Religião é um Coping

editado May 18 em Religião é veneno
Pelo menos aqui, e o que vejo em diversas discussões envolvendo religiões, há entre os religiosos o uso do que nos tempos atuais chamamos de coping: um conjunto de esforços, cognitivos e comportamentais, utilizado pelos indivíduos com o objetivo de lidar com demandas específicas.

Não precisa fazer realmente sentido a realidade e sim atender a demanda daquele ponto. Não é preciso fazer sentido ao mundo real, depende da visão de mundo de quem acredita.

Já vi ateus apanharem de religiosos copistas. Simplesmente porque eles tankam os argumentos, principalmente se for um de nível baixo. Não é de se admirar que religiosos sobrevivam a ambientes ateístas. Para alguns é um teste em suas crenças, uma massagem no ego. E até certo ponto um aprendizado (ou não). No máximo somente discussões que batem na mesma tecla e que se estendem até o cansaço e saturação.

@Judas
«13

Comentários

  • Quem debate há muito tempo com crentelhos conhece bem essas táticas: minimizar, relativizar, mentir, interpretar de forma conveniente, apelar para falácias, dizer que é preciso aceitar sem entender etc.
  • E isto vai ser assim por muito tempo ainda, por um simples motivo: é plausível a existência de um Deus Criador de todas as coisas.

    Como assim?

    Primeiramente deixemos claro que existe uma diferença entre EVIDÊNCIA e PROVA.
    A primeira é discutível enquanto a segunda é incontestável.

    Nos antológicos debates entre céticos e crentes rotulou-se este Deus como Inteligent Designer. À outra versão deste Deus deu-se o nome de Deus das Lacunas, por motivos óbvios.

    Quais seriam as evidências (não provas) da existência de um Deus criador de todas as coisas?

    Principalmente, a organização do Universo e da Natureza, que atendem a princípios evolutivos.
    Não existe maior prova dessa organização que a EVOLUÇÃO.
    Tudo o que existe surge primeiramente do Caos ou das Incertezas, e posteriormente define-se através da objetividade. Assim se dá com o Universo e com a Natureza.

    Enumerar essa sequência de fatos seria ofender a reconhecida Inteligência dos nossos foristas, mas como estamos falando de evidências e não de provas, lembro que, grosso modo, a vida surge de um coacervado de globulinas que se arranjam formando aminoácidos, seguidos de proteínas replicantes: os RNAs e DNAs.
    E daí as bactérias rudimentares, pródromos da vida vegetal e animal.

    As maravilhosas organizações estelares com seus mistérios que desafiam e encantam nossa ciência surgem, também, do caos... de uma singularidade na amplidão vazia do indeterminado espaço/tempo, se podemos assim definir a perturbadora origem de todas as coisas.

    Estou escrevendo este texto desorganizadamente e não pretendo provar, cabalmente, coisa alguma pois certamente erros aqui serão encontrados.

    Mas demonstro que multiplicam-se evidências - repito, não provas - da existência de um ID, e portanto, a negação pura e simples seria coping. Uma demanda estéril.
  • editado May 18
    patolino escreveu: »
    E isto vai ser assim por muito tempo ainda, por um simples motivo: é plausível a existência de um Deus Criador de todas as coisas.


    Aceitar a possibilidade de uma persona criadora é coping.

  • Não, se houver evidências.
    Acho que vc teve preguiça de ler todo o texto.
  • editado May 18
    Só cei que o criso lá no clube ceticismo tá deixando os ateuses no chinelo...

    Nunca imaginei que um único debatedor ia encastoar com argumentos válidos vários oponentes ao mesmo tempo fazendo-os se valer de expedientes sofísticos fugas e tergiversações as quais sao eles que sempre costumam acusar os adversários de usar.
  • editado May 18
    patolino escreveu: »
    Não, se houver evidências.
    Acho que vc teve preguiça de ler todo o texto.

    Se houver, você confirmou o argumento inicial. Não precisei nem ler o resto.
  • Senhor escreveu: »
    Só cei que o criso lá no clube ceticismo tá deixando os ateuses no chinelo...

    Thiaguinho é um copista nato.
  • editado May 18
    Percival escreveu: »
    Senhor escreveu: »
    Só cei que o criso lá no clube ceticismo tá deixando os ateuses no chinelo...

    Thiaguinho é um copista nato.
    Sei lá, mas acho que ele não usou de subterfúgio nenhum até então.

