Paulo Freire

“Não basta saber ler que Eva viu a uva. É preciso compreender qual a posição que Eva ocupa no seu contexto social, quem trabalha para produzir a uva e quem lucra com esse trabalho.”

(Paulo Freire)

https://www.qconcursos.com/questoes-de-concursos/questoes/332297fe-a0

Comentários

  • O método Paulo Freire funciona. As pessoas aprendem a ler. Acontece que ele também é eficiente na doutrinação - de esquerda ou de direita.
  • editado February 11
    Todo mundo que defende Paulo Freire só tem aquela do "é muito citado pelos bambambans, recebeu homenagens e blá-blá-blá".
    Freud foi muito mais citado e reverenciado no meio acadêmico, e por muito mais tempo, até que um dia caiu a ficha de que quase tudo que ele escreveu era besteira pseudocientífica e fraude intelectual.

    Sobre Freire, a Panacéia de Angicos narra eventos, tal qual os Evangelhos, relatados apenas pelos discípulos, o que não contesta a veracidade, mas nega a imparcialidade.
    Reproduções controladas por pares isentos que evidenciem a eficácia do método, cadê?

    E quanto a funcionar, grande coisa...
    O bê + a = ba sempre funcionou e dizer que usar elementos do cotidiano no processo de alfabetização é alguma ideia revolucionária só pode vir de gente que nunca deu uma aula ou é desonesta mesmo.

    Também tem as abobrinhas da "Educação Bancária" ou coisa parecida, que a turma louva como se fosse obra de gênio dizer que o professor não pode ser doador do saber, enquanto o aluno apenas recebe, tem que haver uma troca sem distinção de nível.
    Babaquice.
    No processo de ensino aprendizado o aluno aprende o conteúdo e o professor aprende a ensinar.
    Quem ensina analfabetos a ler pode aprender deles alguma coisa sobre melhores métodos de alfabetização, mas é absurdo esperar que o professor saia melhor alfabetizado porque deu aulas para gente que não sabe fazer "o" com um copo.
    Professor de verdade domina os conteúdos que ensina e os repasssa sim, de uma posição intelectual hierárquica sim, estabelecida pelo desnível autoevidente entre quem sabe e quem não sabe.
  • editado February 12
    Botânico escreveu: »
    Confiram:
    Vídeo: Essas eram as ideias de Paulo Freire.

    "A Pedagogia do Oprimido, um dos livros para morrer antes de ler".
    Excelente!
  • Depois destes videos assisti outros de defensores de Paulo Freire, para entender o outro lado.
    Bando de idiotas.
  • Acauan escreveu: »
    Professor de verdade domina os conteúdos que ensina e os repasssa sim, de uma posição intelectual hierárquica sim, estabelecida pelo desnível autoevidente entre quem sabe e quem não sabe.
    Os defensores de Paulo Freire são contra um tablado porque faz o professor ficar mais alto que os alunos.
    Eles acham que não deve haver nenhuma insinuação de superioridade.
  • Fernando_Silva escreveu: »
    Acauan escreveu: »
    Professor de verdade domina os conteúdos que ensina e os repasssa sim, de uma posição intelectual hierárquica sim, estabelecida pelo desnível autoevidente entre quem sabe e quem não sabe.
    Os defensores de Paulo Freire são contra um tablado porque faz o professor ficar mais alto que os alunos.
    Eles acham que não deve haver nenhuma insinuação de superioridade.

    O quadro negro ficava mais alto e facilitava a vida de todos. Tiraram e ficou uma bosta
  • editado February 12
    Fernando_Silva escreveu: »
    contra um tablado porque faz o professor ficar mais alto que os alunos.
    Eles acham que não deve haver nenhuma insinuação de superioridade.
    Pessoal, sou o professor Paulofreireano de Mecânica dos Fluídos e estou aqui não para ensinar, mas promover o processo de construção do conhecimento com vocês.
    Hoje vamos estudar hidrostática e demonstrar o Teorema de Stevin, se discordarem da minha demonstração por favor se manifestem, afinal não é porque sou professor de Mecânica dos Fluídos que eu entendo mais do assunto que vocês, se tiverem uma outra visão sobre hidrostática, talvez até uma visão não matemática do Teorema, por favor coloquem e vamos debater.
  • Acauan escreveu: »
    Fernando_Silva escreveu: »
    contra um tablado porque faz o professor ficar mais alto que os alunos.
    Eles acham que não deve haver nenhuma insinuação de superioridade.
    Pessoal, sou o professor Paulofreireano de Mecânica dos Fluídos e estou aqui não para ensinar, mas promover o processo de construção do conhecimento com vocês.
    Hoje vamos estudar hidrostática e demonstrar o Teorema de Stevin, se discordarem da minha demonstração por favor se manifestem, afinal não é porque sou professor de Mecânica dos Fluídos que eu entendo mais do assunto que vocês, se tiverem uma outra visão sobre hidrostática, talvez até uma visão não matemática do Teorema, por favor coloquem e vamos debater.
    É tãããããããããããããããããããããõ difícil entender a razão pelos nossos resultados patéticos em educação...
  • Acauan escreveu: »
    Freud foi muito mais citado e reverenciado no meio acadêmico, e por muito mais tempo, até que um dia caiu a ficha de que quase tudo que ele escreveu era besteira pseudocientífica e fraude intelectual
    Todavia a abordagem de Freud sobre a estrutura neurológica do cérebro correspondendo às zonas da memória, da emoção e da consciência, formadoras da personalidade (Id, Ego, Superego) relacionando-as com as fobias e neuroses, foi um marco de reconhecida importância.
    Mas remanesce o juízo das demais ciências sobre a psicanálise, enaltecendo sua correção quanto ao diagnóstico mas criticando a precariedade do tratamento.


