m(en)te e en paz. E ssi este for morto sen semmel, o maior filio q(ue) ouuer da raina dona Orraca agia o reino entegram(en)te e en paz."

    https://sites.google.com/site/hlpufrj/textos-antigos/testamento-de-d-afonso-ii-1214


    Senhor tem a mesma origem de Senado, Sênior, Sieur, Sir, Monsieur, Signore, Señor, Senil...
    (Senado romano era 1 gerontocracia... )
  • editado July 13
    É verdade.
  • Senhor escreveu: »
    É verdade.

    Curiosidade: nos EUA... o pai é "Senior" e o filho "Junior"...
    Aqui no Brasil só usamos o Jr.
  • stefanobahia escreveu: »
    Senhor tem a mesma origem de Senado, Sênior, Sieur, Sir, Monsieur, Signore, Señor, Senil...
    (Senado romano era 1 gerontocracia... )
    Dos 60 aos 80 anos, era a idade senil. Depois dos 80, era a idade provecta.
    O senado romano era uma espécie de conselho dos anciãos.
  • Um texto em gallo-romance, talvez o primeiro da língua que depois viraria o francês (do ano de 842 d.C.) :

    Original Gallo-Romance: “Pro Deo amur et pro christian poblo et nostro commun saluament, d'ist di en auant, in quant Deus sauir et podir me dunat, si saluarai eo cist meon fradre Karlo, et in adiudha et in cadhuna cosa si cum om per dreit son fradra saluar dift, in o quid il mi altresi fazet. Et ab Ludher nul plaid nunquam prindrai qui meon uol cist meon fradre Karle in damno sit.”
    Em francês: "Pour l’amour de Dieu et pour la conservation du peuple chrétien et de nous deux, à partir de ce jour, autant que Dieu m’en donne le savoir et le pouvoir, je soutiendrai mon frère que voici ; comme on doit, conformément au droit, soutenir son frère. A condition qu’il fasse autant pour moi. Et avec Lothaire je ne passerai aucun accord qui, par ma volonté, puisse lui nuire."
    Em inglês: “For the love of God and for Christendom and our common salvation, from this day onwards, as God will give me the wisdom and power, I shall protect this brother of mine Charles, with aid or anything else, as one ought to protect one's brother, so that he may do the same for me, and I shall never knowingly make any covenant with Lothair that would harm this brother of mine Charles.”
    https://en.wikipedia.org/wiki/Oaths_of_Strasbourg
  • Fernando_Silva escreveu: »
    stefanobahia escreveu: »
    Senhor tem a mesma origem de Senado, Sênior, Sieur, Sir, Monsieur, Signore, Señor, Senil...
    (Senado romano era 1 gerontocracia... )
    Dos 60 aos 80 anos, era a idade senil. Depois dos 80, era a idade provecta.
    O senado romano era uma espécie de conselho dos anciãos.

    exato...
    ah... postei vídeos de outros idiomas latinos... confira
  • O Artigo 1.º da Declaração Universal dos Direitos Humanos nas línguas ibéricas:
    Localização Bloco linguístico Texto
    Dialetos asturo-leoneses
    Fala de Carreño Astúrias Central Tolos seres humanos nacen llibres y iguales en dignidá y drechos y, pola mor de la razón y la conciencia de so, han comportase fraternalmente los unos colos otros.[10]
    Fala de Somiedo Astúrias Ocidental Tódolos seres humanos nacen ḷḷibres ya iguales en dignidá ya dreitos ya, dotaos cumo tán de razón ya conciencia, han portase fraternalmente los unos conos outros.[11]
    Paḷḷuezu Leão Ocidental Tódolos seres humanos nacen ḷḷibres ya iguales en dignidá ya dreitos ya, dotaos cumo tán de razón ya conciencia, han portase fraternalmente los unos conos outros.[11]
    Cabreirês Leão Ocidental Tódolos seres humanos ñacen llibres y iguales en dignidá y dreitos y, dotaos cumo están de razón y concéncia, han portase fraternalmente los unos pa coños outros.[12]
    Mirandês Trás-os-Montes Ocidental Todos ls seres houmanos nácen lhibres i eiguales an denidade i an dreitos. Custuituídos de rezon i de cuncéncia, dében portar-se uns culs outros an sprito de armandade.[13]

    Falas de transição
    Estremenho Estremadura Salamanca Falas de transição entre o asturo-leonês e o castelhano Tolos hombris nacin libris i egualis en digniá i derechus i, comu gastan razón i concéncia, ebin comportal-se comu hermanus los unus conos otrus.[14]
    Cântabro ou Montanhês Cantábria Tolos seris humanos nacin libris y eguales en dignidá y drechos y, dotaos comu están de razón y conciencia, tién de comportase comu hermanos los unos conos otros.[15]
    Outras línguas romances
    Português Portugal Português Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.
    Galego Galiza Galego Todos os/tódolos seres humanos nacen ceibes e iguais en dignidade e dereitos e, dotados como están de senso e consciencia, deben de se comportar fraternalmente uns cos outros.
    Castelhano Castela Castelhano Todos los seres humanos nacen libres e iguales en dignidad y derechos y, dotados como están de razón y conciencia, deben comportarse fraternalmente los unos con los otros.
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Língua_asturiana
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.