  • Senhor escreveu: »
    Percival escreveu: »
    Senhor escreveu: »
    Só cei que o criso lá no clube ceticismo tá deixando os ateuses no chinelo...

    Thiaguinho é um copista nato.
    Sei lá, mas acho que ele não usou de subterfúgio nenhum até então.

    Me manda por mensagem privada (MP).
  • editado May 18
    patolino escreveu: »
    Quais seriam as evidências (não provas) da existência de um Deus criador de todas as coisas?

    Principalmente, a organização do Universo e da Natureza, que atendem a princípios evolutivos.
    Não existe maior prova dessa organização que a EVOLUÇÃO.
    Tudo o que existe surge primeiramente do Caos ou das Incertezas, e posteriormente define-se através da objetividade. Assim se dá com o Universo e com a Natureza.
    Isto não é evidência de nada.
    Sem falar em que você insinua que há uma "evolução" no sentido de "cada vez melhor", o que está longe de ser confirmado.
    Insinua ainda que há uma inteligência superior planejando e impulsionando essa "evolução"

    Você parte da crença para então tentar confirmá-la com supostos fatos.

    O universo é caótico e o que podemos ver é a ação do acaso. Não há um plano ou um objetivo. As coisas simplesmente acontecem, coisas surgem e depois são destruídas.
    patolino escreveu: »
    Enumerar essa sequência de fatos seria ofender a reconhecida Inteligência dos nossos foristas, mas como estamos falando de evidências e não de provas, lembro que, grosso modo, a vida surge de um coacervado de globulinas que se arranjam formando aminoácidos, seguidos de proteínas replicantes: os RNAs e DNAs.
    E daí as bactérias rudimentares, pródromos da vida vegetal e animal.
    1. A "evolução" biológica (prefiro "adaptação") é um fato. O que você insinua é que há uma vontade por trás de tudo. O que você tem a dizer do fato de que 99% das espécies que já existiram se extinguiram? Isto prova o quê?

    2. Usar desnecessariamente palavras como "pródomos" é coisa de espírita.
    patolino escreveu: »
    As maravilhosas organizações estelares com seus mistérios que desafiam e encantam nossa ciência surgem, também, do caos... de uma singularidade na amplidão vazia do indeterminado espaço/tempo, se podemos assim definir a perturbadora origem de todas as coisas.
    "Maravilhosas" é um conceito estético subjetivo. A palavra "perturbadora" não tem lugar aqui.
    patolino escreveu: »
    Mas demonstro que multiplicam-se evidências - repito, não provas - da existência de um ID, e portanto, a negação pura e simples seria coping. Uma demanda estéril.
    De "inteligente" esse "design" não tem nada.
    Já reparou que há pelo menos uma especialidade médica para cada órgão do corpo humano?
  • editado May 18
    Senhor escreveu: »
    Só cei que o criso lá no clube ceticismo tá deixando os ateuses no chinelo...

    Nunca imaginei que um único debatedor ia encastoar com argumentos válidos vários oponentes ao mesmo tempo fazendo-os se valer de expedientes sofísticos fugas e tergiversações as quais sao eles que sempre costumam acusar os adversários de usar.
    Pelo contrário, ele despeja um monte de textões vazios baseados na "sabedoria dos antigos" (qualquer viagem na maionese vira "sabedoria" depois de um certo tempo).

    Quando a gente questiona, ele diz que não temos base para entender esses conceitos "superiores" porque não lemos aquele monte de bobagens em que ele se baseia.
    Sempre que citamos alguma coisa idiota da Bíblia, ele inventa uma interpretação conveniente (ou cita as bobagens de algum "mestre"). Mas olha com desprezo para as nossas interpretações.

    Sem falar em que ele não responde a certas perguntas. Por exemplo, ele afirma que nunca será possível construir uma inteligência artificial igual à humana. Quando pedimos explicações, ele enrola e não responde.

    Em resumo, é arrogância achar que se sabe alguma coisa a respeito de um hipotético criador do Universo: como ele é, o que pensa, o que pretende. Mas os misticóides enchem livros e mais livros com afirmações definitivas.
  • patolino escreveu: »
    Não, se houver evidências.
    Acho que vc teve preguiça de ler todo o texto.
    Eu li. Só coisa velha, mil vezes refutadas ao longo dos 20 anos do RéV.
  • Fernando_Silva escreveu: »
    Senhor escreveu: »
    Só cei que o criso lá no clube ceticismo tá deixando os ateuses no chinelo...

