Trump cumpre e a derrota militar dos EUA

Trump cumpre a sua promessa, retirar as tropas do Iraque, Afeganistão e Síria. Embora, ainda parcialmente.


Ao mesmo tempo, EUA partem derrotados do Afeganistão, juntando-se aos impérios derrotados pelos guerreiros afegãos.



Por fim, EUA serão dos piores exércitos do mundo. Fraqueza escondida pela maior capacidade logística do mundo.

Comentários

  • PugII escreveu: »
    Por fim, EUA serão dos piores exércitos do mundo...
    Nada supera o fiasco e o amadorismo militar dos cabeças-de-toalha, se dependessem dos campos de batalha os islâmicos não existiriam mais.

  • PugII escreveu: »



    Por fim, EUA serão dos piores exércitos do mundo. Fraqueza escondida pela maior capacidade logística do mundo.

    Como se logística não fosse A PRINCIPAL coisa.

  • editado March 9
    Judas escreveu: »
    PugII escreveu: »
    Por fim, EUA serão dos piores exércitos do mundo. Fraqueza escondida pela maior capacidade logística do mundo.
    Como se logística não fosse A PRINCIPAL coisa.
    É um chute mas eu diria que 90% das batalhas são decididas pela logística e só uns 10% pela ação no campo.

    10 blindados sem combustível fazem muito menos que 1 abastecido.

  • Judas escreveu: »
    PugII escreveu: »



    Por fim, EUA serão dos piores exércitos do mundo. Fraqueza escondida pela maior capacidade logística do mundo.

    Como se logística não fosse A PRINCIPAL coisa.

    Ricardinho sempre esquece disso.


  • Remédios, comunicação, reparo de equipamento, comida, munição, combustível...

    O @Acauan tem uma citação a respeito mas não me lembro agora. Algo como "amadores se preocupam com batalhas e generais vencedores se preocupam com logística.
  • E uma coisa é reconhecer que os EUA perdem guerras por motivos diversos, como por exemplo a política envolvida no conflito.

    Outra é agir como torcedor de time de futebol e falar que a maior potência militar do mundo na verdade está entre as piores se valendo de um argumento auto contraditório que coloca a logística como algo à parte do poderio militar.


  • editado March 10
    O que impede os EUA de aniquilar seus inimigos são tão somente as consequências disso e não a falta de meios pra concretizar o massacre.
  • Judas escreveu: »
    O que impede os EUA de aniquilar seus inimigos são tão somente as consequências disso e não a falta de meios pra concretizar o massacre.
    Sim. Se os EUA fizerem o que tem que ser feito, ou seja, exterminar os talibãs, serão vistos como bárbaros genocidas.
    As mulheres afegãs já estão com medo de terem que largar seus empregos de novo e ficar em casa, só podendo sair na rua de burka.

    Os terroristas não fazem segredo de que sua intenção é implantar o islamismo radical outra vez.
  • O sonho molhado de todo antiamericano é uma nova Guerra do Vietnã da qual os Ianques saiam de novo derrotados e humilhados.
    Na falta, inventam uma.
    Lembro bem desta turma se remoendo quando da tomada de Cabul pelas forças dos Estados Unidos e proclamando que a queda da capital burocrática do Afeganistão nada significava e que os gringos iriam ver o que era bom prá tosse em Kandahar, centro espiritual do Talebã.
    Duas semanas depois os americanos tomaram Kandahar...
    Quanto ao Iraque, o presunto do Saddam balangando na ponta de uma corda complementa a imagem do ex-ditador todo poderoso se arrastando prá fora de um buraco de ratos.
    Saddam e o Talebã, depois Bin Laden, mandam um recado claro para os inimigos dos Estados Unidos: melhor não.
  • Acauan escreveu: »
    O sonho molhado de todo antiamericano é uma nova Guerra do Vietnã da qual os Ianques saiam de novo derrotados e humilhados.
    Na falta, inventam uma.
    Lembro bem desta turma se remoendo quando da tomada de Cabul pelas forças dos Estados Unidos e proclamando que a queda da capital burocrática do Afeganistão nada significava e que os gringos iriam ver o que era bom prá tosse em Kandahar, centro espiritual do Talebã.
    Duas semanas depois os americanos tomaram Kandahar...
    Quanto ao Iraque, o presunto do Saddam balangando na ponta de uma corda complementa a imagem do ex-ditador todo poderoso se arrastando prá fora de um buraco de ratos.
    Saddam e o Talebã, depois Bin Laden, mandam um recado claro para os inimigos dos Estados Unidos: melhor não.

    - Hahahahaha, sonho molhado foi muito bom, o velho índio sempre se superando, hahahahahahahaha!!!!!

    Abraços,
  • Sabia que iriam "sentir" desse modo, até perde a graça de tão previsível.


  • Em termos de previsibilidade nada supera é os latidos dos canis enquanto a carapassa vana.
  • Errados desde o século VI.
  • Se você espera resultado diferente a cada vez que posta uma bobagem o problema está em você.

    Esperava que reação diante da asneira que disse sobre logística? Que concordássemos?
  • PugII escreveu: »
    Sabia que iriam "sentir" desse modo, até perde a graça de tão previsível.


    Ricardinho gosta de sentir, danada.
  • Judas escreveu: »
    Se você espera resultado diferente a cada vez que posta uma bobagem o problema está em você.

    Esperava que reação diante da asneira que disse sobre logística? Que concordássemos?

    Não.

    Logística é importante, muito mesmo, mas insuficiente para vencer guerras actuais. Degrada lentamente...
  • editado March 13
    Ricardinho está confuso em seus pensamentos...
  • PugII escreveu: »
    Logística é importante, muito mesmo, mas insuficiente para vencer guerras actuais. Degrada lentamente...
    A guerra moderna cada vez menos envolve grandes exércitos se enfrentando num campo aberto.

  • editado March 13
    Fernando_Silva escreveu: »
    PugII escreveu: »
    Logística é importante, muito mesmo, mas insuficiente para vencer guerras actuais. Degrada lentamente...
    A guerra moderna cada vez menos envolve grandes exércitos se enfrentando num campo aberto.

    Isto quando não é o objetivo ocupar territórios e sim apenas destruir alvos específicos.
    Quando a ocupação é o objetivo principal, junto com este objetivo vem a necessidade de estratégias que assegurem as próprias linhas de suprimentos e destruam as linhas de suprimentos do inimigo.
    Foi assim que os Nazistas derrotaram a França com um único movimento de tropas.
    E manter ou destruir linhas de suprimentos é... logística.

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.