Separatismo

Presidente francês, no dia da comemoração da república, informou estar em curso apresentação de um decreto lei contra o separatismo.

França está assim, frágil, ao ponto de debater acerca de separatismo interno.


Ocidente está morto...

Comentários

  • Reino Unido há séculos a contribuir para a divisão continental, está a beirar a sua própria desintegração.


    Pensar que esses gajos foram o maior império da história...
  • Reino Unido se livrou de um câncer que era a UE.
  • editado September 5
    Sr. PugII escreveu: »
    um decreto lei

    Tenho entendido que será projeto de lei🤔
    França está assim, frágil, ao ponto de debater acerca de separatismo interno.
    Quando se temos 1 problema, ou a percepção de que tenhamos, a atitude certa é encarar. Não omitir, "ir levando".
    E nada + conveniente pra encarar 1 suposto problema que debate-lo via projetos de lei. Todos pontos de vista são apresentados sob as diferentes óticas, transparentemente. No parlamento e, claro, nos meios de comunicação, blogs, redes sociais, bares...

  • "Together we stand, divided we fall"
  • Gorducho escreveu: »
    Sr. PugII escreveu: »
    um decreto lei

    Tenho entendido que será projeto de lei🤔
    França está assim, frágil, ao ponto de debater acerca de separatismo interno.
    Quando se temos 1 problema, ou a percepção de que tenhamos, a atitude certa é encarar. Não omitir, "ir levando".
    E nada + conveniente pra encarar 1 suposto problema que debate-lo via projetos de lei. Todos pontos de vista são apresentados sob as diferentes óticas, transparentemente. No parlamento e, claro, nos meios de comunicação, blogs, redes sociais, bares...

    Não recordo do discurso em francês, decreto, projecto, etc.


    O problema é grave, Europa não valoriza seus valores morais. Imigrantes não seria um problema tão grave se houvesse exigência de respeito pelos costumes locais. Mas europeus estão a desconstruir a sua história e ao mesmo tempo abrir portas a pessoas com história de oposição á tradição europeia.
  • Fernando_Silva escreveu: »
    "Together we stand, divided we fall"


  • Não existe país desenvolvido, no mundo, que não tenha parcela significativa de sua população composta por imigrantes. Os EUU, por exemplo, 100%.
    Como impor costumes ou preservar tradições, nestes casos.?
  • patolino escreveu: »
    Não existe país desenvolvido, no mundo, que não tenha parcela significativa de sua população composta por imigrantes. Os EUU, por exemplo, 100%.
    Como impor costumes ou preservar tradições, nestes casos.?

    100% nah.

    Nos EUA os novos cidadãos têm o hábito de adoptar costumes locais, assim de foi fazendo essa Nação. Actualmente, há os latinos de língua espanhola a alterarem um pouco o panorama.

    No geral, há os princípios fundamentais que são respeitados (constituição).
    Há hábito de amar o país e dizer isso em voz alta.


    Na Europa muitos recém chegados insultam os países, rejeitam suas leis. Consideram ser oprimidos...

    Nota: o problema é tão e somente não haver um mínimo, respeito pelo país que os acolhe.
  • editado September 5
    Sr. patolino escreveu: »
    Como impor costumes ou preservar tradições, nestes casos.?
    Sr. PugII escreveu: »
    Nota: o problema é tão e somente não haver um mínimo, respeito pelo país que os acolhe.
    Como ele exemplificou, mais ou menos nesses termos – não no Panthéon, isso foi meses atrás:
    não é admissível que alguém recuse apertar a mão (cumprimento social) duma mulher por ser mulher;
    não é admissível que alguém recuse ser tratado ou educado por alguém pelo fato de ser mulher;
    não é admissível desescolarização por razões religiosas ou de crença;
    não é admissível exigir certificados de virgindade pra fins de casamento;
    não se pode jamais admitir que as leis religiosas possam se sobrepor às leis da República;
    simples assim.


  • As leis da república são passageiras, o que se debate em França actualmente é mais fundo.

    Os anti-França soberana falam em república devido ao motivo acima explicado.
    Os soberanistas ( esquerda ou direita)falam (eterna) Nação francesa (France).


Entre ou Registre-se para fazer um comentário.