O Mundo após a pandemia

Desemprego (a quebradeira econômica é certa, a hospitalar também já acontece ).
Todos com máscaras na rua , fome , aumento da pobreza , violência ,polícias e exercito nas ruas etc...
Preparem-se para a instalação do caos .

Comentários

  • Tranquilo.
  • PugII escreveu: »
    Tranquilo.

    Ainda vive com os pais aposto.
  • PugII escreveu: »
    Tranquilo.
    A menos que seja brasileiro.

  • Tenham fé, vai piorar.
  • editado May 10
    Tenho uma esperança quase mágica em uma táboa de salvação.
    Que passada a quarentena, as pessoas estejam tão ávidas em recuperar o tempo de vida perdido que haja uma explosão de consumo que aqueça a economia o suficiente para, ao menos, minorar os danos.
    Muito infelizmente um amigo meu, jovem, morreu de COVID esta semana.
    Além da tristeza, a tragédia me motivou a ser um pouquinho mais condescendente com alguns pequenos luxos condenados por minha educação espartana.
    Não devo ser o único revendo padrões de consumo.
    A Pandemia deu materialidade à máxima bíblica comamos e bebamos, pois amanhã morreremos.
    Espero bares e restaurantes lotados quando a quarentena cair e espero fazer parte do quórum.
  • Acauan escreveu: »
    Tenho uma esperança quase mágica em uma táboa de salvação.
    Tudo o que precisamos é uma vacina ou um tratamento eficiente, a COVID-19 é esse terror todo porque ninguém tem proteção nenhuma, o que falta a esperança não é fundamento mas tempo.

  • Cameron escreveu: »
    Acauan escreveu: »
    Tenho uma esperança quase mágica em uma táboa de salvação.
    Tudo o que precisamos é uma vacina ou um tratamento eficiente, a COVID-19 é esse terror todo porque ninguém tem proteção nenhuma, o que falta a esperança não é fundamento mas tempo.

    Qualquer vacina desenvolvida agora só estará disponível no ano que vem, quando não será mais tão necessária.
    Inocular populações em massa é um risco biológico extremo e não dá prá autorizá-los antes de completados todos os testes que assegurem que os efeitos colaterais são toleráveis.
  • Acauan escreveu: »
    Tenho uma esperança quase mágica em uma táboa de salvação.
    Que passada a quarentena, as pessoas estejam tão ávidas em recuperar o tempo de vida perdido que haja uma explosão de consumo que aqueça a economia o suficiente para, ao menos, minorar os danos.
    Muito infelizmente um amigo meu, jovem, morreu de COVID esta semana.
    Além da tristeza, a tragédia me motivou a ser um pouquinho mais condescendente com alguns pequenos luxos condenados por minha educação espartana.
    Não devo ser o único revendo padrões de consumo.
    A Pandemia deu materialidade à máxima bíblica comamos e bebamos, pois amanhã morreremos.
    Espero bares e restaurantes lotados quando a quarentena cair e espero fazer parte do quórum.

    É aquela: devemos manter cuidado redobrado. Simples.
  • A passagem "comamos e bebamos..." de Paulo, Corintios 15, 32 em seu contexto reafirma o ensinamento aos Judeus a respeito da ressurreição de Jesus, extensiva a todos os homens.
    Tipo, se não houver outra vida então vamos aproveitar ao máximo esta em que nos encontramos.
  • Sábio mesmo é o Salomão que disse :

    "Vive feliz os seus dias debaixo do Sol"
  • Senhor escreveu: »
    Sábio mesmo é o Salomão que disse :

    "Vive feliz os seus dias debaixo do Sol"
    Não tenho certeza mas parece-me que nos tempos bíblicos (AT) não havia a crença da vida após a morte. Daí, Jeová sempre prometia algo como muitos anos de vida sobre a terra... ou grande descendência... ou que os campos onde se labutava seriam férteis, etc.

  • editado May 11
    O neoliberalismo e o capitalismo trans-oceanico, que colocou o pais em quarentena, irá fazer de tudo para afundar mais o pais.
    O zempresario das vacina, que só pensam no lucro, irão lucrar.
    Mesmo com os nossos politicos trabalhando duro para nos ajudar, teremos sérios problemas para confiscar os primeiros lotes de produção.
  • Acauan escreveu: »
    Tenho uma esperança quase mágica em uma táboa de salvação.
    Que passada a quarentena, as pessoas estejam tão ávidas em recuperar o tempo de vida perdido que haja uma explosão de consumo que aqueça a economia o suficiente para, ao menos, minorar os danos.
    Muito infelizmente um amigo meu, jovem, morreu de COVID esta semana.
    Além da tristeza, a tragédia me motivou a ser um pouquinho mais condescendente com alguns pequenos luxos condenados por minha educação espartana.
    Não devo ser o único revendo padrões de consumo.
    A Pandemia deu materialidade à máxima bíblica comamos e bebamos, pois amanhã morreremos.
    Espero bares e restaurantes lotados quando a quarentena cair e espero fazer parte do quórum.


    Lamento a morte do seu amigo.

    Advogo a responsabilidade, sem deixar de celebrar a vida, "pois amanhã morreremos."