    Nunca imaginei que um único debatedor ia encastoar com argumentos válidos vários oponentes ao mesmo tempo fazendo-os se valer de expedientes sofísticos fugas e tergiversações as quais sao eles que sempre costumam acusar os adversários de usar.
    Pelo contrário, ele despeja um monte de textões vazios baseados na "sabedoria dos antigos" (qualquer viagem na maionese vira "sabedoria" depois de um certo tempo).

    Quando a gente questiona, ele diz que não temos base para entender esses conceitos "superiores" porque não lemos aquele monte de bobagens em que ele se baseia.
    Sempre que citamos alguma coisa idiota da Bíblia, ele inventa uma interpretação conveniente (ou cita as bobagens de algum "mestre"). Mas olha com desprezo para as nossas interpretações.

    Sem falar em que ele não responde a certas perguntas. Por exemplo, ele afirma que nunca será possível construir uma inteligência artificial igual à humana. Quando pedimos explicações, ele enrola e não responde.

    Em resumo, é arrogância achar que se sabe alguma coisa a respeito de um hipotético criador do Universo: como ele é, o que pensa, o que pretende. Mas os misticóides enchem livros e mais livros com afirmações definitivas.

    Thiaguinho tá cheio de tempo pra fazer isso, mas é aquilo: o cope é cope mesmo que ninguém o refute. Porque o caracteriza é a estrutura e não a coerência com um embasamento sólido.
  • Fernando_Silva escreveu: »
    patolino escreveu: »
    Não, se houver evidências.
    Acho que vc teve preguiça de ler todo o texto.
    Eu li. Só coisa velha, mil vezes refutadas ao longo dos 20 anos do RéV.

    O pior é quando a premissa é a mesma coisa que a conclusão, se ainda fosse um malabarismo mais disfarçado perderíamos mais tempo. Pelo menos sabemos do que se trata no parágrafo inicial. Nos poupa tempo.
  • Fernando_Silva escreveu: »
    Senhor escreveu: »
    Só cei que o criso lá no clube ceticismo tá deixando os ateuses no chinelo...

    Nunca imaginei que um único debatedor ia encastoar com argumentos válidos vários oponentes ao mesmo tempo fazendo-os se valer de expedientes sofísticos fugas e tergiversações as quais sao eles que sempre costumam acusar os adversários de usar.
    Pelo contrário, ele despeja um monte de textões vazios baseados na "sabedoria dos antigos" (qualquer viagem na maionese vira "sabedoria" depois de um certo tempo).

    Quando a gente questiona, ele diz que não temos base para entender esses conceitos "superiores" porque não lemos aquele monte de bobagens em que ele se baseia.
    Sempre que citamos alguma coisa idiota da Bíblia, ele inventa uma interpretação conveniente (ou cita as bobagens de algum "mestre"). Mas olha com desprezo para as nossas interpretações.

    Sem falar em que ele não responde a certas perguntas. Por exemplo, ele afirma que nunca será possível construir uma inteligência artificial igual à humana. Quando pedimos explicações, ele enrola e não responde.
    Ora, mas é um fato. Por definição uma inteligência artificial não pode ser igual a humana, não?

  • Se criamos parecida com a humana, pode se passar por uma.
  • editado May 18
    Senhor escreveu: »
    Ora, mas é um fato. Por definição uma inteligência artificial não pode ser igual a humana, não?
    Por que não? Só porque se baseia em silício em vez de carbono?

    Que definição é essa?
  • Aí tu cai na especulação. Tanto em não existir, quanto na possibilidade.
  • Fernando_Silva escreveu: »
    Senhor escreveu: »
    Ora, mas é um fato. Por definição uma inteligência artificial não pode ser igual a humana, não?
    Por que não? Só porque se baseia em silício em vez de carbono?

    Que definição é essa?
    Sequer a própria definição de inteligência é livre de questionamentos.

  • Senhor escreveu: »
    Fernando_Silva escreveu: »
    Senhor escreveu: »
    Só cei que o criso lá no clube ceticismo tá deixando os ateuses no chinelo...

    Nunca imaginei que um único debatedor ia encastoar com argumentos válidos vários oponentes ao mesmo tempo fazendo-os se valer de expedientes sofísticos fugas e tergiversações as quais sao eles que sempre costumam acusar os adversários de usar.
    Pelo contrário, ele despeja um monte de textões vazios baseados na "sabedoria dos antigos" (qualquer viagem na maionese vira "sabedoria" depois de um certo tempo).

