Ateu maluco :-)

Olá pessoal!

Agradeço por aceitarem minha subscrição e peço licença para fazer um pedido.

Sou católico e estou escrevendo em videotexto uma espécie de ficção religiosa, na qual um ateu maluco (assumidamente psicótico) debate com Deus, porém, de igual para igual, sem se converter.

Como uso hipóteses teológicas fundamentalistas, apesar de secundárias, já pedi e recebi avaliações católicas de abono quanto a pelo menos eu não ter incorrido (ainda) em alguma heresia, ou blasfêmia.

Entretanto, como também *não é* meu objetivo depreciar o protagonista ateu, ou deixá-lo em desvantagem injusta, venho aqui no Religião é Veneno perguntar se as atitudes, observações e argumentos do ateu não são de algum modo ateisticamente impróprias, insuficientes, ou desrespeitosas.

Adianto que foi intencional colocar um certo humorismo na situação insólita do diálogo, especialmente quando ocorrem trocas irônicas, mas, procurei manter também isto equilibrado entre os lados (cada um conforme sua posição e personalidade).

Não sei qual o número de conversas que ainda escreverei, mas, eu forneceria o link de um blog com os textos completos (sem ser em vídeo) apenas das quatro primeiras conversas, por considerá-las suficientes para este especial favor.

Entretanto, como no blog estão indicados o título e o meu pseudônimo artístico, e sendo que não é meu interesse promover o trabalho (por enquanto), também posso postar aqui apenas os textos das conversas, uma por vez ou todas, porém, avisando que cada uma tem cerca de 300 parágrafos (em maioria bem curtos por ser um diálogo) com aproximadamente 36.000 caracteres.

Ou, também posso fornecer meu email para que eventuais interessados possam privativamente solicitar o link, ou os textos.

De modo que gostaria de saber dos moderadores se tem cabimento esta solicitação aqui no Religião é Veneno.

Muito obrigado!

Renato
«1

Comentários

  • editado March 14
    Olá Renato, para a sua proteção e privacidade não poste seu e-mail nos tópicos do fórum pois eles são públicos e aparecem nos mecanismos de pesquisa como o Google. Seu e-mail terminaria sendo identificado por todo tipo de bot e você seria inundado por spams ou coisa pior.

    Você pode passar seu e-mail para quem pedir usando o mecanismo de mensagens privadas. O fórum conta com um mecanismo de mensagens onde os foristas podem se comunicar de modo privado. No topo do site existe essa opção "mensagens" em algum lugar e funciona quase como um sistema de e-mail dentro do fórum.

    Quanto ao assunto principal do tópico, eu sou um ex-ateu e atualmente agnóstico teísta e um tipo estranho de "ignostico".

    Por agnóstico significa que eu entendo que é impossível saber se Deus existe. De fato é impossível saber até se você ou qualquer outra pessoa existe ou mesmo realmente saber que tudo não passa de um sonho que parece real.
    O solipsismo é irrefutável e não temos como de fato saber nada sobre a realidade externa, isso inclui Deus.

    Por teísta isso significa que apesar de não poder provar ou comprovar que Deus existe, por alguma razão eu escolhi acreditar que ele existe da mesma forma que escolhi acreditar que as pessoas a minha volta são reais e tudo não se trata somente de um sonho complexo, ainda que eu nunca possa realmente SABER disso com 100% de certeza.
    Portanto é a aceitação de certas crenças pela incapacidade humana de realmente SABER.

    Por ignostico isso significa que quando eu uso o termo "Deus" eu não o uso com a mesma definição que você tem de Deus, nem a de qualquer religião, embora o taoismo tenha a melhor definição de Deus que eu já vi e que é definido mais ou menos da seguinte forma:
    "Deus é o indefinível, o Deus que pode ser definido não é o verdadeiro Deus e o Deus que não se pode definir é o Deus do qual não se pode falar, pois ao se falar dele se estara falando de um falso Deus que foi falsamente definido".

    Certamente a minha experiência com Deus que me levou a deixar de ser ateu é bastante diferente do tipo de argumentação que você deve estar buscando, mas eu mantive um dos mais acertivos argumentos ateus que é a incompatibilidade entre um Deus bom e a realidade humana.

    O problema do mal no mundo prova a impossibilidade de um Deus bom e aos olhos humanos Deus só pode ser visto como sendo mal.

