Impacto do Numero de obtos por corongavirus - FONTE OFICIAL

Toma no cu, catastrofistas da gripezinha

https://transparencia.registrocivil.org.br/registros

Obtos no Estado de São paulo desde 2015 - somente mês de maio

2015 24857
2016 25330
2017 27178
2018 26299
2019 27861
2020 29554

Comentários

  • editado June 16
    Um aumento próximo de 10% no número de mortos somando todas as causas no período de um mês e você acha pouco? O.o

    Sem contar que é uma causa não controlada, ou seja, matou no mês anterior e continuará matando nos meses seguintes até que a situação seja resolvida, o que não existe nenhuma perspectiva, pelo menos no curto prazo...
  • Cameron escreveu: »
    Um aumento próximo de 10% no número de mortos somando todas as causas no período de um mês e você acha pouco? O.o


    Voce se refere aos numeros de 2017 comparado com 2016?
  • editado June 18
    Homicídio continua liderando no Brasil.

  • Cameron escreveu: »
    Um aumento próximo de 10% no número de mortos somando todas as causas no período de um mês e você acha pouco? O.o

    Sem contar que é uma causa não controlada, ou seja, matou no mês anterior e continuará matando nos meses seguintes até que a situação seja resolvida, o que não existe nenhuma perspectiva, pelo menos no curto prazo...

    Sociopatas não ligam para esses detalhes
  • editado June 18
    PugII escreveu: »

    Sociopatas não ligam para esses detalhes

    Piores são os que defendem terroristas islãmicos e querem passar de moralistas nesses tempos.
  • PugII escreveu: »
    Cameron escreveu: »
    Um aumento próximo de 10% no número de mortos somando todas as causas no período de um mês e você acha pouco? O.o

    Sem contar que é uma causa não controlada, ou seja, matou no mês anterior e continuará matando nos meses seguintes até que a situação seja resolvida, o que não existe nenhuma perspectiva, pelo menos no curto prazo...

    Sociopatas não ligam para esses detalhes

    "acuse-os do que você faz, chame-os do que você é"
  • editado June 19
    "O número de mortes em Brasil superou a média em %38, com um total de 19.300 óbitos além do normal. *Os números para o Brasil incluem apenas as cidades de São Paulo, Rio De Janeiro, Manaus, Recife, São Luis e Fortaleza. A expectativa de mortes para o Brasil se refere aos óbitos registrados no período equivalente de 2019.":
  • Esses números não dizem nada. Estatística basicamente é retórica numeral nominativa.

  • Qual é o percentual de pessoas contaminadas no Brasil e no resto do mundo? Impossivel de se saber pois o teste não foi feito em todas as pessoas.

    Se testarem só quem está morrendo, o pessoal irá postar que 100% dos infectados estão morrendo.

  • editado June 24
    Cameron escreveu: »
    Um aumento próximo de 10% no número de mortos somando todas as causas no período de um mês e você acha pouco? O.o

    Tá certo que esta base de dados não quer dizer nada, mas o aumento do número de óbitos em 2020 em relação a 2019 é praticamente igual a 2019 em relação de 2018 (6%) e menor que o aumento de 2017 em relação a 2016 (7,2%).

  • editado June 24
    Acauan escreveu: »
    Cameron escreveu: »
    Um aumento próximo de 10% no número de mortos somando todas as causas no período de um mês e você acha pouco? O.o

    Tá certo que esta base de dados não quer dizer nada, mas o aumento do número de óbitos em 2020 em relação a 2019 é praticamente igual a 2019 em relação de 2018 (6%) e menor que o aumento de 2017 em relação a 2016 (7,2%).

    Pode até ser pouco para ser suficiente para detectar algum sinal, mas o número mais importante não é o número de mortes por todas as causas, mas sim o número de mortes por causas naturais (excluindo homicídios e acidentes em geral). Quarentena reduz a circulação nas cidades, provocando uma queda nas mortes por acidentes e outras causas externas.