    Quando a gente questiona, ele diz que não temos base para entender esses conceitos "superiores" porque não lemos aquele monte de bobagens em que ele se baseia.
    Sempre que citamos alguma coisa idiota da Bíblia, ele inventa uma interpretação conveniente (ou cita as bobagens de algum "mestre"). Mas olha com desprezo para as nossas interpretações.

    Sem falar em que ele não responde a certas perguntas. Por exemplo, ele afirma que nunca será possível construir uma inteligência artificial igual à humana. Quando pedimos explicações, ele enrola e não responde.
    Ora, mas é um fato. Por definição uma inteligência artificial não pode ser igual a humana, não?
    IA um conto de fadas Matrix
  • IA e diferente de inteligência humana, informe-se.
  • Comunismo é coping.
    Já aprendi a usar o novo termo?
  • CRIATURO escreveu: »
    Senhor escreveu: »
    Fernando_Silva escreveu: »
    Senhor escreveu: »
    Só cei que o criso lá no clube ceticismo tá deixando os ateuses no chinelo...

    Nunca imaginei que um único debatedor ia encastoar com argumentos válidos vários oponentes ao mesmo tempo fazendo-os se valer de expedientes sofísticos fugas e tergiversações as quais sao eles que sempre costumam acusar os adversários de usar.
    Pelo contrário, ele despeja um monte de textões vazios baseados na "sabedoria dos antigos" (qualquer viagem na maionese vira "sabedoria" depois de um certo tempo).

    Quando a gente questiona, ele diz que não temos base para entender esses conceitos "superiores" porque não lemos aquele monte de bobagens em que ele se baseia.
    Sempre que citamos alguma coisa idiota da Bíblia, ele inventa uma interpretação conveniente (ou cita as bobagens de algum "mestre"). Mas olha com desprezo para as nossas interpretações.

    Sem falar em que ele não responde a certas perguntas. Por exemplo, ele afirma que nunca será possível construir uma inteligência artificial igual à humana. Quando pedimos explicações, ele enrola e não responde.
    Ora, mas é um fato. Por definição uma inteligência artificial não pode ser igual a humana, não?
    IA um conto de fadas Matrix
    Tem ná di tríquis...

  • Judas escreveu: »
    Comunismo é coping.
    Já aprendi a usar o novo termo?

    Perfeito.
  • Percival escreveu: »
    Judas escreveu: »
    Comunismo é coping.
    Já aprendi a usar o novo termo?

    Perfeito.

    final dos tempos percival fazendo escola.....kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
  • CRIATURO escreveu: »

    final dos tempos percival fazendo escola.....kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Nem sabe nem da metade.

  • Fernando_Silva escreveu: »
    patolino escreveu: »
    Quais seriam as evidências (não provas) da existência de um Deus criador de todas as coisas?

    Principalmente, a organização do Universo e da Natureza, que atendem a princípios evolutivos.
    Não existe maior prova dessa organização que a EVOLUÇÃO.
    Tudo o que existe surge primeiramente do Caos ou das Incertezas, e posteriormente define-se através da objetividade. Assim se dá com o Universo e com a Natureza.
    Isto não é evidência de nada.
    Sem falar em que você insinua que há uma "evolução" no sentido de "cada vez melhor", o que está longe de ser confirmado.
    Insinua ainda que há uma inteligência superior planejando e impulsionando essa "evolução"

    Você parte da crença para então tentar confirmá-la com supostos fatos.