    Caso queira saber mais, estamos ai.
    Seja bem-vindo ao Religião é Veneno.
  • renato_labaro escreveu: »
    também posso postar aqui apenas os textos das conversas, uma por vez ou todas, porém, avisando que cada uma tem cerca de 300 parágrafos (em maioria bem curtos por ser um diálogo) com aproximadamente 36.000 caracteres.

    Você pode postar o que quiser, mas recomendo evitar textos muito grandes porque as mídias luminosas como a tela do computador e celular tem a tendência de cansar o leitor mais rapidamente.

    Uma dica que eu dou seria você criar tópicos individuais com cada argumento que pretende usar no livro e talvez alguns dialogos dele onde a argumentação ocorre.

    Com isso os foristas podem tentar refutar os argumentos usados por você no texto e isso te permitirá identificar quais argumentos são mais fortes e mais fracos.

    Então ir criando múltiplos tópicos com argumentos mais individuais seria a minha dica.
  • editado March 14
    Se prepare também para receber refutações de espiritas, evangélicos, muçulmanos e outros tipos de teístas que existem no fórum.
    Dificilmente só os ateus vão discordar dos argumentos católicos.
  • Olá NadaSei!

    Obrigado por sua resposta. Não esperava algo íntimo, sobre você, mas agradeço demais por entender que fez isto pela boa vontade de me receber bem. Agradeço mesmo.

    Vou comentar mais especificamente o que escreveu, mas, estou enviando esta resposta para testar a postagem e com fazer citações, ok?

    Teste de citação:
    Quanto ao assunto principal do tópico, eu sou um ex-ateu e atualmente agnóstico teísta e um tipo estranho de "ignostico".

    Dando certo, eu retorno...

    Obrigado mais uma vez!

    Renato
  • Olá NadaSei!

    Ao postar o teste vi seus dois outros comentários que obviamente confirmaram um mal entendido que eu iria citar para me certificar. Ocorre que não estou procurando refutações aos argumentos de Deus no meu trabalho.

    Eu já fui ateu, conheço todos os argumentos contrários ao teísmo, há anos não vendo nada diferente. E são exatamente os tipos de argumentos que o ateu maluco usa nas conversas.

    De modo que não faria sentido eu fazer o que sugeriu. Trata-se de uma obra de arte em que todas as partes são intimamente interdependentes. Tipo, se você lê apenas esta fala de um personagem de algum livro: "- Ora, mas está na Bíblia!". Isoladamente nem vai poder saber se obviamente ele está brincando, e que portanto nem está sendo falacioso...

    Portanto, o favor especial que peço a você e aos membros do fórum, é que de algum modo aceitem ler apenas as quatro primeiras conversas inteiras, como sendo uma história (dá para ler em 15 minutos), pois de fato é a história de um diálogo. E isto apenas para, por favor, criticarem SE eu coloquei algum argumento *impropriamente* nas falas do ateu maluco, ou se fui desrespeitoso, ou injusto com o personagem.

    Como eu explicitei na minha solicitação, quanto ao debate entre eles, em toda a história das conversas o ateu maluco NUNCA irá se converter, por mais conversas que eu ainda escreva!

    Agradeço demais aos que puderem me prestar este grande favor.


    Renato
  • editado March 14
    renato_labaro escreveu: »
    Olá NadaSei!

    Ao postar o teste vi seus dois outros comentários que obviamente confirmaram um mal entendido que eu iria citar para me certificar. Ocorre que não estou procurando refutações aos argumentos de Deus no meu trabalho.

    Eu já fui ateu, conheço todos os argumentos contrários ao teísmo, há anos não vendo nada diferente. E são exatamente os tipos de argumentos que o ateu maluco usa nas conversas.

    De modo que não faria sentido eu fazer o que sugeriu. Trata-se de uma obra de arte em que todas as partes são intimamente interdependentes. Tipo, se você lê apenas esta fala de um personagem de algum livro: "- Ora, mas está na Bíblia!". Isoladamente nem vai poder saber se obviamente ele está brincando, e que portanto nem está sendo falacioso...

    Portanto, o favor especial que peço a você e aos membros do fórum, é que de algum modo aceitem ler apenas as quatro primeiras conversas inteiras, como sendo uma história (dá para ler em 15 minutos), pois de fato é a história de um diálogo. E isto apenas para, por favor, criticarem SE eu coloquei algum argumento *impropriamente* nas falas do ateu maluco, ou se fui desrespeitoso, ou injusto com o personagem.

    Como eu explicitei na minha solicitação, quanto ao debate entre eles, em toda a história das conversas o ateu maluco NUNCA irá se converter, por mais conversas que eu ainda escreva!

