Covid 19 em Portugal

2060 novos casos, subida de 460 em 24 horas.
23 óbitos, mais 9 óbitos.

Sem intervenção do Estado, talvez, a quarentena não baste.
As pessoas parecem temer números ou proximidade concreta.


Hoje estou menos optimista.
«13456714

Comentários

  • O problema começou quando o governo daí não fechou as fronteiras.
  • Percival escreveu: »
    O problema começou quando o governo daí não fechou as fronteiras.

    Ultraje ao sistema...
    Deu no que deu.
  • PugII escreveu: »
    Sem intervenção do Estado, talvez, a quarentena não baste.

    No tempo do Salazar isso seria mais fácil.
  • ENCOSTO escreveu: »
    PugII escreveu: »
    Sem intervenção do Estado, talvez, a quarentena não baste.

    No tempo do Salazar isso seria mais fácil.

    Kkkkk
  • PugII escreveu: »
    Percival escreveu: »
    O problema começou quando o governo daí não fechou as fronteiras.

    Ultraje ao sistema...
    Deu no que deu.

    A Europa se arreganha pra todos. Deu no que Deu.
  • Percival escreveu: »
    PugII escreveu: »
    Percival escreveu: »
    O problema começou quando o governo daí não fechou as fronteiras.

    Ultraje ao sistema...
    Deu no que deu.

    A Europa se arreganha pra todos. Deu no que Deu.

    UE está muito ferida, dificilmente, vai levantar-se .

    Infelizmente não conseguimos salvar Europa, acabamos sendo contaminados com a ideologia deles...
  • editado March 23
    Saudações Pug ll

    Saberia dizer quais regiões estão mais afetadas ?

    Tenho muitos tios idosos que são cardíacos e diabéticos.
    Estou sem saber deles. Quem me dá notícias é minha irmã. Mas, ela está ocupada dentro de hospital.
    Estou muito preocupada.
    Vivem na região do D'ouro.

    Tenho orado pelo mundo.

    Orado por Brasil, França, Portugal e Itália. Parentes espalhados.


    [Fraternos]
  • PugII escreveu: »
    Percival escreveu: »
    PugII escreveu: »
    Percival escreveu: »
    O problema começou quando o governo daí não fechou as fronteiras.

    Ultraje ao sistema...
    Deu no que deu.

    A Europa se arreganha pra todos. Deu no que Deu.

    UE está muito ferida, dificilmente, vai levantar-se .

    Infelizmente não conseguimos salvar Europa, acabamos sendo contaminados com a ideologia deles...

    Já passou da hora de cada país lidar com seus próprios problemas.
  • Silvana escreveu: »
    Saudações Pug ll

    Saberia dizer quais regiões estão mais afetadas ?

    Tenho muitos tios idosos que são cardíacos e diabéticos.
    Estou sem saber deles. Quem me dá notícias é minha irmã. Mas, ela está ocupada dentro de hospital.
    Estou muito preocupada.
    Vivem na região do D'ouro.

    Tenho orado pelo mundo.

    Orado por Brasil, França, Portugal e Itália. Parentes espalhados.


    [Fraternos]
    Norte é a região mais afectada.
    Douro está integrado nessa região.

    Lisboa e vale do Tejo é a segunda região mais afectada.

    ....
    Vivo no centro, menos afectada que as duas referidas.
    Há 3 casos no município, em freguesias vizinhas.
    A maioria dos casos desta região fica junto aos limites regionais (norte).
  • Percival escreveu: »
    PugII escreveu: »
    Percival escreveu: »
    PugII escreveu: »
    Percival escreveu: »
    O problema começou quando o governo daí não fechou as fronteiras.

    Ultraje ao sistema...
    Deu no que deu.

    A Europa se arreganha pra todos. Deu no que Deu.

    UE está muito ferida, dificilmente, vai levantar-se .

    Infelizmente não conseguimos salvar Europa, acabamos sendo contaminados com a ideologia deles...

    Já passou da hora de cada país lidar com seus próprios problemas.

    O problema não é esse.

    Sucedeu na Europa uma preocupação com economia excessiva.
    Ainda devido ao excesso de "cortes" aí longo do tempo no serviço público, o despreparo ficou agora visível.

    Depois, em termos ideológicos, falhou a compreensão de que fechar fronteiras não é nacionalismo. Mas bom senso.
    Seja confinar províncias ou países, nada tinha a ver com nacionalismo.
    Mas, Macron não percebeu o óbvio.

  • PugII escreveu: »
    Percival escreveu: »
    PugII escreveu: »
    Percival escreveu: »
    PugII escreveu: »
    Percival escreveu: »
    O problema começou quando o governo daí não fechou as fronteiras.