    O universo é caótico e o que podemos ver é a ação do acaso. Não há um plano ou um objetivo. As coisas simplesmente acontecem, coisas surgem e depois são destruídas.
    Primeiramente vc faz questão de desconhecer a diferença entre evidências e provas. Se a existência de Deus não pode ser provada, as evidências de que é possível são inúmeras, no entanto, e eu não queria usar este argumento porque ele é lacrador, no entanto o fato de que a inexistência de Deus não conta nem com evidências rasteiras já seria suficiente para catalogar o argumento cético como coping.
    Outro ponto: Eu não disse que a Evolução se caracteriza por melhorar alguma coisa, mas inegavelmente acrescenta recursos inexistentes, permite a sobrevivência em ambientes hostís, agrega valores e por aí vai... Então, responda:
    o que vc vê, desde as bactérias até o Homo Sapiens?
    Desde a matéria incandescente na superfície do Planeta, na sua formação, até o verde das florestas, os pássaros, uma atmosfera respirável... isto é o quê?
    patolino escreveu: »
    Enumerar essa sequência de fatos seria ofender a reconhecida Inteligência dos nossos foristas, mas como estamos falando de evidências e não de provas, lembro que, grosso modo, a vida surge de um coacervado de globulinas que se arranjam formando aminoácidos, seguidos de proteínas replicantes: os RNAs e DNAs.
    E daí as bactérias rudimentares, pródromos da vida vegetal e animal.
    Fernando_Silva escreveu: »
    1. A "evolução" biológica (prefiro "adaptação") é um fato. O que você insinua é que há uma vontade por trás de tudo. O que você tem a dizer do fato de que 99% das espécies que já existiram se extinguiram? Isto prova o quê?
    Prova que 99% das espécies que se extinguiram eram apenas degrau para novas espécies melhor adaptadas. Imagine os Tiranossauros andando pelas nossas avenidas e parques.

    - papai, eu quero um pet; compre um Triceratops p'ra mim?
    Fernando_Silva escreveu: »
    3. Usar desnecessariamente palavras como "pródomos" é coisa de espírita.
    Obrigado!rsrs
    patolino escreveu: »
    As maravilhosas organizações estelares com seus mistérios que desafiam e encantam nossa ciência surgem, também, do caos... de uma singularidade na amplidão vazia do indeterminado espaço/tempo, se podemos assim definir a perturbadora origem de todas as coisas.
    Fernando_Silva escreveu: »
    "Maravilhosas" é um conceito estético subjetivo. A palavra "perturbadora" não tem lugar aqui.
    Desde quando? Experimente acrescentar um antônimo e veja se faz sentido. "as horríveis organizações estelares...". Ok; eu entendi o que vc quis dizer mas há de convir que a leitura fica mais agradável, né?
    patolino escreveu: »
    Mas demonstro que multiplicam-se evidências - repito, não provas - da existência de um ID, e portanto, a negação pura e simples seria coping. Uma demanda estéril.
    Fernando_Silva escreveu: »
    "inteligente" esse "design" não tem nada.
    Já reparou que há pelo menos uma especialidade médica para cada órgão do corpo humano?
    Mais uma prova de evolução nas ciências médicas. Nos tempos de Avicena (Ibne sina) um barbeiro arrancava dentes, extraia verrugas, calos e fazia pequenas cirurgias nos arredores das cidades. Além de cortar cabelos.

  • editado May 19
    patolino escreveu: »
    Primeiramente vc faz questão de desconhecer a diferença entre evidências e provas. Se a existência de Deus não pode ser provada, as evidências de que é possível são inúmeras, no entanto, e eu não queria usar este argumento porque ele é lacrador, no entanto o fato de que a inexistência de Deus não conta nem com evidências rasteiras já seria suficiente para catalogar o argumento cético como coping.
    Mais uma vez, parecendo até um crentelho vulgar, você confunde "questionar a existência de um deus" com "afirmar a inexistência".
    Eu não posso provar que deuses não existem. Mas, por outro lado, não vejo motivo para acreditar nos deuses que a humanidade inventou.

    Pergunta: como provaríamos a existência de um deus? Qual a definição de "deus" ? Como uma entidade superpoderosa poderia nos provar que ela é um deus?
    patolino escreveu: »
    Outro ponto: Eu não disse que a Evolução se caracteriza por melhorar alguma coisa, mas inegavelmente acrescenta recursos inexistentes, permite a sobrevivência em ambientes hostís, agrega valores e por aí vai... Então, responda:
    o que vc vê, desde as bactérias até o Homo Sapiens?
    Acrescenta e depois tira. Pássaros perdem a capacidade de voar, cobras já tiveram pernas, galinhas já tiveram dentes, peixes já perderam a visão etc.