    Agradeço demais aos que puderem me prestar este grande favor.


    Renato

    Sem querer parecer intrometido na conversa particular entre vocês dois,mas não nego achar peculiar e interessante a proposição do forista em querer abordar através de um diálogo fictício e humorístico um assunto polêmico na forma de um vídeo-texto e para isto pedir conselhos tanto aos católicos quanto aos ateus para se ter uma boa base para os seus escritos;como também não posso deixar de achar pessoalmente bacana haver mais de um católico confesso em um fórum assumidamente e amplamente ateu.Não acho que posso lhe ser de muita ajuda em sua proposta,porém;tenho conteúdo de sobra a respeito de variados temas relacionados ao catolicismo e caso sirva posso manda-los aqui de forma bem resumida para não atrapalhar este tópico.
  • editado March 14
    Sobre o Solipsismo citado pelo Nada Sei,me lembrou de um vídeo que aborda certo tema relacionado a este assunto;acho que era sobre Descartes.
  • editado March 14
    Olá Deus!

    Claro que concordo que minha proposta é peculiar e interessante. Se ler as conversas deverá concluir por que é uma honra para mim participar de um fórum ateu.

    Aliás, aproveito para parabenizar os 21 anos de existência do Religião é Veneno.

    E agradeço encarecidamente se puder ajudar, apenas um pouco mesmo, no que afirmei necessitar.

    Um ótimo dia para todos!

    Renato
  • renato_labaro escreveu: »

    Sou católico e estou escrevendo em videotexto uma espécie de ficção religiosa, na qual um ateu maluco (assumidamente psicótico) debate com Deus, porém, de igual para igual, sem se converter.

    Seja bem vindo!

    Quando ficar pronto, pode postar aqui no forum?

    Vai ser bacana ver um ateu psicotico falando com um deus psicopata e narcisista.
  • editado March 14
    Ola ENCOSTO!
    ateu psicotico falando com um deus psicopata e narcisista.
    Exatamente! kkk

    E já está pronto há tempos. Eu poderia postar aqui no fórum imediatamente se for permitido/possível/conveniente. Mas, como sou muito honesto, acho importante que isto seja decidido pela moderação do Religião é Veneno. O forista NadaSei recomendou que não eu não poste email ou texto grande aqui (caso em que seria necessário). Mas, como ele recomendou, cada forista interessado em me ajudar pode me pedir em privado meu email para receber o texto puro, ou o link do blog (contendo o mesmo texto porém aparecendo o nome da obra e meu pseudônimo artístico).

    Não sei se o NadaSei ou você são moderadores, o que seria importante para autorizar a postagem direta aqui, seja do texto ou do link.

    Um detalhe muito importante sobre o comentário do forista Deus: em videotexto estão originalmente publicadas todas as conversas (atualmente na conversa 8). Mas aqui estarei disponibilizando apenas as 4 primeiras conversas, pois são as únicas que estão em formato normal de leitura (texto simples com o diálogo inteiro do início ao fim), sendo que as providenciei exatamente para pedir estes auxílios de crítica, tanto da parte de católicos, como agora de ateus.

    Sua intuição sobre o ateu psicótico com um deus psicopata e narcisista foi ótima, pois é camada de relação principal do teor humorístico nas conversas, kkk.

    Muito obrigado por querer ler!

    Renato

  • Olá Renato , seja bem vindo!
    posta o texto grande lê quem quiser, acho que ele quis dizer que as pessoas tem preguiça de ler textos muito grandes por isso seria melhor dividi-los.
    objetivo é esse mesmo postar ideias através de tópicos para que possamos discutir a respeito e pode ir se preparando porque o pessoal aqui é bem critico mesmo!
  • editado March 14
    renato_labaro escreveu: »
    Olá NadaSei!

    Ao postar o teste vi seus dois outros comentários que obviamente confirmaram um mal entendido que eu iria citar para me certificar. Ocorre que não estou procurando refutações aos argumentos de Deus no meu trabalho.