  • patolino escreveu: »
    Não tenho certeza mas parece-me que nos tempos bíblicos (AT) não havia a crença da vida após a morte. Daí, Jeová sempre prometia algo como muitos anos de vida sobre a terra... ou grande descendência... ou que os campos onde se labutava seriam férteis, etc.
    O Eclesiastes diz "Obedeça a Deus, mas não seja fanático porque ele é incompreensível e, muitas vezes, o justo tem uma vida infeliz e uma morte sofrida enquanto que o ímpio vive feliz e morre tranquilo.
    Só temos esta vida, portanto aproveite".
  • Acauan escreveu: »
    Tenho uma esperança quase mágica em uma táboa de salvação.
    Que passada a quarentena, as pessoas estejam tão ávidas em recuperar o tempo de vida perdido que haja uma explosão de consumo que aqueça a economia o suficiente para, ao menos, minorar os danos.
    O que me preocupa é que muitas empresas, pequenas e grandes, estão fechando de vez.
    Não voltarão com o fim da quarentena.
    Pode demorar muito até que uma situação semelhante ao que havia antes volte a existir.
  • https://gauchazh.clicrbs.com.br/comportamento/viagem/noticia/2020/05/hotel-laje-de-pedra-fecha-as-portas-em-canela-ck9x9lawl00q0015npmp7ycpn.html

    Setor do turismo é o mais devastado.
    No Brasil, representa 2 a 3% do PIB.
    Rolhugal dizem que passa de 10%.
  • editado May 11
    Fernando_Silva escreveu: »
    Acauan escreveu: »
    Tenho uma esperança quase mágica em uma táboa de salvação.
    Que passada a quarentena, as pessoas estejam tão ávidas em recuperar o tempo de vida perdido que haja uma explosão de consumo que aqueça a economia o suficiente para, ao menos, minorar os danos.
    O que me preocupa é que muitas empresas, pequenas e grandes, estão fechando de vez.
    Não voltarão com o fim da quarentena.
    Pode demorar muito até que uma situação semelhante ao que havia antes volte a existir.

    Brasil tem potencial interno...

    Voltar à actividade como dantes, duvido que ocorra.

    O importante para o Brasil será ter um líder, isto minimizaria tudo. Organizado, tem o tal potencial interno para viver muito bem.
    Esse Brasil só existe na mente, a realidade é diferente: caos, desorganização...com um bando de crentes ( com ou sem deus) ignorantes, seguidores de um paspalho a que chamam de Jair...
  • editado May 11
    PugII escreveu: »

    O importante para o Brasil será ter um líder, isto minimizaria tudo.

    Papo de gente retardada, submisso, que não tem a menor responsabilidade por nada.

  • O Ricardo precisa de alguém que mande nele, nem que seja para mandar ele tomar no cu.
  • editado May 14
    A Itália está pensando em regularizar a situação dos imigrantes ilegais para trabalhar nas colheitas.

    O Canadá já "importou" quase 500 mexicanos pela mesma razão, já que os trabalhadores locais estão doentes ou em quarentena. Mandou aviões e tudo. A previsão é chegar a 30 mil trabalhadores.
    https://information.tv5monde.com/video/mexique-malgre-le-covid-19-des-paysans-partent-sauver-les-recoltes-canadiennes
  • Sugestão de um bom negócio no brasil pós pandemia:

    panificadora PÃODEMIA - O SABOR QUE CONTAGIA
    Especialidade da casa: pão com leite condensado.
  • Adamastor escreveu: »
    Sugestão de um bom negócio no brasil pós pandemia:

    panificadora PÃODEMIA - O SABOR QUE CONTAGIA
    Especialidade da casa: pão com leite condensado.

    Já até sei quem vai ser o padeiro !! =)
  • Uma "live" sobre o futuro das empresas depois da pandemia: home office, que tipo de profissionais as empresas buscarão, o que os profissionais vão esperar das empresas etc.
    É longo, mas achei interessante.




  • Trump, Bolsonaro destruindo o Ocidente. Embora o dano tenha começado antes, eles são bons a dar os golpes finais.

    Futuro é Rússia...China?!
    Mesmo a porcaria da Turquia tem vindo conquistando parcelas da Europa.

    É uma tristeza viver neste mundo de imbecis feministas, anti-racismo racistas e trumpistas e bolsonions.



  • PugII escreveu: »

    É uma tristeza viver neste mundo de imbecis feministas, anti-racismo racistas e trumpistas e bolsonions.


    Aguardo seu suicídio.

  • PugII escreveu: »



    Trump, Bolsonaro destruindo o Ocidente. Embora o dano tenha começado antes, eles são bons a dar os golpes finais.

    Futuro é Rússia...China?!
    Mesmo a porcaria da Turquia tem vindo conquistando parcelas da Europa.

    É uma tristeza viver neste mundo de imbecis feministas, anti-racismo racistas e trumpistas e bolsonions.


    Ô fiote, o Trump e o Bolsonaro SÃO o ocidente.

  • Percival escreveu: »
    PugII escreveu: »

    É uma tristeza viver neste mundo de imbecis feministas, anti-racismo racistas e trumpistas e bolsonions.


    Aguardo seu suicídio.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
  • editado August 11
    E não é que o mundo após a pandemia está tendo dessas coisas como as anteriormente proscritas máscaras por serem associadas aos black blocks de uma hora pra outra se tornaram essenciais a ponto de quem antes seria preso por usá-las hoje é preso pelo oposto.? Ah doce ironia...
  • Senhor escreveu: »
    E não é que o mundo após a pandemia está tendo dessas coisas como as anteriormente proscritas máscaras por serem associadas aos black blocks de uma hora pra outra se tornaram essenciais a ponto de quem antes seria preso por usá-las hoje é preso pelo oposto.? Ah doce ironia...

    O novo normal ainda trará muitas novidades.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.