Sepultamentos na cidade de São Paulo - Tirem as suas conclusões

Comentários

  • editado March 14
    Por causa da pandemia consideravelmente menos fatalidades ocorreram por quaisquer outros motivos que não as por covid, que aumentaram. Então esse gráfico não se presta a princípio para ser considerarado na questão do covid.
  • editado March 14
    Repare-se que independente da covid, no início do ano todos os índices aparecem em declínio.
  • Senhor escreveu: »
    Por causa da pandemia consideravelmente menos fatalidades ocorreram por quaisquer outros motivos que não as por covid, que aumentaram. Então esse gráfico não se presta a princípio para ser considerarado na questão do covid.

    Não seria uma interpretação razoável diante do que você disse que seja o vírus então o causador do aumento de sepultamentos? Eles aumentaram em 2019 mesmo com menos causas por acidentes de trânsito por exemplo.
    O culpado seria o vírus.

    O ponto a se questionar seria então, dentro das estatísticas de mortes alegadamente causadas pelo vírus, as que ocorreram por causa dele ou foram de gente que morreria de qualquer jeito mas morreram com ele.
    Isso é questionável, bastante questionável pra mim.

    Esta parte da estatística está envenenada na fonte e ao menos no caso do Brasil jamais saberemos os números corretos.

    Morreu mais gente ano passado.
    O vírus é o responsável por isso.
    Não sabemos ao certo o quanto ele matou porque na hora de preencher o atestado de óbito fica a interpretação do médico dizer se um infarto fulminante de alguém com COVID foi causado pelo COVID ou aconteceria de qualquer jeito por demais fatores.

    Como estamos no Brasil a minha impressão é que se o médico é a favor do isolamento e contra o Bolsonaro ele coloca COVID, se é contra o isolamento e é Bolsonarista ele coloca infarto.

    Além do fato de que há interesse por parte de governos que recebem dinheiro da união em inflar os dados. Ainda mais em um sistema/caldo social onde se criou a seguinte dinâmica:
    O governo federal só pode dar dinheiro.
    Se for pra fazer alguma coisa, só se tal coisa for de acordo com a posição política do STF e dos governadores. Se for contra o PSOL entra com ação no STF em nome da "ciência" e o STF, caso a caso, dá razão pro PSOL.
    Os estados recebem dinheiro e têm autonomia pra tomar decisões.
    Se der certo o estado/município em questão acertou, se der errado é culpa do Bolsonaro.
    Não estou eximindo Bolsonaro de culpa. Ele é culpado JUNTO com o resto. Cada qual tem um tipo de responsabilidade aí.

    O que eu estou dizendo aqui é que a situação dos estados e seus respectivos políticos é esta.
    Quanto mais gente morre mais dinheiro recebem e a culpa não é nada deles e toda do Bolsonaro.
    O momento é de emergência então podem gastar além da conta. Pelo mesmo motivo podem decretar medidas draconianas como isolar vitrines do supermercado que contenham produtos "supérfluos".
    Se eu fosse um governador corrupto e politiqueiro eu adoraria estar nesta situação.

    Isso se parece com a Venezuela?


  • Indiferente. O universo de variáveis é tão amplo que só esse grafiquim não dirá muito mais.
  • Senhor escreveu: »
    Por causa da pandemia consideravelmente menos fatalidades ocorreram por quaisquer outros motivos que não as por covid, que aumentaram. Então esse gráfico não se presta a princípio para ser considerarado na questão do covid.

    Nenhum gráfico pode dizer nada nem mesmo no início da pandemia porque muita gente estava sendo a testada como covid quando na verdade podia ser outra doença então é uma variável não confiável
  • Percival escreveu: »
    Senhor escreveu: »
    Por causa da pandemia consideravelmente menos fatalidades ocorreram por quaisquer outros motivos que não as por covid, que aumentaram. Então esse gráfico não se presta a princípio para ser considerarado na questão do covid.

    Nenhum gráfico pode dizer nada nem mesmo no início da pandemia porque muita gente estava sendo a testada como covid quando na verdade podia ser outra doença então é uma variável não confiável
    Concordo.

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.