Em carta psicografada, Tim Maia revela que seu espírito sente vontade de cheirar pó...

A carta


“Não vim aqui para mentir. Eu [ Tim Maia ] não preciso disso não. Estou bem depois de uma longa internação num hospital por estas bandas. Tudo está tranquilo e eu me reencontrei novamente. Estou são, por enquanto.

Esse cara aí, pela segunda vez, me fez chegar até ele. Nunca psicografei, mas já dei intuições por aí à vontade. Esse negócio é realmente muito estranho. Alguém ficar falando ou escrevendo por você, mas é o jeito que se tem por aqui.

Fui [ Tim Maia ] irresponsável com a minha vida, confesso. Tive oportunidade de montar uma vida tranquila e equilibrada, mas não era o meu propósito de vida. No fundo, acho que era recalque mesmo. Fiz e está feito, não há nada que se possa fazer para alterar o passado. Agora estou em outra.
Peraí, não vão achar que virei [ Tim Maia ] beato ou espírito santo. Coisa nenhuma. Peno ainda em controlar a minha condição. É difícil, mas o pessoal daqui fica o tempo inteiro no meu pé.


<yoastmark

Sou [ Tim Maia ] um aficionado por música e neste lado também se curte um som. Som maneiro. Tem de tudo. Tem rock, tem blues, tem soul, tem batida leve. Cada um de acordo com a sua praia.

Integro [ Tim Maia ] um grupo que faz festa nos presídios do lado de cá. Parada sinistra, mas tem resultado. O pessoal se delicia com a música e repensa a vida que teve. Tremenda terapia, mano.

Sei que fiz muita besteira e que não sou exemplo para ninguém, mas não abro mão da minha liberdade. É a única coisa minha de verdade e que ninguém me leva, a menos se eu [ Tim Maia ] deixar.

Estou por aqui de passagem. Me deram uma espécie de condicional por bom comportamento. Logo eu…
Na verdade, finjo melhoria porque me encontro, de vez em quando, querendo cheirar um pozinho ainda. Sou réu, confesso. Não dá pra mentir do lado de cá. Veja o que é essa danada da droga, nem morto a gente se livra dela.

Fico pensando no pessoal que vive cheirando e bebendo por aí sem saber o destino que lhe espera. Tremenda roubada, meu irmão. Tem que pagar pra ver.

Eu estou bem, contem aí para os meus amigos e para quem gosta de mim. Esse filme aí que fizeram de mim é legal. O pessoal mandou bem. O cara que fez eu mais velho é muito feio, sou mais eu.

Os musicais são emocionantes. Assisti um que não me contive e cantei duas músicas. O Thiago pensou que estava delirando. Era eu, cara. Que viagem, meu irmão.

Tenho encontrado muita gente por esses lados nestas andanças musicais. A Elis Regina não para. Agora chegou o Jair Rodrigues. Gente boa, pessoa querida, vocês precisavam ver o cortejo que fizeram para ele. Tudo maravilha!

Vou nessa, estão me esperando. Estão fiscalizando o que eu [ Tim Maia ] escrevo para eu não me precipitar e botar com a língua entre os dentes.
Tudo na vida vale a pena, mas não cabe repetir o caminho que já se viu que era errado, entendeu?
Toda a minha vida eu [ Tim Maia ] dediquei a música, que mexe com a gente e deixa a gente feliz.
Juízo, pessoal!
É hora de partir. Fui!
Tim Maia “, teria escrito o cantor.

https://www.otvfoco.com.br/em-carta-psicografada-tim-maia-revela-que-seu-espirito-sente-vontade-de-cheirar-po/

Comentários

  • Foi a primeira encarnação dele? As anteriores não influenciam em nada?
  • Psicografança parecida com um dos bógus do inominávi.
  • editado June 29
    Apenas para efeito de analogia imaginemos que o objetivo das reencarnações fosse vencer os sete pecados capitais.
    Teríamos então sete escadas assentadas na Terra as quais possuem memória iterativa, ou seja, a cada vez que nos dispuséssemos a vencer determinado pecado automaticamente seríamos elevados ao ponto em que paramos na última tentativa (encarnação). Assim não precisamos repetir os mesmos esforços.
    Colocarmo-nos no nível zero do pé da escada equivale a nascer num corpo físico, previamente orientados a trabalhar determinadas deficiências.
    Assim, sempre teremos que voltar ao chão do planeta mesmo que não precisemos iniciar do degrau zero, qualquer das escadas, bastando prosseguir de onde paramos. Isto ocorrerá até que tenhamos alcançado o topo das sete escadas.

    Apenas lembrar que este seria o mecanismo de elevação espiritual desconsiderando as provas e expiações a que estaríamos submetidos.
    Em determinada encarnação a ênfase estaria nas provas expiatórias, noutras, nas aquisições evolutivas. Geralmente atendemos a ambas necessidades simultaneamente, embora, como disse, com ênfase numa ou noutra.
  • Lá não tem pó. Só presidios.
  • Para o cara que já tá de saco cheio e não quer saber mais desse negócio de evoluir o espiritismo é a mais terrível das hipóteses.
  • editado June 30
    Senhor escreveu: »
    Para o cara que já tá de saco cheio e não quer saber mais desse negócio de evoluir o espiritismo é a mais terrível das hipóteses.

    Talvez não.
    Acho tentador satisfazer certas curiosidades tipo, Ufo, alienígenas... ( texto deletado, pelo autor, por impropriedade)
  • patolino escreveu: »
    Senhor escreveu: »
    Para o cara que já tá de saco cheio e não quer saber mais desse negócio de evoluir o espiritismo é a mais terrível das hipóteses.

    Talvez não.
    Acho tentador satisfazer certas curiosidades tipo, Ufo, alienígenas, quem matou quem, se aquele amigo nosso era gay, ... Alguém aqui me ensina a voar? Nooossa! A mulher do Zé traia ele?
    O tempo de espera até a próxima encarnação ia passar rapidinho.
    Ui.
  • Espiritismo...bah...
  • Espiritismo...bah... -2
  • Judas escreveu: »
    Espiritismo...bah...
    Emendrado escreveu:
    Espiritismo...bah...-2
    Perdoem o tom jocoso do meu post acima.
    A DE é muito séria e tem um papel importante quanto ao esclarecimento e a consolação daqueles que sofrem por falta de arrimo religioso. Brincadeiras estúpidas como a minha não devem ser levadas a sério. Peço desculpas mais uma vez.

  • patolino escreveu: »
    A DE é muito séria e tem um papel importante quanto ao esclarecimento e a consolação daqueles que sofrem por falta de arrimo religioso. Brincadeiras estúpidas como a minha não devem ser levadas a sério. Peço desculpas mais uma vez.
    Com o risco de me chamarem de chato e repetitivo:
    Fantasias místicas podem até consolar, mas não são "esclarecimento".
    Fantasias "sérias" continuam sendo fantasias.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.