  • Eu quero saber cadê o MEPBOY? Exemplar legítimo da educação freiriana.

    DEUS VAI TE PEGAR, MEPBOY!
    ASSASSINO, NÃO SEJA UM!

  • editado February 13
    patolino escreveu: »
    Todavia a abordagem de Freud sobre a estrutura neurológica do cérebro correspondendo às zonas da memória, da emoção e da consciência, formadoras da personalidade (Id, Ego, Superego) relacionando-as com as fobias e neuroses, foi um marco de reconhecida importância.
    Mas remanesce o juízo das demais ciências sobre a psicanálise, enaltecendo sua correção quanto ao diagnóstico mas criticando a precariedade do tratamento.

    Freud sequer deu originalmente os nomes de Id, Ego e Supergo para as entidades místicas que citava, usou os pronomes diretos do idioma Alemão mesmo, nas revisões posteriores, seguindo conselhos comerciais, mudou os nomes para equivalentes gregos para dar um ar mais erudito prá papagaiada.
    E o fundamento das doutrinas Freudianas que seria a diferenciação cerebral entre o consciente e o inconsciente nunca foi neurologicamente demonstrada.

    E as demais Ciências consideram Psicanálise uma picaretagem, embora nem sempre digam isto com todas as letras porque tem muita gente ganhando muito dinheiro com esta vigarice até hoje.
  • Fedidovisk escreveu: »
    Eu quero saber cadê o MEPBOY? Exemplar legítimo da educação freiriana.

    Tava sumido Fedidovisk (ou não tenho te visto por aqui). Bem vindo de volta.
  • Fedidovisk escreveu: »
    Eu quero saber cadê o MEPBOY? Exemplar legítimo da educação freiriana.

    DEUS VAI TE PEGAR, MEPBOY!
    ASSASSINO, NÃO SEJA UM!

    Essa fase não cheguei a presenciar quando somente era espectador daqui.
  • Pois, estava sumido mesmo. Bons tempos e boas recordações daqui. Berço do meu antípoda predileto, Mepboy, Garoto do MEP ou mais comumente chamado, Niels Bohr.

    Ideologia é veneno e realidade.org (talvez até mais) foram um dos espaços mais livres e democráticos de sua época.
  • Acauan escreveu: »
    patolino escreveu: »
    Todavia a abordagem de Freud sobre a estrutura neurológica do cérebro correspondendo às zonas da memória, da emoção e da consciência, formadoras da personalidade (Id, Ego, Superego) relacionando-as com as fobias e neuroses, foi um marco de reconhecida importância.
    Mas remanesce o juízo das demais ciências sobre a psicanálise, enaltecendo sua correção quanto ao diagnóstico mas criticando a precariedade do tratamento.

    Freud sequer deu originalmente os nomes de Id, Ego e Supergo para as entidades místicas que citava, usou os pronomes diretos do idioma Alemão mesmo, nas revisões posteriores, seguindo conselhos comerciais, mudou os nomes para equivalentes gregos para dar um ar mais erudito prá papagaiada.
    E o fundamento das doutrinas Freudianas que seria a diferenciação cerebral entre o consciente e o inconsciente nunca foi neurologicamente demonstrada.

    E as demais Ciências consideram Psicanálise uma picaretagem, embora nem sempre digam isto com todas as letras porque tem muita gente ganhando muito dinheiro com esta vigarice até hoje.
    A Psicanálise é uma pseudo ciência cujo terapêutica é fundamentada na opinião e na habilidade do profissional, e isto não está no currículo acadêmico.
    Os consultórios se multiplicam na proporção em que a necessidade das pessoas em compreenderem a si mesmas, suas neuroses, traumas e complexos surge como uma nova incógnita na complexa equação das relações sociais.

    Já a questão do consciente e inconsciente ganhou destaque e relevância com as terapias de regressão de memória, que alcançou foros de método científico a partir das experiências do Dr. Brian Weiss documentadas em sua obra Muitas Vidas Muitos Mestres e nas técnicas de hipnose.
    Trata-se de vasto campo a ser pesquisado e compreendido.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.