    Entendo, mas saiba que em um fórum de discussão você vai receber tanto refutações discordando quanto argumentações complementares concordando com qualquer coisa que você postar.
    Espere também por criticas, algumas vezes bem ácidas, ao seu trabalho. No fórum quase tudo é permitido, exceto pelos xingamentos, ameaças ou o negacionismo do holocausto.
    renato_labaro escreveu:
    Eu já fui ateu, conheço todos os argumentos contrários ao teísmo, há anos não vendo nada diferente. E são exatamente os tipos de argumentos que o ateu maluco usa nas conversas.
    Bom, eu acho que você não conhece o Religião é Veneno.
    Garanto que vai ouvir argumentos novos por aqui, tanto de ateus, quanto de teístas.
    Isso teria o potencial de ajudar a melhorar os argumentos do seu ateu maluco se esse fosse o seu interesse, mas parece que sua obra já está pronta e você só quer ouvir opiniões sobre ela.
    renato_labaro escreveu:
    De modo que não faria sentido eu fazer o que sugeriu. Trata-se de uma obra de arte em que todas as partes são intimamente interdependentes. Tipo, se você lê apenas esta fala de um personagem de algum livro: "- Ora, mas está na Bíblia!". Isoladamente nem vai poder saber se obviamente ele está brincando, e que portanto nem está sendo falacioso...

    Portanto, o favor especial que peço a você e aos membros do fórum, é que de algum modo aceitem ler apenas as quatro primeiras conversas inteiras, como sendo uma história (dá para ler em 15 minutos), pois de fato é a história de um diálogo. E isto apenas para, por favor, criticarem SE eu coloquei algum argumento *impropriamente* nas falas do ateu maluco, ou se fui desrespeitoso, ou injusto com o personagem.
    Sinta-se livre para postar o que quiser, a minha sugestão foi só isso mesmo. Eu imagino que se você postar algo muito grande de uma só vez o número de pessoas interessadas em ler tudo e em comentar deve acabar sendo mais reduzido.
    Por isso a sugestão de postar a coisa toda mais a "conta-gotas" entende?

    Textos menores em geral tem uma audiência maior.

  • Deus escreveu: »
    (...)como também não posso deixar de achar pessoalmente bacana haver mais de um católico confesso em um fórum assumidamente e amplamente ateu.(...).

    Nas épocas mais movimentadas do fórum a diversidade de teístas era uma das coisas que eu mais gostava aqui.
  • renato_labaro escreveu: »

    Sou católico e estou escrevendo em videotexto uma espécie de ficção religiosa, na qual um ateu maluco (assumidamente psicótico) debate com Deus, porém, de igual para igual, sem se converter.

    Bem vindo.
    Dps posta fanfic que eu quero ler.

  • Deus escreveu: »
    Sobre o Solipsismo citado pelo Nada Sei,me lembrou de um vídeo que aborda certo tema relacionado a este assunto;acho que era sobre Descartes.

    Esse vídeo é bem legal e aborda algumas coisas que estão bem na base da minha jornada. Descartes foi uma das minhas primeiras influencias há mais de 20 anos atrás e teve um grande impacto na minha forma de pensar.
  • renato_labaro escreveu: »

    Entretanto, como também *não é* meu objetivo depreciar o protagonista ateu, ou deixá-lo em desvantagem injusta,

    Um ateu debatendo com o próprio deus me parece uma desvantagem e tanto.

    Tipo colocar alguém que acha que a terra é plana debatendo com um interlocutor a bordo de uma estação espacial que gira em torno da Terra.
    Mas aguardemos.

  • Olá NadaSei!
    Entendo, mas saiba que em um fórum de discussão você vai receber tanto refutações discordando quanto argumentações complementares concordando com qualquer coisa que você postar.
    Espere também por criticas, algumas vezes bem ácidas, ao seu trabalho. No fórum quase tudo é permitido, exceto pelos xingamentos, ameaças ou o negacionismo do holocausto.
    Também entendo seu ponto e *por mim* não tem problema postarem contra-argumentos, refutações e tal. Porém, honestamente devo adiantar que, por filosofia de vida pessoal, eu não debato política e nem religião. Poderei comentar estas manifestações, mas não responder a elas com numa disputa para mostrar que estou mais certo, etc.

    Só espero que, por favor, além disto, critiquem o *modo* como os argumentos estão colocados, para não ficar parecendo que o ateu maluco é burro também. Ou para não parecer que o estou desrespeitando de algum modo.
    Garanto que vai ouvir argumentos novos por aqui,
    Admito a possibilidade...
    mas parece que sua obra já está pronta e você só quer ouvir opiniões sobre ela.
    Sim, no momento é isto mesmo, pois meu interesse aqui é que me ajudem a publicar logo, mas sem pagar mico... kkk Mas, certamente: eu concordando com *novos* contra-argumentos para qualquer lado, poderei utilizá-los nas próximas conversas, e também em futuras edições/revisões das atuais, conforme o estilo da obra os acomodarem.
    Sinta-se livre para postar o que quiser, a minha sugestão foi só isso mesmo.
    Ok, e agradeço pela orientação NadaSei. Como tenho que postar as conversas inteiras, então vou postar apenas a primeira conversa e, conforme for, depois posto as demais.