    Os números de mortes por causas naturais no estado de São Paulo em março, abril e maio de 2020 são muito maiores do que em março, abril e maio de 2019. No mês de março de 2020, segundo dados oficiais, São Paulo teve uma média diária de 4 mortes por COVID-19; uma média diária de 74 mortes em abril de 2020; uma média diária de 165 mortes em maio de 2020. Porém, o número de mortes a mais por causas naturais foi o como demonstrado nos gráficos abaixo pelo epidemiologista Otávio Ranzani:



  • editado June 24
    Tá certo que esta base de dados não quer dizer nada, mas o aumento do número de óbitos em 2020 em relação a 2019 é praticamente igual a 2019 em relação de 2018 (6%) e menor que o aumento de 2017 em relação a 2016 (7,2%).
    O problema do Covid-19 é que a doença não é como um terremoto ou ataque terrorista que é um evento único com grande número de vítimas naquele dia e acabou, é mortandade no mês passado, nesse mês, no mês que vem e por aí vai.

    Um gráfico com o número de mortes em um determinado mês não ter tido uma grande diferença não quer dizer muita coisa, quero ver as diferenças entre os números quando a pandemia acabar, o que ninguém sabe quando será, esse é o número que realmente importa para todas essas discussões.
  • Cameron escreveu: »
    quero ver as diferenças entre os números quando a pandemia acabar, o que ninguém sabe quando será, esse é o número que realmente importa para todas essas discussões.
    Eu também quero ver. Tem gente que não suporta esperar e sai plotando graficuzinhos retardados.
  • Huxley escreveu: »
    Quarentena reduz a circulação nas cidades, provocando uma queda nas mortes por acidentes e outras causas externas.

    E os defensores dessa quarentena estão esperando oq para defender uma eterna quarentena?
    Se todo mundo ficar em casa, todos estarão seguros.

  • editado June 24
    ENCOSTO escreveu: »
    Cameron escreveu: »
    quero ver as diferenças entre os números quando a pandemia acabar, o que ninguém sabe quando será, esse é o número que realmente importa para todas essas discussões.
    Eu também quero ver. Tem gente que não suporta esperar e sai plotando graficuzinhos retardados.
    2Wc.gif

  • editado June 24
    ENCOSTO escreveu: »
    Huxley escreveu: »
    Quarentena reduz a circulação nas cidades, provocando uma queda nas mortes por acidentes e outras causas externas.

    E os defensores dessa quarentena estão esperando oq para defender uma eterna quarentena?
    Se todo mundo ficar em casa, todos estarão seguros.

    Não insinuei um juízo de valor do tipo mencionado acima sobre o distanciamento social e isso seria completamente dispensável para corroborar o que eu estava afirmando. Pois eu só disse, pela razão que já expus na minha citação acima, que a estatística do excesso de mortes por causas naturais (a que exclui homicídios e acidentes em geral) é melhor para detectar a subnotificação de mortes por COVID-19 do que a estatística do excesso de mortes por todas as causas.
  • ENCOSTO escreveu: »
    Huxley escreveu: »
    Quarentena reduz a circulação nas cidades, provocando uma queda nas mortes por acidentes e outras causas externas.

    E os defensores dessa quarentena estão esperando oq para defender uma eterna quarentena?
    Se todo mundo ficar em casa, todos estarão seguros.

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
  • editado June 24
    Cameron escreveu: »
    O problema do Covid-19 é que a doença não é como um terremoto ou ataque terrorista que é um evento único com grande número de vítimas naquele dia e acabou, é mortandade no mês passado, nesse mês, no mês que vem e por aí vai.

    Com a quarentena, a mortandade relacionado com acidentes de transito diminuiu. Vamos manter a quarentena permanente para poupar mais vidas?

    Alguns tipos de morte parece ser socialmente aceitas pelas pessoas que tem medo de morrer por causa do coronga
  • editado June 24
    ENCOSTO escreveu: »
    Cameron escreveu: »
    O problema do Covid-19 é que a doença não é como um terremoto ou ataque terrorista que é um evento único com grande número de vítimas naquele dia e acabou, é mortandade no mês passado, nesse mês, no mês que vem e por aí vai.

    Com a quarentena, a mortandade relacionado com acidentes de transito diminuiu. Vamos manter a quarentena permanente para poupar mais vidas?

    Alguns tipos de morte parece ser socialmente aceitas pelas pessoas que tem medo de morrer por causa do coronga

    Muitas vacinas já estão em fase de testes, com sorte poderemos ter uma disponível no médio prazo, você está vendo o outro lado da moeda aqui? E se for uma questão de paciência e resistência? Morrer 20 anos mais cedo do que deveria porque não conseguiu esperar e resistir a uma situação difícil por alguns meses não parece ser a mais sensata das decisões, está levando isso em conta?
  • editado June 24
    ENCOSTO escreveu: »
    Cameron escreveu: »
    O problema do Covid-19 é que a doença não é como um terremoto ou ataque terrorista que é um evento único com grande número de vítimas naquele dia e acabou, é mortandade no mês passado, nesse mês, no mês que vem e por aí vai.