    As bactérias estão onde sempre estiveram nos últimos 4 bilhões de anos. Mas surgiram novos ambientes a serem ocupados e espécies capazes de ocupá-los.
    patolino escreveu: »
    Desde a matéria incandescente na superfície do Planeta, na sua formação, até o verde das florestas, os pássaros, uma atmosfera respirável... isto é o quê?
    A vida surgiu na água fervente e numa atmosfera de gases sulfurosos, sem oxigênio. Esta vida ainda existe.
    Com o esfriamento e a produção de oxigênio pelas bactérias verdes, surgiu um espaço a ser ocupado por formas de vida que respiram oxigênio e vivem na água fria.
    patolino escreveu: »
    Fernando_Silva escreveu: »
    1. A "evolução" biológica (prefiro "adaptação") é um fato. O que você insinua é que há uma vontade por trás de tudo. O que você tem a dizer do fato de que 99% das espécies que já existiram se extinguiram? Isto prova o quê?
    Prova que 99% das espécies que se extinguiram eram apenas degrau para novas espécies melhor adaptadas. Imagine os Tiranossauros andando pelas nossas avenidas e parques.

    - papai, eu quero um pet; compre um Triceratops p'ra mim?
    Piadinha em vez de argumentos.
    Sim, a vida que se extinguiu abriu espaço para novas espécies. Mas que criador é esse que continuamente cria e depois destrói?
    Por que ele já não criou tudo do jeito que é agora?

    As baratas estão aí há uns 300 milhões de anos. Conviveram com os dinossauros. Por que não se extinguiram? Para nos atazanar?

    Quando os humanos se extinguirem, talvez as baratas ou outras espécies se tornem inteligentes e ocupem nosso espaço.
    patolino escreveu: »
    Fernando_Silva escreveu: »
    "Maravilhosas" é um conceito estético subjetivo. A palavra "perturbadora" não tem lugar aqui.
    Desde quando? Experimente acrescentar um antônimo e veja se faz sentido. "as horríveis organizações estelares...". Ok; eu entendi o que vc quis dizer mas há de convir que a leitura fica mais agradável, né?
    Não. Detesto tentativas de manipulação emocional.
    patolino escreveu: »
    Fernando_Silva escreveu: »
    "inteligente" esse "design" não tem nada.
    Já reparou que há pelo menos uma especialidade médica para cada órgão do corpo humano?
    Mais uma prova de evolução nas ciências médicas. Nos tempos de Avicena (Ibne sina) um barbeiro arrancava dentes, extraia verrugas, calos e fazia pequenas cirurgias nos arredores das cidades. Além de cortar cabelos.
    A necessidade de que a medicina evolua só demonstra como o criador foi incapaz de fazer um serviço decente.
    Temos que nos virar para consertar sua bosta de projeto, seu amontoado de remendos a que chamamos "ser humano".
    patolino escreveu: »
    Fernando_Silva escreveu: »
    3. Usar desnecessariamente palavras como "pródomos" é coisa de espírita.
    Obrigado!rsrs
    Não foi um elogio.
  • Fernando_Silva escreveu: »
    patolino escreveu: »
    Primeiramente vc faz questão de desconhecer a diferença entre evidências e provas. Se a existência de Deus não pode ser provada, as evidências de que é possível são inúmeras, no entanto, e eu não queria usar este argumento porque ele é lacrador, no entanto o fato de que a inexistência de Deus não conta nem com evidências rasteiras já seria suficiente para catalogar o argumento cético como coping.
    Mais uma vez, parecendo até um crentelho vulgar, você confunde "questionar a existência de um deus" com "afirmar a inexistência".
    Eu não posso provar que deuses não existem. Mas, por outro lado, não vejo motivo para acreditar nos deuses que a humanidade inventou.

    Pergunta: como provaríamos a existência de um deus? Qual a definição de "deus" ? Como uma entidade superpoderosa poderia nos provar que ela é um deus?
    patolino escreveu: »
    Outro ponto: Eu não disse que a Evolução se caracteriza por melhorar alguma coisa, mas inegavelmente acrescenta recursos inexistentes, permite a sobrevivência em ambientes hostís, agrega valores e por aí vai... Então, responda:
    o que vc vê, desde as bactérias até o Homo Sapiens?
    Acrescenta e depois tira. Pássaros perdem a capacidade de voar, cobras já tiveram pernas, galinhas já tiveram dentes, peixes já perderam a visão etc.