    Agradeço a todos por suas participações.

    Renato
  • Olá Percival!
    Dps posta fanfic que eu quero ler.
    Caramba! Olha aí! Nunca me ocorreu este termo para indicar o gênero do meu trabalho. Na descrição dos vídeos eu digo que é "ficção religiosa, apesar de ateisticamente redundante." Mas, é tipicamente uma FANFIC! Muito obrigado por esta...

    E sim, vou postar daqui a pouco.

    Valeu!!

    Renato





  • Olá CRIATURO!
    Olá Renato , seja bem vindo!
    posta o texto grande lê quem quiser, acho que ele quis dizer que as pessoas tem preguiça de ler textos muito grandes por isso seria melhor dividi-los.
    objetivo é esse mesmo postar ideias através de tópicos para que possamos discutir a respeito e pode ir se preparando porque o pessoal aqui é bem critico mesmo!
    Obrigado! Vou postar sim! Sem problemas com qualquer crítica.

    Valeu!

    Renato
  • Oi pessoal!
    Deu erro de excesso "corpo é 6534 caracteres mais longo" Pelo que calculo, acho que vai dar para dividir em 2 tranquilo, o que fica de boa...
    Já retorno.
  • Pessoal, fiz 2 posts novos: Ateu Maluco 1A e 1B. Por favor, digam se está tudo ok para vocês.
    Obrigado!
  • NadaSei escreveu: »
    Deus escreveu: »
    Sobre o Solipsismo citado pelo Nada Sei,me lembrou de um vídeo que aborda certo tema relacionado a este assunto;acho que era sobre Descartes.

    Esse vídeo é bem legal e aborda algumas coisas que estão bem na base da minha jornada. Descartes foi uma das minhas primeiras influencias há mais de 20 anos atrás e teve um grande impacto na minha forma de pensar.

    Fico contente que tenha gostado,este vídeo faz parte de uma playlist que aborda alguns espantalhos atribuídos a certos filósofos renomados;como este sobre Nietzsche.
  • renato_labaro escreveu: »
    Pessoal, fiz 2 posts novos: Ateu Maluco 1A e 1B. Por favor, digam se está tudo ok para vocês.
    Obrigado!

    Só um conselho ignora o CRIATURO vale a pena não.
  • editado March 15
    Percival escreveu: »
    renato_labaro escreveu: »
    Pessoal, fiz 2 posts novos: Ateu Maluco 1A e 1B. Por favor, digam se está tudo ok para vocês.
    Obrigado!

    Só um conselho ignora o CRIATURO vale a pena não.

    qualquer um consegue fazer isso menos voce, que parece um namorado desprezado!
  • CRIATURO escreveu: »
    Percival escreveu: »
    renato_labaro escreveu: »
    Pessoal, fiz 2 posts novos: Ateu Maluco 1A e 1B. Por favor, digam se está tudo ok para vocês.
    Obrigado!

    Só um conselho ignora o CRIATURO vale a pena não.

    qualquer consegue fazer isso menos voce, que parece um namorado desprezado!
    Eu nem discuto mais no quesito teológico, só debato nas sandices em outros assuntos.
  • Pessoal, aí vai a segunda conversa. Obrigado.
  • editado March 15
    A segunda conversa é a mais densa de Deus e passiva do ateu maluco. Não tenho certeza, mas acho que tanto ele pode realmente ter ficado curioso, quanto também ter só dado corda na psicose para produzir conteúdo... kkk

    As próximas conversas são mais leves, intrigantes e divertidas. Prometo... :-)

    Um ótimo dia para todos!
  • Boa tarde a todos!

    Agradeço muito os comentários.E passarei a respondê-los.

    Até já!

    Renato
  • Pessoal, já estarei postando a terceira conversa! Mais uma vez, agradeço o espaço e as críticas!

    Renato
  • Boa tarde, pessoal!

    Estou respondendo aos que comentaram desde ontem, pelo que agradeço muito!
    A seguir, postarei a quarta e última conversa em texto normal.

    Pergunto se há como desabilitar os sublinhados corretivos em vermelho ao editar as respostas.

    Muito obrigado

    Renato
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.