    Com a quarentena, a mortandade relacionado com acidentes de transito diminuiu. Vamos manter a quarentena permanente para poupar mais vidas?

    Alguns tipos de morte parece ser socialmente aceitas pelas pessoas que tem medo de morrer por causa do coronga

    A variável "mortes por acidentes de trânsito" não apresenta viés de risco multiplicativo semelhante à da COVID-19, portanto os riscos potenciais de ambos não são semelhantes. O pior momento do mundo em número de mortes no trânsito não chegou minimamente próximo aos dos piores momentos de pandemia no mundo: peste negra 1343-1353 (matou 40% da população da Europa), gripe espanhola 1918-1920 (matou 2,5% da população mundial), etc.
  • Huxley escreveu: »

    A variável "mortes por acidentes de trânsito" não apresenta viés de risco multiplicativo semelhante à da COVID-19, portanto os riscos potenciais de ambos não são semelhantes. O pior momento do mundo em número de mortes no trânsito não chegou minimamente próximo aos dos piores momentos de pandemia no mundo: peste negra 1343-1353 (matou 40% da população da Europa), gripe espanhola 1918-1920 (matou 2,5% da população mundial), etc.

    Então quando chegar perto de 175.000.000 de mortos por covid (2,5% da população), vamos conversar.
  • Huxley escreveu: »
    Acauan escreveu: »
    Cameron escreveu: »
    Um aumento próximo de 10% no número de mortos somando todas as causas no período de um mês e você acha pouco? O.o
    Tá certo que esta base de dados não quer dizer nada, mas o aumento do número de óbitos em 2020 em relação a 2019 é praticamente igual a 2019 em relação de 2018 (6%) e menor que o aumento de 2017 em relação a 2016 (7,2%).

    Pode até ser pouco para ser suficiente para detectar algum sinal, mas o número mais importante não é o número de mortes por todas as causas, mas sim o número de mortes por causas naturais (excluindo homicídios e acidentes em geral). Quarentena reduz a circulação nas cidades, provocando uma queda nas mortes por acidentes e outras causas externas.

    O que me deixa muito curioso é que se os dados apresentados neste tópico são corretos, o aumento de mortes por causas naturais foi praticamente igual à redução das mortes por causas externas, dado que as mortes totais mantiveram sua tendência histórica.
    Qual a probabilidade disto acontecer?
  • editado June 25
    Acauan escreveu: »
    Huxley escreveu: »
    Acauan escreveu: »
    Cameron escreveu: »
    Um aumento próximo de 10% no número de mortos somando todas as causas no período de um mês e você acha pouco? O.o
    Tá certo que esta base de dados não quer dizer nada, mas o aumento do número de óbitos em 2020 em relação a 2019 é praticamente igual a 2019 em relação de 2018 (6%) e menor que o aumento de 2017 em relação a 2016 (7,2%).

    Pode até ser pouco para ser suficiente para detectar algum sinal, mas o número mais importante não é o número de mortes por todas as causas, mas sim o número de mortes por causas naturais (excluindo homicídios e acidentes em geral). Quarentena reduz a circulação nas cidades, provocando uma queda nas mortes por acidentes e outras causas externas.

    O que me deixa muito curioso é que se os dados apresentados neste tópico são corretos, o aumento de mortes por causas naturais foi praticamente igual à redução das mortes por causas externas, dado que as mortes totais mantiveram sua tendência histórica.
    Qual a probabilidade disto acontecer?

    Foi o próprio site da estatal comandada pelo governo federal (EBC) que noticiou que o portal do Registro Civil indicou que, no Brasil, de março a maio de 2020, houve um aumento de 11,3% no número de mortes por causas naturais e uma redução de 26% no número de mortes por causas externas em comparação ao mesmo período do ano passado: https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2020-06/registro-de-mortes-por-causas-naturais-aumenta-113-nos-cartorios
  • Temos um neurocirurgião na familia e sua carga horaria diminuiu drasticamente. As pessoas estão morrendo em casa com medo de pegar coronga

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.