    As bactérias estão onde sempre estiveram nos últimos 4 bilhões de anos. Mas surgiram novos ambientes a serem ocupados e espécies capazes de ocupá-los.
    patolino escreveu: »
    Desde a matéria incandescente na superfície do Planeta, na sua formação, até o verde das florestas, os pássaros, uma atmosfera respirável... isto é o quê?
    A vida surgiu na água fervente e numa atmosfera de gases sulfurosos, sem oxigênio. Esta vida ainda existe.
    Com o esfriamento e a produção de oxigênio pelas bactérias verdes, surgiu um espaço a ser ocupado por formas de vida que respiram oxigênio e vivem na água fria.
    patolino escreveu: »
    Fernando_Silva escreveu: »
    1. A "evolução" biológica (prefiro "adaptação") é um fato. O que você insinua é que há uma vontade por trás de tudo. O que você tem a dizer do fato de que 99% das espécies que já existiram se extinguiram? Isto prova o quê?
    Prova que 99% das espécies que se extinguiram eram apenas degrau para novas espécies melhor adaptadas. Imagine os Tiranossauros andando pelas nossas avenidas e parques.

    - papai, eu quero um pet; compre um Triceratops p'ra mim?
    Piadinha em vez de argumentos.
    Sim, a vida que se extinguiu abriu espaço para novas espécies. Mas que criador é esse que continuamente cria e depois destrói?
    Por que ele já não criou tudo do jeito que é agora?

    As baratas estão aí há uns 300 milhões de anos. Conviveram com os dinossauros. Por que não se extinguiram? Para nos atazanar?

    Quando os humanos se extinguirem, talvez as baratas ou outras espécies se tornem inteligentes e ocupem nosso espaço.
    patolino escreveu: »
    Fernando_Silva escreveu: »
    "Maravilhosas" é um conceito estético subjetivo. A palavra "perturbadora" não tem lugar aqui.
    Desde quando? Experimente acrescentar um antônimo e veja se faz sentido. "as horríveis organizações estelares...". Ok; eu entendi o que vc quis dizer mas há de convir que a leitura fica mais agradável, né?
    Não. Detesto tentativas de manipulação emocional.
    patolino escreveu: »
    Fernando_Silva escreveu: »
    "inteligente" esse "design" não tem nada.
    Já reparou que há pelo menos uma especialidade médica para cada órgão do corpo humano?
    Mais uma prova de evolução nas ciências médicas. Nos tempos de Avicena (Ibne sina) um barbeiro arrancava dentes, extraia verrugas, calos e fazia pequenas cirurgias nos arredores das cidades. Além de cortar cabelos.
    A necessidade de que a medicina evolua só demonstra como o criador foi incapaz de fazer um serviço decente.
    Temos que nos virar para consertar sua bosta de projeto, seu amontoado de remendos a que chamamos "ser humano".
    patolino escreveu: »
    Fernando_Silva escreveu: »
    3. Usar desnecessariamente palavras como "pródomos" é coisa de espírita.
    Obrigado!rsrs
    Não foi um elogio.

    Sr. @Fernando_Silva,
    Seus argumentos são mais sólidos e mais coerentes do que os do Sr. Patolino. Entretanto, se me permite uma "tirada" com o nome do site, gostaria de abrir uma linha de discussão:
    SE "Religião é Veneno", ENTÃO o Ateísmo seria o antídoto?
    Tenho sérias dúvidas. Claro, as teocracias cometeram muitas injustiças ao longo da História. Vide as teocracias recentes no Irã, na Arábia Saudita e no Afeganistão (talvez em TODO país islâmico?). Enfim, talvez um sistema político e econômico SEM Deus seria o que a humanidade precisa?
    Acho que NÃO. O materialismo dialético impregnou o movimento por trás da Revolução Russa de 1917, a Revolução Chinesa, a Cubana, o Khmer Vermelho no Camboja e assim por diante. Salvo engano, o comunismo é ateu. Mas diante do fato histórico de Holodomor, dos gulags soviéticos e etc., poderíamos afirmar que uma "ateocracia" seria muito melhor do que uma "teocracia"?
    Um sistema social, politico e econômico SEM Deus, como a antiga URSS e seus países satélites, apresenta maior respeito à vida, à liberdade de expressão e à dignidade da pessoa humana? O que a China comunista está fazendo com Hong Kong e Taiwan?
  • SE "Religião é Veneno", ENTÃO o Ateísmo seria o antídoto?

    Não.
    A declaração de princípios do Fórum Religião é Veneno determina "combate ao fanatismo e fundamentalismo religioso, defesa da razão e do método científico".

    Religiosos que nao são fanáticos ou fundamentalistas não são considerados venenosos ou envenenados aqui.

    E ateísmo é apenas uma opção intelectual, dentre outras.

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.