Socialismo é a solução

https://eco.sapo.pt/2022/06/08/seguranca-social-corta-apoio-alimentar-a-centenas-de-familias/

Ninguém passaria fome se não tivesse que trabalhar 4-6 meses por ano para pagar impostos.

Comentários

  • A comida cairia do céu.

    Portugal tem o mesmo dilema do Brasil gente recebendo benefício sem o critério.
  • O problema não é tanto haver pessoa a receber, mas gastar dinheiro público como se fosse um benefício caído do céu.

    O problema em Portugal é os impostos serem um empecilho a querer ganhar dinheiro (economia formal).


    Ter um salário muito baixo beneficia mais que um salário um pouco acima:
    1 - o escalão do IRS (impostos) será baixo ou nem será considerado (isenção, salário mínimo).
    2 - ser de baixo escalão dá benefício de serviços mais baratos.
    3 - há compensações monetárias maiores para pagar serviços (eg. creche) a quem for de baixo escalão. Basta subir um pouco de rendimento e receberá zero. Isto coloca as pessoas num dilema, se recebem mais terão que gastar necessariamente mais.


  • Em Portugal há a chamada retenção na fonte (autoridade tributária retém parte do salário mensal), depois muitas pessoas de baixo rendimento recebem o reembolso acreditando estar a receber dinheiro do Estado.
    Nunca uma devolução cobrada indevidamente beneficiou tanto o poder político como este reembolso.
  • editado June 8
    PugII escreveu: »
    O problema não é tanto haver pessoa a receber, mas gastar dinheiro público como se fosse um benefício caído do céu.

    O problema em Portugal é os impostos serem um empecilho a querer ganhar dinheiro (economia formal).


    Ter um salário muito baixo beneficia mais que um salário um pouco acima:
    1 - o escalão do IRS (impostos) será baixo ou nem será considerado (isenção, salário mínimo).
    2 - ser de baixo escalão dá benefício de serviços mais baratos.
    3 - há compensações monetárias maiores para pagar serviços (eg. creche) a quem for de baixo escalão. Basta subir um pouco de rendimento e receberá zero. Isto coloca as pessoas num dilema, se recebem mais terão que gastar necessariamente mais.


    Conclusão todo mundo se acha pobre e se acha no direito de receber auxílio.
  • PugII escreveu: »
    Em Portugal há a chamada retenção na fonte (autoridade tributária retém parte do salário mensal), depois muitas pessoas de baixo rendimento recebem o reembolso acreditando estar a receber dinheiro do Estado.
    Nunca uma devolução cobrada indevidamente beneficiou tanto o poder político como este reembolso.
    Idem no Brasil.
  • PugII escreveu: »
    https://eco.sapo.pt/2022/06/08/seguranca-social-corta-apoio-alimentar-a-centenas-de-familias/

    Ninguém passaria fome se não tivesse que trabalhar 4-6 meses por ano para pagar impostos.
    Impostos são necessários. O problema é definir o quanto é necessário cobrar e como gastá-los.
  • Só haverá essa discussão quando o sistema colapsar.
  • Fernando_Silva escreveu: »
    PugII escreveu: »
    https://eco.sapo.pt/2022/06/08/seguranca-social-corta-apoio-alimentar-a-centenas-de-familias/

    Ninguém passaria fome se não tivesse que trabalhar 4-6 meses por ano para pagar impostos.
    Impostos são necessários. O problema é definir o quanto é necessário cobrar e como gastá-los.

    Limitar o gasto pode ser o modo para definir quanto cobrar.
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.