    Ultraje ao sistema...
    Deu no que deu.

    A Europa se arreganha pra todos. Deu no que Deu.

    UE está muito ferida, dificilmente, vai levantar-se .

    Infelizmente não conseguimos salvar Europa, acabamos sendo contaminados com a ideologia deles...

    Já passou da hora de cada país lidar com seus próprios problemas.

    O problema não é esse.

    Sucedeu na Europa uma preocupação com economia excessiva.
    Ainda devido ao excesso de "cortes" aí longo do tempo no serviço público, o despreparo ficou agora visível.

    Depois, em termos ideológicos, falhou a compreensão de que fechar fronteiras não é nacionalismo. Mas bom senso.
    Seja confinar províncias ou países, nada tinha a ver com nacionalismo.
    Mas, Macron não percebeu o óbvio.

    Então isso justifica que passou da hora de CADA PAIS lidar com seus PRÓPRIOS PROBLEMAS.
  • Inflexibilidade ideológica faz desmoronar a Europa.
    https://www.dn.pt/dinheiro/ecofin-defices-devem-subir-muito-mas-depois-da-crise-e-para-corrigir-11974802.html


    Se a democracia continuar, imagino que conservadores tradicionalistas vão ascender ao poder com maior força.

    ....

    Quem diria, afinal, um vírus causaria o fim da hegemonia Ocidental.
    Lição de humildade dura...


    Nota: EUA são diferentes, talvez não sejam incluídas nesta queda no abismo.
    Aqui morreu a ideologia globalista progressista...
  • PugII escreveu: »
    .
    Aqui morreu a ideologia globalista progressista...

    Já um cadáver putrefato. Aliás a UE também o era, só se deu conta agora.

  • A zona centro passou a ser a ter o maior número de mortos (10/30).

  • Saudações Pug ll
    Pug ll disse:
    Norte é a região mais afectada.
    Douro está integrado nessa região.

    Obrigada pela informação.
    Pug ll disse:
    Depois, em termos ideológicos, falhou a compreensão de que fechar fronteiras não é nacionalismo. Mas bom senso.
    Seja confinar províncias ou países, nada tinha a ver com nacionalismo.
    Mas, Macron não percebeu o óbvio.

    Hj recebi uma foto e msg da minha irmã em trabalho contra o Covid-19 na França.

    Nunca vi minha irmã que trabalha em cuidados médico/hospitalar, falar a palavra receio (medo).

    Estava no local de trabalho... Os olhos imprimiam o sorriso dos lábios escondidos pela màscara... Mas, era visível o cansaço no semblante dela.

    Falei palavras de coragem (sem necessidade, foi mais por solidariedade e amor que sinto por ela), pois ela é muito positiva e confiante, sempre...

    O mundo foi desafiado por um inimigo invisível e cada pessoa reage diferente aos efeitos deletérios do mesmo.

    Ignorar que o nosso sistema imunológico é o único e verdadeiro exército capaz de lutar por nós...

    É ignorar que no final somos nós que devemos lutar por nossa vida. Os profissionais de saúde tbm estão ali por nós, mas, o melhor é não precisar ir a um hospital em situações assim.


    [Fraternos]
  • PugII escreveu: »

    Depois, em termos ideológicos, falhou a compreensão de que fechar fronteiras não é nacionalismo. Mas bom senso.

    150839933_150839518-4a1b7d3b83994a108ff4dad57014b9fa_t800.jpg?90232451fbcadccc64a17de7521d859a8f88077d
  • PugII escreveu: »

    Depois, em termos ideológicos, falhou a compreensão de que fechar fronteiras não é nacionalismo. Mas bom senso.

    Então por que Portugal não fez isso?
  • Fase da mitigação,
    Como não saio, não vejo...

    Mas, a polícia anda a verificar se cumprimento da quarentena, segundo fui informado por quem ainda sai.

  • PugII escreveu: »
    Fase da mitigação,
    Como não saio, não vejo...


    Você só vê o que quer, tá explicado seu autismo, Ricardo.

  • editado March 27
    Depois, em termos ideológicos, falhou a compreensão de que fechar fronteiras não é nacionalismo. Mas bom senso.
    ENCOSTO escreveu: »
    PugII escreveu: »

    Depois, em termos ideológicos, falhou a compreensão de que fechar fronteiras não é nacionalismo. Mas bom senso.

    150839933_150839518-4a1b7d3b83994a108ff4dad57014b9fa_t800.jpg?90232451fbcadccc64a17de7521d859a8f88077d
    Bolsonaro_Trump_G20-868x644.jpg

  • Uma conhecida no FB ta dizendo que o Lockdown português vai até junho. Uma outra comenta "isto se a gente não morrer antes de fome"...

    Será que vão aguentar?
  • Aparentemente o método está a funcionar, portanto, creio que irão ser cuidadosos.

    Independentemente do futuro, estou agradado com as pessoas que nos governam. Podiam ter feito melhor?
    Sim. Após é fácil verificar o que podia ter sido melhor. Mas no geral há um bom funcionamento das instituições.

    Bravo, Portugal.
  • Após ser anunciado a recuperação da paciente com 93 anos, ficamos a conhecer os novos números.

    Portugal apresenta uma tendência de crescimento de novos casos em linha ténue quase estagnou. Pensam que não haverá um pico propriamente dito, mas que após algum tempo de estabilidade venha a cair o número de infectados.
    Ou seja, para já, não há crescimento exponencial.


    Infelizmente, estás coisas dependem de muitos factores incontroláveis, mas estamos sobrevivendo.
  • Há quanto tempo Portugal lida com a situação? Quantas semanas passaram com as medidas adotadas?


    Nos EUA ontem o que eu vi é que a onda está crescendo e em áreas específicas aconteceu de hospitais enfrentarem picos. Canais de TV mostraram sacos com cadáveres e isso causou muito medo.
  • Há pouco vi um noticiário dos EUA.

    EUA registra 9 mortes por milhão de habitantes.
    Itália são 108

    Neste ranking o Brasil provavelmente está junto com os os EUA bem lá no pé da lista porque ambos os países estão ainda no início da curva.
  • Judas escreveu: »
    Há quanto tempo Portugal lida com a situação? Quantas semanas passaram com as medidas adotadas?


    Nos EUA ontem o que eu vi é que a onda está crescendo e em áreas específicas aconteceu de hospitais enfrentarem picos. Canais de TV mostraram sacos com cadáveres e isso causou muito medo.

    Portugal ainda tem pouco tempo de quarentena. Teve o primeiro caso dia 2 de março, Estado de urgência declarado a partir do dia 17-18 meia noite.
    Escolas fecharam a 16-17.

    Eu comecei 12 à noite, assim que observei a intenção do governo, percebi a gravidade e antecipei.
  • Judas escreveu: »
    Há pouco vi um noticiário dos EUA.

    EUA registra 9 mortes por milhão de habitantes.
    Itália são 108

    Neste ranking o Brasil provavelmente está junto com os os EUA bem lá no pé da lista porque ambos os países estão ainda no início da curva.

    Os números são difíceis avaliar.
    Não sei se é o caso, mas imagine isto:

    EUA conseguem testar em massa, logo tem maior número de casos. Sendo a taxa letalidade deste vírus baixa , esta fica perto deste pressuposto.
    Itália não testa todos os casos, especialmente os menos graves. Acaba gerando uma taxa de letalidade elevada, pois apanha quase só os casos graves.

    Nota: óbvio, isto é mera especulação, sem sequer investigar os dados disponíveis.
  • Há dados que tenho observado com atenção: número de interessados + casos em cuidados intensivos (CI).

    O número de hoje cresceu em ambos. +- duplicou os casos CI. Todavia, desconheço a faixa etária destes casos.

    Nota: a doença ao progredir mais lentamente permite tentar melhorar a capacidade de resposta. Se vai ser suficiente, não sei responder. Por agora, dá.
  • PugII escreveu: »
    Judas escreveu: »
    Há pouco vi um noticiário dos EUA.

    EUA registra 9 mortes por milhão de habitantes.
    Itália são 108

    Neste ranking o Brasil provavelmente está junto com os os EUA bem lá no pé da lista porque ambos os países estão ainda no início da curva.

    Os números são difíceis avaliar.
    Não sei se é o caso, mas imagine isto:

    EUA conseguem testar em massa, logo tem maior número de casos. Sendo a taxa letalidade deste vírus baixa , esta fica perto deste pressuposto.
    Itália não testa todos os casos, especialmente os menos graves. Acaba gerando uma taxa de letalidade elevada, pois apanha quase só os casos graves.

    Nota: óbvio, isto é mera especulação, sem sequer investigar os dados disponíveis.

    Acho que é bem razoável de supor isso.
  • Portugal está nos seus limites.

    Quase a totalidade das mortes atinge faixa etária acima dos 70 anos. A maioria está mesmo acima dos 80 anos.

    Ainda não se está a selecionar quem deve ser tratado, mas o ex-presidente General Ramalho Eanes (85 anos) e primeiro a ser eleito em democracia, disse, que os mais velhos em caso de necessidade deverão ceder o seu lugar ao homem com mulher e filhos por cuidar.

    Assim vai o país...


    Nota: oficiosamente, sei que não se fazem testes...
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.